Dá um Gosto ao ADN

Alegro de Setúbal recebe casting de moda no sábado

Procuram-se modelos para a 3ª edição do Concept Fashion Design

O Centro Comercial Alegro Setúbal recebe dia 2 de Abril um Casting de Manequins, organizado pela plataforma que "tem como objetivo promover e divulgar projetos de autor de índole cultural em diferentes áreas artísticas, desde a moda, à pintura, à fotografia e ao design, cuja 3ª edição terá lugar em Setúbal", diz a organização do evento. 

Casting decorre na Praça Bombordo a partir das 15 horas 
É já no próximo fim de semana que todos os jovens sadinos que sonham com uma carreira no mundo da moda como modelos terão a oportunidade de provar o seu talento no Alegro Setúbal. 
No sábado, a partir das 15 horas, a Praça Bombordo do centro comercial dará lugar a uma passerelle para a realização de um casting que pretende encontrar modelos para a 3ª edição do Concept Fashion Design.
O Concept Fashion Design é uma plataforma que pretende potenciar o talento, inovação e criatividade nacionais, percorrendo o país para promover os artistas locais e dar a conhecer a diferentes públicos novas formas de olhar a moda, a pintura, a escultura, a fotografia e as mais variadas formas de arte.
Setúbal é a próxima cidade a receber este evento nos dias 7 e 8 de Maio, na Casa da Baía. Em exibição estarão trabalhos de artistas nacionais e locais, como é o caso designer pasteleiro Filipe Blanquet ou do escultor Pedro Marques.
“A moda é, sem dúvida, um dos nossos eixos de posicionamento. Por outro lado, o apoio às empresas nacionais, assim como, ao que é local, são uma outra forte orientação nossa. Cruzar o mundo da moda, agora na procura de modelos, com o apoio a um evento que tem na sua matriz a promoção do que melhor se faz no nosso país em diversas indústrias criativas, e desta vez na região de Setúbal, são motivos que nos levam a querer celebrar esta parceria e apoiar a promoção do Concept Fashion Design”, afirma Ana Santos, diretora do Alegro Setúbal.
Participa e prova que tens talento na moda.

Agência de Notícias

[ + ]

Jovens recolhem lixo no Portinho do Arrábida

Voluntários recolheram uma tonelada de lixo numa manhã 

Perto de trinta jovens envolveram-se ontem de manhã numa ação de limpeza da praia do Portinho da Arrábida, em Setúbal, que resultou na recolha de cerca de uma tonelada de detritos. Durante as três horas desta iniciativa ambiental, os participantes, alunos do curso de Técnicas de Cozinha e Pastelaria da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, munidos de sacos de 120 litros e protegidos com luvas, percorreram os acessos e estacionamento automóvel, as zonas rochosas, o areal e a linha de água. 
Jovens limparam praia do Portinho da Arrábida esta quarta-feira

Vidro, plástico, cartão, papel, madeiras, embalagens, maços de tabaco, isqueiros e pontas de cigarro foram alguns dos resíduos recolhidos pelos voluntários. Os alunos foram ainda surpreendidos com a presença de seringas, fraldas, cordas, preservativos, tampões e pensos higiénicos.
No final da ação, promovida pela Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, com o apoio da Câmara Municipal de Setúbal e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, no âmbito da candidatura da Bandeira Azul, foram encaminhados pelos serviços da autarquia trinta sacos com cerca de uma tonelada de lixos para triagem.
Este resultado deveu-se a voluntários como a Catarina, que, pouco passava das dez horas, se juntou aos colegas para recolher o lixo junto das rochas que delimitam uma das extremidades do Portinho da Arrábida, eleito em 2010 uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal e vencedor na categoria Praias e Falésias.
“Por que razão as pessoas deitam lixo junto dos caixotes de lixo?”, questionou, indignada, enquanto apanhava os resíduos nesta que foi a primeira vez que participou neste tipo de ação ambiental.
Sara, acompanhada de duas colegas, levou de casa uma motivação extra para completar a tarefa, um dispositivo de música. Além de plásticos variados e latas de cervejas e de refrigerantes, a jovem encontrou cápsulas e uma garrafa de azeite.
“Nunca pensei achar as coisas que já achei”, desabafou. Outra participante, Madalena, quando se deparou com uma zona, atrás de uma rocha pintada com o desenho de várias mulheres, que “mais parece a casa de alguém”, com um fogareiro, uma faca, um saco-cama e um colchão.
A ação de limpeza do Portinho da Arrábida, integrada no projecto Eco-Escolas, pretendeu alertar os mais novos para a necessidade de defesa e preservação da biodiversidade e despertar consciências para o problema da poluição marinha.
Para a concretização da atividade, a Câmara Municipal de Setúbal facultou aos participantes sacos de recolha de resíduos sólidos urbanos e luvas.
Depois de um almoço-piquenique, os voluntários visitaram uma exposição sobre poluição marinha no Museu Oceanográfico Professor Luís Saldanha, no Portinho da Arrábida.

Agência de Notícias
[ + ]

Alcácer do Sal e Grândola em marcha lenta no IC1

Autarquias e utentes voltam a reclamar obras urgentes 

As autarquias de Alcácer do Sal e Grândola, juntamente com as populações locais, vão voltar a sair à rua em protesto pela situação calamitosa em que se encontra o troço do IC1 que une os dois concelhos do litoral alentejano. Será já esta sexta-feira, 1 de Abril, a partir das 17 horas, que voltará a realizar-se mais uma marcha lenta contra o estado de degradação em que se encontra o referido troço. A iniciativa, organizada pela Comissão de Utentes do IC1 que liga Alcácer do Sal a Grândola, exige assim a reparação urgente da via. A Comissão de Utentes diz que há "cada vez mais acidentes com vítimas mortais", naquele troço de estrada. 
Obras no IP1 são há muito reclamadas por utentes e autarquias locais

Em Grândola, a partida da marcha está agendada para as 17 horas, junto ao Parque de Feiras e Exposições, seguindo até Albergaria “onde os utilizadores da via de Grândola e Alcácer do Sal irão concentrar-se para exigir a urgente reparação daquela via”, diz o município de Grândola, sublinhando que a iniciativa conta com o apoio de ambas as câmaras municipais e das respectivas juntas de freguesia.
Já o município de Alcácer do Sal lembra que recentemente “foram tomadas várias posições”, tendo sido realizada “uma reunião entre os autarcas de Alcácer do Sal e de Grândola com o secretário de Estado das Infra-estruturas” e que a Comissão de Utentes do IC1 (EN 5/EN 120) de Alcácer do Sal e Grândola “foi recebida em audiência pelos Grupos Parlamentares do Bloco de Esquerda; Os Verdes; PCP; PS e PSD”.
Em comunicado, após as audiências, a comissão de utentes faz um balanço negativo à situação, considerando a problemática “continua e continuará, ao que tudo indica, com um grande impasse na sua resolução”.
“Consideramos que por parte dos partidos que fizeram parte do eixo governativo dos últimos anos, são repetidas as promessas e intenções de finalizar este processo. Todavia, os utentes desta via atestam que nada tem sido efectivado e o resultado disso tem sido uma mão cheia de nada”, sublinha a autarquia de Alcácer do Sal.

Estrada com mais acidentes 
A Comissão de Utentes volta a dizer que “a inércia dos governantes, das Infra-estruturas de Portugal e da Concessionária consentem que cada vez mais se promova na via um potencial crescente de número de acidentes, onde particularmente o enfoque mais negativo será, como tem sido, o crescente número de vítimas mortais”.
A degradação visível em que este troço se encontra representa, ainda segundo a comissão de utentes, “um grave atentado a todos os utentes que ali passam diariamente, cerca de nove mil veículos, bem como, dos interesses das populações residentes, que têm visto nestes últimos longos anos a sua condição de vida afectada no âmbito económico, social e, sobretudo, na sua segurança e integridade física”.

Agência de Notícias
[ + ]

Setúbal recebe mundo da animação em Setembro

Setúbal e Tróia recebem Trojan Horse Was a Unicorn 2016

Setúbal e Tróia estão, entre 19 e 24 de Setembro, no epicentro da indústria mundial de animação e efeitos especiais ligados aos videojogos e cinema, com artistas internacionais a partilhar criatividade no evento Trojan Horse Was a Unicorn, um dos maiores eventos mundiais na área da animação digital e dos efeitos especiais, dos videojogos ao cinema, passando pelo 3D, no qual marcam presença, nesta quarta edição, mais de seis centenas de artistas e especialistas mundiais de arte para a indústria de entretenimento digital.

O melhor da indústria de animação vai estar em Setúbal 

O evento, apresentado ontem em conferência de imprensa realizada na Casa da Baía, é um dos mais importantes fóruns internacionais de troca de experiências entre pessoas criativas, sublinhou a presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira.
“Gente que cria realidades visuais alternativas, que nos faz mergulhar nas realidades virtuais dos filmes e dos videojogos como se fôssemos parte deles”, elogiou a autarca, para descrever os participantes do evento, entre eles Scott Ross, referência nos efeitos especiais da indústria cinematográfica de Hollywood.
O THU, - Trojan Horse Was a Unicorn- com génese em 2013, é, durante uma semana, um ponto de encontro para “artistas de variadíssimos países que procuram as melhores experiências e que levam para os seus países um pedaço importante de Setúbal e de Troia”, frisou a autarca.
Maria das Dores Meira adiantou que Setúbal se associa, este ano com maior intensidade, ao Trojan Horse Was a Unicorn, não só pela importância do festival mas também pelo facto de este constituir “mais um poderoso fator de promoção e divulgação” da região.
Apontou que o apoio ao THU pode representar “o início de um caminho mais longo de abertura da cidade e da região a este setor de atividade, que gera, em todo o mundo, negócios bastante vultuosos e muitos postos de trabalho”, vincando, igualmente, a “importância de estimular as indústrias criativas”.
A presidente da Câmara de Setúbal elogiou o cofundador do Trojan Horse Was a Unicorn, André Luís Lourenço, um “setubalense que se orgulha das suas raízes, um jovem empreendedor que não descansou para manter a sua cidade” no certame internacional de animação digital e efeitos especiais.

 73 países estarão presentes em Setúbal  
“Este é um evento de criadores. É um dos mais prestigiados festivais desta indústria criativa direcionado para as vertentes educacionais e de entretenimento”, resumiu André Luís Lourenço, naquela que foi a primeira conferência de imprensa de apresentação do THU.
Esta edição, com um orçamento a rondar os 1,2 milhões de euros, recebe sete centenas de participantes nas várias atividades e tem 55 oradores já confirmados, grupo que inclui quatro detentores de óscares da Academia de Hollywood. Conta, ainda, com cinco mil espetadores online e o envolvimento de 73 países.
“É uma comunidade mundial gigantesca”, realçou o cofundador do THU, evento que volta a dispor da presença da Disney e de outros gigantes mundiais da indústria cinematográfica e de videojogos para sessões de recrutamento. “No ano passado, a Disney recrutou três pessoas em Portugal. Foi o país em que recrutou mais elementos”.
A juntar a conferências, workshops e concursos nas mais variadas áreas criativas, uma das novidades deste ano é a dinamização de um food court. “A ideia é promover a gastronomia local, com produtos adquiridos no Mercado do Livramento, e partilhá-la. Tudo registado em filme”, revelou André Luís Lourenço.
O setubalense e impulsionador do THU adiantou que um dos objetivos do evento é potenciar o desenvolvimento da indústria criativa em Portugal. Para isso, a organização avança, já este ano, com um programa direcionado para as escolas, que dá a conhecer, desde cedo e sem complexos, as várias áreas do trabalho criativo.
O especialista em efeitos especiais, produtor e diretor norte-americano Scott Ross, embaixador e sócio do evento, apaixonado por Portugal e pela região setubalense, marcou presença no encontro com os jornalistas, numa videochamada feita em tempo real.
“Em 2013, o André convidou-me para falar no evento. Estava à espera de uma coisa desorganizada e banal. Enganei-me. Fiquei deslumbrado com a organização, com o conceito e com o espírito. É uma iniciativa centrada nos artistas e na valorização do trabalho destes”, realçou.
Scott Ross acrescentou que o THU “é inspirador”, uma vez que dá a conhecer o que se faz nesta área e um maior sentido “às imagens que artistas das mais variadas áreas criam para o cinema e para videojogos, num trabalho que muitas vezes não tem a devida visibilidade”.
Scott Ross, líder na década de 80 da Industrial Light & Magic, da companhia Lucasfilm fundada por George Lucas, ganhou cinco óscares para Melhores Efeitos Visuais, em filmes como “Quem Tramou Roger Rabbit”, o “Exterminador Implacável 2: O Dia do Julgamento” e “O Abismo”.
Com a empresa Digital Domain, que fundou em 1993, o também produtor e realizador norte-americano ganhou outros dois prémios da Academia de Hollywood e foi nomeado mais três vezes. Um dos galardões, em 1997, foi pelos efeitos visuais do filme “Titanic”.

Bilhetes já esgotaram 

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, igualmente presente na conferência de imprensa, sublinhou a capacidade do THU “para potenciar Portugal e as regiões, em particular a de Setúbal, na qual se realiza, e que mostra ao mundo um país diferente, criativo, inovador e feito de tecnologia e de jovens empreendedores”.
A governante sublinhou que o THU, além de ser um evento que “deixa uma porta aberta para Portugal enquanto destino turístico diferenciador e de inovação”, constitui uma oportunidade para “dar a conhecer um pouco do trabalho que é feito em Portugal”, sobretudo por microempresas.
O elogio ao projeto foi partilhado pelo presidente adjunto da Agência de Promoção Turística do Alentejo, Francisco Zambujinho. “Estou certo de que será um evento muito bom para aumentar a notoriedade da região e que, tal como nas edições anteriores, será um sucesso”.
Conferências, oficinas de arte e encontros profissionais entre técnicos e diretores artísticos ligados às maiores produtoras mundiais de filmes e jogos fazem parte do evento, que contou, no ano passado, com oitocentos profissionais da indústria da animação digital, de mais de cinquenta países.
Iain Mccaig, ligado ao universo da saga Star Wars, Shane Mahan, dono da Legacy FX, e Robh Ruppel, dos videojogos Naughty Dog, foram algumas das individualidades que marcaram presença em 2015, a par de Scott Ross, embaixador do festival e que também integra a organização.
A edição 2016 do Trojan Horse Was a Unicorn já tem bilhetes esgotados para os seis dias. A organização, através do sítio oficial do evento, acessível em www.trojan-unicorn.com, disponibiliza uma lista de espera na qual os interessados são informados da abertura de vagas em caso de desistências.

Agência de Notícias
[ + ]

Grupos rivais trocam tiros em bairro de Almada

PSP deteve 10 jovens de grupos rivais na Quinta do Chegadinho

Um tiroteio ocorreu ao início da tarde de quarta-feira na Quinta do Chegadinho, em Almada. A PSP intercetou duas viaturas com dez pessoas a bordo, todas transportadas para a divisão da PSP de Almada, onde devem ficar detidos até serem presentes a um juiz esta quinta-feira. São todos jovens, com idades entre os 18 e os 25 anos. Um ajuste de contas entre grupos rivais pode ser a causa deste tiroteio que não causou feridos. Os suspeitos estavam equipados com luvas e passa montanhas. A polícia aprendeu ainda diversas armas de fogo e munições. 
PSP conseguiu deter os autores do tiroteio desta quarta-feira

A PSP de Almada recebeu, na tarde desta quarta-feira, um alerta para uma situação de troca de tiros na Quinta do Chegadinho, em Almada.
De acordo com alguma imprensa, o alerta foi recebido pela PSP cerca das 16h40, dava conta de um tiroteio entre os ocupantes de dois veículos de dois grupos rivais. Os agentes da PSP deslocaram-se de imediato para o local e acabaram por localizar os 10 suspeitos dentro das duas viaturas.
Além das detenções dos 10 suspeitos, os agentes da PSP apreenderem uma caçadeira de canos cerrados, uma pistola de calibre 25 milímetros, duas armas brancas e ainda vários gorros passa-montanhas e luvas.
Os jovens, com idades entre os 18 e os 25 anos, vão ficar detidos até serem presentes a tribunal para aplicação das respetivas medidas de coação.
A mesma fonte da PSP revelou ainda que os suspeitos já estão referenciados na PSP “por diversas situações”.
No local estiveram 10 veículos e 29 operacionais, além do Serviço Municipal de Proteção Civil de Almada, INEM, Polícia de Segurança Pública e Polícia Judiciária de Setúbal.

Agência de Notícias
[ + ]

Moita adere à Rede de Universidades da 3ª Idade

Adesão oferece vantagens à Universidade Sénior da Moita 

O município da Moita vai aderir à RUTIS – Associação Rede de Universidades da Terceira Idade. Esta proposta foi aprovada por unanimidade na reunião pública da Câmara da Moita que se realizou no Salão Nobre dos Paços do Concelho. A RUTIS é uma instituição de utilidade pública, de âmbito nacional, que tem por missão promover o envelhecimento ativo e apoiar as universidades seniores ou de terceira idade. Com a adesão do Município da Moita, a Universidade Sénior da Moita irá beneficiar de todas estas vantagens, "abrindo-se portas que permitem um intercâmbio e apoio de outras estruturas. Nesta reunião, foram igualmente aprovadas, por unanimidade, as normas de funcionamento da Universidade Sénior da Moita. 
Universidade Sénior da Moita é gratuita para todos os munícipes 

Dos seus vários objetivos da RUTIS, destacam-se, explica a autarquia da Moita, "o apoio e a angariação de apoios para as universidades da terceira idade, a criação de uma rede de contactos e atividades para estas universidades, apoio técnico, além da promoção da investigação em gerontologia e da formação ao longo da vida, incrementando o uso das novas tecnologias pelos mais velhos". 
Com a adesão do Município da Moita, a Universidade Sénior da Moita irá beneficiar de todas estas vantagens, "abrindo-se portas que permitem um intercâmbio e apoio de outras estruturas.
De referir que a Universidade Sénior da Moita é um projeto da Câmara da Moita dirigido à população sénior do concelho e pretende, acima de tudo, "promover o bem-estar social da população, desenvolvendo um conjunto de atividades para potenciar o intercâmbio de saberes através do ensino, da formação, do desenvolvimento social e pessoal, da solidariedade social, do convívio e do lazer, proporcionando à população sénior do concelho uma vida ativa", conta o município gerido por Rui Garcia.
A Universidade Sénior da Moita tem uma filosofia única: os professores trabalham em regime de voluntariado, a frequência dos alunos é gratuita e as aulas são descentralizadas em vários locais no concelho da Moita, entre escolas, espaços municipais, instituições e movimento associativo, permitindo que todos os interessados possam frequentar a universidade.

Férias Jovens/2016: protocolo com EB 2,3 José Afonso
A Câmara da Moita aprovou a celebração de um protocolo com a EB 2,3 José Afonso, em Alhos Vedros, no âmbito do projeto “Férias Jovens”.
A EB 2, 3 José Afonso será o “espaço sede” da iniciativa municipal “Férias Jovens” porque "disponibiliza as condições necessárias, nomeadamente um pavilhão desportivo, polidesportivos exteriores e um refeitório com gestão autónoma que servirá as refeições aos cerca de 360 jovens envolvidos (repartidos pelos três turnos previstos), e pela sua localização central, no concelho da Moita".  
Assim, a autarquia aprovou a transferência de uma verba de 19 mil 750 euros para esta escola que, de acordo com o protocolo, vai assegurar as refeições necessárias no seu refeitório e disponibilizar e assegurar a manutenção de diferentes espaços escolares, entre outras obrigações.
O “Férias Jovens” é dirigido a crianças e jovens dos 8 aos 13 anos, residentes ou a frequentar uma escola no concelho da Moita, e pretende "ocupar de forma lúdica, saudável e pedagógica as “férias grandes”, com idas à praia, ao campo, à piscina, visitas a equipamentos municipais, ateliês de artes, desporto, entre muitas outras iniciativas", conta a câmara.
Esta proposta foi aprovada por unanimidade.

Atribuição de diferentes apoios financeiros
Para apoiar a realização do 34º Festival de Folclore Luso-Espanhol da Região Caramela, no dia 16 de Abril, na Praça da República, na Moita, e na sede do Rancho, com a participação de quatro grupos portugueses e um grupo espanhol, a Câmara da Moita aprovou a atribuição de uma verba de 500 euros ao Rancho Etnográfico de Danças e Cantares da Barra Cheia.
Os grupos de forcados do Município da Moita são uma referência, a nível nacional e internacional, no âmbito da atividade tauromáquica, um reconhecimento da afición das gentes da Moita e da valentia dos jovens moços de forcados e toureiros apeados que, ao longo de décadas, foram cimentando a cultura e tradição da tauromaquia popular. 
Consciente das dificuldades que estes grupos enfrentam e conhecedora da dedicação e orgulho com que envergam a sua jaqueta, a Câmara Municipal "apoiou a atribuição de um apoio financeiro de 750 euros e 600 euros, respetivamente, ao Grupo de Forcados Amadores do Aposento da Moita e ao Grupo de Forcados Amadores da Moita".
Ao grupo Os Indefetíveis, a Câmara da Moita vai atribuir um apoio, no valor de 600 euros, para minimizar as despesas com a deslocação à Madeira, onde participaram na Taça Nacional dos escalões de Juniores Masculinos para defrontar o Marítimo SC.
A atribuição destes apoios financeiros foi aprovada por unanimidade.
A próxima reunião pública da Câmara Municipal da Moita está marcada para o dia 20 de Abril, pelas 21 horas, no auditório do Lar S. José Operário, na Baixa da Banheira.

Agência de Notícias
[ + ]

Queijo, Pão e Vinho, em Quinta do Anjo, em Abril

Muito pão, queijo e vinho sobre a mesa em Quinta do Anjo 

Realiza-se, entre 1 e 3 de Abril, em  São Gonçalo, na freguesia de Quinta do Anjo, a 22ª edição do Festival Queijo, Pão e Vinho, momento alto de promoção e divulgação, junto dos diferentes públicos, do melhor que o concelho de Palmela e a região da Arrábida têm para oferecer. Além do queijo de ovelha (com destaque para o afamado Queijo de Azeitão DOP), dos vinhos da Península de Setúbal e do pão tradicional, o Festival é palco privilegiado para a fruta, os licores, as compotas, a doçaria, o mel e outras riquezas da gastronomia regional. Trata-se, de acordo com a autarquia, de "um programa de animação diversificado, com música, desporto, atividades equestres e muitas oportunidades para conviver de perto com o mundo rural, fazem deste festival uma iniciativa a não perder, para momentos especiais, em família". O evento, um dos mais importantes na freguesia de Quinta do Anjo, tem como missão principal dar a conhecer os produtos tradicionais de qualidade. Em simultâneo, decorrem os Fins de Semana Gastronómicos do Queijo de Ovelha, no âmbito do programa “Palmela, Experiências com Sabor!”.
Pão, Queijo e Vinho voltam a ser servidos em São Gonçalo

Corridas de ovelhas, demonstrações de tosquia e actividades equestres integram o programa do festival. 
Entre sexta-feira e domingo (dias 1, 2 e 3 de Abril), a localidade de S. Gonçalo, em Quinta do Anjo, no concelho de Palmela, é palco da 22.ª edição do Festival Queijo, Pão e Vinho, certame em que o queijo de ovelha – com destaque para o Queijo de Azeitão DOP -, os vinhos da Península de Setúbal e o pão tradicional são reis. A doçaria, a fruta, as compotas, o mel e os licores completam o leque de ofertas, a par de um programa de animação pensado para toda a família.
Na área de gastronomia e vinhos, os laboratórios do gosto, a harmonização de queijos e vinhos da Península de Setúbal e a merenda com o Clube de Produtores da Arrábida são algumas das iniciativas previstas. Para o público que queira ter a oportunidade de contactar com os animais e conhecer as fases de produção do queijo de ovelha, o programa tem para oferecer as tradicionais corridas de ovelhas no “Ovinódromo”, demonstrações de tosquia e visitas ao Museu do Ovelheiro, instalado no recinto. 
Um leque de demonstrações equestres (baptismos, aulas, volteio artístico, jogo de cabrestos, concurso de traje à portuguesa), actividades infantis e passeios de BTT são mais algumas das propostas do festival que, como habitualmente, conta com momentos de animação musical e espaços de gastronomia e de convívio.
O vereador Luís Miguel Calha, responsável pelas áreas de Turismo e Economia Local na Câmara de Palmela, define o Queijo, Pão e Vinho como um "Festival de sabor intenso", onde se celebra a qualidade destes "três diamantes da nossa gastronomia". 
Os fatores de inovação que a organização tem sabido incutir no certame, ao longo destes vinte anos, e que "fizeram dele a maior montra promocional dos nossos produtos locais, continuando a atrair novos públicos dentro da Área Metropolitana de Lisboa e do país", sublinha o vereador.

Fins de semana Gastronómicos do Queijo de Ovelha
Em simultâneo, decorrem os Fins de Semana Gastronómicos do Queijo de Ovelha que estão de regresso ao concelho de Palmela nos dias 1, 2, 3, 8, 9 e 10 de Abril, no âmbito do programa “Palmela, Experiências com Sabor!”.
"Inspirados no Festival Queijo, Pão e Vinho e na grande qualidade dos produtos locais, 26 restaurantes do concelho [consulte aqui as ementas] preparam menus criativos e requintados, onde os queijos de ovelha e, em particular, o Queijo de Azeitão DOP, têm lugar de honra", explica a autarquia. 
Entradas, pratos principais e sobremesas acolhem os aromas ricos e reconfortantes do queijo e proporcionam refeições de comer e chorar por mais.
A iniciativa é promovida pela Câmara de Palmela, em parceria com a Associação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal/Costa Azul e estabelecimentos aderentes. 
Ha descontos para utentes do Palmela Tourist Card. 

Programa do 22.º Festival Queijo, Pão e Vinho
1 de Abril | sexta-feira

15h00 | Abertura
18h00 | Inauguração
19h30 | ModAlentejo
20h00 | Demonstrações Equestres da Escola de Equitação “Quinta dos Barreiros” | Picadeiro
21h30 | Jorge Nice | Espaço de Gastronomia
00h00 | Encerramento do Festival

2 de Abril | sábado

09h30 às 00h00 | Demonstrações Equestres da Escola de Equitação “Quinta dos Barreiros” | Picadeiro
11h00 às 20h00 | Espaço Infantil pelo Centro Social da Quinta do Anjo | Espaço Infantil
14h00 | “A Arte do Circo” pelo Centro Social de Quinta do Anjo | Espaço Infantil
16h00 | Demonstração de Tosquia por Armindo Mendes | Junto ao Picadeiro
17h00 | “Sabores Tradicionais” pelo Centro Social de Quinta do Anjo | Espaço Infantil
17h30 | Corrida das Ovelhas | Ovinódromo
22h00 | Quarteto Bárbara Lagido | Espaço de Gastronomia
00h00 | Encerramento do Festival

3 de Abril | domingo

08h30 – Passeio BTT do Quintajense Futebol Clube
09h30 às 20h00 | Demonstrações Equestres da Escola de Equitação “Quinta dos Barreiros” | Picadeiro
11h00 às 19h00 | Espaço Infantil pelo Centro Social da Quinta do Anjo | Espaço Infantil
14h00 | “A Arte do Circo” pelo Centro Social de Quinta do Anjo | Espaço Infantil
15h00 | Academia Unik Gymdance | Espaço de Gastronomia
16h00 | Demonstração de Tosquia por Armindo Mendes | Junto ao Picadeiro
17h00 | “Sabores Tradicionais” pelo Centro Social de Quinta do Anjo | Espaço Infantil
17h30 | Corrida das Ovelhas | Ovinódromo
18h00 | Art’Ensemble
21h00 | Encerramento do Festival

[ + ]

Desporto inspira concurso fotográfico em Setúbal

Autarquia abre 80 vagas para apaixonados por fotografia de desporto  

Diferentes olhares sobre o desporto em Setúbal são captados pelas objetivas de fotógrafos amadores e profissionais no concurso “Dá Cá 5! | Give Me 5!”, com inscrições abertas esta semana, limitadas a oitenta participantes. “Setúbal Cidade Europeia do Desporto” dá tema ao concurso, aberto à comunidade em geral, que pretende integrar ideias que vão do desporto espetáculo à ética e fair-play, passando pelo desporto para todos e pelo desporto de competição e lazer.

Cidade do Desporto inspira concurso fotográfico em Setúbal 

“A Cidade Europeia do Desporto é mais do que desporto. A fotografia não podia faltar neste momento”, sublinhou o vereador com o pelouro do Desporto, Pedro Pina,  em conferência de imprensa, realizada no Café-Concerto do Fórum Municipal Luísa Todi.
O certame, iniciativa da Câmara de Setúbal em parceria com a Fnac: Canon/Fujifilm, aposta no gosto pela captação dos diversos eventos do programa Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016 e na promoção do enriquecimento da memória coletiva do município.
“Américo Ribeiro captou vários momentos ao longo do século XX que continuam na memória dos setubalenses e isso só é possível graças à fotografia”, reforçou o vereador da Autarquia, ao apontar 2016 como o ano em que se comemoram os 110 anos do nascimento do fotógrafo.
O desafio foi partilhado pelo diretor da Fnac do centro comercial Alegro Setúbal, Mário Filipe. “Espero que haja uma grande adesão e que se tirem as melhores fotos”.
Na competição de fotografia “Dá Cá 5! Give Me 5!”, que decorre até 13 de Novembro, cada participante deve apresentar uma carteira de cinco fotografias representativa de Setúbal Cidade Europeia do Desporto, sendo admitidos trabalhos a preto e branco ou a cor, em suporte digital ou em filme fotográfico.
“Dá Cá 5! Give Me 5!” distingue seis conjuntos de trabalhos. As melhores fotografias captadas no concurso podem, depois da entrega de prémios, a realizar a 17 de dezembro no Fórum Municipal Luísa Todi, ser apreciadas numa exposição.
Material fotográfico, um passe anual individual para utilização das instalações desportivas municipais, um bilhete duplo para uma sessão no Cinema Charlot – Auditório Municipal e um bilhete duplo para um espetáculo no Fórum Municipal Luísa Todi são os prémios atribuídos a seis concorrentes.
Os participantes serão equipados com coletes e fitas com as credenciais oficiais para poderem aceder às atividades de Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016 e, assim, fazerem os seus registos fotográficos.
O concurso de fotografia está integrado no calendário de eventos de Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016, programa organizado pela Câmara Municipal com atividades ao longo do ano.
O regulamento e as inscrições, limitadas a oitenta participantes, estão disponíveis em www.setubal2016.pt.

Agência de Notícias

[ + ]

Grupo Transtejo suspende venda de navios no Tejo

Nova administração mais dialogante com os trabalhadores

A administração da Transtejo e Soflusa, responsáveis pelas ligações fluviais no rio Tejo, vai suspender a venda de navios, anunciou a Federação dos Sindicatos de Transportes. “A administração decidiu anular a decisão da anterior de vender navios da Transtejo, lamentando ter encontrado uma situação já consumada de vendas de dois navios. Considera que há que pensar o transporte de uma forma integrada e em redes e, por isso, não se justifica a venda de activos das empresas”, refere a Fectrans em comunicado.
Nova administração volta atrás na venda de catamarãs do Tejo 

Segundo a Federação dos Sindicatos de Transportes, a administração da Transtejo e Soflusa - responsáveis pela ligação fluviais do Barreiro, Seixal, Montijo, Cacilhas, Trafaria e Porto Brandão à capital portuguesa - reuniu com as organizações sindicais este mês.
“A administração respondeu positivamente à reivindicação sindical de arquivamento dos processos, informando que está a proceder à sua análise e a decidir sobre os mesmos, no sentido de não terem qualquer implicação para os trabalhadores”, acrescenta a nota da Federação dos Sindicatos de Transportes.
Quanto aos abastecimentos dos navios, a solução vai passar pela recolocação, no terminal do Barreiro, do trabalhador credenciado para executar a tarefa.
“A administração informou que vai dar inicio a processos de revisão dos Acordos de Empresa, na base dos actuais e que, nesse sentido, vai apresentar novas propostas que substituem a anterior, que tinha como base a caducidade da contratação colectiva”, salienta a Fectrans.
A Fectrans admite que "estaremos certamente numa fase mais positiva nas relações de trabalho" na Transtejo e na Soflusa, depois das reuniões deste mês. Além de "um levantamento de muitos problemas existentes".
A administração e as organizações sindicais vão voltar a reunir-se nos dias 26 e 28 de Abril.

Agência de Notícias

[ + ]

Alcochete luta por “mais serviços de saúde"

Autarquias locais dinamizam ações de rua em nome dos serviços de saúde 

Depois da ação realizada em Alcochete, a câmara municipal e as juntas de freguesia prosseguiram em São Francisco, com as ações de sensibilização para subscrição do abaixo-assinado, no âmbito do movimento "Por uma vida melhor, queremos mais serviços de saúde!" que está em curso durante o mês de Março. Nesta freguesia, "a recetividade dos munícipes não poderia ser melhor: com a extensão do centro de saúde encerrada desde 2010, os cidadãos e os proprietários de vários estabelecimentos locais estão solidários com esta causa e querem reivindicar a reabertura desta extensão", explicou a autarquia ribeirinha em comunicado. 
Autarcas convidam população a assinar abaixo-assinado pela Saúde

Informar os cidadãos sobre o atual panorama dos serviços de saúde no concelho, resultante da redução de profissionais e de equipamentos de saúde que estão à disposição da população de Alcochete, e incentivar à subscrição massiva do abaixo-assinado por mais serviços de saúde são os principais objetivos destas ações de rua. Durante este mês, o apelo à sensibilização da população realizou-se na freguesia de Alcochete, no núcleo antigo da vila, em São Francisco e em Samouco.
Através do abaixo-assinado, endereçado ao ministro da saúde, a câmara de Alcochete e as juntas de freguesia do concelho "exigem a reabertura das extensões de saúde no lugar do Passil e na freguesia de São Francisco, a colocação de mais médicos e enfermeiros na USCP de Alcochete (centros de saúde) e respetivas extensões de saúde no concelho, a retoma das consultas de especialidade e descentralização em todas as extensões dos programas de saúde, o pagamento da construção da extensão de saúde na freguesia do Samouco e a elaboração de estudos necessários à construção de um hospital Montijo/ Alcochete", lembra a autarquia.
Com o objetivo de incentivar à participação da população nesta causa coletiva em prol de mais serviços de saúde no concelho de Alcochete, o abaixo-assinado está disponível em vários pontos no concelho. "Poderá subscrevê-lo nos equipamentos municipais (Paços do concelho e balcões de atendimento, biblioteca de Alcochete, fórum cultural, núcleo de arte sacra, piscina municipal e escola Conde Ferreira), nas três juntas de freguesia, na fundação João Gonçalves Júnior, nas sedes do movimento associativo e nalguns estabelecimentos locais", realça a autarquia liderada por Luís Miguel Franco.

Agência de Notícias
[ + ]

Barreiro e Seixal vão voltar a estar ligados por uma ponte

Autarquias investem quatro milhões numa ponte pedonal sobre o rio Coina 

As câmaras do Barreiro e do Seixal vão juntar-se para recuperar a ligação entre os dois concelhos que passava em ponte por cima da foz do rio Coina. Essa antiga ponte ferroviária não é utilizada desde 1969, altura em que um barco ao serviço da Siderurgia Nacional chocou com um dos seus pilares, inutilizando a ligação. Na altura especulou-se sobre a intencionalidade daquele acidente, pois a ponte limitava fortemente o acesso à nova fábrica que o empresário António Champalimaud construíra um pouco a montante do mesmo rio Coina. Certo é que se passaram mais de 45 anos sem a ligação direta entre as duas localidades. As obras, garantem as autarquias, começam em breve. 
Antiga ponte ferroviária ligava o Lavradio ao Seixal. Ruiu em 1969. 

As duas autarquias propõem-se agora investir quatro milhões de euros numa ligação destinada a ser utilizada apenas por peões e como ciclovia, escreve o Diário de Notícias esta segunda-feira. O objetivo é ligar as redes de percursos pedonais e cicláveis dos dois concelhos e atrair turistas.
A ligação será entre o terminal ferroviário do Barreiro e a antiga estação ferroviária do Seixal, desativada há quase cinco décadas, e passará junto ao Centro de Estágios do Benfica.
A reutilização do antigo ramal ferroviário passará por duas candidaturas autónomas - uma de cada autarquia - a fundos comunitários no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Sustentável.
Carlos Humberto, presidente da Câmara Municipal do Barreiro, considerou em declarações ao mesmo jornal que este é “um projeto muito importante, até do ponto de vista histórico, porque retoma uma ligação entre os dois municípios, que vai ajudar a desenvolver toda a zona ribeirinha”.
"A ligação entre Barreiro e Seixal é fundamentalmente uma ligação entre comunidades, mas também temos a perspetiva turística, já que a rede ciclável continuará pela beira-rio", explica o autarca barreirense.
Isto porque, após a construção da ponte, a ciclovia será ligada às redes internas de cada município, que no concelho do Barreiro, por exemplo, contempla a Avenida da Praia, Santo André e a própria estação fluvial. "Vamos juntar o projeto ao que já existe, criando umas dezenas de quilómetros de ciclovias de forma faseada", conta Carlos Humberto, revelando que o projeto conduzirá aos percursos pedonais e passadiços da zona de Alburrica, onde se situa a praia fluvial onde estão os moinhos de vento do Barreiro.
Também o Seixal tem apostado na criação de vias cicláveis junto ao rio Tejo, estando em marcha o mais recente investimento alicerçado na construção de uma outra ponte pedonal em madeira, com 76 metros de extensão, junto à Ponte da Fraternidade, para "ligar as frentes ribeirinhas de Amora e Arrentela, dando continuidade à requalificação das margens da baía do Seixal", segundo avança a autarquia.
A ponte integra o plano da rede ciclável que vai ser em breve aumentado à boleia da construção da faixa ciclável da Baía Nascente - Frente Ribeirinha Seixal/Arrentela, que terá 2100 metros. A obra deverá iniciar-se brevemente, criando assim um corredor só para bicicletas que liga os núcleos urbanos antigos de Amora, Arrentela e Seixal. "Pretende-se organizar a zona pedonal, criando melhores condições de segurança para os peões e para os ciclistas que circulam nas frentes ribeirinhas", garante a autarquia liderada por Joaquim Santos.
[ + ]

Râguebi com campo na Algodeia em Setúbal

Cidade ganha campo de râguebi num jardim público 

Uma parcela do Jardim da Algodeia vai ser cedida, gratuitamente, pela Câmara de Setúbal à associação Força Quinze – Academia de Rugby – Clube de Setúbal para a instalação de um campo para a prática do râguebi. A cedência do terreno é formalizada através de um protocolo aprovado, em reunião pública ordinária da autarquia, e a celebrar pelas duas entidades em data a anunciar.

Autarquia cede parcela de jardim para a pratica de râguebi 

A proposta de aprovação do protocolo destaca que o município de Setúbal mantém tradição no apoio ao movimento associativo local, no qual se incluem os dois clubes que desenvolvem a modalidade no concelho, o Vitória Futebol Clube e a Academia de Rugby de Setúbal.
Aliada a essa política de desenvolvimento desportivo, em prática há mais de uma década, a Câmara sadina sublinha, igualmente, que o apoio se reveste de particular importância no ano em que está a decorrer o programa Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016.
O campo de râguebi e respetivas estruturas de apoio a instalar no Jardim da Algodeia "apresentam, ainda, a vantagem de serem compatíveis com os estudos da autarquia que apontam para a necessidade de construção de bacias de retenção naquela área para a prevenção de inundações na zona histórica da cidade", explica a autarquia.
O protocolo a celebrar, entre outras obrigações, determina que a Academia de Rugby tem que construir o campo de jogos de forma compatível com o projeto da bacia de retenção de acordo com a aprovação da Câmara Municipal.
O campo, estabelece a minuta do acordo, tem de estar concluído e em condições de funcionamento no prazo máximo de um ano a contar da data da assinatura do protocolo.
A Academia de Rugby de Setúbal conta atualmente nas equipas dos diferentes escalões mais de 130 jovens praticantes, num exemplo claro, enaltece a proposta aprovada pela autarquia, “dos seus dirigentes e treinadores no desenvolvimento da modalidade e na promoção do desporto local e nacional”.

Agência de Notícias

[ + ]

Governo quer novo terminal decidido até ao fim do ano

Ministra do Mar anuncia projeto de desenvolvimento para a cidade

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, afirmou na segunda-feira que o Barreiro vai ter um projeto de desenvolvimento e que o novo terminal de contentores está a ser estudado e deve haver decisões no final do ano. "Este projeto tem um calendário conhecido. O Estudo de Impacte Ambiental será concretizado até ao verão, segue-se a consulta pública e, depois, os estudos sobre as dragagens feito pelo LNEC [Laboratório Nacional de Engenharia Civil]. Determinei, também, uma avaliação económico-financeira e penso que, até ao final do ano, poderemos tomar uma decisão", disse, durante uma visita ao Barreiro.
Ministra do Mar volta a por Terminal na rota do Barreiro 

A ministra explicou que assumiu com a autarquia o compromisso de ter um projeto de desenvolvimento para o concelho, referindo que já existiram muitos casos de "expetativas adiadas" no Barreiro.
"O compromisso que assumi é que as decisões serão tomadas tão cedo quanto possível e que teremos sempre um projeto de desenvolvimento para o Barreiro. Se for o terminal de contentores, melhor, mas de certeza que teremos um projeto a implementar com a Câmara Municipal do Barreiro", salientou a ministra.
Ana Paula Vitorino explicou que são os estudos, que estão a decorrer, que vão determinar o que poderá ser feio.
"O que está em causa não é se fazemos algum investimento no Barreiro ou não, mas que tipo de terminal, se é de contentores ou outro tipo de infraestrutura. O investimento portuário no Barreiro não esteve em causa, tem de ser feito. Agora, depende dos estudos", afirmou.
A ministra disse, ainda, que existem operadores que têm manifestado interesse no terminal no Barreiro, mas também nos restantes existentes no país.
"Existe grande interesse de operadores internacionais em investir no sistema portuário português e esse interesse não desaparece em meses. Não é pelo [facto de o] Estudo de Impacte Ambiental terminar em Setembro que deixa de haver interesse", defendeu.
O presidente da Câmara do Barreiro, Carlos Humberto, considerou, por seu turno, que é preciso que os estudos avancem de forma rápida.
"São necessários estudos, mas é preciso que sejamos rápidos, pois potenciais interessados podem depois aproveitar outras oportunidades. Esta infraestrutura será importante para a criação de atividade económica e emprego", disse o autarca.
O novo terminal de contentores de Lisboa está a ser estudado para se localizar no concelho do Barreiro, no território do parque empresarial da Baía do Tejo.


Agência de Notícias

[ + ]

PSD quer atrair investimento para a região de Setúbal

"O distrito de Setúbal é uma região com um enorme potencial" 

A Distrital de Setúbal do PSD vai defender no Congresso Nacional do partido a criação de uma agência para atrair investimento para a região, que integrasse parceiros estratégicos, com vista ao desenvolvimento económico. Essa agência, denominada Invest Setúbal, integraria as autarquias, as empresas e associações empresariais, comerciais, industriais, sindicais e instituições de ensino de diversos níveis, definindo áreas de intervenção que satisfaçam os interesses da comunidade, projetando o distrito para outros níveis de desenvolvimento. O congresso social-democrata está marcado para os dias 1,2 e 3 de Abril, em Espinho.
Congresso do PSD vai discutir medidas para o distrito de Setúbal 

O presidente da Distrital de Setúbal do PSD, Bruno Vitorino, explica que esta entidade seria dotada de autonomia de atuação face aos diversos integrantes teria a responsabilidade de captar investimento, promovendo e estimulando a criação de emprego, promovendo as vantagens competitivas e recursos do distrito, através da gestão de uma rede local de agentes económicos, que propicie um ambiente favorável aos negócios e aos empreendedores.
“O distrito de Setúbal é uma região com um enorme potencial. Esse potencial permite-nos ambicionar o caminho da modernidade e do crescimento, ambição tantas vezes adiada por falta de um projeto mobilizador para o distrito”, sublinha o dirigente.
Na moção que será apresentada no 36º Congresso Nacional do PSD, os social-democratas do distrito de Setúbal defendem que o partido necessita de apostar na região, pois, segundo Paulo Ribeiro, “só assim, poderemos almejar conquistar o poder autárquico e, assim, por em prática um conjunto de reformas que consigam colocar Setúbal num patamar de desenvolvimento diferente”.
O vice-presidente da distrital diz que a alteração deste panorama depende muito do que o PSD e, eventualmente, outros partidos democráticos possam fazer por este distrito. Por isso é “fundamental que o PSD, a nível nacional, aposte definitiva e decisivamente nesta região, envolvendo todo o partido na alteração do panorama eleitoral em Setúbal”.
Os social-democratas defendem ainda uma política para o distrito que vise reduzir e eliminar a distância que atualmente o separa dos indicadores de desenvolvimento do resto do País, tornando-o num distrito mais competitivo, com maior capacidade de crescimento endógeno, menos sujeito aos enormes sacrifícios que os períodos de recessão lhe impõem, contribuindo assim para que assuma o papel de relevo que pode e deve desempenhar no País e mesmo a nível internacional.

Agência de Notícias

[ + ]

Voluntários vão limpar o Portinho da Arrábida

Ação de limpeza para cuidar de uma das mais belas praias de Portugal 

Uma ação de limpeza no areal da praia do Portinho da Arrábida, em Setúbal, aberta à participação de voluntários, realiza-se no dia 30 de Março, no período da manhã. A iniciativa, promovida pela Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, com o apoio da Câmara de Setúbal e do ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, decorre, entre as 9h30 e as 16 horas, no âmbito da candidatura ao galardão “Bandeira Azul”.

Voluntários limpam Portinho na quarta-feira

Direcionada especialmente aos alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, mas também aberta à população em geral que queira aparecer e colaborar, a ação de limpeza pretende alertar os mais novos para a necessidade de defesa e manutenção da biodiversidade e despertar consciências para o problema da poluição marinha.
A ação de limpeza incide no areal e nas zonas envolventes, como passadiços, zonas de apoio e lazer e espaços de estacionamento.
A Câmara Municipal de Setúbal faculta aos voluntários sacos de recolha de resíduos sólidos urbanos, luvas, pás e outros materiais necessários, e efetua a remoção e encaminhamento dos detritos para tratamento final.
Depois de um almoço piquenique, os voluntários visitam uma exposição sobre poluição marinha, no Museu Oceanográfico Professor Luís Saldanha, no Portinho da Arrábida.

Agência de Notícias
[ + ]

Setúbal rejeita administração comum para Portos

Fusão dos portos de Lisboa, Setúbal e Sesimbra sem apoio da autarquia 

Em reunião de Câmara, a autarquia de Setúbal aprovou uma moção que rejeita a recente decisão do Governo de criar uma administração comum para os portos de Setúbal, Sesimbra e Lisboa. Em causa está a aprovação, a 3 de Março, de um diploma que estipula que os Portos de Setúbal e Sesimbra e o Porto de Lisboa passem a ter um Conselho de Administração comum, em regime de acumulação de funções, para efeitos de planeamento estratégico e promoção de sinergias organizacionais e operacionais de ambas as empresas.
Fusão dos portos de mar não é aprovada por Câmara de Setúbal 

“A Câmara de Setúbal rejeita, inequivocamente, projetos de diluição dos Portos de Setúbal e Sesimbra em qualquer estrutura de administração que não esteja preparada nem vocacionada para atender às necessidades de Setúbal e às suas especificidades portuárias”, realça a moção.
A autarquia lamenta “que o Governo tenha decidido alterar de forma tão acentuada o modelo de gestão da administração portuária de Setúbal sem ter, previamente, encetado um processo de consulta às autarquias locais em que a atividade da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra [APSS] tem efeitos diretos”.
A moção reforça que “seria expectável que o Governo tivesse ouvido, antes de qualquer alteração, a opinião da Câmara Municipal de Setúbal, entidade que partilha com a APSS a gestão territorial de considerável faixa de território do concelho e com quem tem em curso importante conjunto de projetos de qualificação urbana”.
A moção realça ainda o “trabalho comum em curso entre a autarquia e a APSS, numa relação frutuosa que, nos últimos anos, produziu resultados unanimemente classificados como positivos para a cidade”. Neste sentido, “a manutenção da total autonomia do Porto de Setúbal é da maior importância”para o município, que “apela ao Governo para que retroceda nesta decisão”.
A autarquia sadina, ainda que considere “positiva a intenção de efetuar um planeamento estratégico dos dois portos e de promover sinergias organizacionais e operacionais de ambas as empresas”, reitera que para o cumprimento do objetivo “não é necessária uma administração conjunta que, mais tarde ou mais cedo, redundará na subalternização de um porto que tem uma autonomia consolidada e uma identidade histórica que não pode ser esquecida”.
Não obstante a posição de princípio da Câmara Municipal, esta considera interessante saber se o Governo, “respeitando objetivos consensuais de promover a descentralização de competências e de conferir a centros urbanos distintos da capital do país maiores responsabilidades, aceitaria instalar em Setúbal, em permanência, a sede desta administração conjunta, evitando, desta forma, que o porto setubalense seja definitivamente diluído na Grande Lisboa”.

Agência de Notícias

[ + ]

Barreiro reuniu Conselho Local de Ação Social

“Conseguir responder a todos, respondendo a cada um”

No âmbito da Rede Social, a Biblioteca Municipal do Barreiro recebeu a 39ª Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social do Barreiro, moderada pela vereadora Regina Janeiro, responsável pela área de Intervenção Social. A adesão de novos membros e a deliberação sobre a proposta de ação do Conselho Local de Ação Social para 2016 foram alguns dos pontos da ordem de trabalhos. Nesta reunião, Carlos Humberto, presidente da Câmara do Barreiro, enalteceu o trabalho dos parceiros da Rede Social. “Tem sido um grato prazer assistir a este percurso e caminho”, referiu o autarca. 

Barreiro quer quebrar o ciclo da pobreza do país e do concelho  

Carlos Humberto lembrou que, a 2 de Abril, comemoraram-se os 40 anos da Constituição da República Portuguesa, que “consagra direitos inalienáveis do povo português e das instituições”. “Gostaríamos que todos os direitos da Constituição fossem cumpridos”, referiu o autarca do Barreiro, salientando que “temos de caminhar nesse sentido”. “É preciso que as condições de vida evoluam, ao longo das décadas, no sentido positivo, para que possamos ser ‘cidadãos de corpo inteiro’, aceitarmos as diferenças numa sociedade mais aberta, multicolor e multicultural. Este é um espaço onde isso se vai refletindo”, salientou Carlos Humberto relativamente à Rede Social. “Conseguir responder a todos, respondendo a cada um” é o grande desafio que se coloca às instituições, na opinião do presidente da Câmara do Barreiro.
Carlos Humberto considerou que é necessário “quebrar o ciclo da pobreza” e “ultrapassar este mundo de desigualdades”, mas reconheceu “os avanços na área social no Concelho e o esforço de articulação, de construir em rede”, salientando que “tem sido um grato prazer assistir a este percurso e caminho”.

Reunião plenária CLASB
Na Reunião Plenária foi ratificação da adesão ao CLASB - Conselho Local de Ação Social do Barreiro -  do CRIBB (Centro dos Reformados e Idosos da Baixa da Banheira). De salientar que o CRIBB tem como respostas sociais o Serviço de Apoio Domiciliário, Centro de Dia, Creche, protocolo para funcionamento de uma cantina social e Gabinete de Inserção Social. Exerce a sua atividade nos concelhos do Barreiro e Moita.
Cátia Santos, da Associação Abraço, fez a apresentação do Serviço de Apoio Domiciliário da Abraço, para pessoas infetadas e afetadas pelo VIH/SIDA, referindo, entre outros aspetos, diversas valências com vista à melhoria da qualidade de vida dos utentes e de apoio a familiares. Informou os presentes sobre os contactos da Abraço no caso de necessidade de encaminhamento de determinados casos.
Foi deliberado que o representante das IPSS do Concelho para o Grupo de Acompanhamento do Plano Local de Saúde do Arco Ribeirinho é a Associação de Diabéticos do Barreiro e Moita, sendo que o representante das Instituições Sem Fins Lucrativos para o Núcleo Executivo do CLASB é a Associação de Mulheres com Patologia Mamária.
Na reunião foi ainda apresentada, analisada e aprovada a proposta de Plano de Ação/2016 do CLASB e o processo de estruturação e implementação da Rede para o Voluntariado Barreiro/Moita. A Rede de Respostas Integradas foi apresentada na sua generalidade tendo sido aprovado o seu modelo de governação. Seguir-se-ão, agora, novos passos para a sua estruturação e implementação.
Foram ainda apresentadas as alterações previstas ao Regulamento Municipal de Atribuição de Condecorações do Município do Barreiro e recolhidos contributos dos parceiros.

Agência de Notícias
[ + ]

Miúdos e graúdos participaram na Semana Verde do Montijo

Autarquia plantou 150 pinheiros mansos no concelho 

O Pinheiro Manso esteve em destaque em mais uma edição da semana verde, que ocorreu no Montijo, na semana passada. A iniciativa foi organizada pela Casa do Ambiente da Câmara do Montijo. A semana verde foi mote para a distribuição de cerca de 150 exemplares desta espécie e para a plantação de pinheiros, realizada por jovens, na zona ribeirinha. Seniores e crianças participaram nas comemorações do Dia Mundial da árvore. Um workshop de comida saudável e um momento de chá do pinheiro foram outras das atrações de uma semana dedicada ao ambiente. 
Autarquia dedicou semana ao ambiente 

Na zona ribeirinha, alguns alunos do 7.º e 8.º ano e do ensino especial da Eco Escola EB D. Pedro Varela participaram na Plantação de Pinheiros Mansos, na Zona Ribeirinha (Rua da Bela Vista). Os pinheiros em questão fazem parte dos 30 exemplares doados pelo Lions Clube do Montijo.
No domingo, dia 20 de Março, decorreu, com sucesso, o workshop sobre “Alimentação Saudável e Sustentável” no Fórum Montijo. Uma parceria com a loja de Borla. Aqui os participantes ficaram a conhecer receitas originais, deliciosas e saudáveis.
O Dia Mundial da Árvore e Dia Internacional das Florestas, no dia 21 de Março, teve início com a oferta de árvores (pinheiros mansos), no átrio da Junta de União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro.
À tarde, o presidente da Câmara do Montijo, Nuno Canta e a vereadora Maria Clara Silva estiveram presentes na já tradicional “Plantação da Árvore da Cidade” no Parque Municipal, acompanhado pelas crianças do ATL “Miúdos e Graúdos” e por idosos do Gabinete Sénior.
O autarca referiu que a árvore é um elemento fundamental da cidade. “Ao plantar hoje uma árvore, deixamos uma marca para o futuro, porque essa árvore vai perdurar centenas de anos, ou seja, duas ou três gerações de montijenses vão usufruir dos seus benefícios e, é por isso, que o valor do ambiente tem em si um momento de solidariedade entre gerações”, disse Nuno Canta.
A edição da Semana Verde 2016 terminou com uma degustação de Chá do Pinheiro na Casa Mora.

Agência de Notícias
[ + ]

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010