Dá um Gosto ao ADN

Urgência Pediátrica do Hospital do Barreiro em risco

Médicos propõem fecho da Urgência Pediátrica e do bloco de partos

Os pediatras do Hospital do Barreiro alertam para o risco de rutura no Serviço de Urgência Pediátrica devido à falta de médicos, principalmente durante o período noturno. A gravidade da situação levou mesmo os pediatras a fazerem um abaixo-assinado, que foi entregue ao conselho de administração, onde alertam para o risco da falta de médicos e de a qualidade da assistência "estar comprometida". Na carta, divulgada pela TVI, os pediatras reconhecem que a "escala de Urgência é garantida apenas porque os diversos elementos efetuam serviços de urgência extraordinários de forma sistemática, tendo atingido o limite da sua capacidade de trabalho extraordinário". O Conselho de Administração do Centro Hospitalar Barreiro Montijo reconhece o problema quer contratar novos médicos. O pedido aguarda "aprovação" do Governo. 
Falta de médicos preocupa profissionais nas urgências pediatra 

Os pediatras do hospital do Barreiro entregaram um abaixo-assinado ao Conselho de Administração, assinado por elementos do Serviço de Pediatria, onde alertam que a falta de médicos, principalmente no período noturno, compromete a qualidade da assistência dada pelos pediatras da urgência.
Os profissionais dizem ainda que  “a escala de urgência é garantida apenas porque diversos elementos fazem serviços de urgência extraordinários de forma sistemática, tendo atingido o limite da sua capacidade de trabalho extraordinário”.
Tudo isto acontece porque alguns médicos rescindiram contrato recentemente não tendo sido substituídos, outros atingiram o limite de idade para dispensa de horário noturno, um clínico está de baixa médica prolongada, um outro em licença de maternidade, duas médicas estão em horário de amamentação e outras duas no terceiro trimestre de gravidez. Tudo somado, faz com que existam poucos médicos que assegurem as escalas, explicam os pediatras do Hospital do Barreiro.
O documento diz mesmo que  “a escassez de clínicos compromete a atividade prestada nos diversos sectores do serviço de pediatria, apesar dos internos do 4º e 5º ano que integram as equipas de urgência serem considerados pediatras, o que constitui já uma deturpação da lei atual”.
Por tudo isto no abaixo-assinado, com data de 21 de Agosto, os médicos propõem ainda o "fecho da Urgência Pediátrica e do bloco de partos quando não estejam garantidos os recursos mínimos (dois pediatras), mantendo-se assegurada a Urgência Interna por um pediatra. Os médicos querem saber o que fazer em caso de falta de recursos: se devem não admitir os utentes ou transferi-los para outras unidades".
À TVI, que deu a notícia em primeira mão, o Conselho de Administração do Centro Hospitalar Barreiro Montijo refere “estar a procurar soluções, quer através da contratação de médicos pediatras, quer através do reforço da contratação de outros médicos que permitam reforçar as equipas. Uma situação dependente da disponibilidade de recursos para prestação de serviços médicos”. Para tudo isto, dizem os responsáveis, aguardam autorização superior.




[ + ]

Alcochete candidata frente ribeirinha a prémio IHRU

Passeio do Tejo entre as melhores obras urbanas do ano 

O Município de Alcochete candidatou o programa de ação de regeneração da frente ribeirinha ao prémio IHRU 2015, uma iniciativa do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana que distingue, anualmente, ações de reabilitação urbana exemplares. As candidaturas submetidas encontram-se em fase de avaliação.
Passeio do Tejo aproximou população do Tejo em Alcochete 

A avenida D. Manuel I e o passeio do Tejo, o largo da Misericórdia e a ponte-cais, a rua do Norte e o largo Cova da Moura "são os arruamentos contemplados na candidatura apresentada ao prémio, tendo em conta as ações de requalificação que foram executadas no ano transato pela Câmara de Alcochete e pela Administração do Porto de Lisboa, ao abrigo de fundos comunitários", explica a autarquia em comunicado.
A criação do passeio do Tejo, com o avanço da muralha em 15 metros sobre o rio que alargou substancialmente a plataforma pedonal junto ao rio, foi a operação mais significativa desta intervenção que, no global, "contribuiu para estreitar a relação da vila com o rio ao transformar toda a área marginal mais aprazível para passeios pedonais e/ou para utilização de modos suaves de deslocação", diz o mesmo comunicado.
O prémio IHRU distingue as intervenções que se distinguem em quatro variantes: reabilitação de edifício; reabilitação de conjunto urbano; reabilitação ou requalificação de espaço público e área de reabilitação urbana.
Para além de divulgar boas práticas, os objetivos do prémio IHRU passam igualmente pela valorização do trabalho desenvolvido por projetistas, construtores e promotores, tanto públicos como privados, pela divulgação de experiências inovadoras e de intervenções de preservação e revitalização do património com interesse para os cidadãos.

[ + ]

Homem cai ao mar e morre no Cabo de Sines

Queda de um rochedo para o mar mata homem com cerca de 50 anos

Um homem com cerca de 50 anos morreu este sábado, na zona do Cabo de Sines, depois de cair de um rochedo para o mar. Alerta para o 112 deu conta de que estava um homem dentro de água a pedir socorro. O capitão do Porto de Sines, José António Gouveia, explicou que as autoridades foram alertadas para a queda do homem à água, pouco depois das nove horas, por um popular que passava na zona. Até ao momento, uma vez que o homem não tinha consigo a carteira, nem qualquer documento, as autoridades ainda não o conseguiram identificar.
Homem caiu ao mar no cabo de Sines no Sábado 

"Recebemos a comunicação, via 112, por um cidadão que alertou que, na zona das 'pedras amarelas' do Cabo de Sines, estava um homem dentro de água, a esbracejar e a pedir socorro", disse José António Gouveia.
Foi enviada uma lancha e uma patrulha por terra do Comando Local da Polícia Marítima, mas o homem foi recolhido pelos elementos da embarcação, mas "já inanimado".
A vítima foi levada para a marina, onde já se encontravam os bombeiros, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e elementos da Resgate - Associação de Nadadores Salvadores do Litoral.
"Apesar das manobras efetuadas, não se conseguiu reanimar o homem e o médico da VMER verificou o óbito", disse o capitão do Porto de Sines.
O corpo da vítima foi transportado para os serviços de Medicina Legal do Hospital do Litoral Alentejano, no concelho vizinho de Santiago do Cacém.
Até ao momento, uma vez que o homem não tinha consigo a carteira, nem qualquer documento, as autoridades ainda não o conseguiram identificar.
"Não temos a certeza se estava à pesca no Cabo de Sines ou não, quando caiu, e ainda estamos a procurar identificá-lo", frisou José António Gouveia, referindo tratar-se de "um homem com cerca de 50 anos".

[ + ]

Três mortos e um ferido na Quinta do Conde

Um militar da GNR e um agente da PSP mortos em tiroteio

Os vizinhos e amigos das vítimas do tiroteio ocorrido este sábado na Quinta do Conde, em Sesimbra, na sequência do qual morreram três pessoas, estão chocados com o sucedido, mas admitiram que o alegado autor dos disparos, um homem de 77 anos, já tinha ameaçado fazê-lo. O tiroteio que aconteceu hoje na Quinta do Conde provocou três mortos, um deles um GNR que integrava as primeiras patrulhas que chegaram ao local, outro um agente da PSP, vizinho do alegado homicida, que tiveram morte imediata. O seu filho, de 23 anos, Diogo Pereira, foi atingido a tiro e encaminhado para o hospital de Setúbal, onde acabou por falecer. O agente fazia parte do corpo de motoristas de Passos Coelho. O alegado homicida também está ferido mas fora de perigo, no hospital de Setúbal. Na génese deste triplo homicídio esteve um cão, um velho rottweiler, que fazia muito barulho. A Ministra da Administração Interna já lamentou as mortes.
Homem matou três pessoas esta tarde na Quinta do Conde 

Um tiroteio esta tarde na Quinta do Conde, provocou três mortos e um ferido. Uma das vítimas é um militar da GNR, de 24 anos, que foi chamado ao local. A outra vítima é um agente da PSP, que estava à civil, morador da rua e vizinho do atirador. Em causa terá estado uma quezília entre vizinhos por causa de um cão. Um rottweiler - "já velhinho, nunca fez mal a ninguém", dizem os vizinhos - e que no meio da confusão estaria ainda à solta durante a noite, depois da morte do dono, escreve o Diário de Notícias. 
Além dos dois primeiro mortos (foram de imediato confirmados), deram entrada no Hospital de São Bernardo, em Setúbal, dois homens feridos. Um deles é o atirador, que tem 77 anos e está em avaliação com ferimentos ligeiros. O outro é um jovem de 23 anos que deu entrada no bloco operatório e esteve em estado muito grave. Já na noite de sábado, acabou por falecer dos ferimentos causados.  
“Ouvi cinco tiros. Depois fui tentar ajudar as vítimas que estavam no chão junto a um carro”, contou um vizinhos, ao jornal Público, que acorreu a tentar ajudar os dois homens baleados, ainda antes dos disparos que atinigram o militar da GNR. Nesta altura, também a filha do agente da polícia saíra à rua, depois de se ter apercebido do que se passava. Na casa mora ainda a mulher da vítima.

Militar da GNR baleado na cabeça 
Depois dos primeiros tiros, a equipa da GNR chegou ao local. Já nesse momento, o atirador voltou a disparar e atingiu mortalmente, com um tiro na cabeça, um militar da Guarda. O homem atingiu as vítimas com uma caçadeira. Terá depois tentado o suicídio mas encontra-se estável e sob escolta policial no Hospital de Setúbal, conta o porta-voz do Comando Distrital de Setúbal
Uma versão confirmada pela GNR. Segundo o tenente-coronel Jorge Goulão, por volta das 17 horas, o posto da GNR da Quinta do Conde recebeu um telefonema a "denunciar que havia tiros numa artéria" daquela zona e que "estava um homem estendido no chão, aparentemente cadáver, e um ferido". Várias patrulhas foram mobilizadas para o local, continuou a mesma fonte, referindo que as primeiras patrulhas a chegarem depararam-se, efetivamente, "com um indivíduo já cadáver e outro ferido", ambos "baleados com tiros de caçadeira". Ainda segundo o responsável da GNR,  "o homicida não se encontrava no local e estavam várias pessoas na zona", acrescentou.
Os militares "tentaram socorrer o ferido e estabeleceram um perímetro de segurança", mas, na altura em que "vários reforços estavam a chegar", o alegado homicida "fez um disparo, do interior de uma residência, e baleou mortalmente" o GNR.

As razões do crime?
Crime chocou a população da Quinta do Conde
A GNR escusou-se, até ao momento, a precisar o que terá motivado este tiroteio: “Ainda não sabemos, estamos a apurar as causas”, afirmou o tenente-coronel Goulão. Apesar da surpresa pelo desfecho trágico, a verdade é que a desavença entre os dois vizinhos já era do conhecimento de todos. em Quinta do Conde. E, segundo os vizinhos, a própria GNR já tinha sido chamada noutras ocasiões e havia "queixas registadas". O suspeito do triplo homicídio já teria agredido os vizinhos com um martelo.
"Esta era já uma guerra antiga. Já tinha havido discussões entre eles por causa do barulho que o cão fazia", disse um vizinho. O rottweiler, um cão já velhinho, "era um animal normal, acho que nunca fez mal a ninguém", dizem os vizinhos ao Diário de Notícias. Mas por alguma razão "inquietava" o senhor Rogério, o alegado homicida. "O que aconteceu não foi fruto do calor do momento. O senhor Rogério já tinha ameaçado muitos vezes o vizinho que o matava se apanhasse o cão na rua. Hoje nem ouvimos nenhuma discussão antes dos tiros. Isto era uma coisa que ele tinha na cabeça", diz outro vizinho.
Por seu turno, um dos amigos do alegado autor dos disparos, disse à Lusa estar "totalmente surpreendido" com a atitude do amigo, que sempre mostrou uma postura "calma e amigável".
"Nunca me passou pela cabeça que o Rogério fizesse uma coisa destas. Ainda não consigo acreditar", disse o homem, que não se quis identificar.
A luta de Rogério, de 77 anos, contra o cão do vizinho acabava assim com três mortos: um agente da PSP (o dono do cão e seu vizinho), o filho deste e o militar da GNR que foi chamado ao local. O homem, construtor civil muito conhecido na zona e caçador, terá depois tentado suicidar-se. Quando a GNR entrou na sua casa estaria ferido. Foi transportado ao hospital de Setúbal, mas "não corre risco de vida".

Ministra da Administração Interna lamenta mortes
A mortes dos dois elementos das autoridades foi já lamentada pela ministra da Administração Interna. Anabela Rodrigues lamentou também a morte do jovem de 23 anos e "endereça as suas sentidas condolências às famílias das vítimas, bem como a todo o efetivo da GNR e da PSP". A GNR também divulgou no Facebook uma mensagem em que dava conta da morte do seu militar e referia que "toda a família da Guarda Nacional Republicana está de luto pela morte deste militar que ao serviço da segurança pública sacrificou a sua vida". Foi ainda criada uma página de tributo aos dois elementos das forças de segurança que perderam ontem a vida.
Nuno Anes, tinha 25 anos, e teria chegado ao posto da Quinta do Conde há pouco tempo, logo depois do irmão mais velho, também da mesma força policial, ter saído para o posto de Fernão Ferro, no Seixal. 
O agente da PSP baleado integrava o Corpo de Segurança pessoal de Passos Coelho. Desempenhava as funções de morotista. Tinha cerca de 50 anos.

[ + ]

Câmara da Moita apoia crianças do concelho

Autarquia define auxílios económicos para o próximo ano letivo 

Com o ano letivo 2015/2016 a aproximar-se, a Câmara da Moita aprovou, em reunião pública, que decorreu a 26 de Agosto, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, na Moita, os critérios de atribuição de auxílios económicos aos alunos do Pré-Escolar e do 1º ciclo do Ensino Básico. Assim, no quadro das políticas municipais de promoção da igualdade de oportunidades no acesso e sucesso escolares, bem como da inclusão social, a autarquia "deliberou manter a comparticipação atribuída para livros e material escolar para o 1º e 2º anos do Ensino Básico, em 43 euros, para o escalão A, e 21,50 euros para o escalão B, valores superiores aos referenciados no despacho do Ministério da Educação para o próximo ano letivo. Nesta reunião de Câmara, foi também aprovada a atribuição de vários apoios financeiros a clubes e associações do conselho da Moita. 
Moita aprova subsídios para os alunos do concelho 

A autarquia da Moita aprovou ainda a comparticipação para livros e material escolar, a atribuir ao 3º e 4º anos do Ensino Básico, para o escalão A (45,80 euros) e escalão B (22,90 euros).
"Na mesma proposta, está definido o valor por refeição, nos refeitórios escolares, para os alunos não carenciados do 1º ciclo e do Pré-Escolar, que se mantém nos 1,46 euros. Para o Escalão A do Abono de Família, a alimentação será comparticipada a 100 por cento, enquanto para o Escalão B, a comparticipação fixa-se em 50 por cento", explica a autarquia da Moita.
Esta proposta, aprovada por unanimidade, vai ainda ser apresentada na próxima reunião do Conselho Municipal de Educação da Moita.

Atribuição de apoios financeiros
Nesta reunião de Câmara, foi também aprovada, por unanimidade, a proposta de celebração de contratos-programa de desenvolvimento cultural, desportivo e social entre o município da Moita e a Associação de Para-quedistas do Sul, o Centro Náutico Moitense, o Clube Recreativo do Palheirão e o Ginásio Atlético Clube, ficando assim definidos os prazos e os diferentes tipos de apoios, logísticos e financeiros, a atribuir pela autarquia. Assim, vai ser atribuída a verba total de 8 250 euros, para apoiar atividades regulares e para intervenções de valorização e preservação do património destes quatro clubes e associações.
A Câmara Municipal aprovou ainda, por maioria, a atribuição de um apoio financeiro, no valor de 300 euros, para comparticipar a deslocação de seis atletas do 1º de Maio Futebol Clube Sarilhense ao Campeonato Europeu de Pelota à Mão, a decorrer entre 17 e 19 de Setembro, em França.
Ainda na área dos apoios financeiros, a Câmara da Moita tinha também atribuído recentemente (aprovado por maioria na reunião de 12 de Agosto), 600 euros ao Grupo de Forcados Amadores do Aposento da Moita, apoiando, desta forma, a deslocação de doze elementos do Grupo de Forcados ao Canadá, no dia 29 de Agosto, para participar numa Corrida de Toiros, para a qual foi convidado, levando, desta forma, o nome da Moita além-fronteiras.

Alteração de trânsito na Rua Luís Ataíde, Alhos Vedros
A partir do dia 9 de Setembro, o trânsito na Rua Luís Ataíde, no Bairro Gouveia, em Alhos Vedros, passa a ser de sentido único, na direção da Rua Matias de Albuquerque para a Rua Alves Roçadas. Esta proposta de alteração foi aprovada por unanimidade e "pretende minorar os conflitos de trânsito existentes e, principalmente, aumentar o número de lugares de estacionamento autorizados", explica o documento aprovado pela autarquia.

[ + ]

Bote Leão volta ao Tejo em Alcochete

Câmara recupera embarcação tradicional para passeios no rio 

Está em curso a construção do bote Leão, a embarcação tradicional que vai permitir à Câmara de Alcochete, realizar novos passeios turísticos no rio Tejo, que dão a conhecer a extensão do património natural e paisagístico que carateriza o concelho. Integrado no programa de regeneração urbana do município ribeirinho, a aquisição do Bote Leão "representa um investimento total de 369 mil euros, cofinanciado pelo Fundo Europeu das Pescas, com um montante de subsídio não reembolsável de 120 mil euros, na sequência da aprovação de uma candidatura à medida de desenvolvimento sustentável das zonas de pesca do programa PROMAR", anunciou ontem a Câmara de Alcochete. O bote Leão permitia, no inicio do século passado,  a realização de uma travessia mais rápida e, por isso ficou gravado na memória das gentes locais como o barco mais veloz que Alcochete tinha, até então, ao seu serviço.

Leão já foi o "rei" do Tejo no principio do Século XX

A ser construída de acordo com as boas práticas de construção naval, esta embarcação, explica a autarquia, "permitirá a realização de passeios turísticos, designadamente pela frente ribeirinha da vila de Alcochete, Reserva Natural do Estuário do Tejo, Sítio das Hortas, praia dos Moinhos e salinas do Samouco".
A par da promoção turística do município e da preservação das tradições marítimas locais, "a divulgação do conhecimento das antigas práticas de navegação e das caraterísticas das embarcações tradicionais é também uma das principais finalidades deste projeto que, dada a sua importância para a comunidade local, está igualmente consubstanciado no plano de desenvolvimento estratégico 'Alcochete 2025' que se encontra em fase de conclusão", diz a Câmara presidente por Luís Miguel Franco.
O Tejo sempre assumiu uma relevância económica para a Região e, dada a sua posição geográfica, Alcochete sempre desenvolveu uma relação estreita com o rio. Das várias embarcações de Alcochete, duas ainda são relembradas pelas gentes locais: o bote Leão e o vapor Alcochete, mais conhecido por “Menino”.
Até ao início do século XX, as ligações fluviais eram muito morosas e, dada a configuração do seu casco, o bote Leão, propriedade de D. António, Marquês de Soydos, permitia a realização de uma travessia mais rápida e, por isso, não é de estranhar que tenha ficado gravado na memória das gentes locais como o barco mais veloz que Alcochete tinha, até então, ao seu serviço.
Depois da fragata Alcatejo ter sido retirada do rio, por apresentar problemas estruturais, que colocavam em causa as suas condições de navegabilidade, a Câmara Municipal "submeteu uma candidatura para a obtenção de fundos comunitários, que viabilizassem a aquisição de uma nova embarcação tradicional que permitisse ao município prosseguir com a estratégia de promoção turística, numa estreita relação com o rio", conclui a Câmara de Alcochete.

[ + ]

Moda Sado seleciona jovens modelos em Setúbal

Modelo procura-se... 

A Moda Sado, evento destinado à promoção de um desfile em Outubro, realiza um casting para futuros manequins, de ambos os sexos, nos dias 2 e 3 de Setembro, à tarde, na Casa da Cultura, em Setúbal. À semelhança de anos anteriores, esta iniciativa pretende selecionar perto de vinte jovens, com idades compreendidas entre os 15 e os 25 anos, escolhidos em duas sessões, que se realizam das 14 às 18 horas.
8ª edição da Moda Sado realiza-se em Outubro, em Setúbal 

Os castings servem para selecionar os participantes no desfile final a realizar a 3 de Outubro, às 22 horas, no Parque do Bonfim, local emblemático da cidade, recentemente intervencionado e alvo de obras de melhoramento.
Os escolhidos, de ambos os sexos, desfilarão roupas da coleção outono/inverno provenientes de algumas lojas da Baixa, assim como algumas propostas mais arrojadas de jovens criadores de Setúbal.
O “Moda Sado 2015”, na oitava edição, organizado pela Câmara Municipal de Setúbal, realiza-se no dia 3 de outubro, às 22 horas, conta com coordenação técnica da ex-miss Portugal e empresária de moda Ana Sobrinho, o apoio da agência Best Models e o patrocínio de várias entidades.

[ + ]

Arraial anima Brejos de Azeitão este fim de semana

Bailarico, artesanato e gastronomia encerram Agosto

Música com DJ, bailes, artesanato, gastronomia e animação infantil são atrativos do Arraial de Verão 2015, certame a realizar entre os dias 27 e 30 de Agosto, no Parque Urbano de Brejos de Azeitão. A iniciativa, organizada pelo Diabo no Corpo – Associação Cultural, com apoio da Câmara Municipal de Setúbal e da Junta de Freguesia de Azeitão, conta com expositores de venda de artesanato e espaços de comes e bebes. "Este é um evento acolhedor, de pequena dimensão, a relembrar os Arraiais de bairro, de tempos antigos. Ideal para famílias, para conviver, dançar e provar os sabores locais", diz a organização. 

A animação está garantida este fim de semana em Brejos de Azeitão

O Arraial de Verão 2015, de entrada gratuita, abre as portas esta tarde, 27 de Agosto, às 19 horas. A Fanfarra dos Bombeiros Voluntários do Pinhal Novo atua às 21h30, seguindo-se, meia hora depois, um momento musical com Paulo Vilas Boas.
No segundo dia de arraial, a 28 de Agosto, o recinto abre igualmente às 19 horas. A animação começa uma hora depois com um baile com Nuno Ropio, terminando com uma festa animada pelo DJ Mick-A-L, a partir das 23 horas.
Nos dias 29 e 30, o recinto abre às três da tarde. O certame proporciona aos mais novos um atelier de pinturas faciais, dinamizado pela Toc’Animar, a partir das 16 horas.
Um sunset com o DJ Mick-A-L, às 19 horas, e um baile com música de Luís Casanova, às 21h30, terminam a noite de dia 29 de Agosto.
No domingo, dia 30 de Agosto, além do workshop infantil, há um sunset com música do DJ Nuno Canelas, às 18 horas, a que se segue um baile com Ricardo Alcaide, às 21h30.
"Revitalizar as tradições de Azeitão, com um toque moderno", é um dos objetivos da Diabo no Corpo, Associação Cultural. Apesar de muito jovem, no currículo, a Diabo no Corpo conta já com duas participação nas Marchas Populares de Setúbal e o Arraial de Verão do ano passado que foi um sucesso junto da comunidade.
Para o ano, a Diabo no Corpo "tem vários projetos alinhados, onde se destaca a abertura de um espaço cultural em Azeitão, para exposições, teatro, workshops e todo o tipo de eventos que possam dinamizar a comunidade de Azeitão e arredores", explica a Associação Cultural em comunicado enviado ao ADN.
O Arraial de Verão conta com os apoios da Junta de Freguesia de Azeitão e da Câmara  de Setúbal, da Webzz - Agência de Marketing das PME’s e Micro Empresas e MCK Eventos. Assim como os patrocínios da Imobiliária Century 21 e empresa local Arte Piscinas.
[ + ]

Grândola está em festa a partir de hoje

Maior feira do Litoral Alentejano está a chegar com muitas novidades 

Nos últimos cinco dias de Agosto todos os caminhos vão dar ao parque de Feiras e Exposições da Vila Morena. 373 anos depois da primeira edição a Feira de Agosto continua a ser o momento de encontro e reencontro dos Grandolenses e de milhares de forasteiros que ano após ano não deixam de ir a Grândola, tornando-a a maior Feira do Litoral Alentejano. Este ano a Aldeia Mineira do Lousal irá estar em destaque. Para o presidente da Câmara, António Figueira Mendes esta aposta da autarquia "demonstra a coerência das políticas de desenvolvimento integrado e harmonioso de todo o concelho e a prioridade que queremos dar, cada vez mais, aos espaços rurais em complemento e articulação constante com o progresso da frente atlântica". A recuperação da Praça Rural, com Exposição de Gado é outra das apostas do município para edição deste ano que arranca a 27 de Agosto. B4, Os Azeitonas, António Zambujo e GNR são algumas das "atrações" musicais do certame.
Feira de Agosto, em Grândola,  realiza-se de 27 a 31 de Agosto 
A recuperação da Praça Rural, com Exposição de Gado é outra das apostas do município do Distrito de Setúbal para edição deste ano. "O desenvolvimento agrícola e florestal assume uma importância fundamental para a coesão territorial e para a economia da nossa região" salienta António Figueira Mendes.
À semelhança do ano passado a Feira de Agosto apresenta uma exposição do espólio etnográfico este ano dedicada a algumas profissões tradicionais mais características do concelho.
Com o objectivo de rentabilizar e dinamizar o espaço do Picadeiro e, ao mesmo tempo, oferecer uma cada vez maior e mais diversificada programação, a Feira de Agosto apresenta nesta edição, pela primeira vez, um conjunto de actividades a realizar durante as tardes do certame: demonstrações cinotécnicas, de obediência e agility juntam-se ao já habitual Festival Hípico.
O maior evento do Litoral Alentejano vai ter um “espaço dedicado à promoção turística do município”, sendo o “tema central a Aldeia Mineira do Louçal”, bem como e realização do “colóquio sobre os apoios à agricultura e o desenvolvimento do Litoral Alentejano”, explicou Carina Batista, vereadora da Cultura da Câmara de Grândola. 
A autarca sublinha que a Feira de Agosto vai ter ainda uma “feira franca, uma exposição etnográfica, cuja temática são as profissões de relevância no concelho, que tiveram alguma importância na vida dos munícipes, mas que estão em via de extinção, tendo outras caído em desuso”. Carina Batista refere ainda que a música e a gastronomia vão marcar presença no certame, havendo também uma “zona dedicada a produtos regionais, ao artesanato” e a “divertimentos para as diferentes faixas etárias”.

B4, Os Azeitonas, António Zambujo e GNR no palco principal 
A Feira de Agosto é uma das maiores festas do Alentejo 
Mas a Música é factor imprescindível de qualquer Feira pelo que Sons e Ritmos do momento estarão nos dois palcos da festa. Pelo Palco Principal, às 22h15 e Palco Bar, pelas 23h45 vão passar grandes nomes da música nacional e internacional.
No dia 27, a Banda da SMFOG apresenta um espectáculo inédito com um reportório que integra temas do Clássico ao Contemporâneo! No Palco Bar há pop rock português e anglo-saxónico com Mr. Jones.
No dia 28, a música contagiante da Dupla Angolana B4 (Big Nelo e C4 Pedro) promete não deixar ninguém indiferente. Sons Soul, Funk e R B são a proposta para o Palco Bar com os HEAT.
Dia 29, apresenta-se em palco a banda portuguesa de rock alternativo "Os Azeitonas". No Palco Bar os Evolution prometem grandes êxitos de rock dos Anos 70, 80 e 90.
O vencedor do Globo de Ouro para melhor intérprete individual 2015, António Zambujo sobe ao palco principal no dia 30. Cassapo Rock Português é a proposta da noite de domingo para o Palco Bar.
A encerrar a Feira de Agosto no dia 31 a Banda Nacional que dispensa apresentações: GNR.
Carina Batista entende que as pessoas devem ir a Grândola, porque é a “melhor feira do sul do país”, e por ser uma oportunidade para “rever pessoas que não vêem há muito tempo”.
Quanto ao ponto alto do certame, a vereadora da cultura tem algumas dúvidas, devido à “diversidade de iniciativas e de concertos”, mas acredita que a “nova aposta no mundo rural”, possa atrair um número significativo de pessoas. Carina Batista revela que vão estar no recinto da feira “cerca de 400 expositores” de diferentes temáticas, desde “artesanato, associações, feirantes, produtos regionais a tasquinhas”.
A Feira de Agosto tem como objetivo “divulgar o concelho de Grândola como destino turístico, cultural, gastronómico e patrimonial” realiza-se de 27 a 31 de Agosto no Parque de Feiras e Exposições de Grândola. O orçamento deste evento ronda os “400 mil euros” e é financiado pela “Câmara  de Grândola e pelas entidades locais”, sendo a organização da responsabilidade da autarquia.
Durante os dias do certame, o Município de Grândola disponibiliza gratuitamente dois "Comboios da Feira" que efectuam o trajecto entre a Feira de Agosto e vários pontos estratégicos da vila. A Feira de Agosto tem entrada livre.
Consulte aqui o programa completo da Feira de Agosto, em Grândola.
[ + ]

Montijo quer nova ligação à ponte Vasco da Gama

Extensão do Aeroporto de Lisboa passa pelo Montijo 

O presidente da Câmara do Montijo, que apoia as negociações da ANA com a Força Aérea para abrir a base n.º 6 à aviação civil, defende uma nova ligação da Ponte Vasco da Gama para servir a infraestrutura. Segundo Nuno Canta, para adaptar a base aérea do Montijo a aeroporto civil, em alternativa a Sintra e a Alverca, será importante a articulação com a ponte através de uma nova ligação direta ao Montijo, há muito reivindicada, mas nunca concretizada. Fonte do Ministério da Economia revelou que “só no início de Setembro” deve existir um acordo entre a ANA – Aeroportos de Portugal e a Força Aérea Portuguesa, que deve ser indemnizada pela empresa controlada pelos franceses da Vinci Airports.
Base Área do Montijo pode receber voos comerciais em breve 

“Já não é a Portela+1, mas uma extensão do aeroporto da Portela”, afirmou o presidente da Câmara do Montijo, em declarações à agência Lusa, acrescentando que o aeroporto de Lisboa passa “a funcionar com duas pistas, uma na margem norte e outra na margem sul” do Tejo.
Além da conclusão da circular externa da cidade, com uma “ligação franca ao aeroporto”, o autarca defendeu uma nova avenida com ciclovia ao cais fluvial do Seixalinho, para “utilização dos catamarãs da Transtejo como elemento de transporte público da nova infraestrutura aeroportuária até Lisboa”.
Num “caderno de encargos” entregue à ANA, para viabilizar a adaptação da base, consta ainda o abastecimento de água e tratamento de esgotos pelos serviços municipais.
O presidente da autarquia admitiu que os impactos na região seriam maiores com a construção de um novo aeroporto em Canha, no Campo de Tiro de Alcochete, com grande parte do território no município do Montijo, confiando numa “gestão eficaz dos danos colaterais no ambiente”.
“Neste momento estamos a falar de uma coisa mais reduzida, mas com impacto, na cidade do Montijo e nesta parte do arco ribeirinho sul, muito superior”, do ponto de vista económico, frisou, apontando benefícios no turismo também para os municípios da Moita, Palmela, Barreiro e Alcochete.
O autarca espera que apareçam projetos para “alguns hotéis”, fazendo ‘regressar’ ao século XVIII, quando o Montijo (então Aldeia Galega) era sede do serviço postal da Mala Posta, e também para o desenvolvimento da logística e da indústria na região.

Governo quer anunciar decisão em Setembro 
O secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro, já anunciou que o Governo quer assinar, antes do fim da legislatura, um memorando com a ANA, a FAP e as autarquias para o novo aeroporto.
O ministro da Economia, António Pires de Lima, em declarações aos jornalistas a 5 de Agosto, esclareceu que o acordo visa aproveitar “ao máximo” a capacidade da Portela, “desenvolvendo em complementaridade a disponibilidade que existe na base aérea do Montijo”.
“Acho que todos vamos ficar a ganhar com uma decisão que vai poupar centenas de milhões de euros de investimento, que no final iria sempre recair nos contribuintes e em mais taxas aeroportuárias”, vincou Pires de Lima, em comparação com um novo aeroporto para substituir a Portela.

[ + ]

Sesimbra faz inventário dos lagares de Azeite

"Sesimbra já foi um concelho importante na produção de azeite"

O Museu Municipal de Sesimbra procedeu, nas duas primeiras semanas de Agosto, ao inventário de quatro lagares de azeite, localizados na Venda Nova, Caixas e Calhariz. O trabalho, desenvolvido por alunos da disciplina de Arqueologia Industrial da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, foi orientado pelo professor Jorge Custódio e acompanhado por especialistas entre os quais José Gouveia, natural de Sesimbra, docente do Instituto Superior de Agronomia e responsável pelo Cadastro Oleícola Português.
Alunos da Universidade Nova  procuram lagares de Azeite antigos 

Os estudos, realizados ao abrigo de um protocolo celebrado em 2013, obedeceram ao preenchimento de fichas criadas especialmente para o efeito, que permitiram registar detalhadamente todas as estruturas nas suas vertentes de identificação, força motriz, pormenores construtivos e tecnologia empregue no armazenamento da azeitona, moagem, extração, decantação e armazenamento do azeite.
"Foram ainda registados testemunhos de pessoas ligadas à atividade e às unidades produtivas, que vão permitir construir conhecimento em torno das manifestações de património cultural imaterial associado à economia e produção local do azeite", diz a Câmara de Sesimbra em comunicado enviado ao ADN.
Com estes trabalhos termina o inventário das estruturas produtivas, e ao qual se "seguem a avaliação dos dados e a produção de conteúdos, que à semelhança do que foi feito com os Engenhos de Moagem de Cereais do concelho de Sesimbra dará lugar a uma publicação no âmbito da salvaguarda e valorização do património industrial sesimbrense", explica o comunicado da autarquia.
José Gouveia já provou cerca de 30 mil azeites, e embora já reformado do ensino é consultor de várias empresas, o que faz com que todos os dias continue a fazer provas. Atualmente, está também a dar o seu contributo para o levantamento de campo que o Museu Municipal está a realizar sobre os lagares de azeite. "Sesimbra já foi um concelho importante na produção de azeite", revela, assegurando que lhe está a dar um enorme prazer contribuir para o enriquecimento da história da sua terra.
[ + ]

Morreu o golfinho mais velho do Sado

Asa foi encontrado morto no Sado esta segunda-feira

Morreu ontem o golfinho ‘Asa’, referenciado como sendo o mais velho da reserva do rio Sado. O anúncio foi feito pela empresa de ecoturismo Vertigem Azul, que organiza, entre outros, passeios turísticos de observação de golfinhos e aves. Identificado pela primeira vez em 1984, ‘Asa’ era um golfinho roaz macho e foi notícia no dia 7 de Abril de 1999, quando ficou preso num dos braços do rio e foi içado, numa operação inédita, por um helicóptero da Força Aérea. Sobre o salvamento do ‘Asa’, a bióloga Raquel Gaspar disse à SIC ter sido ‘sem dúvida um dos maiores desafios’ da sua vida. “Nos últimos dias andava isolado do resto do grupo”, pode ler-se na página de Facebook da Vertigem Azul: “Um elemento a menos no grupo significa muito para esta população, mas, tal como nós, eles não são eternos”. Este grupo de golfinhos roazes é o único do género no país e um dos poucos no mundo.
Golfinho teria cerca de 50 anos e terá morrido de velhice 

Um dos mais velhos golfinhos do estuário do Sado foi encontrado morto esta segunda-feira de manhã. Nos últimos dias o comportamento do Asa, assim se chamava, tinha causado apreensão a técnicos e operadores turísticos, que acompanham a atividade da comunidade de roazes-corvineiros. Segundo explicou Pedro Narra, da empresa Vertigem Azul, o Asa andava "muito isolado" do grupo nos últimos dias. Foi avistado várias vezes, a última delas terá sido no sábado. Foi recolhido pelo pessoal da Reserva Natural do Estuário do Sado (RNES) e só a necropsia, que será agora realizada, poderá determinar a causa da morte. Ao tudo indica que a morte se deva à velhice. O Asa, teria cerca 50 anos de idade. 
Na manhã de 31 de Julho, o Asa não tinha aparecido. Já nesse dia, os técnicos da RNES, [acompanhados por uma equipa de reportagem do Diário de Notícias que estavam a fazer um trabalho sobre os golfinhos do Sado], manifestaram a sua estranheza. Era a primeira vez, confessava então Ana Cristina Falcão, técnica da reserva: "Estou a estranhar, é a primeira vez que não o vejo numa saída", dizia. Também Carlos Silva, o marujo conhecido por Lobo do Mar, estava preocupado. Salvou-o uma vez, a 7 de Abril de 1999, quando ficou preso da lama e foi salvo pela Força Área.
Observado pela primeira vez em 1984, Asa era como que um patriarca da comunidade. Teria uns 50 anos. Na reportagem do Diário de Notícias, publicada no dia 18 de Agosto, antecipava-se que, nas saídas seguintes, os olhos de uns e outros iriam fixar-se nas barbatanas dos roazes-corvineiros do Sado, à procura daqueles cortes característicos do Asa.
Esta segunda-feira, como sinalizou a Vertigem Azul, na sua página de facebook, "é um dia triste para o Sado e para todos nós. O Asa partiu." A comunidade única em Portugal e rara na Europa de roazes-corvineiros terá agora 27 membros, eventualmente 28 se entretanto se fixar um dos golfinhos que foi avistado pela primeira vez em Março com o grupo. E pelo Sado continua. 

[ + ]

Setúbal prova que "há mar no mercado" do livramento

Ocean Alive apresenta “Há Mar no Mercado” em Setúbal 

O melhor dos peixes e das pradarias marinhas da região é dado a conhecer através de visitas interativas ao Mercado do Livramento. A atividade “Há Mar no Mercado”, dinamizada pela organização Ocean Alive, com o apoio da Câmara  de Setúbal, é direcionada, sobretudo, para as famílias. Depois da exibição de um documento audiovisual sobre pradarias marinhas, os participantes recebem um guião que os leva a conhecer, numa linguagem simples e acessível, as várias espécies marinhas existentes no Estuário do Sado e que podem ser adquiridas no Mercado do Livramento, na cidade de Setúbal. 
Histórias dos peixes do Estuário do Sado contado em Setúbal 

É um convite aos turistas, principalmente famílias, para que conheçam melhor os peixes e as pradarias marinhas da região, conhecida pelo bom peixe e pela colónia de golfinhos do estuário do Sado. A iniciativa "Há Mar no Mercado" permite aos biólogos realizar tarefas que não são possíveis enquanto mergulham.
Como se alimentam os peixes, para que serve a tinta do choco, que a dourada muda de sexo a meio da vida e como cresce o caranguejo são algumas das questões respondidas na visita conduzida pela bióloga marinha Raquel Gaspar e pela pescadora Rosa.
A atividade, com início às 9h30, inclui ainda uma visita às bancas de peixe, podendo cada participante levar para casa a tradicional receita de salada de choco, com indicação de todos os ingredientes necessários que podem ser adquiridos no próprio Mercado do Livramento.
O “Há Mar no Mercado”, com cada sessão a ser dinamizada ao longo de uma hora e meia, é promovido com a colaboração da Associação dos Comerciantes do Mercado do Livramento e da Agência Nacional Ciência Viva.
A participação no “Há Mar no Mercado” tem um custo de 8 euros por pessoa e é gratuita para crianças até aos 3 anos. Há também um bilhete família, por 28 euros, para dois adultos e duas crianças, tendo a participação extra um custo de 5 euros.
As inscrições carecem de marcação prévia pelo telefone 917 915 595 ou pelo endereço info@ocean-alive.org.
Mais informações sobre a iniciativa podem ser obtidas em www.ocean-alive.org.


[ + ]

Alcochete quer regeneração urbana do núcleo antigo

Câmara quer devolver a rua às pessoas 

A Câmara de Alcochete  pretende dar continuidade ao investimento público realizado no núcleo antigo de vila, no sentido de reabilitar a imagem do centro histórico da vila de Alcochete, quer ao nível do espaço público, quer ao nível do edificado, com vista à dinamização de acções e investimentos particulares. Estas medidas, diz a autarquia, "sensibiliza os particulares e os proprietários a participarem neste processo de valorização da vila de Alcochete. Nesse sentido, a autarquia vai apresentar até ao próximo dia 4 de Setembro uma candidatura ao programa Portugal 2020 com o objetivo de dar "continuidade à regeneração do espaço urbano da vila de Alcochete e sensibiliza os proprietários para a integração numa candidatura conjunta e para os benefícios que podem usufruir", diz a Câmara em comunicado. 
Câmara de Alcochete quer reabilitar zona antiga da vila 

A autarquia de Alcochete está a desenvolver um Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, que integra um Plano de Ação de Regeneração Urbana e um Plano Integrado para as Comunidades Desfavorecidas, no qual podem fazer parte os proprietários de imóveis que queiram beneficiar de incentivos para a reabilitação dos seus imóveis.
Os benefícios para quem reabilita estão previstos no regime extraordinário de apoio à reabilitação urbana do Estatuto dos Benefícios Fiscais no art. 71.º que estabelece um conjunto de incentivos específicos ao nível do IMI, IMT, IRS, IRC, IVA e outros, para obras obras concluídas até Dezembro de 2020, localizadas em Áreas de Reabilitação Urbana.
As intervenções candidatáveis devem estar integradas em Áreas de Reabilitação Urbana, e neste sentido, explica o comunicado da autarquia, "o município definiu as Áreas de Reabilitação Urbana do núcleo antigo de Alcochete, onde é necessário reabilitar o conjunto do edificado existente, cujo valor patrimonial é necessário preservar". 
Ainda de acordo com a autarquia liderada por Luís Miguel Franco, "a regeneração do núcleo antigo de Alcochete depende da recuperação do parque edificado e da diversidade de usos, da revitalização do comércio tradicional e na captação de novas atividades económicas, da instalação de equipamentos sociais e culturais e na melhoria das acessibilidades".
Os proprietários de imóveis que queiram beneficiar de medidas de incentivo à reabilitação de imóveis e participar uma proposta integrada com a Autarquia na elaboração do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Alcochete deverá contactar os serviços municipais em:
Divisão de Administração do Território Atividades Económicas e Comunicação
Tel.: 212 348 600 ou 212 348 625
dotu@cm-alcochete.pt / dotu.srunh@cm-alcochete.pt
Largo de São João
2894-001 Alcochete
Conheça os benefícios associados à reabilitação de imóveis:
A RUA também é SUA!

[ + ]

Mourisca recebe festa da gastronomia do Sado

Festa do Moinho de Maré da Mourisca arranca na sexta-feira 

Artesanato, música, passeios, exposições e gastronomia são algumas das propostas da 16.ª Festa do Moinho de Maré da Mourisca, certame que se realiza nos dias 28, 29 e 30, no Faralhão, em Setúbal. A gastronomia, em tasquinhas, é um dos principais interesses do certame, na Herdade da Mourisca, onde são servidos, ao longo de três dias, petiscos tradicionais da região e do Estuário do Sado, com a ostra em destaque. No recinto existem ainda diversos expositores com produtos artesanais, assim como espaços de instituições e associações.
Gastronomia é o ponto forte das festas da Mourisca 

O evento, organizado pela Comissão de Festas do Moinho de Maré da Mourisca e juntas de freguesia do Sado e de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra, com o apoio da Câmara de Setúbal, conta com um programa de atividades, logo após a abertura das portas do recinto, marcada para o dia 28, às 19 horas.
A exposição de fotografias “As Ostras do Sado na Memória de um Povo”, uma mostra que retrata a vida dos apanhadores de bivalves na década de 60 é inaugurada às 20 horas, no Moinho de Maré da Mourisca. Meia hora depois, a inauguração oficial do certame é assinalada com um apontamento musical pela fanfarra dos Escuteiros do Agrupamento 64 de São José.
O primeiro dia de festa inclui um serão com muita música, com Carina Martins, às 21h30, e Fernando Correia Marques, às 22h30, a que se segue, uma hora depois, um baile animado por Fátima Dias.
A qualidade dos produtos típicos da região está em evidência, além das tasquinhas gastronómicos, no já habitual concurso de gastronomia, doces e de licores, que se realiza no dia 29, às 13 horas.
O programa deste dia, sábado, prossegue com um torneio de malha corrida, às 16 horas, a que se seguem várias demonstrações, como zumba, às 18 horas, ioga, às 18h45, e sevilhanas, às 19 horas. Ao início da noite está marcado um desfile de moda, com a apresentação da coleção da estilista Ester Gomes e às 21h30 o palco das festas recebe a Capricho Big Band. A fechar a noite, a partir das dez da noite, há baile com os Irmãos Cabanas.
No último dia de certame, a 30, há um passeio de BTT, com partida do Moinho da Mourisca, e um passeio pedestre, com início na sede da Junta de Freguesia do Sado, ambos às nove horas, com chegada no Moinho de Maré. Ao final da manhã, às 11 horas, realiza-se uma missa campal.
À tarde, está programado um torneio de chinquilho, às 15 horas, e uma mostra com o Grupo de Danças e Cantares Regionais do Faralhão e o Rancho Folclóricos os Rurais da Lagoa da Palha, com início marcado para as 19 horas.
Às 20 horas, é apresentado um espetáculo de danças de salão e meia hora depois chega o primeiro momento musical com Flávia, enquanto o encerramento oficial das festividades, com a entrega de prémios dos concursos de gastronomia, doçaria e licores, decorre a partir das nove da noite Até ao fim da festa há animação musical com os Banza, às 22 horas, e baile com Ricardo e Jorge, às 23 horas.


[ + ]

D. José Ornelas é o novo bispo de Setúbal

Papa Francisco nomeou novo Bispo de Setúbal  

O papa Francisco nomeou, para bispo da Diocese de Setúbal, José Ornelas Carvalho, de 61 anos, ex-superior geral dos Dehonianos, que sucede a Gilberto Reis, após este ter renunciado devido à idade, anunciou ontem a Agência Ecclesia. A Ecclesia cita a Nunciatura Apostólica (embaixada da Santa Sé) em Lisboa, referindo que o bispo eleito nasceu a 5 de Janeiro de 1954, no Porto da Cruz (Madeira), tendo feito a formação religiosa na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos). José Ornelas Carvalho foi ordenado padre a 9 de Agosto de 1981, na terra onde nasceu. O Papa Francisco pediu-lhe que fosse "missionário" em Setúbal porque "a Europa tem necessidade de redescobrir a sua dimensão missionária", conta o novo Bispo de Setúbal.
Padre José Ornelas foi nomeado Bispo de Setúbal pelo Vaticano 

Há um novo bispo português e vai para a diocese de Setúbal. É o padre José Ornelas Carvalho, antigo superior-geral dos Dehonianos. A nomeação foi divulgada esta segunda-feira. O Papa pediu-lhe que fosse "missionário" em Setúbal porque "a Europa tem necessidade de redescobrir a sua dimensão missionária", conta. O novo bispo de Setúbal sucede a D. Gilberto do Canavarro Reis, que renunciou por motivos de idade.
Na sua primeira mensagem à diocese de Setúbal, D. José Ornelas, de 61 anos, conta que, tendo terminado o seu mandato de superior-geral da sua ordem em Junho, tinha pedido para ir em missão para África. Mas o Papa Francisco mudou esses planos.
"O Papa Francisco, que tive ocasião de encontrar pessoalmente, mudou estes planos. Quando me deu a alegria de encontrá-lo, disse-me: 'Não te imponho, mas peço-te que vás como bispo para Setúbal… mas irás como missionário… a Europa tem necessidade de redescobrir a sua dimensão missionária'. E aqui estou, para assumir convosco esta missão eclesial", escreve o novo bispo à sua nova diocese.
O agora bispo eleito de Setúbal nasceu a 5 de Janeiro de 1954, no Porto da Cruz (Madeira). Fez a sua formação religiosa na Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos) e foi ordenado padre a 9 de Agosto de 1981.
Especialista em Ciências Bíblicas, com o grau de doutor em Teologia Bíblica pela Universidade Católica Portuguesa, foi professor desta instituição académica entre 1983-1992 e 1997-2003.
Na sua Congregação, foi superior da Província Portuguesa, cargo que assumiu a 1 de Julho de 2000; foi eleito superior geral dos Dehonianos a 27 de Maio de 2003, cargo que ocupou até 6 de Junho de 2015. Foi um dos nomes falado para bispo de Lisboa, depois da renúncia de D. José Policarpo.

D. Gilberto Reis abdica pela idade  
Gilberto Reis, bispo de Setúbal desde 1998, completou 75 anos de idade a 27 de Maio e, de acordo com o Direito Canónico, apresentou a renúncia ao serviço episcopal, que o papa Francisco aceitou ontem, ao nomear o seu sucessor, afirma a Ecclesia.
A Diocese de Setúbal foi criada há 40 anos, através da bula (documento oficial) “Studentes Nos”, por Paulo VI, e o primeiro bispo foi Manuel Martins, que desempenhou funções entre 1975 e 1998.
A população católica está distribuída por 55 comunidades paroquiais, tendo a diocese uma superfície de 1500 quilómetros quadrados e 717 mil habitantes, em nove concelhos: Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.
Abrange ainda três parcelas territoriais que integram a paróquia da Comporta, freguesia da Comporta, uma parcela da freguesia de Santa Maria do Castelo, ambas pertencentes ao Concelho de Alcácer do Sal, e Tróia, pertencente à freguesia de Carvalhal, Concelho de Grândola.


[ + ]

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010