Dá um Gosto ao ADN

Começa hoje a VIª Feira Medieval de Alhos Vedros

Uma vila que regressa ao tempo de D. João II e dos Descobrimentos

A partir de hoje, a vila de Alhos Vedros (Parque das Salinas e zona envolvente) regressa ao passado, à época de D. João II e da epopeia dos Descobrimentos, através da VI Feira Medieval de Alhos Vedros, este ano com o tema principal “O Mostrengo que está no Fundo do Mar”. A Feira Medieval, que ano após ano atrai cada vez mais visitantes, apresenta um programa vasto e diversificado com combates e torneios, animação circense, música, danças palacianas e danças orientais, aves de rapina e cobras, tasquinhas, artesanato nacional e oriental, desfiles e muito convívio. Só acaba domingo e merece a sua visita.


Alhos Vedros recua no tempo durante três dias 

A VI Feira Medieval transporta a vila de Alhos Vedros [e de todos que a visitem] ao tempo de D. João II e da epopeia da época dos descobrimentos. Pelo burgo da vila antiga haverá cantigas de bem e mal dizer, tambores e comidas de outros tempos. Moedas antigas, lutas e glórias dos cavaleiros de aquém mar. Feiras, mulheres que adivinham o futuro e todas as personagens – reais e imaginárias – que marcaram “O Mostrengo que está no Fundo do Mar”, [este ano o tema principal da feira], o celebre livro de Fernando Pessoa que retrata o medo do desconhecido que os navegadores portugueses tiveram que ultrapassar ao enfrentar mares nunca antes navegados.
As histórias cruzam-se com os mitos e pelas ruas da vila de Alhos Vedros, até domingo, haverá tanta história real para se reescrever. De acordo com a Alius Vetus – Associação Cultural Histórica e Património – que organiza desde sempre [leia-se, seis anos] a Feira Medieval da vila, são esperadas “milhares de pessoas, a atraídas pelo exotismo da recriação de uma feira medieval”.
E com tanta gente vinda do futuro que se mistura com outras gentes do passado, com mistura de feirantes antigos e compradores da era moderna, a organização vai “alargar o espaço desde o Parque das Salinas, adro da igreja, largo das festas, parque de estacionamento da Santa Casa da Misericórdia, pátio da biblioteca até ao largo do Pelourinho”, diz a organização.
Ou seja, será uma vila inteira de portas abertas às personagens vindas do livro de Fernando Pessoa e da própria história de um país de marinheiros que ambicionava conquistar terras desconhecidas.

Da história aos sabores da terra...
Do programa de animação constam combates e torneios, animação circense, música, danças palacianas e danças orientais, aves de rapina, cobras e dança de dragões, tasquinhas, artesanato nacional e oriental, desfiles e muito convívio.
Em simultâneo decorrerá a quarta Mostra de Artesanato Local, destinada aos “artistas” da terra. Por lá pode encontrar, ente outros, o Espaço Criativo “Ideias Truques e Tarecos”, de Paula Margarida e Paulo Caçador. Eles, segundo um artigo de um jornal local, vão vender sal aromatizado, açucares com sabores, azeites com aromas diversos, vinagres, biscoitos de aniz estrelado e sacos de alfazema, decorados com versos de poetas populares conhecidos.
E diz a própria dona da banca que “é importante transmitir que podem elaborar-se muitos produtos através do que brota da terra”. Afinal, conta Paula Margarida, “do pouco se faz muito” e tal como a história nos ensinou, prometem ensinar-nos agora a viver a apreciar o que é nosso...

Feira que atrai milhares de visitantes
Os torneios atraem centenas de pessoas a Alhos Vedros 
Promovida pela Alius Vetus – Associação Cultural História e Património, com o apoio da Câmara da Moita, da Junta de Freguesia de Alhos Vedros e de outras entidades, a Feira Medieval, que ano após ano atrai cada vez mais visitantes e amantes deste tipo de feira.
É o caso de Daniela Chaves e Damião Romão que viajam de Chaves até à vila de Alhos Vedros para “revisitarem o passado e descobrir sabores novos”. O casal, amante deste tipo de feira, tem viagem marcada para hoje, inicio da feira e só “arrumam as trouxas” no domingo à noite [ou segunda de manhã] no regresso a Trás-os-Montes. É a segunda vez que visitam a feira. Sara Garcia, de Lisboa, só falhou a primeira edição. “É um tipo de feira onde as pessoas aprendem muito e divertem-se a dobrar. E, desde sempre, tem sido um prazer conhecer pessoas que hoje confesso amigos. Além disso, é uma feira com uma matriz forte na verdade da história e, como apaixonada pela história do nosso país, sabe bem recuar no tempo e reviver a história que, afinal de contas, são as raízes do que hoje somos”. Das novidades do programa, há a destacar um Torneio de Armas com Quatro Cavaleiros, no dia 1, às 22 horas, e no dia 2, às 18 horas, e também um workshop de Aves de Rapina, nos dias 1 e 2, a partir das 14 horas.
A Associação Cultural História e Património vai lançar, durante a feira, a edição 8 da revista “Foral 2014”, como artigos de opinião de diversos historiadores.


Agência de Notícias 
[ + ]

Roteiro para um Dia da Criança inesquecível

Conheça as actividades do distrito de Setúbal e da cidade de Lisboa

Está quase a chegar o Dia da Criança, que se assinala a 01 de Junho. Para aproveitar esse dia ao máximo, a ADN preparou um roteiro que promete animar miúdos e graúdos. Siga as nossas sugestões, muitas delas gratuitas, acrescente o amor e carinho de sempre, e fique com a garantia de um dia muito especial para pais e filhos. E se quer andar de comboio, a Fertagus [que faz a ligação entre Setúbal e Lisboa] durante todo o dia de Sábado, oferece viagens a crianças até 12 anos.

Bonfim acolhe festa familiar em Setúbal

A grande festa da família, com dois dias que aliam muita brincadeira a uma componente pedagógica, está de volta ao Parque do Bonfim no fim de semana de 1 e 2 de Junho.
A quinta edição do “Há Festa no Parque”, em Setúbal, programa municipal comemorativo do encerramento do ano letivo e do Dia Mundial da Criança, proporciona muitas atividades desportivas e artísticas, a título gratuito.
As famílias dispõem, um pouco por todo o Parque do Bonfim, de ateliers de pintura facial, pintura de mural, modelagem de balões, insufláveis, circuitos de prevenção rodoviária, dynamic bungee e jogos tradicionais.
Haverá ainda exposição de projetos escolares, feira do livro, música, dança, teatro, modalidades desportivas e peddy papper.
Em simultâneo, os jovens contam com uma Mostra de Cursos e Profissões que dá a conhecer a oferta das diversas escolas profissionais, do ensino superior e do meio empresarial.
O “Há Festa no Parque”, organizado pela Câmara de Setúbal, decorre no horário das 10 às 13 horas e das 14 às 19 horas.

Palmela com muito desporto e teatro no Poceirão
No Dia Mundial da Criança, a Câmara de Palmela e vários parceiros apresentam um programa especialmente dedicado aos mais novos, em vários equipamentos culturais e desportivos do concelho, com entrada livre.
Jogos e atividade física, teatro, ateliês e música são as principais propostas para um dia diferente, em família. Destaque para a programação “Família Ativa. Criança Saudável”, com atividades lúdicas e desportivas - futebol, basquetebol, circuito gímnico para bébes, kit de atletismo, kit lúdico de motricidade, pilates, hip-hop, atelier de pintura, massagem de relaxamento, construção e dinamização de ponte himalaia, entre outras - no Campo de Jogos Municipal, em Palmela, durante toda a manhã, e para a Oficina de Filosofia para pais e filhos “Quem sou eu? (Mariana, 9 anos)”, com sessões no Centro Cultural de Poceirão e na Casa das Expressões Fantasiarte, em Palmela, numa organização do Município com a Artemrede.
No Campo de Jogos Municipal decorre, durante toda a manhã, um conjunto de atividades para aproveitar em família, desde futebol e basquetebol a hip-hop, um ateliê de pintura ou massagens de relaxamento. À tarde realizam-se, no Centro Cultural de Poceirão e na Casa das Expressões Fantasiarte, uma oficina de filosofia para pais e filhos e uma atuação musical. Saiba mais AQUI.

Pinhal Novo há festa durante todo o dia
O Auditório Municipal do Pinhal Novo recebe uma sessão de teatro musical, às 16 horas, de entrada livre, baseado no conto "A Sereiazinha" de Hans Christian Andersen. A entrada é livre para o público em geral e as famílias das crianças que participam na peça.
A Junta de Freguesia do Pinhal Novo e as instituições da vila vão promover diversas actividades, no largo José Maria dos Santos.
As iniciativas começam às 10 da manhã e prolongam-se até às 18h30. De manhã à tarde há ginástica para os mais novos, insufláveis, atelier de pinturas faciais, aplicação de tatuagens, pintura artística de unhas e trancinhas e atelier de pintura.
A partir das 18h15 actua o rancho infantil da Casa do Povo de Pinhal Novo e o dia encerra com um atelier de Percussão com os Bardoadinha.


Almada apela ao contacto com animais
A Câmara de Almada vai organizar oficinas infantis gratuitas de construção de caixas-ninho para pássaros como chapins, carriças e trepadeiras. A iniciativa inclui ainda um passeio guiado pelo Parque da Paz para observação de aves. Exige inscrição prévia através do e-mail ecoteca@cma.m-almada.pt ou telefone 21 272 25 18.

Cinema gratuito no BarreiroEm parceria com o Cineclube do Barreiro, a autarquia barreirense promove uma sessão de cinema gratuita para exibição do filme infantil "Todos os Cães Merecem o Céu". No mesmo dia, pelas 11.15h, o grupo MiniTAB, dirigido por Manuel Gonçalves, atua no largo em frente à Biblioteca da cidade.

Sines leva crianças a brincar no Castelo

Em 2013, as comemorações do Dia Mundial da Criança, em Sines, são dedicadas ao tema "Ser Criança" e decorrem entre 31 de Maio e 1 de Junho, no cenário mágico do Castelo de Sines.
Esta sexta-feira, cerca de 1200 crianças das instituições públicas e privadas do pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico, acompanhadas pelos professores e educadores, voltam a encontrar um Castelo cheio de jogos e brincadeiras para fruir com os colegas, entre as 09h30 e as 17 horas.
No dia 1 de Junho, sábado, o Castelo recebe um dia igualmente dedicado às crianças, mas concebido para ser vivido em família, com os pais, mães, irmãos, avós e todos os familiares que queiram participar nas atividades.
A abertura do recinto é às 10h00 e o programa de animação tem início pelas 10h30, com uma aula de “Zumba Fitness” para as famílias, com Tomané (ARDS).
Às 11 horas tem lugar uma aula de “mini yoga”, com Nádia Silva, e por volta das 11h30 decorre a performance “Enano, Free Artist”. Pelas 14h30, o Castelo recebe um concerto infantil pelo grupo".
Os Marionetas”. Às 15 horas, tem lugar o ateliê de construção de marionetas, pelo Serviço Educativo e Cultural do Centro de Artes de Sines, que dará origem a um espetáculo de apresentação dos trabalhos feitos no ateliê pelas 16h30.
Os ritmos dos Skalabá Tuka invadem o Castelo de Sines pelas 15h30 e, pelas 16h45, tem lugar a segunda edição da performance “Enano, Free Artist”.
Pelas 17h15, o Castelo recebe o espetáculo de encerramento do Dia Mundial da Criança, numa atuação conjunta do Coral Atlântico Juvenil, Skalabá Tuka e “Os Marionetas”.
Ao longo de todo o dia, a organização disponibiliza um espaço piquenique ao ar livre, para um momento especial passado em família, e decorre a exposição "Dia das Famílias" no quintalão do Castelo.
O espaço recebe ainda várias atividades para as famílias, como Insufláveis, jogos variados, lançamento de bolas de sabão gigantes, Slackline, c/ Monkey Biz e pinturas de rosto.
A Associação “Sines Solidária” promove uma recolha de brinquedos e/ou roupas de criança. O programa completo está disponível aqui.

Crianças passam Uma Noite na Biblioteca no Seixal
A Biblioteca Municipal do Seixal abre as suas portas, entre as 20.30 horas do dia 1 de Junho e as 11.30 horas do dia 2, a crianças dos 8 aos 11 anos para passar Uma Noite na Biblioteca, entre livros, histórias, entre outras atividades.
O Espaço Júnior da biblioteca é o local escolhido para receber os participantes que irão participar em ateliês de leitura e escrita criativa, descobrir os sons fantásticos da biblioteca à noite e adormecer ao som de histórias infantis. O regresso a casa é só no dia seguinte.
O grupo será acompanhado por técnicos da biblioteca, com formação específica e experiência na área das atividades educativas e de animação destes grupos etários.
Consulte o programa e conheça o regulamento de Uma Noite na Biblioteca.

Atividades na Lagoa Pequena e Praça da Califórnia em Sesimbra  
O Dia Mundial da Criança, em Sesimbra, é assinalado, no dia 1 de Junho, com um conjunto de iniciativas no Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena e na Praça da Califórnia, na vila de Sesimbra. 
O Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena assinala o Dia Mundial da Criança, com um conjunto de iniciativas que pretende aproximar os mais novos das questões ambientais.
O programa começa às 14.30 horas, e conta com uma visita guiada, uma peça de fantoches, um ateliê e um minidebate.
Na Praça da Califórnia, a data é comemorada com vários divertimentos gratuitos, como um insuflável, jogos e pinturas faciais.
Intitulada O Mundo Mágico da Criança, a iniciativa é dinamizada pelos comerciantes desta praça, em colaboração com a autarquia e outras empresas.
Os equipamentos vão ficar montados até 2 de Junho, mas neste dia a sua utilização é paga.

Grândola prepara festa no Jardim 1º MaioPromete ser uma manhã de muitas brincadeiras, que vai juntar centenas de crianças no Jardim 1º de Maio, em Grândola, no dia 1 de Junho, Dia Mundial da Criança.
O Município de Grândola programou um vasto conjunto de atividades lúdico-pedagógicas destinadas às crianças, neste dia que lhes é dedicado. Entre as 10 e as 13h30 há pinturas faciais; modelagem de balões; futebol; Wii; mural de pintura; atelier de pulseiras; atelier da biblioteca municipal; atelier do estúdio jovem; atelier do centro ciência viva; atelier da associação de pais e Atelier da Ludoteca.
As Comemorações do Dia Mundial da Criança são uma organização do Município de Grândola, com a participação do Centro Ciência Viva do Lousal, a Ludoteca e a Associação de Pais.

Alcochete com muitas actividades para crianças

Nos dias 1 e 2 de Junho, a autarquia numa parceria com a Escola Comunitária e a Fundação das Salinas do Samouco, assinalam o Dia Mundial da Criança em Alcochete, Samouco, São Francisco, Passil e Fonte da Senhora.
Hip-hop, actividades aquáticas, dodgeball, atletismo, jogos tradicionais, torneios de futebol, animações de leitura, ateliês de expressões são algumas das actividades organizadas para crianças com idades entre os 2 e os 12 anos de idade e que vão decorrer no dia 1 de Junho em vários locais do Concelho.
No dia 1 de Junho, às 18h30, no Fórum Cultural de Alcochete, há teatro para famílias com “Manu ao Sabor do Vento”. Com entrada livre, neste espectáculo de teatro e clown contemporâneo a música e o gesto substituem a palavra numa viagem que explora o universo cómico e poético.
Manu anda pelo mundo onde as flores são gigantes e as pessoas vivem felizes cada dia que passa. O personagem é intemporal e o espectáculo uma constante evolução surgindo ao longo dos tempos novas narrativas e aventuras.
A lotação para o espectáculo está limitada à capacidade do auditório, sendo que os bilhetes podem ser adquiridos no Fórum Cultural, no dia do espectáculo, a partir das 14h30.
Em curso estão as inscrições para a actividade “Histórias para Contar” que, organizada pela Escola Comunitária, vai decorrer também no dia 1 de Junho, às 10 e às 14 horas, na Biblioteca de Alcochete.
Destinado a crianças dos 6 aos 12 anos, esta é uma exposição com performance sobre as estações do ano e o ambiente rural, durante o qual os participantes podem também experimentar e participar em várias oficinas de teares, origami, construção de bonecas e instrumentos musicais.
A iniciativa está limitada à participação de 25 crianças por sessão e as inscrições podem ser efectuadas na Casa do Povo de Alcochete, de segunda a sexta-feira, das 14h30 às 17h30, através do contacto telefónico 212 340 142 ou do endereço electrónicocasadopovodealcochete@gmail.com.
Peddy-Paper “Uma Aventura nas Salinas” é a iniciativa dinamizada pela Fundação das Salinas de Samouco e que vai decorrer no dia 2 de Junho, às 9 e às 15 horas, nas Salinas. Para crianças dos 8 aos 12 anos, este peddy-paper explora, de uma forma didáctica e divertida, o conceito da biodiversidade e a história das Salinas do Samouco.
As inscrições já estão a decorrer e podem ser efectuadas através do contacto telefónico 212 328 238 ou do endereço electrónico contacto@salinasdosamouco.pt.
Até 8 de Junho, pais e filhos podem ainda visitar a exposição “Dias de Hoje. Brincadeiras de Ontem” patente na Biblioteca de Alcochete. Numa altura em que o universo lúdico das crianças está muito centrado no mundo tecnológico, esta mostra apresenta materiais, formas, saberes e brincadeiras de outros tempos.

Alcácer do Sal proporciona quatro dias de diversão às crianças
Ateliês, cinema e teatro são as atividades agendadas pela Câmara de Alcácer do Sal para assinalar o Dia Mundial da Criança. As atividades da Junta de Freguesia de Santa Maria do Castelo marcam o arranque das festividades logo a 31 de Maio. Neste âmbito, convidam-se Escolas Básicas e Jardim de Infância a participarem nas Comemorações no Parque Desportivo da cidade esta 6ª feira, das 9h30 às 18 horas, onde existirão divertimentos como Insufláveis, Pinturas Faciais, Moldagem de Balões e Ateliês de pintura. Este é um evento com o apoio da Junta de Freguesia de Santa Maria do Castelo, Centro Cultural dos Bairros de São João e Olival Queimado e Teatro do Rio. 
Já no do dia em que se assinala a efeméride (1 Junho), a Biblioteca Municipal de Alcácer do Sal transforma-se na Biblioteca de Talentos, com atividades destinadas às crianças e respetivas famílias. Das 10h30 às 12h30 realiza-se um ateliê de pinturas faciais, da responsabilidade de Cátia Hilário, e haverá modelagem de balões com Bruno Lavado. À tarde, pelas 15 horas, tem lugar a Hora do Conto, onde o livro a ser apresentado é “Meninos de todas as cores”, de Luísa Ducla Soares, refletindo sobre a multidiversidade que povoa o mundo. Meia hora depois, as crianças podem dar largas à sua imaginação com um ateliê de pintura. Destaque ainda para a exposição e venda de trabalhos em EVA, de Custódia Costa, onde os interessados podem adquirir os bonecos de que mais gostem.
Tanto no dia 1 como no dia 2 de Junho, o Auditório Municipal de Alcácer do Sal recebe, a partir das 16 horas, uma sessão gratuita de cinema em honra das crianças. Em exibição vai estar o filme de animação “A origem dos guardiões”.
As comemorações encerram no dia 3, com teatro. Neste âmbito, as escolas do 1º ciclo e o pré-escolar vão assistir no Auditório Municipal de Alcácer à peça “A lenda do menino da gralha”, pelo Teatro do Mar, em sessões marcadas para as 9h30, 11 e 14 horas. Na Comporta, o Arte Pública sobe ao palco do Auditório Municipal pelas 10h30, com “Canta-me um conto”. Mais tarde, às 15 horas, a mesma companhia apresenta a mesma peça, no salão da Sociedade 1º de Janeiro Torranense.

Lisboa com dezenas de actividades
1 de Junho | às 10.00h e às 17.00h | Aqueduto das Águas Livres

O Aqueduto das Águas Livres convida todos a visitarem gratuitamente este carismático monumento da capital. Os visitantes poderão percorrer os 941 metros do aqueduto, o maior arco em pedra do mundo, fazer a travessia sobre o Vale de Alcântara, participar numa recriação histórica e dar largas à sua imaginação, pintando este Monumento Nacional.

1 de Junho | 11.00h e as 18.00h | Teatro S. CarlosPinturas faciais, fantoches, pistas de carros, passeios a cavalo, concertos da Orquestra da GNR, do Coro Juvenil de Lisboa, estórias na Hora do Conto, concerto da Escola de Música do Colégio Moderno, atuação do grupo de dança Mourinhas e Diamonds e do Coro do TSNC (este com lotação limitada à sala) são algumas das surpresas que o Teatro São Carlos tem para oferecer, ao longo de todo o dia, com entrada livre.
Saiba mais AQUI.

1 a 7 de junho | Os 7 Reinos da Nutrição | GulbenkianDurante uma semana, os jardins da Fundação Calouste Gulbenkian vão ser palco para vários jogos infantis Em busca dos 7 Reinos da Nutrição - uma aventura com divertidas peripécias para os mais pequenos organizada pela Nutri Ventures. A participação é livre.
Saiba mais AQUI.

1 de Junho | 10h às 19h| Mercadinho dos Sonhos
O Mercadinho dos Sonhos permite às famílias e empresas a venda de roupas, brinquedos, livros e todo o tipo de acessórios infantis. É um evento de entrada livre que oferece assim às famílias a possibilidade de renovarem o guarda-roupa, brinquedos ou livros. O evento conta também com workshops gratuitos de costura criativa, cake design, música, jumpingclay, fimo, cerâmica, yoga, entre outros.
Saiba mais AQUI.

1 de Junho | 11.00h às 18.00h | Praça Leya - Feira do Livro | Lisboa
A editora Leya oferece uma programação especial na feira do livro, que inclui mini-workshops que vão ensinar aos mais novos como decorar cupcakes e plantar uma horta, bem como uma sessão de teatro infantil, a visita das mascotes Asterix, Obelix, Marsupilami e Smurfs e ainda o lançamento de um livro. Saiba mais AQUI.
Agência de Notícias 
[ + ]

Semana Gastronómica da Moita começa amanhã

18 restaurantes do concelho apresenta os Sabores de Cá

Foi durante um passeio no Tejo, a bordo do varino “O Boa Viagem” que a Câmara da Moita apresentou, o Programa de Valorização da Gastronomia Local e Restauração do Concelho da Moita, “Sabores de Cá”. Entre 1 e 10 de Junho, em 18 restaurantes aderentes, pode provar alguns dos pratos típicos da região, como a Caldeirada à Fragateiro, a Massinha de Peixe, as Enguias e Choco frito, entre muitos outros. Como sobremesa, pode deliciar-se com a Ferradura, recém-eleito doce típico do concelho.

Varino Municipal serviu de cenário à apresentação dos Sabores de Cá

Começa amanhã a primeira semana gastronómica do Concelho da Moita. Até 10 de Junho, 18 restaurantes do concelho aderiram à ideia e, de uma forma geral, cada restaurante terá dois pratos – de carne e peixe. Entre a caldeirada à fragateiro, massinha de peixe, choco frito,  pratos com bacalhau, marisco variado, porco preto, sopa de cação e migas à alentejana, são muitas as escolhas de comer e desejar por mais.
Esta iniciativa, diz fonte da autarquia, “pretende afirmar, divulgar e valorizar o que de melhor o concelho tem em termos gastronómicos” e conta com o “envolvimento das pessoas e também com a imprescindível colaboração dos restaurantes e pastelarias envolvidas”, como referiu o presidente da Câmara, João Lobo.
Outra das linhas mestras do regresso de um festival gastronómico [que está extinto há cerca de 10 anos] ao concelho da Moita prendeu-se para contribuir para aumentar a procura na restauração do concelho que está, de acordo com João Lobo, “a ressentir-se muito” da situação económica do país. “A maior parte dos restaurantes tem uma estrutura familiar e são fundamentais para a sustentabilidade de várias famílias, gente que vive do seu trabalho”, diz o presidente da autarquia.
João Lobo interpreta como um sinal “muito positivo” a aderência de 18 restaurantes. Uma garantia de que a semana gastronómica pode estar “bem firmada daqui a dois anos”.

Restaurantes aderentes
A Curva e Mar da Palha, em Alhos Vedros, Clube do Rio, O Sobreiro, A Praceta e O Stop, na Baixa da Banheira, Baía Tejo, O Marítimo e Solar da Freira, no Gaio-Rosário, A Taska dos Feras, Adega de S. Martinho, Dr. Pitéu, Faena, Horizonte Azul, Messias, O Cais, O Gaspachinho e O Pascoal, na freguesia da Moita, são os restaurantes que participam nesta Semana Gastronómica “Sabores de Cá”, apresentando dois pratos, um de peixe, outro de carne.
A autarquia da Moita gastou cerca de dois mil euros na organização e promoção do evento. Grande parte da promoção, diz a autarquia, é feita pelos serviços do município e pela Entidade Regional de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo que apoia a ideia.

A Ferradura, o doce da Moita
Durante a apresentação do evento – que ocorreu em pleno rio Tejo a bordo do Varino Boa Viagem –, o município apresentou outra novidade. A “Ferradura” foi oficialmente apresentada como doce típico do concelho da Moita, durante esta iniciativa. As três pastelarias que confecionam as ferraduras – Fidalgos, Madrugada e Trevo – deram a conhecer e a saborear as suas especialidades.
A Ferradura já se faz há mais de 40 anos e já foi rainha dos doces durante a Feira de Maio que decorreu no passado fim-de-semana.


Agência de Notícias 
[ + ]

Jogos do Futuro arrancam hoje em Almada

Três mil jovens competem no distrito de Setúbal este fim de semana

Almada é o concelho anfitrião da abertura oficial dos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2013. A cerimónia realiza-se esta noite no Complexo Municipal dos Desportos “Cidade de Almada”, no Feijó.
Quase três mil jovens actuam este fim de semana em Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal.

Rui Costa é um dos padrinhos da edição de 2013 dos Jogos do Futuro

A partir das 20h30, vai poder assistir a apontamentos musicais, atividades circenses e atuações gímnicas, com a participação de quase 400 ginastas, em representação dos
concelhos que integram os Jogos do Futuro.
Cerca de três mil jovens, com idades entre os 11 e os 16 anos, vão participar, este ano, em quase duas dezenas de modalidades (andebol, atletismo, basquetebol, bodyboard, desporto adaptado, ginástica, futebol de 7, futebol de 11, futsal, hóquei em patins, judo, natação, surf, ténis, ténis de mesa, vela, xadrez e voleibol), destinadas a jovens
As várias competições decorrem nos dias 31 de Maio e 1 e 2 de Junho de 2013, nos concelhos de Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Palmela, Setúbal,  Seixal e Sesimbra, em equipamentos desportivos municipais, escolares e de clubes. As equipas participantes são organizadas pelos respetivos municípios.
O concelho de Almada recebe as provas de vela, surf, bodyboard e natação.
O concelho de Palmela recebe a competição de Judo, integrada no programa dos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2013. A prova decorre no dia 1 de Junho, sábado, a partir das 14 horas, no Pavilhão Desportivo Municipal, em Pinhal Novo, numa organização da Câmara Municipal de Palmela com a Associação Distrital de Judo de Setúbal. Está prevista a participação de cerca de sete dezenas de judocas dos concelhos de Almada, Barreiro, Palmela, Seixal e Setúbal.
No Município da Moita, vão realizar-se provas de ténis de mesa, no dia 1, das 14:40h às 17:30h, e no dia 2, das 10 às 13 horas e das 14:30h às 17 horas, no Pavilhão Desportivo Municipal, na Moita, e também de Futsal Feminino, no dia 1 de Junho, das 9 às 19 horas, no Pavilhão Desportivo da Escola Básica José Afonso, em Alhos Vedros.
A academia do Benfica, no Seixal, recebe sábado e domingo, os jogos de futebol de 11 e 7. E o pavilhão de Santo António da Charneca e Pavilhão Luís de Carvalho, no Barreiro, recebe, domingo, as equipas de basquetebol. Sábado às 9 horas há hóquei em patins, no pavilhão do Grupo Desportivo de Sesimbra. À mesma hora, no Pavilhão Municipal de Sampaio – também em Sesimbra – disputa-se as finais do voleibol. Azeitão, em Setúbal, recebe o Andebol e em Alcochete há as provas de ténis e futsal. Atletismo disputa-se em Setúbal. O desporto adaptado já se iniciou hoje no pavilhão da Verdizela, no Seixal.
    
Palmela aposta forte nos jogos
O concelho de Palmela, de acordo com fonte da autarquia, “far-se-á representar através da participação de 210 atletas em sete momentos competitivos, além da demonstração de ginástica, na cerimónia de abertura”. As equipas locais marcarão presença nas competições de Atletismo (infantis masculinos e femininos), Basquetebol (sub14 masculinos, sub14 femininos, sub16 masculinos e sub16 femininos), Futebol de 7 (infantis), Futebol de 11 (iniciados), Futsal masculino (infantis), Futsal feminino (juniores), Judo (Infantis e Iniciados) e Natação (masculinos e femininos).

Rui Costa e Rosa Mota apadrinham jogos
Os Jogos do Futuro da Região de Setúbal realizam-se de dois em dois anos, numa organização conjunta das Câmaras Municipais da Região de Setúbal, Movimento Associativo Popular, Escolas e Associações Distritais das modalidades aderentes.
Esta é uma iniciativa que procura ser um espaço de convívio e de estímulo à prática desportiva dos jovens, no âmbito intermunicipal e, ao mesmo tempo, uma iniciativa que dê visibilidade às diferentes formas de organização de atividades físicas e desportivas, com o apoio das Câmaras Municipais da Região de Setúbal.
O ex-jogador de futebol Rui Costa (Patrono do Jogos do Futuro 2013), a atleta olímpica Rosa Mota e José Manuel Constantino (Presidente do Comité Olímpico Português), assim como os representantes da administração dos municípios envolvidos nos Jogos do Futuro são algumas das personalidades que vão estar presentes, na cerimónia de abertura.

Mais informação em:


Agência de Notícias 
[ + ]

Festival de Setúbal impulsionou vinho ibérico

Organização já garantiu segunda edição do Festival para 2014 

A oportunidade de promoção e comercialização internacional de vinhos da península de Setúbal, através de contactos empresariais com potenciais importadores, foi impulsionada com a primeira edição do Festival Ibérico do Vinho, realizada no início de Maio, com milhares de visitantes. O êxito da iniciativa abre portas ao segundo festival já com data marcada [de 2 a 4 de Maio] e divulgou o vinho da região a especialistas locais. A  autarquia de Setúbal espera que em 2014 “maior envolvimento da restauração” durante o festival.  

Festival Ibérico do Vinho, em Setúbal,  foi um sucesso para produtores 

O evento, com a duração de três dias, foi organizado pela Câmara de Setúbal e pela Associação Baía de Setúbal, no âmbito do programa de promoção vinícola “Viva o Vinum”, com o patrocínio da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal.
O êxito da primeira edição do Festival Ibérico do Vinho foi destacado numa reunião de balanço do certame, realizada na Herdade da Mourisca, que contou, além dos responsáveis pela organização, com a presença de 13 produtores da região que participaram no evento.

No encontro, além de sugestões de melhoria e de potenciação do evento, que contou com cerca de 4700 visitantes, foi decidida a continuidade do Festival Ibérico do Vinho, com a segunda edição já agendada para os dias 2, 3 e 4 de Maio de 2014, num formato idêntico ao deste ano.

SpeedWine Business aproximou produtores
A realização do SpeedWine Business é uma das mais-valias do evento destacadas por José Fernando, do Turismo da Câmara Municipal de Setúbal, iniciativa “com resultados muito positivos” e que permitiu a realização de “contactos com um conjunto de empresários com vista à projeção e comercialização” de vinhos da Península Ibérica noutros mercados internacionais.
O evento, que reuniu várias dezenas de produtores vinícolas e potenciais importadores de países como China, Estados Unidos da América, França e Indonésia, permitiu divulgar a variedade e a qualidade dos vinhos produzidos em Portugal e Espanha.
No âmbito do SpeedWine Business foram ainda realizadas visitas técnicas às adegas da Casa Ermelinda Freitas, Herdade da Comporta, Quinta de Alcube, Malo Tojo e Horácio Simões.
O Concurso Ibérico de Vinhos Casta Moscatel 2013 foi outra das iniciativas de grande relevância no festival, no qual marcaram presença oito especialistas internacionais do setor, incluindo a diretora do Festival de Vinhos de Barcelona, Isabel Mijares, e a francesa Béatrice Da Ros, uma das peritas vínicas mais influentes a nível mundial.

Setúbal quer mais envolvimento da restauração
“A possibilidade de realização do festival num outro local, nomeadamente nas novas instalações da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, localizadas no antigo Quartel de Infantaria 11, aproveitando as renovadas valências e serviços daquele estabelecimento de ensino”, foi também debatida na reunião de balanço, conta uma nota da autarquia sadina. 
“O maior envolvimento da restauração do concelho, na promoção, divulgação e comercialização local de vinhos da região”, foi outra das sugestões avançadas no encontro com vista a um maior sucesso do certame.

A feira, realizada com os apoios da Associação de Municípios Portugueses de Vinho, da Vini Portugal, do Turismo de Lisboa e Vale do Tejo, da Wines of Portugal, do Instituto da Vinha e do Vinho e da Recevin, contou com cerca de quarenta expositores portugueses e espanhóis, espetáculos musicais de fado e flamenco, assim como provas de vinhos documentadas por enólogos e demonstrações ao vivo de cozinha gourmet com produtos da península.

Agência de Notícias 
[ + ]

CDU teme contaminação da água em Sines

“Não há qualquer risco para a saúde pública”, garante a Câmara


 O deputado comunista na Câmara de Sines, Hélder Guerreiro, lançou um alerta para o risco de contaminação industrial dos aquíferos de Sines, onde é captada água para consumo no concelho. A autarquia garante que não há qualquer risco para a saúde pública, mas, “por precaução”, já tem uma alternativa, a aguardar financiamento comunitário.

Autarquia garante qualidade da água da rede pública em Sines 

Em declarações à Lusa, Hélder Guerreiro recordou o incidente ocorrido no final de 2008, que obrigou à suspensão do abastecimento durante alguns dias, após ter sido detectado um aterro de resíduos de hidrocarbonetos. Esse aterro contaminou os solos junto à Repsol Polímeros, na Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS), e admitiu-se a possibilidade de que viesse a contaminar o aquífero mais próximo, do qual é feita a captação de água para consumo no concelho.
Na sequência disso, “houve um estudo encomendado pela câmara cuja conclusão foi a de que aquelas captações são passíveis de ser contaminadas e têm de ser mudadas de sítio”, afirmou Hélder Guerreiro à Lusa.

Câmara diz que captação é “segura”
Em declarações ao jornal Público, vereadora com o pelouro do Ambiente na Câmara de Sines, Cármen Francisco, confirmou que foi pedido um estudo para encontrar alternativas ao aquífero próximo da Repsol. “Sabemos que as captações de água são feitas num local onde, a posteriori, se instalaram as indústrias de Sines. Mais cedo ou mais tarde teríamos que estudar alternativas”, afirmou.
O estudo indicou como solução a captação de água na zona da lagoa da Sancha, que é “protegida e absolutamente segura”, por integrar uma reserva natural das Lagoas de Santo André e da Sancha. Para isso, a Câmara de Sines elaborou já um projecto de execução, no valor de 2,1 milhões de euros, e apresentou uma candidatura a fundos comunitários, actualmente em apreciação. “Esta obra torna-se necessária, porque foram colocadas pelo Governo indústrias onde estavam já as captações, pelo que entendemos que não deve ser paga pelos munícipes mas sim por fundos comunitários”, sublinha a vereadora.
Cármen Francisco garante ainda que “não existe nem nunca existiu” risco para a saúde pública, sublinhando que a suspensão do abastecimento em 2008 foi feita “por precaução”.

Água sem “vestígios de hidrocarbonetos”
Segundo Helder Guerreiro, que será candidato pela CDU à presidência da Câmara de Sines, o estudo encomendado pela autarquia indicou que as análises aos aquíferos não eram feitas com a regularidade necessária, podendo haver contaminação no período compreendido entre duas pesquisas
No entanto, a vereadora Cármen Francisco garante que, após o incidente de 2008, a água foi monitorizada “de 15 em 15 dias” nos primeiros tempos e que nas análises feitas nos últimos dois anos “não foram detectados quaisquer vestígios de hidrocarbonetos”, afirma. O risco de contaminação “é inerente à proximidade” do aterro e do aquífero, admite a autarca, mas “não há qualquer urgência” em deslocalizar os furos utilizados para o abastecimento.
Helder Guerreiro lamentou que o executivo municipal, liderado por Manuel Coelho e eleito por um movimento independente, tenha optado por fazer a obra de requalificação da Avenida Vasco da Gama, em vez de avançar com a obra na lagoa da Sancha.
“Isto mostra, para nós, uma clara opção pelas obras de fachada em detrimento das obras estruturantes”, afirmou o autarca comunista, defendendo que, “com o mesmo dinheiro”, a autarquia poderia resolver “a questão” das captações de água municipais.
A requalificação custou mais de cinco milhões de euros e foi integrada no Programa de Regeneração Urbana de Sines, intervenção com um valor total que ultrapassa os dez milhões de euros, comparticipado em cerca de 85 por cento por fundos comunitários.
 

Agência de Notícias 
[ + ]

Serviço de oncológia no Barreiro chega ao Parlamento

PSD e CDS asseguram que oncologia no Barreiro não vai fechar

PCP, Bloco de Esquerda e Os Verdes pediram nesta quinta-feira ao Governo a continuidade dos serviços de oncologia no centro hospitalar Barreiro/Montijo, juntando-se a cinco mil cidadãos que assinaram uma petição contra a redução de médicos desta especialidade, avança a agência Lusa. Em resposta, os partidos da maioria asseguraram esta quinta-feira no parlamento que não há qualquer intenção do Governo de encerrar o serviço.

Maioria garantiu, no Parlamento,  oncologia no hospital do Barreiro  

“Os recursos humanos, nomeadamente os especialistas de oncologia médica em tempo completo, não são suficientes para atender todos os doentes”, afirma o texto do abaixo-assinado, que acrescenta que “os médicos especialistas de oncologia médica que recentemente saíram do serviço não foram até ao momento substituídos”.
Para os subscritores, “não se descortina qualquer razão válida para o desprover de recursos humanos especializados” e, com esta medida, “fica posto em causa o interesse público configurado pelos doentes e pela instituição, que definiu desde 1997 a oncologia como uma área de desenvolvimento estratégico e realizou investimentos vultuosos para garantir este objectivo, agora posto em causa”.
Este centro hospitalar tem o “ciclo completo para diagnóstico e tratamento de doentes oncológicos, único na península de Setúbal”, refere ainda a petição, que será discutida em plenário na quinta-feira, a par de iniciativas de todos os partidos da oposição.

As bancadas do PCP, BE e Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) reclamam a contratação de médicos especializados para o serviço de oncologia do centro hospitalar, bem como a implementação de uma plataforma de complementaridade entre os hospitais do Barreiro, Almada e Setúbal.
No seu projecto de resolução, o PCP refere que “o adiamento da resolução definitiva das carências registadas no serviço de oncologia do centro hospitalar Barreiro/Montijo demonstra um comportamento desumano do Governo relativamente aos doentes oncológicos”. "O grave problema que mais uma vez aqui se coloca é o da carência de profissionais de saúde. Num curto espaço de tempo, o serviço de oncologia perdeu vários especialistas a tempo inteiro, sem terem sido substituídos", alertou o deputado comunista Bruno Dias, repudiando o "carácter particularmente revoltante e até desumano deste tipo de opções políticas".
O Bloco de Esquerda recorda que a proposta de complementaridade entre os três hospitais do distrito de Setúbal data de 2007, mas “a escassez de profissionais bem como constrangimentos diversos entre as unidades hospitalares têm impedido a efectivação desta plataforma”, diz Mariana Aiveca.
Na sua iniciativa, Heloísa Apolónia, do PEV, relata que o centro hospitalar Barreiro/Montijo cedeu “por interesse público de um especialista do serviço de oncologia para o hospital Garcia de Orta”, em Almada, defendendo que “não pode acontecer que para ajudar num lado se danifique no outro, comprometendo o funcionamento de serviços de saúde e de respostas à população”. Heloísa Apolónia referiu ainda que foi criado "um serviço de excelência, coisa quase rara", mas a carência de profissionais de saúde levou a uma "insuficiência do próprio serviço".

PSD e CDS-PP garantem continuação de serviço
Em reposta, os partidos da maioria asseguraram esta quinta-feira no parlamento que não há qualquer intenção do Governo de encerrar o serviço de oncologia no Centro Hospitalar Barreiro/Montijo.
O social-democrata Bruno Vitorino disse não compreender as iniciativas dos três partidos, ao afirmar que já foi repetido "à exaustão" que "não há orientações nem decisões políticas para encerrar", acusando a "esquerda radical" de recorrer a "falsidades e ao alarme geral".
O deputado do CDS João Serpa Oliva afirmou que "a falta de especialistas é um dos problemas mais graves" na oncologia e assegurou não existir "qualquer opção governativa" de encerrar este serviço. Pelo contrário, sublinhou, já abriram vagas para contratar novos profissionais, mas o conselho de administração tem tido "dificuldade em encontrar" interessados.
A socialista Antónia Almeida Santos citou uma resposta do Governo no mesmo sentido e acrescentou: "Quero acreditar nisto e não na hipótese, que já ouvi, de um mega centro hospitalar para 700 mil utentes na península de Setúbal".


Agência de Notícias 
[ + ]

Santiagro começa hoje em Santiago do Cacém

Câmara quer feira agropecuária com mais negócios 

A Câmara de Santiago do Cacém pretende que a 26.ª edição da Santiagro, que começa na sexta-feira, seja uma oportunidade para se fazer mais negócios, apostando em novas áreas como o leilão de gado e a caça. Além dos colóquios, exposições e muita gastronomia, a Santiagro aposta forte no programa musical deste ano: Diabo na Cruz, na sexta-feira, de Vitorino, Janita Salomé, Filipa Pais e o Grupo Coral Cantadores do Redondo, no sábado, e dos Xutos e Pontapés, no domingo, marcam presença em Santiago do Cacém este ano. 

Santiagro de 2013 quer fazer a ponte entre a caça e o turismo rural 

Para cumprir este objetivo, uma das novidades da Feira Agropecuária e do Cavalo será a realização de um leilão de gado, no dia da abertura, que substitui os tradicionais concursos de ovinos e bovinos, adiantou hoje à agência Lusa o vice-presidente do município alentejano, Álvaro Beijinha. A Câmara Municipal de Santiago do Cacém, que organiza o certame, aposta também este ano no tema da caça, por ser uma atividade com uma “forte componente no concelho e na região”, afirmou o autarca.
Álvaro Beijinha referiu que “um número crescente” de caçadores pratica a atividade em Santiago do Cacém, onde existem “várias” reservas de caça, “a esmagadora maioria” associativas, mas também algumas turísticas.
Lembrando que a atividade cinegética se desenvolve no período que, em termos turísticos, coincide com a época baixa, o autarca defendeu que o concelho deve “tirar partido desse potencial”, que pode beneficiar as empresas de hotelaria e restauração, os artesãos e os equipamentos culturais, entre outros.

Ponte entre o turismo natural e a caça
O responsável indicou ainda que se pretende fazer nesta Santiagro uma “ponte” entre os praticantes de caça e o turismo em espaço rural, motivo pelo qual estarão presentes na feira, pela primeira vez, expositores de quatro unidades instaladas na zona.
“Pretendemos, e acho que vamos conseguir, que a feira seja não apenas uma mostra das várias atividades, mas também um fator de negócio”, reforçou Álvaro Beijinha, indicando que outra das novidades do certame, que acontece entre sexta-feira e domingo, será uma prova de vinhos, na noite de sábado, com produtores da região.

Vitorino, Janita Salomé e Xutos e Pontapés apostas musicais
Xutos e Pontapés encerra a feira deste ano, em Santiago do Cacém 
Do programa da 26.ª Feira Agropecuária e do Cavalo fazem também parte os habituais colóquios e exposições, bem como, pelo segundo ano consecutivo, demonstrações de culinária ao vivo, utilizando os produtos que marcam o concelho. 
Durante o certame, cujo orçamento é, segundo a organização, de cerca de 188 mil euros, estão em exposição permanente equinos, bovinos, ovinos e caprinos, havendo lugar a atividades de animação como batismos a cavalo e garraiadas.
Álvaro Beijinha chamou ainda a atenção para “três dias muito fortes” em termos musicais no Parque de Feiras e Exposições de Santiago do Cacém, com os espetáculos dos Diabo na Cruz, na sexta-feira, de Vitorino, Janita Salomé, Filipa Pais e o Grupo Coral Cantadores do Redondo, no sábado, e dos Xutos e Pontapés, no domingo.
Segundo o município, são esperadas mais de 20 mil pessoas na edição deste ano da Santiagro.

[ + ]

Lisboa concentra em dois hospitais urgências nocturnas

Almada, Setúbal e Barreiro perdem urgência à noite 

Progressivamente vão ser concentradas nos Hospitais de Santa Maria e São José – em Lisboa – as urgências nocturnas de oftalmologia, cirurgia vascular, cirurgia plástica, neurologia, gastroenterologia, psiquiatria e grandes traumatizados. Especialidades que agora estavam repartidas pelos hospitais Garcia de Orta, em Almada, S. Bernardo, em Setúbal e Nossa Senhora do Rosário, Barreiro, S. Francisco Xavier, Lisboa, bem como os hospitais de Cascais, Amadora/Sintra, Loures e Vila Franca de Xira. A 1 Julho, todos esses hospitais deixam de ter estas especialidades entre as oito da noite às oito da manhã.

Distrito de Setúbal perde algumas urgências em período nocturno 


A partir de 1 de Julho, apenas as urgências nocturnas dos centros hospitalares de Lisboa Norte (Hospital Santa Maria) e Lisboa Central (Hospital São José) irão dispor de todas as especialidades cirúrgicas, anunciou ontem o presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo.
Luís Cunha Ribeiro fez este anúncio aos deputados da Comissão Parlamentar de Saúde, pelos quais está a ser ouvido, a pedido do Bloco de Esquerda. Garantindo que esta reestruturação não tem motivos economicistas, Luís Cunha Ribeiro reconheceu que a decisão leva em conta a carência de profissionais, nomeadamente em determinadas especialidades, uma vez que a partir dos 50 anos os médicos não são obrigados a fazer urgências noturnas e, a partir dos 55, estão dispensados dos serviços de urgência.
Assim, e a partir de 1 de Julho, a organização deve assentar em dois centros de trauma com todas as especialidades cirúrgicas: o Centro Hospitalar de Lisboa Norte (Hospital de Santa Maria e Pulido Valente) e o Centro Hospitalar de Lisboa Central (São José, Santa Marta, Capuchos, Curry Cabral, Estefânia e Maternidade Alfredo da Costa). O apoio nocturno de neurocirurgia mantém-se no Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental (São Francisco Xavier, Egas Moniz e Santa Cruz) e no Hospital Garcia de Orta, em Almada.

Cirurgia geral e ortopedia mantém-se em todos os hospitais 
Segundo Luís Cunha Ribeiro, a reestruturação implica que “o apoio ao trauma com cirurgia geral e ortopedia se mantenha em todos os outros hospitais com urgência médico-cirúrgica” e estão a ser avaliadas outras especialidades, nomeadamente a Neurologia, a Gastrenterologia e a Psiquiatria, nas quais “o movimento não justifica mais recursos do que os que são alocados a um ou dois hospitais, no máximo”.
A anunciada reestruturação está a ser preparada há um ano e depende da colaboração dos profissionais, uma vez que implica a deslocação de alguns para os centros que estarão a funcionar durante o período nocturno (das 20h às 8h). A título de exemplo, o presidente desta ARS disse que este modelo de urgência nocturna já se pratica na área da Otorrinolaringologia, com o atendimento a ser assegurado pelo Hospital de Santa Maria.

Setúbal e Barreiro sem equipas médicas 
A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo detectou vários serviços hospitalares com apenas um elemento, que era chefe do serviço, revelou o seu presidente, citado pela agência Lusa.
O presidente desta ARS revelou que alguns desses serviços em que o chefe é o único elemento da equipa foram identificados em vários hospitais, como o de Setúbal e de Barreiro/Montijo.
“Esse chefe de serviço tem de se ver ao espelho para reunir com a equipa”, ironizou Luís Cunha Ribeiro, que defende a concentração de serviços para resolver este problema que, adiantou, arrasta-se há anos.
A ideia é concretizar a medida a 01 de Julho, embora o presidente da ARS de Lisboa e Vale do Tejo tenha assumido que esta só avança com o acordo dos conselhos de administração dos hospitais. No caso de não concordarem, avançou, algumas urgências hospitalares poderão deixar de não assegurar o atendimento nocturno nesta área, devido à falta de pessoal.

Agência de Notícias 

[ + ]

Almada organiza Semana Verde

Município apela ao consumo sustentável

Durante nove dias, crianças e adultos são convidados a consumir produtos biológicos, aprender a plantar hortas ou construir ninhos. Iniciativa decorre até 6 de Junho.

Almada quer apelar ao consumo sustentável na semana verde 

Arrancou na quarta-feira a “Semana Verde 2013” em Almada, uma iniciativa que inclui várias actividades, algumas destinadas particularmente a crianças, aproveitando a celebração do Dia Mundial da Criança, a 1 de Junho. O evento decorre até 6 de Junho e tem como objectivo apelar ao consumo sustentável. Os participantes vão poder visitar exposições sobre Natureza ou aprender a construir ninhos e hortas.
Vão ser nove dias pelo ambiente, que começam com a Festa Verde. Este evento vai reunir na Praça da Liberdade e na Praça S. João Baptista, no centro da cidade, milhares de crianças dos vários estabelecimentos do concelho, que ao longo do ano cultivaram hortas e jardins pedagógicos e vão agora trocar e vender os produtos colhidos.
Ontem realizou-se o primeiro Mercado Biológico de Almada, junto ao Chafariz do Largo Alfredo Diniz, em Cacilhas. Este mercado passa a acontecer todas as quartas-feiras, no mesmo local e com o mesmo horário. Produtores biológicos da região vão vender fruta, legumes, ervas aromáticas, azeite, mel, pão, entre outros produtos.
Nesta quinta-feira, haverá workshops de plantação de ervas aromáticas durante a tarde, na Casa Municipal do Ambiente, de participação gratuita.

Iniciativa também chega às crianças  
Já no sábado, Dia Mundial da Criança, realizam-se oficinas onde os participantes vão aprender a construir caixas-ninho, para atrair aves como chapins, carriças e trepadeiras. Esta actividade decorre no Parque da Paz e requer inscrições prévias, limitadas a 20 pessoas. A oficina inclui ainda um passeio guiado para observação de aves.
No último dia da Semana Verde, 6 de Junho, é inaugurada no Museu da Cidade a exposição do fotógrafo de Natureza Luís Quinta, intitulada “25 anos de fotografia de Natureza em Portugal – Almada, entre o mar e o rio”. A exposição vai estar patente no Parque da Paz até Outubro.
Esta é a 17.ª edição da Festa Verde, organizada pela Câmara de Almada e a Agência Municipal de Energia do concelho. O objectivo é “contribuir para a consciencialização da população para a necessidade do consumo equilibrado, baseado em práticas sustentáveis” e promover o contacto entre gerações.


Agência de Notícias 
[ + ]

Festas de São Francisco começam hoje

Camponeses confraternizam em São Francisco até domingo

A freguesia de São Francisco dá início ao calendário de festividades do Concelho de Alcochete com a realização da 39.ª edição das Festas de Confraternização Camponesa de São Francisco que decorre de hoje a 2 de Junho. Para ver, além das tradições locais, há muita música e bailes populares.

A aldeia de São Francisco, em Alcochete, está em festa até domingo

As Festas de Confraternização Camponesa, que são uma homenagem ao trabalhador rural que está associado às raízes da Freguesia de São Francisco, no concelho de Alcochete, vão garantir animação na freguesia durante cinco dias com espectáculos musicais, largadas de toiros, a noite da sardinha assada, e outros momentos de convívio. No panorama musical, o cartaz das Festas apresenta uma panóplia de artistas, integrando nomes como Maria Lisboa, Nikita, Quim Gouveia, Pão com Manteiga, Sara Pessoa, Nélio Pinto, Musse – Tributo aos Muse e os Incógnitos. Quanto a espectáculos musicais/ dança vão subir ao palco “Os Batucando”, As Ceifeiras do Alentejo, as Sevilhanas – Aire de Flamenco, escolas de Zumba e de Kisomba e marchas populares.   
No último dia de Festas, às 17 horas, realiza-se a Procissão em Honra de São Francisco de Assis, sendo que, à meia noite, o fogo-de-artifício simboliza o encerramento da 39.ª edição das Festas, apesar de, a partir da uma da manhã, haver uma surpresa taurina.
A 39.ª edição das tradicionais Festas de Confraternização Camponesa de São Francisco conta com os apoios da Câmara Municipal e da Junta Freguesia de São Francisco.
Para fazer face às despesas decorrentes da realização das Festas, a Câmara de Alcochete atribuiu um apoio financeiro à Associação das Festas no valor de 8640 euros.

Programa:

29 de Maio
18h00 – Abertura das Festas
19h00 – Beberete
21h00 – Espectáculo musical no palco principal – Pão com Manteiga
30 de Maio
08h00 – Alvorada
18h00 – Espectáculo de Hip-Hop no palco alternativo
19h00 – 2.ª Largada de Toiros
21h00 – Batucando no palco alternativo
22h00 – Espectáculo musical no palco principal – Quim Gouveia
01h00 – 3.ª Largada de Toiros
31 de Maio
08h00 – Alvorada
13h00 – Almoço Convívio na Rua da Sociedade
18h00 – Espectáculo de Dança no palco alternativo
19h00 – 4.ª Largada de Toiros
21h00 – Marchas Populares no palco alternativo
22h00 – Espectáculo musical no palco principal – Musse: Tributo aos Muse
01h00 – 5.ª Largada de Toiros
1 de Junho
08h00 – Alvorada
09h00 – Passeio Equestre
10h00 – Manhã Infantil
19h00 – 6.ª Largada de Toiros
21h00 – Sevilhanas no palco alternativo
22h00 – Espectáculo musical no palco principal – Maria Lisboa
00h00 – Noite da Sardinha Assada
02h00 – 7.ª Largada de Toiros
2 de Junho
08h00 – Alvorada
10h00 – 8.ª Largada de Toiros
17h00 – Procissão em Honra de São Francisco de Assis
21h00 – Espectáculo musical no palco principal – Nikita
00h00 – Fogo-de-Artifício
01h00 – Surpresa Taurina


Agência de Notícias 
[ + ]

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010