Dá um Gosto ao ADN

Festas do Montijo encerram esta noite

Festas mostram  legado da mais genuína tradição aldeana e montijense

A Câmara do Montijo inaugurou o novo espaço do Museu do Pescador da Sociedade Cooperativa União Piscatória Aldegalense (SCUPA), no Montijo, a 26 de Junho, durante as Festas de São Pedro. O espaço museológico ocupa agora o edifício da antiga Escola Conde Ferreira, na avenida dos Pescadores em frente à sede da SCUPA. As Festas do Montijo encerram esta noite com Quim Barreiros e a Queima do Batel. 

Museu do Pescador tem novas instalações no Montijo 

O presidente da SCUPA, José Maria dos Santos, explicou que “o Museu nasceu a 24 de Junho de 1988, na direção presidida por Manuel Luís Pereira dos Santos, no sótão da SCUPA”.
E num dia especial, com o novo museu lotado e a festa a correr lá fora, o presidente da SCUPA agradeceu "a todos os que permitiram tornar este sonho realidade, para memória dos pescadores, da SCUPA e da cidade do Montijo”, disse José Maria dos Santos.
O Presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, mostrou-se orgulhoso pelo novo espaço, “um museu da história local, da arte da pesca constituído pelo espólio dos homens da faina e bens dos pescadores”.
Para o autarca, o novo museu do pescador “pelo seu programa e pelo modo como vai ser, a partir de agora utlizado, constitui um instrumento privilegiado de informação e de formação cultural, um caso que deve ser tomado como exemplo porque cuidar do património é cuidar do futuro, é respeitar e valorizar a memória coletiva”, sublinhou Nuno Canta.
A inauguração contou com um apontamento musical do grupo de cavaquinhos da Sociedade Filarmónica 1.º de Dezembro.
O antigo museu na sede da SCUPA "apresentava fragilidades, sobretudo ao nível das acessibilidades, espaço físico e mostra expositiva", disse fonte da Câmara. As novas instalações "permitem ultrapassar todas as barreiras que até aqui condicionavam este espaço museológico", garante Nuno Canta.
O novo museu acolhe cerca de 80 peças e está dividido em quatro núcleos dedicados à SCUPA, à faina, às atividades complementares e aos pescadores e a sua religiosidade.
Com o objetivo de ser uma entidade viva, ligada à comunidade, o museu do Pescador é um espaço onde a comunidade piscatória se revê, nascendo como um símbolo da sua identidade, da sua cultura e dos seus costumes.

Milhares de pessoas nas ruas do Montijo 
Festas de São Pedro chegam hoje ao fim, no Montijo 
Milhares de pessoas já passaram pelas ruas iluminadas das Festas Populares do Montijo, que terminam esta noite. A Fanfarra dos Bombeiros Voluntários do Montijo deu início à cerimónia de abertura, a 25 de Junho, que contou a presença do executivo municipal, membros da Assembleia Municipal, entre demais entidades oficiais e convidados. 
José Manuel dos Santos, presidente da Comissão de Festas agradeceu o empenho que a autarquia e todos os envolvidos demonstraram na organização das festividades, referindo que a comissão reuniu esforços para cumprir a sua missão de “Unir Montijo em torno das Festas Populares de S. Pedro”.
O Presidente da Comissão de Festas expressou o desejo de que “todos juntos e de mãos dadas consigamos levar o nome de Montijo mais longe para que as Festas Populares S. Pedro ocupem o lugar que merecem”.
O presidente da Câmara do Montijo, Nuno Canta sublinhou que “As Festas Populares de S. Pedro constituem o maior evento cultural da nossa cidade. Não há nada mais importante do que a cultura. É preciso que ela nos junte em diálogo uns com os outros, por uma terra de fraternidade e por uma terra de solidariedade”.
Para o autarca o programa das Festas Populares de S. Pedro para 2014 “cumpre o legado da mais genuína tradição aldeana e montijense”. É um programa, diz Nuno Canta, "que honra as tradições, os pescadores e São Pedro, mas também reflete o empenho, dedicação e saber que a Câmara Municipal, a Comissão de Festas, as tertúlias, as coletividades e associações colocaram na organização destas festas” disse o chefe do executivo.
Arraial Popular, música, noites de comes e bebes, largadas de touros, touradas, cortejo marialva, procissões, marchas populares, entre muitas outras iniciativas até 30 de Junho, vão encher a cidade de cor e muita animação em ambiente de convívio, alegria e tradição.
As Festas encerram esta noite com a última largada de toiros, às 19 horas, ranchos folclóricos às 21h30 no palco da Avenida dos Pescadores, baile com os Pão com Manteiga no Jardim da Casa Mora. Quim Bareiros, a partir das 22h30 no Palco da Praça da República e a queima do batel (fogo de artificio) na zona Ribeirinha da cidade, encerram mais uma edição das Festas de Montijo.  
Veja AQUI O VÍDEO da primeira parte da entrevista de Nuno Canta ao ADN/Popular FM durante as Festas de S. Pedro
[ + ]

Executivo municipal visita freguesias de Setúbal

Visitas vão identificar problemas na União das Freguesias de Setúbal 

O programa “Ouvir a População, Construir o Futuro” vai levar a autarquia de Setúbal a percorrer o concelho para identificação das necessidades mais urgentes, a partir de Julho e decorre até Setembro, na União das Freguesias de Setúbal.

Executivo atento aos problemas das freguesias até Setembro 

Executivo, corpo técnico da edilidade e população local realizam visitas, reuniões de trabalho e atendimentos personalizados, a partir de 9 de Julho, no território resultante da junção das freguesias da Anunciada, de Santa Maria e de S. Julião, depois de, entre Abril e Junho, ter sido percorrida a freguesia de S. Sebastião.
No terreno, em visitas a arruamentos e urbanizações, a equipa camarária pretende observar e analisar situações relacionadas com a rede viária, estacionamento, trânsito, bem como saneamento, áreas verdes e espaços públicos.
A iniciativa, na União das Freguesias de Setúbal até 29 de Setembro, com intervalo em agosto, envolve deslocações e reuniões de trabalho em escolas, coletividades, empresas e instituições de diversas áreas, com o objetivo de recolher contributos e de fazer um ponto de situação sobre projetos em curso e necessidades para a sua concretização.
O “Ouvir a População, Construir o Futuro”, atualmente no segundo ciclo, inclui ainda, em cada freguesia, atendimentos públicos à população, em sessões personalizadas dirigidas pela presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira.
Este programa teve início em 2010 e, desde aí, permite ouvir os anseios dos cidadãos e dos autarcas locais, mas também dos comerciantes, do pequeno e grande empresário, dos dirigentes associativos e escolares, dos responsáveis de instituições diversas.
As três restantes freguesias do concelho, Azeitão, Sado e Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra, são visitadas até ao final do ano.

Agência de Notícias
[ + ]

Festa de Vila Nogueira de Azeitão está a chegar

Festas animam Arrábida e Azeitão a partir de 3 de Julho

Animação, gastronomia, artesanato e música são atrativos das Festas da Arrábida e Azeitão, certame a realizar entre os dias 3 e 6 de Julho, no Rossio de Vila Nogueira, que inclui o tradicional Círio de Nossa Senhora da Arrábida.

Círio de Nossa Senhora da Arrábida marca festas de Azeitão 

A 25.ª edição das festividades, de entrada livre, abre no dia 3, às 20 horas, com uma cerimónia de hastear da bandeira e atuação da Banda da Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense.
Na noite inaugural das Festas da Arrábida e Azeitão, o mesmo conjunto dá um concerto às 21 horas, a que se segue, às 23.30, um espetáculo pelo artista setubalense Jorge Nice.
No dia 4, o certame, organizado pela Junta de Freguesia de Azeitão, com o apoio da Câmara Municipal de Setúbal, inclui, às 21 horas, um espetáculo de danças de salão pelo Centro Cultural e Desportivo de Brejos de Azeitão.
Uma hora depois, há uma noite de fados com Teresinha Landeiro, Rodrigo Rebelo de Andrade, Matilde Marçal e Francisco Salvação Barreto, acompanhados por Diogo Lucena e Quadros, na guitarra Portuguesa, e Pedro Saltão, na viola.
O programa do segundo dia das festividades termina com um baile, a partir da meia-noite, com Nélio Marques.
Na tarde de dia 5, há atividades religiosas, com a celebração de uma missa na Igreja de São Lourenço, às 16 horas, e partida do Círio de Nossa Senhora da Arrábida, às 17.30, que regressa a Azeitão no dia seguinte.
À noite, a animação começa às 21 horas, com marchas populares, num desfile que inclui o cortejo do Centro Cultural e Desportivo de Brejos de Azeitão e a marcha infantil da Sociedade Filarmónica Providência.
Mais tarde, às 22 horas, o palco das festas do recinto instalado no Rossio de Vila Nogueira recebe um espetáculo de Toy, enquanto à meia-noite há música e dança pelo conjunto de baile da Sociedade Filarmónica Providência.
Um passeio de BTT, logo às 09 horas, dá início ao programa do último dia das Festas da Arrábida e Azeitão. A atividade desportiva, que alia a promoção da atividade física ao bem-estar e lazer, é organizada pelo Clube BTT de Azeitão.
As marchas populares da Diabo no Corpo – Associação Cultural e da Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense apresentam-se ao público num desfile agendado para as 21 horas.
Um concerto pela Orquestra Bohemia da Sociedade Filarmónica Providência, às 22h30, e um baile com André Patrão encerram o programa da animação do certame de Vila Nogueira de Azeitão.
Durante as festividades, o Museu Sebastião da Gama está aberto, excecionalmente, das 21 horas à meia-noite, sendo possível apreciar a exposição “Azeitão d’Outros Tempos”, mostra fotográfica sobre o património da freguesia, patente até 26 de Julho.

Agência de Notícias


[ + ]

Taça do Mundo de Águas Abertas em Setúbal

Melhores do mundo nadam amanhã em Setúbal 
Setúbal recebe esta sábado a prova mais competitiva realizada em Portugal em edições da Taça do Mundo de Natação em Águas Abertas e das etapas da edição de 2014 deste evento desportivo internacional.

Taça do Mundo de Águas Abertas decorre este sábado em Setúbal 

“A participação de nadadores de topo de águas abertas a nível mundial fazem desta etapa a mais forte de sempre realizada no País”, sublinhou hoje o diretor técnico nacional, José Manuel Borges, em conferência de imprensa, que serviu de antevisão da etapa de Setúbal da FINA 10 Km Marathon Swimming World Cup 2014, a realizar no sábado à tarde, a partir do Parque Urbano de Albarquel.
A constatação do selecionador nacional em encontro com os jornalistas, no qual marcaram presença alguns atletas que vão participar na competição, é atestada “pelo número recorde de nadadores inscritos nas provas masculina e feminina e, principalmente, pela qualidade do leque de nadadores que compete em Setúbal”, entre os quais “os melhores especialistas mundiais desta disciplina”.
O presidente do comité organizador, Luís Liberato, confirma que esta é a “etapa mais forte de sempre realizada em Setúbal e a da presente edição”, com a presença dos “melhores especialistas mundiais de águas abertas”, entre os quais sete medalhados olímpicos e outras provas internacionais recentes.
O regresso a Setúbal de uma etapa da Taça do Mundo de natação em águas abertas é marcado pela participação de um total de 104 nadadores, em representação de 23 países, dos cinco continentes. Os 10 quilómetros daquela que é a única prova da competição realizada este ano na Europa são percorridos num percurso retangular no rio Sado.
A etapa de Setúbal, uma parceria entre a Federação Internacional de Natação, a Federação Portuguesa de Natação e a Câmara Municipal de Setúbal, é iniciada com a prova masculina, às 16 horas, seguida, dez minutos depois, da partida da feminina.

Brasileira quer ganhar em Setúbal 
O diretor técnico nacional referiu que a etapa da FINA 10 Km Marathon Swimming World Cup, a terceira da presente edição, “já conquistou um espaço especial” ao atrair “os melhores nadadores de águas abertas”. Por isso, vincou, “é uma boa oportunidade de partilhar momentos emocionantes durante a prova”.
Entre os homens, Thomas Lurz, Spyridon Gianniotis e Simone Ruffini, atual número um da disciplina, são os nomes mais sonantes, enquanto nas mulheres as atenções centram-se em Poliana Okimoto, que defende o primeiro lugar do ranking, Haley Anderson, Ana Cunha, Martina Grimaldi e na veterana Angela Maurer.
Poliana Okimoto, atual número um do ranking mundial da especialidade, também repete a presença em Setúbal. “É uma prova forte, sempre muito disputada, e uma das mais bem organizadas do circuito mundial”, elogiou no encontro com os jornalistas.
Sem reconhecer o favoritismo, a nadadora brasileira esclareceu que “cada prova é diferente e que tudo pode acontecer”. A baixa temperatura da água, que no dia da prova ronda os 18/19 graus, é um obstáculo a superar. “Já venci uma vez em Setúbal e espero repetir o triunfo. Vou dar o meu melhor.”

Portugueses com objetivos modestos 
Organização espera prova mais competitiva de sempre 
A “Setúbal Bay 2014” regista a participação de uma seleção nacional renovada, com sete nadadores, num misto de experiência e jovens promessas, composta por Hugo Ribeiro, Vasco Gaspar, Tiago Oliveira, Alexandre Coutinho, Angélica André, Florbela Machado e Vânia Neves.
Os atletas da seleção portuguesa Hugo Ribeiro e Angélica André, atuais campeões nacionais da disciplina na distância de 10 quilómetros, também repetem uma participação em Setúbal e mostram-se confiantes em alcançar uma boa prestação, apesar da forte competição.
“O objetivo nesta altura da época desportiva é ficar no top-10”, afirmou Hugo Ribeiro, satisfeito por voltar a Setúbal. “É um sítio fantástico, com condições excecionais.”
O atleta frisou ainda que esta prova “constitui uma importante avaliação física para outras competições que se aproximam”, nomeadamente o Europeu de Berlim, que se realiza já em Agosto.
Já Angélica André, sem arriscar nenhum lugar nem adiantar os objetivos pessoais propostos para esta etapa da “Setúbal Bay 2014”, partilhou a ideia do colega da seleção nacional em relação à vertente de preparação proporcionada pela prova. “Vai ser um bom teste para o próximo Europeu”.
Setúbal recebe pela sétima vez uma etapa do circuito mundial de natação em águas abertas, depois de provas entre 2006 e 2011. Acresce, em 2012, uma qualificação para os Jogos Olímpicos de Londres, ganha pelo tunisino Oussama Mellouli, que também alcançou o ouro olímpico.
A FINA 10 Km Marathon Swimming World Cup 2014, com um total de oito provas, começou em Fevereiro em Viedma, na Argentina, e já passou por Cancun, México. Depois da etapa setubalense, passa, até Outubro, pelas águas de Lac St. Jean, Lac Magog e Lac Megantic, no Canadá, e de Chun’an e Hong Kong, na China.
[ + ]

Região de Setúbal manifestou-se no Ministério da Saúde

Juntos contra a  reorganização dos centros hospitalares do Barreiro-Montijo e Setúbal 

A Associação dos Municípios da Região de Setúbal, alguns presidentes de Câmara do distrito e munícipes manifestaram-se, esta manhã, em frente ao Ministério da Saúde. Em causa está a luta contra a portaria que prevê a reorganização, entre outros, dos centros hospitalares do Barreiro-Montijo e Setúbal e possível perda de algumas especialidades para centros em áreas com maior concentração populacional. Cerca de 300 pessoas estiveram presentes para apoiar esta ação. Em resposta, um assessor do Ministério da Saúde, respondeu que este é um "protesto por uma coisa que não existe". 


300 pessoas manifestaram-se à porta do Ministério da Saúde  

Carlos Humberto, presidente da Câmara do Barreiro, revelou que, a confirmar-se a perda de valências dos centros hospitalares mais de 700 mil cidadãos serão afetados, ou seja, todos os habitantes da região.
A preocupação deste autarca e também de Rui Garcia, presidente da Associação de Municípios da Região de Setúbal e da Câmara da Moita, é que a concretizarem-se estas perdas a população saia muito prejudicada. Rui Garcia sublinha que a alternativa para os utentes será o Hospital Garcia da Horta, em Almada que está "nos limites das suas capacidades".
Os presidentes da região de Setúbal que compareceram em frente ao Ministério não foram recebidos pelo Ministro da Saúde, "que não estava presente", mas tiveram a oportunidade de reafirmar um "pedido de audiência" com Paulo Macedo, revela Carlos Humberto.

"Protesto por uma coisa que não existe"
Em resposta, o assessor de imprensa do Ministério da Saúde, Miguel Vieira, disse ao jornal  Expresso que esta foi uma "manifestação de ilusão" e que nada está decidido. O assessor confirma que existirá um "ajustamento" que advêm de "mudanças por necessidades do sistema", mas que só em 2015 será possível decidir. Por isso, alega, este é um "protesto por uma coisa que não existe".
Para já sabe-se que a portaria, publicada a 10 de Abril, prevê a reorganização hospitalar em quatro grupos organizados hierarquicamente, que se "distinguem entre si pela complexidade da resposta oferecida à população servida", diz o documento. Porém, a sua aprovação requer diálogo e discussão, sublinha Miguel Vieira.
O grupo I, no qual se insere o Centro Hospitalar do Barreiro-Montijo é aquele a que sesão atribuídas menos valências e que terá influência direta sob a população. O conselho de administração daquele centro hospital confirma que a requalificação prevê a eliminação de "algumas especialidades existentes" naquela unidade hospitalar, mas por não ter sido tomada qualquer decisão relativamente ao fecho desses serviços "é prematuro fazer qualquer tipo de comentário".
O mesmo poderá se passar com o Centro Hospital de Setúbal, que engloba os hospitais de São Bernardo e Outão, que serve as populações do concelho de Setúbal, Palmela e Sesimbra.

Agência de Notícias
Leia outras notícias do dia em 
[ + ]

Mercado Quinhentista em Setúbal até domingo

Baixa da cidade de Setúbal  relembra história

Setúbal está a viver dias medievais durante o fim de semana, com um programa comemorativo que assinala os 500 anos do foral manuelino, documento responsável por uma profunda reforma administrativa no concelho no século XVI. 

Baixa de Setúbal recua 500 anos na sua história 

Numa arruada, com músicos vestidos a rigor, consoante a moda de 1500, ecoou-se o som do tambor e da gaita-de-foles pelas ruas da Baixa da cidade, dando-se assim o sinal de início do mercado quinhentista que ali decorre até dia 29.
Cerca de duas dezenas de tendas, ao estilo medieval, claro está, distribuídas pelos largos da Ribeira Velha e da Misericórdia, comercializam o mais variado tipo de produtos artesanais.
Embora, naturalmente, com algumas adaptações às tendências comerciais contemporâneas, pode encontrar-se de tudo um pouco nestas tendas em que a maioria dos feirantes, tal como os músicos da arruada, arrumou as calças de ganga e os ténis para usar túnicas, camisolas e sandálias que recuperam as figuras de cavaleiros e mercadores.
No Mercado Quinhentista, organizado pela Câmara de Setúbal, Universidade Sénior de Setúbal e Historicalia, é possível encontrar desde várias peças em pele, brinquedos em madeira e ao estilo tradicional, bijutaria e até instrumentos musicais como jambés.
Hoje de manhã, no primeiro dia de funcionamento do mercado, as ruas da Baixa estavam cheias de curiosos que deitavam olhares atentos para dentro das tendas à procura dos negócios mais apelativos.
Com várias referências ao mundo árabe, um dos pontos que centraram mais as atenções de quem passou no Largo da Misericórdia foi a tenda com frutos secos, muitos deles cristalizados.
Aqui, o “pan de dateles”, massa doce à base de tâmaras, e o “pan de hegos”, esta, à base de figos, ambas com as variantes de incluírem nozes ou amêndoas, são uma tradição espanhola que levantava várias perguntas.
Aurinda Soares, satisfeita com a explicação dada sobre os ingredientes, experimentou uns bocados disponíveis para prova. “Resumindo, é tudo aquilo que os médicos dizem para não se comer. Mas, raios, como é bom”, sentenciou.

Desfile no centro histórico 
A animação é uma constante durante o Mercado Quinhentista, e, a meio da manhã, o Teatro do Elefante, numa encenação complementada com manipulação de marionetas, contou a história bem-humorada “A Princesa do Sal”, para satisfação das muitas dezenas de adultos e crianças que se reuniram ao redor dos atores em pleno Largo da Ribeira Velha.
Já durante a tarde, a Ordem da Cavalaria do Sagrado Portugal fez uma pequena demonstração de armas, em que dois militares do século XVI realizaram, ainda no Largo da Ribeira Velha, vários exercícios de ataque e defesa com adagas.
O momento mais solene das comemorações dos 500 anos do foral manuelino está agendado para as 17h30 do dia 27, com a sessão de entrega do foral, no Convento de Jesus, seguindo-se, pela Avenida 5 de Outubro e pelo centro histórico, um desfile que conta com a participação da Ordem da Cavalaria do Sagrado Portugal, da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários, da APPACDM e da Universidade Sénior de Setúbal.
Chegados ao Largo da Ribeira Velha, procede-se, às 19 horas, à leitura do foral. O programa comemorativo prossegue às 21 horas, também no Largo da Ribeira Velha, com novas demonstrações de armas. Pelas 21h30, no Largo da Misericórdia, exibem-se Artes Circenses e Fogo.

Os destaques do fim de semana 
Mercado Quinhentista está na baixa de Setúbal até domingo 
No dia 28, realizam-se novas apresentações, no Largo da Ribeira Velha, entre as 11h30 e as 12h30, de “A Princesa do Sal”, pelo Teatro do Elefante, que, à tarde, entre as 16h00 e as 17h00, promove outra animação, no Largo da Misericórdia.
Ainda no dia 28, a demonstração de armas da Ordem da Cavalaria do Sagrado Portugal é às 18 horas, no Largo da Ribeira Velha.
Perto do encerramento do segundo dia, também no Largo da Ribeira Velha, mas às 21h30, decorrem Artes Circenses e Fogo.
No dia 29, último dia do Mercado Quinhentista, entre as 11h30 e as 12h30, o Teatro do Elefante apresenta, no Largo da Ribeira Velha, uma animação teatral, enquanto à tarde, das 16 as 17 horas, no Largo da Misericórdia, está programada “A Princesa do Sal”.
Durante a tarde, às 16 horas, alunos da oficina de teatro da Casa da Cultura montam a banca de venda “Imaginação”, no Largo da Ribeira Velha.
Às 18 horas, o Teatro Animação de Setúbal apresenta o “Auto da Barca do Inferno”, no Largo da Misericórdia.
Antes do encerramento da iniciativa que assinala os 500 anos do foral manuelino de Setúbal, há nova demonstração de armas, às 21 horas, no Largo da Ribeira Velha, seguida, meia hora depois, de arruada musical de encerramento.
Além do Mercado Quinhentista, as comemorações incluem outras atividades, como, já no dia 28, às 16 horas, na Sala José Afonso da Casa da Cultura, a conferência “500 anos do Foral Manuelino de Setúbal (1514-2014): construção e afirmação de uma identidade”, tendo como orador João Costa.
Este encontro é organizado pela Câmara Municipal de Setúbal, pelo Centro de Estudos Bocageanos e pela Liga dos Amigos de Setúbal e Azeitão.
As comemorações prosseguem com a realização de um mercado histórico na Feira de Sant’Iago, certame que decorre entre 25 de Julho e 3 de Agosto.

Agência de Notícias
[ + ]

Presidentes da Alemanha e de Portugal visitaram Autoeuropa

Presidente alemão elogia solidariedade da Volkswagen para com Portugal

O grupo Volkswagen vai investir quase 680 milhões de euros na Autoeuropa até 2018. O investimento vai ser feito em novos produtos e numa plataforma que vai permitir fabricar todos os modelos da nova geração Volkswagen. A fábrica de Palmela vai assim criar mais 500 empregos diretos. O investimento foi confirmado durante a visita do presidente alemão à Autoeuropa. Acompanhado de Cavaco Silva, Joachim Gauck, destacou o empenho dos trabalhadores portugueses e a importância da fábrica de Palmela para o grupo alemão. Joachim Gauck elogiou ainda a atitude da Volkswagen em Portugal por ser um "sinal de solidariedade para encorajar este povo". 



Cavaco Silva acompanhou presidente Alemão na visita a Palmela 

As expetativas eram elevadas e o momento era o ideal. Com a visita do presidente alemão a Portugal e à Autoeuropa, tudo indicava que iria ser anunciado o novo modelo para Palmela. Mas tal não sucedeu. A fábrica de Palmela vai continuar a aguardar um novo modelo, que vai ser anunciado ainda este ano.
Mesmo sem anunciar um novo automóvel, o grupo alemão deu um voto de confiança à unidade portuguesa. "A adaptação da Autoeuropa à plataforma MQB (Plataforma Modular Transversal) é um marco significativo e importante para o futuro da fábrica", disse esta quarta-feira Michael Macht, administrador da empresa. "A modernização da gama de modelos associada a esta mudança assegura postos de trabalho a longo prazo", garantiu o chefe máximo da Volkswagen.
Durante a visita oficial da Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, em que participaram o Presidente da República, o presidente alemão e o ministro da Economia Pires de Lima, o líder germânico elogiou o trabalho que tem sido feito pela Volkswagen com centenas de jovens na APEC (Escola Profissional de Ensino Dual).
Durante o discurso, o responsável da produção da Volkswagen , Michael Macht,  também presente no evento, falou do investimento feito pela fundação Volkswagen no valor de 3 milhões de euros para que os jovens carenciados possam ter uma formação profissional.
Neste seguimento, o presidente alemão enfatizou a prática alemã de exportar bons modelos não só ao nível do ensino mas também da relação entre os trabalhadores e as empresas, elogiando o facto de ter sido repetido pelo coordenador da comissão de trabalhadores da AutoEuropa.
Durante a sessão, não foi, mais uma vez, apresentado qual o novo, ou novos, modelos que Portugal irá ter até 2018 no âmbito do investimento do grupo alemão vai realizar no valor de 677 milhões de euros e que criará 500 postos de trabalho.
"Peço desculpa mas por motivos de confidencialidade da empresa ainda não é hoje que vamos divulgar o nome do novo modelo", disse o responsável da produção, Michael Macht.

 Flexibilidade de trabalho elogiada por alemães
Alemães satisfeitos com flexibilidade dos trabalhadores portugueses 
O presidente da Volkswagen Autoeuropa, Melo Pires, confessou na terça-feira que a casa-mãe na Alemanha ficou extremamente surpreendida com a disponibilidade de 600 trabalhadores de Palmela se deslocarem para a Alemanha.
Durante a conferência "60 anos de conectividade", organizada pela câmara de comércio luso-alemã, o presidente da Autoeuropa, Melo Pires, recordou o período mais conturbado da empresa que decorreu há 3 anos. Na altura, havia um excesso de 600 trabalhadores para as necessidades de produção da fábrica da Palmela. "A decisão mais fácil era despedir mas não era a mais adequada", disse Melo Pires.
Seguiu-se um processo de tentativa de colocação no estrageiro dos trabalhadores em excesso, que hoje estão em países como a Malásia, a China, o Brasil mas também nas próprias fábricas alemãs, onde, na época, a produção estava em contraciclo.
E foi nesta altura que a comunicação por parte de Melo Pires da disponibilidade de 600 trabalhadores seguirem para outros países surpreendeu a casa-mãe na Alemanha.
Segundo o presidente da Autoeuropa, os alemães ficaram também surpreendidos pela flexibilidade de trabalho dos portugueses e a sua capacidade de integração nas equipas, apesar de não dominarem a língua. Melo Pires catalogou este intercâmbio de trabalhadores entre os dois países como "um projecto de sucesso".

[ + ]

Feira do Livro de Alhos Vedros arranca sexta-feira

Feira do Livro de Alhos Vedros está de volta

É já a partir do dia 27 de Junho e até 5 de Julho que se vai realizar a 43ª Feira do Livro de Alhos Vedros, na Praça da República, sempre a partir das 21 horas. Esta feira, explica a organização, pretende ser “um espaço de afetos, descobertas, encontros, recados, sugestões e, particularmente, de aprendizagens”.


Feira do Livro começa esta sexta-feira na Praça da República 

Pelo 43º ano consecutivo, a Academia Musical e Recreativa 8 de Janeiro, com o apoio da Câmara da Moita, Junta de Freguesia de Alhos Vedros, comércio local e muitos voluntários, dinamiza esta feira "que é já um marco na história cultural da associação e da própria freguesia", diz a autarquia. Como refere Leonel Coelho, da organização, a Feira do Livro pretende ser “um espaço de afetos, descobertas, encontros, recados, sugestões e, particularmente, de aprendizagens”.
Durante nove dias, dezenas de editoras de diferentes géneros literários vão marcar presença nesta Feira do Livro que será enriquecida com um programa de animação diária, nomeadamente com a inauguração da exposição “Coménius Régio”, a apresentação do livro “A Nossa Terra é o Mundo”, vários espetáculos musicais e de dança.

“Coménius Régio” mostra-se à comunidade 
No dia 28 de Junho, pelas 21h30, a Câmara da Moita vai inaugurar, na Praça da República, em Alhos Vedros, a exposição “Coménius Régio”, uma mostra que se insere no programa da 43ª Feira do Livro de Alhos Vedros.
Concluído o projeto Coménius Régio “Descobrindo e Construindo o Património Local e Europeu através da Criação Audiovisual: Bordils-Moita” que, ao longo de dois anos letivos, abrangeu cerca de 200 alunos e envolveu o Agrupamento de Escolas José Afonso, a Associação “Os Filhos de Lumière” e a Câmara Municipal da Moita, parceiros nacionais, e a Escola de Bordils (Catalunha/Espanha), Associação “A Bao a Qu” e Ajuntamento de Bordils, parceiros internacionais, chegou agora a altura de mostrar a toda a comunidade, através desta exposição, os trabalhos realizados, os processos desenvolvidos e os resultados alcançados.
Ainda durante esta edição da Feira do Livro de Alhos Vedros, na Praça da República, no dia 5 de Julho, pelas 21 horas, a Câmara da Moita vai lançar o livro “A Nossa Terra é um Mundo”, também no âmbito do Projeto Coménius Régio. Esta iniciativa vai contar com a presença de representantes de todas as entidades parceiras do projeto: Câmara da Moita, Agrupamento de Escolas José Afonso, Associação Filhos de Lumière, Associação A Bao a Qu e Escola de Bordils.

Agência de Notícias




[ + ]

Governo manda fechar escola em Grândola

Autarquia repudia decisão do Governo de fechar escola de 1.º ciclo

A Câmara de Grândola repudiou a decisão do Governo de encerrar a escola do 1.º ciclo do Ensino Básico (EB1) de Cadoços, atribuindo a medida apenas a critérios políticos, não a fatores pedagógicos ou financeiros. Segundo o município, gerido pela CDU, é “incompreensível” esta decisão, “uma vez que não se baseia em critérios de ordem pedagógica, financeira ou de outra natureza relevante, constituindo tão só uma decisão política”.


Câmara de Grândola não quer escola de Cadoços fechada 

O Ministério da Educação e Ciência (MEC) anunciou, no sábado, que vai fechar 311 escolas do 1.º ciclo do Ensino Básico no país e integrá-las em centros escolares ou outros estabelecimentos de ensino, no âmbito do processo de reorganização da rede escolar.
No caso do concelho de Grândola, a ‘lista’ posteriormente divulgada pelo Governo inclui o fecho de uma escola, a EB1 de Cadoços, acerca da qual a câmara municipal disse ter sido ontem oficialmente informada pelo MEC.
“O encerramento desta escola acontece contra a vontade do município e de toda a comunidade educativa”, criticou a autarquia, acrescentando que, “oportunamente”, enviou ao MEC “uma proposta alternativa de reordenamento da rede escolar no concelho", explica o executivo em comunicado.
Esta proposta, continuou a câmara, previa que se mantivessem “em funcionamento todas as escolas do concelho” e, ao mesmo tempo, “não sobrecarregava financeiramente o MEC”.
O anunciado encerramento da EB1 de Cadoços é, pois, para a autarquia alentejana, uma “má decisão” que “afronta as populações do interior, incluindo as crianças”.
E, além disso, diz a autarquia de Grândola, “acentua processos de desertificação, desestruturação e abandono de uma zona já de si bastante deprimida do interior do concelho”, sublinhou o comunicado da câmara, que disse repudiar “com total veemência” a decisão e o comportamento do MEC.
Segundo a lista divulgada pelo Ministério da Educação, estão previstas encerrar duas em concelhos do litoral alentejano que pertencem ao distrito de Setúbal (Grândola e Santiago do Cacém).

Agência de Notícias


[ + ]

Barreiro vai dinamizar a Avenida da Praia

Uma Avenida do tamanho do sonho…

Foi apresentado, a 24 de Junho, o Projeto de Dinamização da Avenida "da Praia" (Avenida Bento Gonçalves), no Barreiro. A apresentação foi efetuada a bordo de um dos ex-líbris do Concelho, a embarcação tradicional Varino Pestarola. Uma “Sunset Night – Party in White”, na Avenida Bento Gonçalves, sábado, 28 de Junho, Dia da Cidade, será o pontapé-de-saída da dinamização desta artéria. Está prevista animação até às 4 horas da madrugada, diz o gabinete de imprensa da autarquia do Barreiro. 


Barreiro apresentou novo projeto para dinamizar Avenida da Praia

Este inovador projeto, com o mote “Uma Avenida do tamanho do sonho…”, surge, conforme explicou a Adjunta do presidente da Câmara e responsável pelo Gabinete Municipal de Desenvolvimento Económico e Estratégico, Márcia Calafate, na sequência da requalificação da Avenida Bento Gonçalves. O “pós Obra”, recordou, já era objeto de debate nas várias reuniões de trabalho do processo de requalificação desta zona da cidade, junto ao rio, com vários espaços de restauração, e que, disse, se pretende “que seja turística, no futuro”, referiu Márcia Calafete.
A frente ribeirinha é um dos fatores nos quais assenta a “visão estratégica para o Concelho”, referiu o Presidente da autarquia. Reconhecendo "as potencialidades da zona intervencionada", Carlos Humberto sublinhou, ainda, no final do passeio, "o bom ambiente e a cooperação reinantes no grupo".
Durante a viagem no Varino, foi assinado o Memorando de Colaboração entre os vários parceiros, documento que estabelece o “compromisso” entre as várias entidades subscritoras – disponibilizado no Site oficial da Câmara do Barreiro.
Uma “Sunset Night – Party in White”, na Avenida Bento Gonçalves, sábado, 28 de Junho, Dia da Cidade, será o pontapé-de-saída da dinamização desta artéria. Está prevista animação até às 4 horas da madrugada.
No Varino estiveram autarcas, técnicos, empresários, parceiros e outros atores locais.

 “Roteiro” pelo mundo empresarial até final do mês
Ainda no âmbito do “Roteiro”, realiza-se, a 30 de Junho, pelas 9h30, no Mercado Municipal 1º de Maio, no Barreiro, uma Sessão de Informação e Esclarecimento acerca do novo período de programação europeia 2014-2020, que contará com a participação de Sérgio Barroso (CEDRU) e Vítor Escária (ISEG).
Confirmações para o público interessado: Gabinete Municipal de Desenvolvimento Económico e Estratégico. Telefone: 21 206 8212. Endereço eletrónico: ddemail@cm-barreiro.pt.
Estes eventos inserem-se, diz a Câmara, na iniciativa “Barreiro em Desenvolvimento – Roteiro”, que tem vindo a decorrer durante o mês de Junho.
Toda a programação deste “Roteiro” pelo mundo empresarial poderá ser consultada no Sítio Oficial da Câmara Municipal do Barreiro na Internet, www.cm-barreiro.pt.

[ + ]

Setúbal requalifica prédios da Bela Vista

Moradores da Bela Vista trabalham para requalificar prédios do bairro 

Vários edifícios da Bela Vista, em Setúbal, estão a ser beneficiados com instalação de portões nas entradas de prédios do edificado habitacional do bairro, com o objetivo de reforçar as condições de segurança dos residentes.


Moradores ajudam Bela Vista a ficar mais bonita 

As obras, promovidas pelos moradores com o apoio da autarquia , são dinamizadas no âmbito do programa “Nosso Bairro, Nossa Cidade” e impulsionadas no espírito de participação cidadã do projeto de requalificação urbana “Setúbal Mais Bonita”.
A Câmara cede cimento, areia e tijolos, os materiais de alvenaria utilizados pelos moradores para fechar as entradas dos prédios, que contam, em breve, com novos portões, adquiridos pelos inquilinos e instalados com apoio técnico dos serviços camarários.
“As intervenções, além de reforçarem o sentimento de segurança dos moradores, asseguram melhores condições de limpeza e manutenção dos prédios, trabalhos que passam a ser garantidos pelos próprios residentes, alguns já organizados em condomínios” diz a autarquia em comunicado.
Paralelamente a estas obras, a Câmara Municipal de Setúbal dá continuidade à conservação do parque habitacional da Bela Vista, com um conjunto de empreitadas a decorrer desde maio, que visam suster algumas situações de degradação do edificado.
As operações, que materializam um investimento superior a 50 mil euros, incidem sobretudo na reabilitação de revestimentos e de fachadas de prédios, a par do reforço estrutural das caixas de escadas.

Agência de Notícias
[ + ]

Bibliotecas de Alcochete animam Verão com leituras

Um verão cheio de leitura e brincadeiras nas Bibliotecas do concelho 

Durante a interrupção lectiva de Verão, as Bibliotecas de Alcochete, da Junta de Freguesia de Samouco e do Centro Escolar de São Francisco promovem actividades para o público infanto-juvenil. As propostas de lazer, que vão desde sessões de leitura, a ateliês de expressão plástica e jogos lúdicos, têm um objectivo comum: "estimular o gosto pela leitura e pelo livro enquanto agente facilitador de aprendizagem", diz a Câmara de Alcochete em comunicado. 


Bibliotecas dinamizam férias escolares em Alcochete 

“Bichos à Solta” é a animação de leitura que está a ser dinamizada pela Biblioteca de Alcochete, em sessões destinadas ao público pré-escolar, que vão além-fronteiras da sala do conto. Com carácter itinerante e seguida de um jogo lúdico-didáctico, esta animação visita os jardins-de-infância e consigo leva bichos loucos, animais da quinta, da floresta, da selva, protagonistas de acções que não estão ao alcance das personagens humanas e que provoca sorrisos nos pequenos ouvintes.
Ainda com o pretexto das férias escolares, a Biblioteca de Alcochete dinamiza, no mês de Julho, e para crianças dos 5 aos 12 anos, o programa “Férias & Leituras” que, todas as quartas e quintas-feiras do mês apresenta sessões de leitura temáticas que convidam o pequeno público a mergulhar num universo infindável e imaginário de histórias e personagens.
Em Samouco, as propostas lúdicas vão mais além das sessões de leitura. Durante o mês de Julho, a Biblioteca da Junta de Freguesia sugere “Eu vou ao cinema… mas na Biblioteca!” e nos dias 9 e 23 de Julho apresenta os filmes “Chovem Almôndegas” e “A Revolta dos Perús”. Em Junho, o destaque vai para a história “É tão injusto!!” de Pat Thomson. Uma história divertida sobre um gato que gera a confusão por onde passa, mas que se recusa a assumir a responsabilidade pelas suas asneiras.
Nos dias 30 de Junho, 21 de Julho, 18 e 25 de Agosto, às 11 e 14h30, na Biblioteca Escolar e Comunitária de São Francisco, haverá “Sementes com História” para crianças dos 4 aos 10 anos. Com a animação do conto “O Espantalho Enamorado” de Guido Visconti inicia-se uma viagem ao imaginário das crianças, onde animais e espantalhos ganham fala e expressam sentimentos. No final da leitura, vão transformar-se em pequenos agricultores lançando sementes à terra.
Nos dias 4 e 25 de Julho, 22 e 29 de Agosto, às 11 e 14h30, a “Sexta de Contos” traz consigo narrativas de vários autores como Rudyard Kipling, os irmãos Grimm, Charles Perrault, Hans Christian Andersen e tradições populares de vários países. Para além de poderem identificar valores como o respeito, a liberdade, a justiça, a honradez e a cooperação, os participantes vão poder ilustrar as histórias que ouviram.
Para os mais graúdos, dos 10 aos 12 anos, a iniciativa “Palavras Soltas” convida à descoberta de palavras-chave para a construção de uma narrativa. A escolha será difícil: qual a que mais gostam, que mais detestam, a mais assustadora, a que representa uma cor, um espaço, uma figura e um nome. Depois desta tarefa, basta dar asas à imaginação, interligar todos os elementos e criar uma história única, com um significado muito especial.

Os interessados podem obter mais informações através dos contactos:
Biblioteca de Alcochete – 212 349 720
Biblioteca da Junta de Freguesia de Samouco – 212 315 597
Biblioteca Escolar e Comunitária do Centro Escolar de São Francisco – 212 324 210

Agência de Notícias
[ + ]

Festas do Montijo começam esta tarde

Venha festejar São Pedro ao Montijo 

Começa hoje a maior festa do concelho do Montijo. Começam esta tarde e só encerram na madrugada do primeiro dia de Julho. A cidade do Montijo volta a receber mais uma edição das Festas Populares de São Pedro. Seis dias de uma mistura genuína entre actividades de carácter religioso e outras de dimensão profana que, ano após ano, enchem a cidade de cor, luz e muita animação. A cabeça de cartaz deste ano é Quim Barreiros que encerra as festividades e ainda há os tradicionais bibes eléctricos e charangas populares que animam as principais ruas da festa.


Festas do Montijo honram São Pedro, padroeiro da cidade 
Até 30 de Junho, as Festas Populares de São Pedro trazem de volta as tradições religiosas e populares, as largadas de touros, as marchas populares, o Bibe Elétrico, entre muitos outros momentos de pura animação. Serão seis dias de atividades de caráter religioso e outras de dimensão profana, que enchem a cidade de cor, luz e muita animação. Na vertente religiosa, o dia de São Pedro (29 de Junho) é o ponto alto das comemorações com as habituais procissões.
A procissão fluvial está marcada para as 15h30 do dia 29 de Junho e a procissão noturna para as 22 horas do mesmo dia pelas ruas enfeitadas da cidade. Nesse dia está marcado, na rua  Joaquim d'Almeida, o almoço pé na  areia que junta num almoço de porco no espeto, tertúlias e moradores acompanhados pela Charanga da Alegria.  
Os espetáculos musicais contam como cabeças de cartaz Quim Barreiros, no dia 30 de Junho, e Rouxinol Faduncho, dia 26 de Junho. Mas também há Pão com Manteiga acompanhados pelas bailarinas do Areias Sdudio, bandas filarmónicas, marchas populares, ranchos folclóricos, Zumba e Batucando, charanga da alegria, muitas demonstrações de zumba e outras danças, bailaricos populares, grupos corais,  noites de comes e bebes, almoços de pescadores, tertúlias animadas e, claro está, o Bibe Eléctrico que percorre as ruas da festa com a boa disposição habitual nas noites de hoje e de sexta-feira, à meia noite. A noite da  flor, na quinta-feira,  uma iniciativa dinamizada pelos produtores de flores do Montijo vai mostrar o melhor da produção de flores da capital da flor, na Praça da República. A organização promete "distribuir milhares" de flores pelos visitantes. E a noite do pescador, a 28 de Junho, que acaba com baile seguido de comes e bebes madrugada dentro, na Avenida dos Pescadores e no Bairro dos Pescadores.   
  Este ano, há largadas todos os dias e a Praça de Toiros Amadeu Augusto dos Santos recebe a Corrida de Toiros de São Pedro – Adega de Pegões no dia 28 de Junho, às dez da noite, com os cavaleiros João Moura, Luís Rouxinol e Manuel Lupi e os Forcados Amadores do Montijo.
O encerramento das Festas Populares de São Pedro 2014 será no dia 30 de Junho com o espetáculo multimédia e fogo de artifício piromusical e a tradicional Queima do Batel, à meia noite na Frente Ribeirinha do Montijo. 
No Montijo, disse alguém durante a apresentação do evento,  as Festas Populares de São Pedro “são também nomeadas Festas dos Pescadores. A tradição repõe alguma da verdade: a lavagem e a aspersão da classe piscatória (o povo) junto à capela do Senhor Jesus dos Aflitos (o sagrado), sita na Quinta do Saldanha, assumem um caráter religioso através da ritualização (mágica) em que a água retira a impureza dos corpos, tudo isto entre os sons das charangas e o estalito dos foguetes”. A Festa é assim... e só acaba na madrugada de segunda-feira, depois da Queima do Batel. 

Amadores do Montijo em exposição 
A exposição “Grupo de Forcados Amadores do Montijo: 50 anos de história, 1964-2014” é inaugurada no dia 27 de Junho, às 18 horas, no Museu Municipal.
A mostra, patente até final do ano, assinala o 50.º aniversário do Grupo e promete ser uma viagem pelo passado, mas também, uma manifestação do atual momento dos Amadores do Montijo, considerado um dos grupos de forcados mais antigos de Portugal.
O percurso expositivo evidencia os momentos marcantes da história cinquentenária dos Amadores do Montijo, desde a sua fundação até aos dias de hoje, os momentos inolvidáveis vividos em praça, as grandes pegas, mas também, as situações mais trágicas e dolorosas como a morte de António Gouveia na praça de toiros de Angra do Heroísmo.
São 50 anos de história profundamente ilustrados e como muitas referências ao passado da tauromaquia em Montijo e à história e origem dos forcados.
O Grupo de Forcados Amadores de Montijo foi fundado no ano de 1964, completando esta temporada 50 anos de existência e de atividade ininterrupta. O cabo fundador dos Amadores do Montijo foi Jacinto Carvalheira. A primeira apresentação do Grupo foi no dia 2 de Agosto de 1964, numa corrida à antiga portuguesa na Praça de Touros de Cascais.
Desde a sua fundação até aos dias de hoje, os Amadores de Montijo têm dignificado o nome da terra, participaram em grandes corridas nas mais importantes praças de Portugal e efetuaram inúmeras digressões ao estrangeiro.
Uma exposição a não perder, quer por todos aqueles que são aficionados à festa brava, quer pelos que apreciam temas ligados à história, cultura e arte em geral. A entrada é livre.

Museu do Pescador com novo espaço 
Museu do Pescador abre portas na quinta-feira, na Av. dos Pescadores
Um momento alto das festas e de grande relevo para a comunidade montijense será a inauguração, no dia 26 de Junho, do Museu do Pescador, na antiga Escola Conde Ferreira. Um espaço de homenagem à comunidade piscatória, símbolo da sua identidade, da sua cultura e dos seus costumes.
A Câmara do Montijo cedeu o edifício da antiga Escola Conde Ferreira (sita na mesma avenida e em frente à sede da SCUPA), para instalar o Museu do Pescador da Sociedade Cooperativa União Piscatória Aldegalense (SCUPA). A abertura ao público terá lugar no dia 26 de Junho, às 21 horas.
Desde 1988, que o Museu do Pescador existe na sede da SCUPA, na Avenida dos Pescadores. Contudo, explica a Câmara, "este espaço museológico apresentava fragilidades, sobretudo ao nível das acessibilidades, espaço físico e mostra expositiva. As novas instalações permitirão ultrapassar todas as barreiras que até aqui condicionavam este espaço museológico", diz o gabinete de imprensa da autarquia.
Com o objetivo de ser uma entidade viva, ligada à comunidade, o museu do Pescador é um espaço onde a comunidade piscatória se revê, nascendo como um símbolo da sua identidade, da sua cultura e dos seus costumes.
Veja AQUI o programa oficial das Festas Populares de S. Pedro, no Montijo. 

Agência de Notícias
[ + ]

Câmara de Palmela abre vaga para contratar pessoal

Município empenhado em reforçar áreas operacionais

A Câmara de Palmela aprovou, em reunião pública descentralizada, solicitar à Assembleia Municipal que autorize a abertura de procedimentos concursais, com vista à contratação de 16 assistentes operacionais. De acordo com o gabinete de imprensa da autarquia "as vagas a abrir estão condicionadas às novas saídas por aposentação". 


Câmara de Palmela quer contratar 16 pessoas 

De acordo com a Câmara de Palmela, "pretende-se, em concreto, preencher um número máximo de 16 postos de trabalho, previstos no Mapa de Pessoal e não ocupados, em áreas funcionais como condutor de máquinas pesadas e veículos especiais/motorista de transportes coletivos, coveiro, cantoneiro de limpeza ou cabouqueiro, e auxiliar de ação educativa".
Ainda segundo o documento aprovado, a evolução de efetivos da Câmara Municipal de Palmela, nos últimos dois anos, "salda-se pela perda, na sua grande maioria devido a aposentação, de 26 trabalhadores afetos a áreas operacionais, essenciais para o quotidiano das populações". 
Assim, diz ainda a autarquia em comunicado, "considerando que a redução mínima anual de dois por cento do total de trabalhadores, exigida por lei, está garantida a partir do mês de Julho, e estando prevista a aposentação de novo grupo de trabalhadores até ao final do ano, existe abertura para a contratação em funções públicas por tempo indeterminado. As vagas a abrir estão condicionadas às novas saídas por aposentação".
A proposta foi aprovada por unanimidade do órgão executivo, que reconhece as dificuldades decorrentes das perdas consecutivas de pessoal operacional e a grande importância destes trabalhadores para assegurar a prestação de um serviço público qualificado.
O tema será discutido e aprovado na Assembleia Municipal prevista para amanhã, 26 de Junho, na Biblioteca de Palmela, a partir das 20h30.

Agência de Notícias
[ + ]

Projecto turístico de luxo abre portas no Montijo

Investimento de 600 mil euros em casas suspensas em Canha 

A Herdade do Moinho Novo, em Canha, no concelho do Montijo, abriu oficialmente esta segunda-feira, com a presença do secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes. O investimento na Herdade do Moinho Novo ascende a 600 mil euros, dos quais 180 mil com ajuda a fundo perdido e destina-se especialmente um público com mais disponibilidade para fazer férias fora das épocas altas. 

Investimento de 600 mil euros cria complexo de luxo em Canha 

Já abriu portas uma nova unidade turística de luxo, a Herdade do Moinho Novo, composta por oito casas suspensas, cuja inauguração esteve a cargo do secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes. O fundador da Herdade do Moinho Novo, situado em Canha, no Montijo, José Carlos Inácio, revela que "já tinha um projecto ligada à agricultura biológica, sendo que cedo se percebeu que o agro-turismo seria um passo natural".
José Carlos Inácio salientou ainda que o projecto, que se estende ao longo de 60 hectares, "destina-se sobretudo aos reformados com mais disponibilidade para fazer férias fora das épocas altas".
O investimento total ascende a 600 mil euros, dos quais 180 mil resultantes de uma ajuda a fundo perdido. Cada uma das casas de madeira é independente e oferece um ambiente diferente, mas em que o contacto com a natureza é o denominador comum.
De acordo com a mesma fonte, nestes meses em que a unidade turística esteve a trabalhar em 'soft opening', já captou a atenção de alguns turistas estrangeiros como holandeses, italianos ou alemães trazidos pela Final da Taça dos Campeões que decorreu no Estádio da Luz, em Lisboa. No entanto, os turistas nacionais são para já a prioridade em termos de captação de clientes.
A Herdade do Moinho Novo é composta por oito luxuosas casas de madeira, cada uma com um tema, completamente integradas na paisagem. "Todas estão sofisticadamente decoradas com tons e objectos que unem harmoniosamente o rústico à contemporaneidade", define a empresa.
As casas são independentes e possuem kitchenette, casa de banho e uma varanda privativa com vista privilegiada sobre o montado, o lago e a piscina, "numa envolvência de grande beleza e tranquilidade", diz ainda a empresa.
Dotada de uma beleza natural e paisagística, toda a propriedade foi convertida ao modo de produção biológica, em 2004.
[ + ]

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010