Dá um Gosto ao ADN

Mensagem de Ano Novo: Desejo para 2012

Impressões Digitais by Paulo Jorge Oliveira
Mensagem de Ano Novo: Desejo para 2012

Olho uma página em branco, limpa, livre. Livre de ideias, de pensamentos, de notas, de palavras, de letras. Olho o vazio, o ausente, o nada. Procuro ideias, pensamentos, notas, palavras, letras; procuro razões que ocupem o vazio, o ausente; procuro algo que preencha o nada.
Talvez o difícil seja o início, talvez seja só complicado começar.
Uma grande história, um livro, uma pintura, um projecto, uma conversa, uma relação… tudo precisa de um princípio; caso contrário não chegaria a ser conhecido, não chegaria a existir. Todavia, o início não começa no pegar da caneta, do lápis, no teclado do computador, no adoptar da primeira palavra, na primeira atitude… o princípio de tudo começa muito antes disso. Para começar é preciso um motivo, uma inspiração, uma razão válida que nos traga coragem e que nos leve a agir.



Vendo bem, este texto nem tem um verdadeiro tema, não teve início. Estou – e estamos todos – cansado dos problemas do país, da sociedade, da crise, dos natais-económicos, das sugestões para pouparmos em prendas, das ideias para uma passagem de ano barata. Estou cansado do constante confronto com a realidade, que de boa não tem tido muito. Talvez por isto e por tudo não tenha inspiração sequer para um início de uma mensagem de ano novo...
Sinto Portugal assim, sem inspiração, sem energia, sem força para dar início a algo novo. Mas como o mais difícil é começar, estou confiante de que quando surgir um princípio o resto seja simples e eficaz. É isso que todos desejamos para 2012.
O ano de 2011 acaba hoje e a grande maioria dos portugueses olha para 2012 como um ano terrível cheio de horrores e tragédias. É natural. A cura já está a ser violenta, dura, e muitos doentes não vão resistir ao tratamento previsto para os próximos 12 meses. Não há dinheiro para tanto antibiótico. É preciso poupar, reduzir as dívidas do passado e obrigar o Estado, as empresas e as pessoas a gastar menos e a viver com menos dinheiro. Já se sabe que as queixas vão ser muitas, os protestos variados e provavelmente muitos – a maioria – terão muita razão.
Não há lugar para mais ilusões, fantasias e sonhos. A dependência do crédito fácil, barato e maravilhoso conduziu o país e as pessoas a esta terrível situação. Como é habitual em todos os vícios, seja a droga, seja o álcool, o tabaco ou o jogo, a ressaca é dolorosa e nem sempre leva à cura do viciado. Depende da vontade, da força e da esperança de uma vida melhor e mais responsável. Muitas pessoas e muitas empresas não vão resistir à ressaca. Não vale a pena vender ilusões. Muitos ficarão pelo caminho. Mas os outros, os que resistirem, têm a certeza que o futuro pode ser construído em bases sólidas e não em cima de castelos de areia. É por isso que as reformas que aí vêm no trabalho, nas rendas, na justiça, na Segurança Social, na saúde e no Estado não podem ser tímidas, feitas por gente com medo de descontentamentos, protestos ou mesmo violentas contestações sociais. Não há lugar para recuos, hesitações, medidas dúbias para agradar a gregos e a troianos. É preciso determinação e coragem. É preciso clarividência para explicar às pessoas que não há outro caminho, que muitos vão ficar sem os direitos adquiridos ao longo de muitos anos e que o Estado não tem dinheiro para socorrer todos os que vão ser atingidos em cheio pela crise e pelos remédios necessários para a ultrapassar o mais rapidamente possível. É preciso dizer a verdade e não esconder as muitas tragédias provocadas por esta aterragem de emergência de uma nave que andou em altos voos sem tripulação à altura e sem dinheiro para pagar o combustível. Os resistentes, os mais fortes, os que aguentarem estoicamente esta violenta ressaca, também devem saber que o futuro não será necessariamente melhor, não depende apenas do seu esforço e da sua vontade. Mas também devem saber que sem isso não há solidariedade europeia e internacional que os salve. O mundo mudou e muito. E 2012 vai ser o primeiro ano de uma nova era em todo o planeta. Nada será como dantes.
Pode não haver dinheiro para muitas coisas, pode nem haver uma estratégia certa para sair da trama onde nos meteram, mas pode haver uma coisa: a esperança e a energia. Será isso que nos marcará nos próximos tempos. Cabe a cada um construir o seu caminho.
Um bom ano de 2012, é o desejo do ADN, um projecto ainda pequeno mas que em 2012 espera crescer e afirmar-se na inovação, na criatividade, no debate de diferentes opiniões e nas boas notícias.



  


[ + ]

E viva o Low Cost!

Uma Luz na Austeridade by Ana Esperança
E viva o Low Cost!

Enquanto nos preparamos (se alguém conseguir alguma vez estar preparado) para o aumento do IVA em diversos produtos alimentares e serviços essenciais, surge a cada canto um novo conceito: o Low Cost.
Inicialmente eram apenas os voos mais baratos, sem refeições e em 3ª classe que tinham esta designação. Actualmente é muito mais do que isso, desde lojas a ginásios, passando por SPAS, produtos alimentares e agora até um posto de combustíveis.
Como tal, caros leitores, podemos alegrar-nos porque enquanto os preços disparam, algumas luzes se acendem nesta escuridão da austeridade imposta.
Para começarmos o ano em grande, deixo aqui alguns exemplos de espaços low cost onde podem adquirir tudo a preços baixíssimos. Comecemos pelo site que compila um vasto número de informações sobre espaços low cost: www.lojaslowcost.com. Aqui pode encontrar todas as lojas e prestadores de serviços com preços fantásticos.


Se pretende começar bem o ano, trabalhando o corpo e a mente, esquecendo tudo o resto mas a sua carteira grita socorro, então decore estes nomes Fitness Hut e EasyGym Ginásio e SPA.
Além do ginásio, se quiser ir passear, abasteça no novíssimo posto de combustível low cost no Campo Grande – Lisboa, as diferenças podem ir até 10 cêntimos...
Na onda das boas noticias, e seguindo ainda o conceito low cost, vão surgindo cada vez mais as lojas de produtos em 2ª mão. A boa notícia é que nestes espaços pode não só comprar produtos em excelente estado a preços hiper simpáticos, mas também vender os seus produtos. Ora se tem aquela TV, bicicleta ou até loiça que já não usa pode transformá-la em dinheiro na Cash Convers. Neste espaço comercial, existente em vários pontos do país e também online, pode adquirir, vender ou até trocar todo o tipo de produtos em 2ª mão.
Recentemente surgiu ainda uma óptima notícia para quem tem ou vai ter crianças, a loja Kid to Kid, em Lisboa, compra e vende produtos para bebé e criança usados em óptimo estado. Neste espaço pode por exemplo trocar a roupa de Verão por roupa de Inverno sem qualquer custo…
Mas, caríssimos leitores, como boas notícias nunca são demais saiba que pode encontrar também hotéis e restaurantes low cost, entre outros. Basta uma breve pesquisa na Internet e pode encontrar um vasto leque de oportunidades excelentes.  
E como estamos no concelho de Palmela, e se preferirem ir directamente á loja, podem encontrar no Pinhal Novo uma loja de roupa em 2ª mão.

Nota de Rodapé: Já que a TV não pára de noticiar o quão mau será 2012, fica aqui o meu conselho de fim de ano: foquemo-nos nas coisas boas que a vida nos proporciona.
O sol não pára de brilhar, o fado é património mundial, as exportações para Espanha aumentaram em relação às importações e a vida é para celebrar.
Um excelente ano 2012 cheio de boas notícias!


Ana Esperança
Pinhal Novo

Nos dias que correm as palavras de ordem são austeridade, crise e contenção…
Pois bem, caros leitores, é minha intenção nestas breves linhas dar-vos conta das boas notícias de que os canais de televisão não falam e as páginas do jornal apenas mencionam em letras tão pequenas que nem damos por elas.
Chamemos-lhe “uma luz na austeridade”.







Outros artigos da autora:
As boas iniciativas do Natal
Afegã violada tem de casar-se com o agressor para sair da prisão
A melhor notícia da semana
O nosso fado
Sandra; a melhor empresária da Europa
[ + ]

Festas de Fim-de-ano: Sesimbra

Mergulhar no fim-de-ano

Passar a última meia hora do ano debaixo do mar e receber os primeiros minutos de 2012 em pleno mergulho na baia de Sesimbra é, sem dúvida, um dos maiores “tesouros” da vila para a festa de final de ano. No mar, mas também em terra, a festa é bonita e animada. O comércio local ajuda e estará de portas abertas madrugada dentro. A vereadora do turismo diz que a autarquia vai gastar 15 mil euros mas... vale bem a pena.
Sesimbra recebe 2012 com muita luz, cor e inovação fora e dentro de água


A passagem de ano em Sesimbra vai possuir um cariz de poupança económica, assumido pela autarquia, devido às dificuldades que a população passa numa altura de contenção financeira no país, mas “promete ser muito atractiva para quem deseje celebrar o novo ano numa baía que, em termos paisagísticos e turísticos, rivaliza com a Madeira”. Felícia Costa, vereadora do turismo na Câmara de Sesimbra, admite que “o espectáculo piromusical e a natação sincronizada feita por mergulhadores na baía” são elementos diferenciadores que merecem destaque.
Cerca de quatro centenas de mergulhadores já confirmaram que vão voltar a passar o ano no fundo das águas da Baía de Sesimbra. Apesar do frio, as condições climatéricas vão permitir que tanto em terra como no mar o programa do Réveillon de Sesimbra decorra como planeado. 
Perto de quatro dezenas de mergulhadores vão comemorar as 12 badaladas dentro de água, dando continuidade a uma passagem de ano conhecida por ser das mais originais do país. Os participantes entrarão na água, por volta das 23.30 horas, na Praia do Ouro, em frente ao Hotel do Mar, equipados com lanternas para, em conjunto, formarem um círculo com luzes.
“Chegar à superfície e observar ao longe o fogo-de-artifício é como que se o tempo parasse. São momentos mágicos e intensos”, afirma Jorge Silva, um dos responsáveis pela organização da passagem de ano subaquática. “Durante a noite não é possível admirar as riquezas do fundo marinho da região mas nesses minutos o que conta é a experiência que se vive e as recordações que se guardam”, reforça Jorge Silva.
“Com um orçamento dedicado à passagem de ano que é ousado mas nada significativo se comparado com alguns municípios portugueses”, diz a responsável pela pasta do turismo do município. Ao todo serão 15 mil euros que a autarquia de Sesimbra gastará na organização das festividades.
Felícia Costa espera que “haja uma grande afluência populacional na noite de 31 de Dezembro em plena zona marginal da vila para aproveitar um programa gratuito”, onde os mergulhadores vão “promover um espectáculo sem igual”, também conhecido por “Réveillon Sub”.


E em terra...
400 pessoas começam 2012 nas profundezas do oceano 


Se no mar há a magia inovadora do fim do ano de Sesimbra, em terra a animação está garantida. A animação musical, que tem início às 22 horas no Largo da Marinha e no Largo de Bombaldes, vai ser entregue aos DJ’s Mark Soul e Black que, até às duas da manhã, estarão “encarregues de proporcionar bons momentos de convívio gratuito aos turistas”. Felícia Costa afirma ainda que “na actual conjuntura económica, já não é esperado que as pessoas gastem muito dinheiro como em outros anos”, mas admite que “o retorno financeiro pela organização da passagem em Sesimbra, pode estar garantido para a restauração e bares ”, que vão estar abertos pela madrugada dentro. Tal como é habitual, os estabelecimentos comerciais da vila associam-se à festa e vão manter-se abertos até de madrugada.

Sesimbra acordada madrugada dentro

Às doze baladas da meia-noite do dia 31 de Dezembro, o espectáculo piromusical, com cerca de dez minutos de duração, estará localizado na fortaleza do Castelo de Santiago ao som de Handel e John Miles, e é “aguardado com muita expectativa”. A aposta “desde há quatro anos” da Câmara Municipal de Sesimbra nas festividades da passagem de ano é realizada com a esperança de “ver na vila milhares de pessoas provenientes de vários locais do país para desfrutarem as imensas qualidades que a localidade tem para fornecer, desde a cultura gastronómica às belas paisagens”, conclui a vereadora do turismo de Sesimbra.

Paulo Jorge Oliveira 
[ + ]

Festas de Fim-de-ano: Almada

Almada animada na última noite do ano

É de festa a última noite de 2011, em Almada. E de muita música, a primeira madrugada do ano de 2012. Com o Tejo em pano de fundo e com Lisboa do outro lado – sem festa no Terreiro do Paço – Almada, em conjunto com DJ´s da rádio pública de Portugal, prometem um começo de 2012 muito animado. E não faltam transportes públicos para levar e trazer pessoas. Para um final de ano mais religioso, o Santuário do Cristo-Rei também estará aberto durante a última noite do ano.
Não faltará fogo de artificio junto ao Tejo, em Almada 


A Fragata D. Fernando II e Glória e o rio Tejo são o cenário da festa de passagem de ano que a Câmara de Almada oferece a todos os que se queiram deslocar até Cacilhas. 
A partir das 22h um colectivo de dj’s da Antena 3 preenche a atmosfera nocturna com os sons R&B e Hip Hop, de Mónica Mendes, e o ritmo House de Rui Estevão.
Às 00h acontece a “Noite de Estrelas”, um espectáculo piromusical que se prolonga durante 12 minutos, sobre o estuário do rio Tejo. A noite prossegue com os Dj’s da Antena 3, que garantem música para todos até à 01h30 da madrugada. 
A organização é da Câmara Municipal de Almada e conta com o apoio da Antena 3.

Transportes públicos são melhor opção 

Nesta noite o melhor é deixar de lado o carro e usar os transportes públicos. O Metro Sul do Tejo, os Transportes Sul do Tejo e a Transtejo vão ajustar os seus horários para dar resposta às necessidades sentidas nesta noite tão especial. 
Os Transportes Sul do Tejo vão suspender todas as carreiras no dia 31 de Dezembro, a partir das 23 horas, mas asseguram quatro carreiras especiais para apoio nas deslocações para o espectáculo de fim de ano. 
Também a Transtejo fará desdobramento da carreira que sai de Cacilhas, após a realização do fogo-de-artifício, caso seja necessário.

Cristo-Rei oferece passagem de ano diferente
Cristo-Rei receberá passagem de ano religiosa 

E para quem quer passar a última noite do ano em paz e entrar em 2012 em harmonia, Almada também é o sitio certo para isso. O Santuário de Cristo-Rei, em Almada, diocese de Setúbal, promove pelo segundo ano consecutivo uma celebração para a passagem de ano, este sábado.
O padre Sezinando Alberto, reitor do Santuário, explicou que no ano passado este evento contou com mais de 200 pessoas e que a nova edição conta já com mais de 100 inscrições.
“O Santuário quer cada vez mais ter esta dimensão espiritual, não apenas paisagística, turística, e daí que crie uma oportunidade para muitas pessoas de passar o ano num ambiente cristão, de oração, mas também com aspecto lúdico”, indica o sacerdote.
A passagem de ano no Cristo-Rei inclui uma missa de acção de graças pelo ano que termina, a exposição do Santíssimo Sacramento até perto da meia-noite, altura em que os participantes sobem ao miradouro para ver o fogo-de-artifício de Almada e de Lisboa (Parque das Nações). No final, os responsáveis oferecem “bolo-rei, champanhe e chá”. As inscrições ainda estão abertas através do endereço electrónico secretaria@cristorei.pt ou pelo telefone 212751000.

Paulo Jorge Oliveira 
[ + ]

Festas de Fim-de-ano: Setúbal e Tróia

Setúbal e Tróia mais perto na noite de final de ano
Setúbal e Tróia juntam-se num programa de 36 horas de animação contínua, com música, teatro, exposições e fogo-de-artifício, que assinala a entrada no ano de 2012. Em Setúbal tocam os “Hands on Approach” e do outro lado do rio há Herman José, no Casino de Tróia. Em ambos os lados do rio há muito fogo-de-artifício à meia noite em ponto.

Casino de Tróia começa o ano a rir com as "piadas" de Herman José 

O “Programa Azul” de passagem de ano, organizado pela Câmara de Setúbal, Troiaresort e Turismo Lisboa e Vale do Tejo, em parceria com a Câmara de Grândola e Costa Alentejana, tem como tema “Venha passar um fim de ano azul numa das mais belas baías do mundo”.
A programação aposta, sobretudo, em iniciativas de entrada livre, que se desenvolvem desde as 9 horas de amanhã (31 de Dezembro) até às 21 horas de 1 de Janeiro, em ambas as margens do rio Sado.
Na apresentação da iniciativa, realizada a bordo de um dos catamarãs da Atlantic Ferries, entidade que juntamente com a Águas do Sado patrocina o evento de Ano Novo, a presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira, enalteceu a sinergia de esforços, em tempos difíceis, na realização conjunta do programa.
“Queremos colocar esta grande festa, que decorre nos dois lados do rio Sado, na agenda do País”, expressou a autarca setubalense, vincando que o evento “marca o início de uma série de iniciativas conjuntas que podem ser alargadas a outros períodos do ano”.
O programa de fim de ano, que “aproveita as excelentes condições naturais da região” e conta, em Setúbal, com “animação pela noite dentro”, regista a adesão dos restaurantes da frente ribeirinha e de perto de 30 bares da cidade.

Muitas actividades em Setúbal e Tróia
Hands on Approach abrem ano musical em Setúbal 


Num recinto instalado na Doca dos Pescadores, com entrada gratuita, atuam a banda setubalense “Hands on Approach” e vários DJ. Um espectáculo de fogo-de-artifício sobre o plano de água do Sado, à meia-noite, dá as boas-vindas a 2012.
O programa de actividades a desenvolver em Setúbal integra ainda a “Feira de Natal”, instalada até 8 de Janeiro no Largo José Afonso, certame que conta com uma pista de gelo, carrosséis, farturas e pipocas, entre outras diversões.
No outro lado do rio, no Troiaresort, as actividades, ao longo dos dois dias, incluem animação de rua, um atelier de moda dos Story Tailors, com os estilistas João Branco e Luís Sanchez, uma exposição de fotografia e espectáculos musicais variados.
As actividades de passagem de ano integram ainda um jantar de gala e um espectáculo com o humorista Herman José, no Centro de Espectáculos do Casino de Tróia, evento com entrada paga. Nuno Markl também marca presença nas actividades do programa de fim de ano com a Voz da Meia-Noite e a Hora do Conto.
Para as actividades no Troiaresort, o “Programa Azul” disponibiliza transporte gratuito, para todos os pontos de animação, com saídas de regulares a cada dez minutos.
O presidente da Câmara de Grândola, Carlos Beato, elogiou a organização deste programa de passagem de ano, afirmando que este “é o começo de um processo de afirmação das capacidades da região e que promove um território único e de excelência”.
Já Pedro Bruno, da Sonae Turismo, salientou a organização deste “projecto inovador, que resulta de um conjunto de esforços de entidades da região”, vincando que esta iniciativa, a repetir futuramente, vai “marcar o calendário” do País neste tipo de festividades.
Mais informações sobre o programa de passagem de ano em www.fimdeanoazul.com ou através do telefone 935 848 985.

Paulo Jorge Oliveira 
[ + ]

Em Reportagem: Os meninos que salvaram as mães

Meninos coragem

Luís Miguel Menoito, de apenas 10 anos, é um pequeno herói no Barreiro. A mãe, Maria, de 51 anos, é epiléptica e quem a socorre, há três anos, é o pequeno Luís. Como presente só gostava de uma coisa: assistir um dia a um jogo de futebol no Estádio da Luz. O caso é, em tudo, semelhante ao menino que o INEM homenageou por ter telefonado para a linha de emergência e dado todas as pistas aos médicos. Num e noutro caso, salvaram as mães com uma calma “impressionante”.

Luís Menoito com Bombeiros Sul e Sudoeste e sua mãe 

Este menino que (ainda) não tem no seu imaginário infantil qualquer personagem com super-poderes mas faz aquilo que um super-herói faz de verdade: salvar pessoas. Esta é a história – bonita – de Luís.
A última crise convulsiva de Maria Menoito aconteceu há um mês e quem a salvou foi o filho. Apesar da tenra idade, nunca perdeu a calma, chamou o 112 e deu todas as informações ao INEM sobre o estado da mãe. Quando os bombeiros chegaram à rua de Maria e Luís, tinham uma criança de calções e camisola, ao frio, à espera da ambulância, a acenar aos bombeiros, com uma calma que surpreendeu tudo e todos.
O Luís informou-nos logo do que tinha a mãe. E fê-lo com uma calma que nunca tínhamos visto. Assim que chegámos a casa, encontrámos a mãe no chão. O Luís chamou os vizinhos, ligou para o 112 e ainda nos deu toda a documentação”, recorda Jorge Costa, membro dos Bombeiros Voluntários Sul e Sueste, no Barreiro, o motorista que conduziu a família ao hospital naquela noite fria.
A história impressionou, inspirou e comoveu a corporação. Luís vive apenas com a progenitora e lida com a doença desde pequeno. Quando Maria passa a noite no hospital, a criança fica a cargo de uma instituição no Barreiro. “Às vezes é ele quem me alerta para tomar a medicação”, diz a mãe, orgulhosa do homem da casa. Naquela noite, os bombeiros de serviço leram uma carta que lhes tocou, escrita por Maria, onde constavam algumas necessidades da família Menoito.

Paixão? O Benfica...

A onda de solidariedade arranjou roupa e alimentos para os dois e permitiu à corporação conhecer melhor o pequeno Luís. Aluno na 3.ª classe, adora brincar, como qualquer criança. Gosta do Lego e do Homem-Aranha, mas a maior paixão do Luís... é o Benfica!
É assim desde pequeno. Chega a dormir com o equipamento completo do Benfica. Ainda o tentaram mudar para o Sporting, mas nada feito...”, diz a mãe.
O quarto de Luís Menoito está forrado com tudo o que é Benfica - tem fotos de jogadores, cromos e bonecos. “Tenho quatro camisolas, três calções e um par de meias”, afirmo, orgulhoso à reportagem do jornal “A Bola”.
O jogador preferido é Carlos Martins, emprestado ao Granada. “Também gosto do Ronaldo, do Figo, do Fábio Coentrão e do Aimar”, diz o pequeno. Luís adora todos os jogadores do clube da Luz, mas não é assim tão fã do treinador Jorge Jesus: “É chato. Está sempre aos gritos!”.
Luís Menoito pediu um presente ao Pai Natal. É só o que lhe falta: ir ao Estádio da Luz ver um jogo do Benfica pela primeira vez. Quem sabe se 2012 não será o ano em que (alguém) o vai ajudar a concretizar este sonho...
Luís merece e, não custava nada a um clube como o Benfica abrir portas e deixar o pequeno herói do Barreiro ir a um jogo de futebol.


Outro menino chamado Luís...
INEM elege Luís Rodrigues como "Cidadão Exemplar" 


Ainda este mês, Um menino de 12 anos recebeu a medalha de "Cidadão Exemplar", atribuída pelo INEM, por ter efectuado um telefonema que salvou a vida da mãe diabética depois de esta perder a consciência durante o sono devido a uma crise de hipoglicémia - uma baixa dos níveis de  açúcar no sangue.
O episódio aconteceu no passado dia 8 de Maio, por volta das 00.40h, quando a criança "contactou o INEM através do 112, ao aperceber-se de que a sua mãe estava inconsciente", pode ler-se no site do Instituto Nacional de Emergência Médica.
De forma rápida, o pequeno Luís Rodrigues descreveu ao operador "a situação em que se encontrava e forneceu todas as informações que foram pedidas" com muita calma, o que, segundo a entidade, "é mais uma prova de que qualquer cidadão pode transmitir correctamente os sinais e sintomas de uma vítima, contribuindo para salvar uma vida".
Foi exactamente o que fez Luís com a sua "exemplar colaboração", que lhe valeu uma distinção muito especial numa cerimónia realizada na sede do INEM, em Lisboa. Esta é a primeira vez que o INEM organiza a iniciativa "Cidadão Exemplar", cujo propósito é divulgar bons exemplos de actuação por parte dos cidadãos no que diz respeito às emergências médicas.
Para o Instituto é indispensável que todos ganhem consciência de que desempenham "um dos mais importantes na chamada cadeia de sobrevivência, ou seja, na sequência de várias etapas até que uma vítima de acidente ou doença súbita receba a assistência necessária" e é para essa importância que se pretende alertar.
Sem dúvida, duas notícias positivas que marcam o ano de 2011. A esperança existe... além da austeridade.

Agência de Notícias 
[ + ]

Notícias do Mundo: Do último a entrar em 2011... ao primeiro a festejar 2012

Samoa “corta” um dia no calendário. Passa de 29 para... 31 de Dezembro

Se hoje é dia 29 de Dezembro na ilha de Samoa e no resto do mundo, amanhã será dia 31 em Samoa, mas não no resto do mundo, uma decisão tomada e anunciada pelo primeiro-ministro Tuilaepa Malielegaoi, no passado mês de Abril. Para fazer negócios com a Nova Zelândia e Austrália, estamos a perder dois dias úteis por semana”, disse o primeiro-ministro aquando do anúncio. Samoa passa assim a ser o primeiro país do mundo a ver o nascer do sol, sendo um dos primeiros a dar entrada no ano de 2012, quando antes era conhecido por ser o último país do mundo a ver o por do sol.
Samoa vai ser o primeiro país a entrar no ano de 2012. Antes era o último


O actual fuso horário nas ilhas Samoa foi acordado em 1892. Na altura, a medida foi tomada para acertar o relógio com a Califórnia, na tentativa de favorecer as relações comerciais com os EUA.
Agora, ao suprimir um dia, as ilhas Samoa passarão a estar num fuso horário semelhante ao da Nova Zelândia e Austrália. Até agora, segundo o presidente samoano, o país estaria em desvantagem em relação à Austrália e Nova Zelândia: "Ao fazer negócios com os dois países perdíamos dois dias úteis por semana". “Enquanto é sexta-feira aqui, é sábado na Nova Zelândia e quando estamos na igreja ao domingo, já eles estão a fazer negócios em Sidney ou em Brisbane”, acrescentou Malielegaoi.
Samoa passa assim a ser o primeiro país do mundo a ver o nascer do sol, sendo um dos primeiros a dar entrada no ano de 2012, quando antes era conhecido por ser o último país do mundo a ver o por do sol.
As ilhas Samoa, que estão bastante perto da linha internacional de data, adiantam-se assim um dia e passam a estar três horas à frente Austrália e uma da Nova Zelândia.
A notícia foi dada pelo primeiro-ministro samoano, Tuilaepa Sailele Malielegaoi, e já está a gerar polémica, sobretudo entre os samoanos com negócios no ramo da hotelaria. Até agora, Samoa era o último país a ver o sol a pôr-se e passará, doravante, a ser o primeiro a ver a luz do dia. Esta mudança poderá implicar uma redução da actividade turística.
Ainda assim, alguns comerciantes samoanos olham com agrado para esta medida, salientando a sua importância para os negócios com os parceiros comerciais.
Na ilha de Samoa o dia 30 de Dezembro não vai existir. A ilha, situada entre o Havai e a Nova Zelândia, vai passar directamente de 29 para 31 deste mês. “Que fixe, este ano não faço 30 anos... fico no 29”, contava um habitante local num jornal de Samoa. Afinal, o homem fazia 30 anos a 30 de Dezembro. Suprimido o dia...   
O plano de cortar 24 horas completas foi delineado meticulosamente para não prejudicar os habitantes nem os visitantes, com algumas companhias bancárias a afirmarem que, mesmo não sendo obrigados por lei, vão pagar os juros sobre o dia em falta aos seus clientes.
'O fim do dia de amanhã' vai permitir a Samoa deixar de ser um dos últimos lugares do mundo onde o sol se põe para passar a ser um dos primeiros a dar entrada no ano de 2012.

Paulo Jorge Oliveira

[ + ]

Governo sem dinheiro para financiar todas as "novas oportunidades"

Escola Secundária da Moita sem Novas Oportunidades

Foram encerrados nove centros do programa Novas Oportunidades, que tinha sido implementado pelo executivo socialista de José Sócrates. O Ministério da Educação fez publicar em Diário da República esta quinta-feira os nomes dos centros a encerrar por "incumprimento das metas contratualizadas". O Centro Novas Oportunidades da Escola Secundária da Moita, é um desses nomes que fecham em definitivo. Contudo, sabe-se que muitos outros vão suspender a actividade a 31 de Dezembro por falta de garantias de continuidade, após terem sido lançadas muito recentemente as candidaturas que ainda aguardam resposta.

Centro Novas Oportunidades da Escola Sec. Moita foi extinto 

São nove os centros ligados ao Programa Novas Oportunidades que o Governo encerrou com a respectiva publicação, esta quinta-feira, em Diário da República.Mas o processo, concluído agora pela Agência Nacional para a Qualificação, implica o encerramento de vinte centros, 14 por "incumprimento das metas contratualizadas" e seis a pedido da entidade promotora, informa o ministério.
Para já são encerrados os centros Novas Oportunidades promovidos pelo Instituto Politécnico de Leiria, pela Escola Secundária de Montemor-o-Novo, pela Escola Secundária com 2. e 3. Ciclos Gil Vicente, em Lisboa, pela Escola Superior de Educação de Portalegre e pela Escola Secundária de Sacavém.
São igualmente extintos os centros Novas Oportunidades promovidos pela Escola Secundária de Madeira Torres, em Torres Vedras, pela Escola Básica dos 2. E 3. Ciclos de Leça do Balio, em Matosinhos, pelo Agrupamento de Escolas de Pampilhosa e pela Escola Secundária da Moita.
Em comunicado, o ministério separou estes encerramentos do que venha a acontecer após o processo de avaliação do programa Novas Oportunidades, que ainda decorre, esclarecendo que a Agência Nacional para a Qualificação concluiu agora "o processo de encerramento" iniciado durante o governo PS. 

E muitos mais podem fechar

O Ministério da Educação tinha divulgado que o programa estava sob avaliação e que, com base nos resultados obtidos, seria então "revista a dimensão da rede", por forma a evitar sobreposições e a privilegiar "os Centros Novas Oportunidades cuja qualidade de formação é mais elevada". "As alterações mais profundas ao programa Novas Oportunidades serão aplicadas a partir de Setembro de 2012", afirma agora a tutela. 
Os profissionais de educação e formação de adultos denunciaram o fim do prazo para este sábado do financiamento que suporta a intervenção dos Centros Novas Oportunidades, sem que tenham informação sobre a continuidade dos projectos pelo que as organizações e as equipas que neles trabalham se encontram numa "insuportável indefinição".
Para estes profissionais a situação agudizou-se ainda mais perante um concurso de financiamento aberto a menos de um mês e meio do fim do ano, não existindo até hoje qualquer informação sobre os prazos de análise das candidaturas e respectiva comunicação de resultados relacionados com a aprovação ou não pelo que “face à ausência de garantias de continuidade em 2012, uma parte significativa dos 436 centros suspenderão a actividade a partir do dia 31 de Dezembro até ser comunicado o resultado da candidatura efectuada".
Na quarta-feira, o Governo divulgou estar a analisar as candidaturas apresentadas ao financiamento intercalar que se prolonga até Agosto de 2012, sendo os resultados comunicados em Janeiro.

Paulo Jorge Oliveira

[ + ]

Onda de crime leva a mais agentes nas esquadras do distrito

PSP tem mais homens no terreno

A Polícia de Segurança Pública está preocupada com a subida do crime no distrito de Setúbal. Têm aumentado os números de assaltos, aumentado também a violência relacionada com os assaltos. José Bastos Leitão, comandante distrital, aponta o crescer da criminalidade para reforçar o policiamento. Setúbal, Seixal, Barreiro e Almada têm hoje mais cem agentes em vigilância. As populações agradecem.
 PSP reforçou agentes no distrito de Setúbal



O comandante distrital da PSP, José Bastos Leitão, já afirmou que, “no último ano, a península de Setúbal registou um aumento de criminalidade, o que gera mais preocupações ao nível da segurança pública”. Desta maneira os comandos distritais reforçaram a divisão de criminalidade em mais cem agentes.
O comando de Almada recebeu 16 agentes, enquanto Barreiro e Setúbal foram reforçados com sete e 31 agentes, respectivamente. O Seixal, por seu lado, viu o contingente reforçado com 38 polícias já que “perdeu mais oficiais ao longo do ano para aposentações ou movimentação para outros comandos”, diz José Bastos Leitão. Só este ano, sabe o ADN, o comando do Seixal perdeu 17 agentes. O que, de acordo com o comandante distrital, fragilizou “a intervenção policial em alguns bairros sociais que lá existem”.
Com estas saídas e o aumento do crime por toda a região, foi necessário repor os níveis de policiamento que existia. “O aumento qualitativo do serviço da PSP no distrito já foi comprovado depois deste reforço nos vários comandos”, afirmou José Bastos Leitão ao site Setúbal da Rede.
O responsável máximo da PSP do distrito adianta ainda que o aumento de 30 agentes no reforço policial em relação ao ano passado é justificado tanto “pela reposição de valências operacionais da PSP, como pelo aumento na preocupação com a segurança pública no distrito”.
A distribuição do reforço policial pelos quatro comandos operacionais da PSP na península de Setúbal foi baseada “numa fórmula matemática que atende a vários factores sociais”, de acordo com o comandante.
Assim, diz José Bastos Leitão, “os níveis de criminalidade, a área urbana de cada comando, a população, a criminalidade geral, grave e violenta, as esquadras existentes e o tipo de zonas urbanas mais problemáticas, como os bairros sociais” estão na génese principal que levaram à distribuição do reforço policial nestes quatro comandos que além dos concelhos em questão [Setúbal, Almada, Seixal e Barreiro], asseguram ainda zonas como a Moita e o Montijo. A GNR ocupa-se, no essencial, nas zonas mais rurais dos referidos concelhos e ainda dos concelhos de Palmela e Alcochete.

Agência de Notícias 
[ + ]

Em Reportagem: Soflusa corta 48 ligações Barreiro/Lisboa

Barcos do Barreiro passam para metade ao fim-de-semana

A Soflusa confirmou o corte de ligações fluviais entre Lisboa e Barreiro para reduzir custos e ajustar a oferta à procura. A informação sobre o corte surge depois de ter sido noticiada a divulgação de um documento, alegadamente por parte da empresa, à Comissão de Trabalhadores para informar sobre o objectivo da eliminação de 48 ligações. A empresa desmentiu ter distribuído qualquer documento e explicou que não haverá alterações antes de 1 de Fevereiro e que elas serão comunicadas atempadamente. Sobre o impacto das mudanças, a empresa rejeitou despedimentos e eliminação de postos de trabalho. Os trabalhadores desconfiam.

Medida entra em funcionamento em Fevereiro de 2012


A Soflusa anunciou ontem que vai cortar ligações fluviais entre Lisboa e Barreiro para reduzir custos e ajustar a oferta à procura, enquanto a comissão de trabalhadores adianta que o número de carreiras a eliminar chega às 48.
Em nota enviada às redacções, a empresa diz que “vai ser feito um ajuste da oferta à procura” na ligação Lisboa/Barreiro, “no seguimento da sua política de redução de custos, como tem sido prática do grupo Transtejo noutras ligações ao longo do tempo”. O anúncio da empresa surge na sequência de notícias sobre um documento alegadamente distribuído pela empresa à comissão de trabalhadores, no qual estará expressa a intenção de eliminar 48 carreiras fluviais.
Garantindo não ter facultado aos trabalhadores nenhum documento com este objectivo, a empresa escusa-se a referir as mudanças que pretende impor, mas avançou que “todas as alterações que vierem a efectuar-se neste sentido nunca entrarão em vigor antes de 1 de Fevereiro de 2012 e serão, como habitualmente, comunicadas aos passageiros atempadamente”. Além disso, acrescenta a empresa, “esta adaptação de horários não implica qualquer despedimento ou diminuição de postos de trabalho, dado que não haverá alteração de escalas”.

Barcos passam a ser de hora a hora aos fins-de-semana

Por parte dos representantes da comissão de trabalhadores da Soflusa, ainda não são conhecidas muitas reacções à medida da empresa. Escusando-se a revelar a fonte do documento, o membro da comissão de trabalhadores, José Camões, adiantou que, de acordo com o mapa recebido, serão cortadas metade das ligações feitas ao fim de semana além de duas viagens de manhã e quatro à noite nos dias úteis.
“No sábado e no domingo, são [suprimidas] cerca de 50 por cento das carreiras, [ou seja], à volta de 30”, avançou José Camões, acrescentando que no total, serão eliminadas 48 ligações fluviais.
Uma intenção que “visa cortar custo”, mas que, de acordo com o membro da comissão de trabalhadores, vai prejudicar os utentes e “irá criar problemas na empresa”. Apesar de admitir que “durante a semana, as pessoas quase não se vão aperceber dos navios que vão faltar”. José Camões considera que “ao fim de semana vai ser um descalabro”, com as ligações a deixarem de ser feitas de meia em meia hora e passarem a partir de hora a hora.

Trabalhadores reúnem amanhã em plenário

Por outro lado, adiantou, José Camões que vai ser impossível cumprir a garantia de manter todos os trabalhadores da empresa. “Está na cara de toda a gente que quando há supressão de carreiras, passa a haver pessoal em excesso. Primeiro cortam carreiras e depois cortam pessoal”, disse, sublinhando que “isso é uma coisa que [os trabalhadores] não vão aceitar”.
Por isso, acrescentou, está já marcado para sexta-feira, entre as 17:00 e as 20:00, um plenário dos trabalhadores da Soflusa para decidir, “em conjunto, o que vão fazer”.

Agência de Notícias 
[ + ]

Em Reportagem

Saiba onde passar o ano de forma gratuita

A oferta de festas gratuitas de passagem de ano está a aumentar, até porque a crise e a austeridade limitam as opções de escolha dos portugueses, cortando nas despesas mas sem cortar na diversão. Por cá, Sesimbra, Setúbal e Almada prometem um inicio de ano em grande. Lisboa também entra na festa.

Doca dos Pescadores, em Setúbal, fecham 2011 em festa 

Um pouco por todo o país, autarquias, promotores e operadores turísticos promovem eventos e espectáculos gratuitos, num cenário que terá como ponto forte a meia-noite em ponto da última noite do ano. 31 de Dezembro.
Em Lisboa, o espectáculo pirotécnico “Fusão” marca a entrada no novo ano com dez minutos de fogo-de-artifício que, segundo a organização abraçará o Parque das Nações num momento de “emoção, cor e magia”.
Na Margem Sul, em Almada, as comemorações no Largo de Cacilhas (junto à Fragata D. Fernando II e Glória) iniciam-se às com os DJs da Antena 3, Mónica Mendes e Rui Estêvão.
Rumando, ainda mais a Sul, os Homem na Lua, projecto acústico de Sandro Maduro, que faz uma viagem a temas de diversos autores portugueses, entra em cena na Doca dos Pescadores, em Setúbal, às 22:30.
Em Sesimbra, a animação musical está a cargo dos DJ Marco Soul e Black, incluindo um espectáculo piromusical inspirado no sol e no mar de Sesimbra. O fogo-de-artifício é lançado da Fortaleza de Santiago, ao som de Händel e John Miles. 

A Norte...
Ribeira do Porto recebe 2012, a norte 

A Norte, a cidade do Porto assinala a passagem do ano a olhar o rio e o tradicional fogo-de-artifício oriundo de Gaia que une as duas margens num dos mais imponentes espectáculos de cor.
No distrito de Braga, a câmara de Cabeceiras de Basto, opta por um encontro dirigido aos “menos protegidos e mais sós”, oferecendo, a partir de das 22:30, no Mercado Municipal, animação, dança e gastronomia.
Mais a norte, no distrito de Viana do Castelo a festa faz-se em Caminha com Dj Lights e espectáculo de fogo-de-artifício, às 24:00, no Terreiro. Em Paredes de Coura, o centro cultural oferece um espectáculo do Dj Nuno Calado, banda de baile “São e Salvos” e Dj Humberto Felício (22:30). 

No Centro...
Na última noite do ano, Figueira da Foz, recebe milhares de pessoas 


Um dos pontos altos das festas na região centro é na Figueira da Foz, para onde são esperados milhares de pessoas. A festa tem início às 22:30 com a Banda VIRUS Music, numa tenda no Forte de Santa Catarina. Às 00:00 lugar ao espectáculo de fogo-de-artifício e piro musical, numa tentativa de bater o recorde da maior concentração de mini foguetes para o Guinness World Record.
Em Aveiro, a cidade oferece, às 23:00, no Rossio, espectáculo com o grupo "Gandas Malucos", fogo-de-artifício e animação com vários DJ’s.
A banda Hi-Fi e fogo-de-artifício são as propostas da cidade de Viseu (às 23:00 no Campo Viriato), mas no distrito os festejos acontecem também em S. Pedro do Sul e Vila Nova de Paiva.
Mais a sul, o Jardim da Liberdade e o Jardim da República de Santarém são os palcos da entrada no novo ano em Santarém. A passagem do ano é também presenteada com um espectáculo de fogo-de-artifício na antiga Escola Prática de Cavalaria.


No Algarve e Alentejo
Áurea começa o ano a cantar em Albufeira 


No Algarve, Áurea anima, a partir das 23:00 a festa na praia dos pescadores, em Albufeira, onde a meia-noite é assinalada com fogo de artifício, naquele que será um dos mais importantes ‘reveillóns’ do sul do país. Os festejos estendem-se também a Lagoa, onde será feita a festa na Avenida dos Descobrimentos.
Em pleno Alentejo, Marvão divide a passagem do ano entre o Grupo Desportivo Arenense, onde decorrerá um baile popular (22:00), e a Discoteca A Cave, em Santo António das Areias. E em Beja, a proposta inclui, às 22:30, o espectáculo com Orquestra Chave D’Ouro e Sonido Andaluz, na Praça da República. 

Nas Ilhas...

Um dos locais mais tradicionais das Passagens de Ano em Portugal é a cidade do Funchal. Depois da polémica quanto aos custos das iluminações, a Câmara apresenta um grande espectáculo pirotécnico, na Praça do mar, na 
Avenida Sá Carneiro, antecedido um espetáculo da Orquestra Ligeira da Madeira (entre as 21:00 e as 04:00). 
Já em Ponta Delgada, nos Açores,  a festa popular, nas Portas da Cidade, está a cargo dos “Omnis Abba Project”, “Banda Royal & Big Band” e Açor Talentos. 

Agência de Notícias 
[ + ]

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010