Dá um Gosto ao ADN

Moda Sado seleciona modelos na cidade de Setúbal

Castings de moda para acharem participantes na Moda Sado a 1 e 2 de Setembro 

A 1 e 2 de Setembro, na Casa da Cultura em Setúbal, há um casting para avaliar os candidatos  - dos 15 aos 25 anos -  para  desfilar na  Moda  Sado  que se realiza no principio de Outubro na capital do distrito. Os candidatos escolhidos pelo júri, presidido pela ex-modelo e empresária de moda, Ana Sobrinho, seguem depois para a fase de ensaios e formação. Alguns modelos, diz a organização, podem ser premiados com o agenciamento numa agência de moda, caso mostrem trabalho e evolução. A Moda Sado 2014, iniciativa da Câmara de Setúbal

Moda Sado realiza castings para modelos a 1 e 2 de Setembro 

Dois castings, nos dias 1 e 2 de Setembro, na Casa da Cultura, avaliam jovens dos 15 aos 25 anos candidatos a participar em mais uma iniciativa Moda Sado, com desfile final em Outubro.
Durante duas tardes, das 14 às 17 horas, são selecionados os candidatos a modelos que seguem para uma fase de ensaios, com formação na área, ao longo de quatro sessões.
A empresária de moda e ex-miss Portugal Ana Sobrinho preside ao júri que avalia os jovens que, nalguns casos, podem ser premiados com o agenciamento numa agência de moda.
A Moda Sado 2014, iniciativa da Câmara Municipal de Setúbal, de participação gratuita, tem o desfile final a 4 de Outubro na Praça de Bocage, em frente dos Paços do Concelho.

Agência de Notícias
[ + ]

Barreiro contra privatização da Transtejo/Soflusa

“Uma má solução tratar de privatização sem que as autarquias sejam envolvidas" 

A Câmara do Barreiro, na sua última reunião pública, aprovou uma moção sobre a intenção de privatização, ou de concessão da Transtejo/Soflusa considerando ser “um processo que levanta as maiores apreensões quanto ao direito das populações e dos utentes à mobilidade e ao acesso ao transporte público de qualidade”. De acordo com o presidente da autarquia, Carlos Humberto, "a decisão de entregar ao setor privado a gestão e exploração de setores estratégicos põe em causa um setor público forte e dinâmico, ao serviço das populações”. Segundo a autarquia, “os processos que culminam na gestão privada de transportes resulta num aumento direto e indireto de custos para as populações” e por isso considera que a gestão da operação de transportes se “deve manter no universo do setor empresarial do Estado correspondendo às necessidades das populações”.


Câmara do Barreiro contra a privatização da travessia do Tejo 

A autarquia considera que este “não é o caminho a seguir” e afirma que esta decisão pode “afetar a qualidade e a frequência do transporte público”. Carlos Humberto acrescenta que é “uma má solução tratar de privatização sem que as autarquias sejam envolvidas e auscultadas enquanto representantes das populações”.
Na moção aprovada em reunião do executivo, a autarquia refere que a decisão de entregar ao setor privado a gestão e exploração de setores estratégicos "põe em causa um sector público forte e dinâmico, ao serviço das populações". A propriedade de sectores básicos e estratégicos, diz a moção, "é um instrumento essencial para garantir o desenvolvimento integrado, a coesão e o ordenamento do território. Os transportes e vias de comunicação assim como a energia, a água, a saúde, a educação, o saneamento e o tratamento de resíduos sólidos, são sectores chave e estratégicos da economia nacional".
No sector dos transportes é conhecida a intenção do governo em privatizar ou concessionar os operadores públicos de transportes das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, "com argumentos de promoção da eficiência na prestação do serviço público de transporte de passageiros, ou de redução dos encargos e assegurar o cumprimento das obrigações deste serviço de acordo com elevados padrões de qualidade e segurança", refere o documento aprovado.
"Na área metropolitana de Lisboa, os indicadores de gestão dos operadores de transporte estão enquadrados em elevados padrões de qualidade na gestão financeira e operacional, em muitos casos acima de valores referência europeus", garante a autarquia.
A operação de transporte fluvial entre margens do Tejo é um destes exemplos. De acordo com o município do Barreiro, a ligação entre as duas margens do Tejo "presta um serviço público de grande importância e relevo económico, quer pelo papel que desempenha nas deslocações casa - trabalho, escola - trabalho, quer pelo papel importante na diminuição do consumo de combustíveis fósseis, na dependência energética do país e no cumprimento de indicadores ambientais com que o país se comprometeu".

Barcos transportam 74 mil pessoas por dia 
De acordo com dados do Relatório de Caraterização e Diagnóstico do Plano de Mobilidade e Transportes Intermunicipal (PMTI) o Estuário do Tejo representa cerca de 11 por cento do “território” da Área Metropolitana de Lisboa, com cerca de 330 km2, o sistema fluvial do grupo Transtejo/Soflusa, no conjunto das suas ligações, movimenta diariamente cerca de 74 mil passageiros (4º maior do mundo, acima do Star Ferry de Hong-Kong e muito próximo do volume da ligação Manhathan/Staten Island, em Nova Iorque, com um volume médio de 75 mil passageiros/dia com a particularidade de ser gratuita), representando um tráfego superior ao do serviço ferroviário metropolitano de atravessamento do estuário realçando que a ligação fluvial Barreiro-Lisboa representa hoje mais de 50 por cento do volume total do sistema fluvial, com cerca de 41 mil passageiros/dia, e é o interface de transportes mais movimentado do Distrito de Setúbal.
Historicamente tem-se verificado que os processos que culminam na gestão privada de transportes resulta, explica a autarquia, "num aumento direto e indireto de custos para as populações, seja pelo aumento dos preços dos títulos de transporte, quer seja pelo aumento de encargos do estado em processos indemnizatórios".
Um outro resultado histórico é "a quase inevitabilidade na redução do serviço, diminuindo os serviços prestados, tipicamente aqueles em que, analisados de forma isolada, os custos não são cobertos pela receita, tantas vezes por oposição ao aumento dos custos para os utentes", diz o documento.
Pelos dados expostos, a intenção de privatização ou de concessão da Transtejo/Soflusa "é um processo que levanta as maiores apreensões quanto ao direito das populações e dos utentes à mobilidade e ao acesso ao transporte público de qualidade", revela a autarquia.
A Câmara do Barreiro quer que "as autarquias sejam envolvidas e auscultadas enquanto representantes das suas populações, em todo o processo que está em curso e que, pelo que conhecemos, tenderá a um modelo de gestão privada". A autarquia defende ainda que a gestão da operação de transportes "se deve manter no universo do setor empresarial do estado, procurando dessa forma corresponder às necessidades das populações, seja em matéria de oferta, seja em matéria de preço dos títulos de transporte".

Agência de Notícias





[ + ]

Assunção Cristas visitou floriculturas no Montijo

Ministra da Agricultura e Pescas esteve na "capital da flor" 

A convite da Associação Portuguesa de Produtores de Flores Naturais, Assunção Cristas, ministra da Agricultura e do Mar, acompanhado do presidente da Câmara do Montijo, Nuno Canta,  visitou duas floriculturas do Montijo, para conhecer este sector económico que é uma das principais atividades empresariais do concelho. A ministra mostrou-se bastante interessada por este sector de atividade e incentivou o associativismo dos produtores como forma de facilitar o acesso a apoios financeiros. Recorde-se que, a região do Montijo é a maior produtora de gerberas da Península Ibérica e responsável por 60 por cento da produção nacional de flores em estufa, tem mais de 30 empresas a trabalhar neste ramo que empregam cerca de um milhar de pessoas. 

Assunção Cristas visitou estufas no Montijo 
A convite da Associação Portuguesa de Produtores de Flores Naturais (AFFPN), a ministra visitou as empresas Florineve e Florisul para conhecer este sector económico que é uma das principais atividades empresariais do concelho do Montijo.
“Quisemos mostrar a força que o sector tem e pode vir a ter na economia regional e nacional, inclusive ao nível da exportação. Em dois anos reduzimos as importações de flores em 20 por cento e aumentámos as exportações em 10 por cento”, realça Victor Araújo, vice-presidente da AFFPN e proprietário da Florineve.
Durante cerca de duas horas, a ministra Assunção Cristas e o presidente da Câmara Nuno Canta constataram o dinamismo do sector, a forma de produção, a sua capacidade de inovação e, também, alguns dos condicionalismos que afetam o crescimento da atividade.
Tal como explica Victor Araújo, é necessário uma “clarificação da legislação, uma orientação a nível nacional que possibilite a resolução da questão do licenciamento de estufas que diverge de município para município”.
A este propósito, o presidente Nuno Canta salientou a alteração ao Plano Diretor Municipal do Montijo que está a ser promovida pela câmara , está já previsto “aumentar a taxa de ocupação do solo permitida para as estufas”, assegurando que “havendo leis devidamente claras, a autarquia continuará empenhada em ser um parceiro ativo dos floricultores do concelho na resolução dos seus problemas”.

Montijo tem mais de 30 empresas neste ramo
Ministra da Agricultura quer união dos produtores de flores 
Para além da questão dos licenciamentos, os produtores de flores informaram a ministra da Agricultura e do Mar das dificuldades relacionadas com os custos de produção: “durante o Inverno ainda não conseguimos ser competitivos devido aos custos do gás natural e da eletricidade”, afirmou o vice-presidente da APPFN.
A ministra mostrou-se bastante interessada por este sector de atividade e incentivou "o associativismo dos produtores como forma de facilitar o acesso a apoios financeiros", realçou Assunção Cristas.
Recorde-se que, a região do Montijo é a maior produtora de gerberas da Península Ibérica e responsável por 60 por cento da produção nacional de flores em estufa. A região tem mais de 30 empresas dedicadas à produção e comércio de flores e gera mais de mil postos de trabalho diretos. O Montijo, pelas muitas industrias do ramo que se instalaram no concelho, denomina-se "Capital da Flor".

Agência de Notícias

[ + ]

Ação limpa acessos a praias de Setúbal no sábado

Voluntários limpam Comenda, Galapinhos e praia dos Coelhos 

Uma ação de limpeza nos acessos a algumas praias de Setúbal, na zona do Parque Natural da Arrábida, decorre no dia 30 de Agosto, de manhã, com recurso a voluntariado, informou a Câmara de Setúbal em comunicado.


Voluntários vão limpar praias da Arrábida este sábado 

A ação, a realizar em particular nas zonas do Parque de Merendas da Comenda e das praias de Galapinhos e dos Coelhos, é organizada numa parceria entre o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, o Ginásio Proaventuras e o Geocaching Setúbal, com apoio da Câmara de Setúbal, que cede sacos para a recolha de resíduos e procede à remoção dos lixos.
Esta iniciativa foi desencadeada na sequência da realização de um conjunto de iniciativas na zona da serra, como corrida e geocaching, um desafio com caixas escondidas que os envolvidos têm de encontrar, atividades que acabam por gerar algum lixo e que, por outro lado, permitem detetar zonas onde ele se encontra.
Os interessados em voluntariar-se nesta ação, que constitui também um momento de convívio, devem comparecer no dia da atividade, às nove da manhã, no Parque de Merendas da Comenda, de onde, meia hora depois, partem para os locais a limpar, em boleias combinadas.

Agência de Notícias

[ + ]

Madalena Alves Pereira quer liderar PS Setúbal

Atual líder do PS Setúbal quer no distrito "um partido associado ao combate de causas” 

Madalena Alves Pereira, apresentou esta semana a sua Moção de Orientação Politica Por Setúbal, Juntos e Mais Fortes, na sede da Federação do Partido Socialista, em Setúbal. A atual Presidente da Federação do PS de Setúbal esteve acompanhada pelo seu mandatário Acácio Lopes e por Maria Amélia Antunes, onde mencionou na sua recandidatura que “embora esteja consciente que o cargo de presidente desta Federação Distrital é um cargo nominal, candidato-me liderando uma equipa de militantes que se disponibiliza para a causa pública”, referiu a advogada do Barreiro. As eleições decorrem a 5 de Setembro e o 16º. congresso distrital do partido Socialista realiza-se em Sines no próximo dia 20 de Setembro. 

Madalena Alves Pereira vai a eleições no PS Setúbal  a 5 de Setembro

Acácio Lopes, atual coordenador da secção do PS de Setúbal, disse que “o futuro tem que ser constituído [pela] igualdade, fraternidade, muito trabalho e dedicação à causa pública, [para que] possam ter como principal objectivo o sentimento de que as pessoas estão primeiro”.
Maria Amélia Antunes, ex-presidente da Câmara do Montijo, reforçou, na breve intervenção, "a continuada necessidade da defesa dos valores e princípios em todos os momentos da vida pública".
Da Moção de Orientação Estratégica, o destaque de Madalena Alves Pereira vai para a afirmação do “PS no distrito como um partido associado ao combate de causas”, referindo-se às causas do emprego, da coesão social, da igualdade de género, do combate à corrupção, ou do crescimento e desenvolvimento económico, do ambiente, da economia social.
O destaque foi ainda par a “criação da iniciativa Parlamento Aberto e Parlamento no Distrito, iniciativas que visam promover uma maior proximidade entre os deputados eleitos e os seus eleitores”.
Madalena Alves Pereira terminou com a defesa uma ação política que quer projetar o seu futuro, fazendo um apelo ao voto na Lista A , nas eleições que ocorrem no próximo dia 5 de Setembro, que elegerá o próximo presidente da Federação e os delegados ao XVI congresso distrital do partido Socialista, que se realizará em Sines no próximo dia 20 de Setembro.

Agência de Notícias

[ + ]

Moinho da Mourisca, em Setúbal, em festa de 29 a 31

Três dias para viver as tradições e a gastronomia do Moinho de Maré da Mourisca 

Gastronomia, música, bailes, concursos, artesanato, jogos e danças tradicionais são atrativos da 15.ª Festa do Moinho de Maré da Mourisca, certame a realizar entre os dias 29 e 31 de Agosto. O evento está integrado na paisagem do Estuário do Sado, na zona do Faralhão, em Setúbal. A gastronomia do Estuário do Sado é um dos principais destaques nas diversas tasquinhas instaladas no recinto, na Herdade da Mourisca, também com stands dedicados aos produtos artesanais e espaços para as instituições e coletividades daquela área do território setubalense.


Festas do Moinho de Maré da Mourisca chegam a 29 de Agosto 
A qualidade dos produtos da região também está em evidência nos já habituais concursos de gastronomia, de doçaria e de licores que se realizam ao longo dos três dias do certame organizado pela Comissão de Festas do Moinho de Maré da Mourisca e juntas de freguesia do Sado e de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra.
As festividades, dinamizadas com o apoio da Câmara de Setúbal, arrancam no dia 29, às 19 horas, enquanto a inauguração oficial decorre às 21 horas, momento assinalado com um apontamento musical pela fanfarra dos Escuteiros do Agrupamento 64 de São José.
O primeiro dia de festa inclui, às 20 horas, a inauguração da exposição “Brinquedos e Modelos em Madeira”, de Jorge Português, no Moinho de Maré, enquanto às 21h30 há danças de salão pela União Desportiva e Recreativa das Pontes. A animação continua às 22h00, com a música de Luís Portela e, às 23 horas, com Ricardo Laginha.
O programa de dia 30 começa com um torneio de malha corrida, às 16 horas, a que se segue, já à noite, uma exibição de sevilhanas. Depois, há música com Carina Martins, às 21 horas e, uma hora depois, um espetáculo com o grupo musical Banza. A fechar a noite, a partir das 21h30, há baile com André Patrão.
No último dia do certame, a 31, há um passeio de BTT, com partida do Moinho de Maré da Mourisca, e um passeio pedestre, com início na sede da Junta de Freguesia do Sado, ambos às nove da manhã. No período da manhã, às 11 horas, realiza-se ainda uma missa campal.
À tarde, há um torneio de chinquilho, às 15 horas, uma sessão de zumba fitness, às 18 horas e, uma hora depois, um minifestival de folclore com o Grupo de Danças e Cantares Regionais do Faralhão e os ranchos folclóricos do Bairro da Fraternidade de São João da Talha e Etnográfico “Os Águias do Alto Estanqueiro”.
A música continua às 20h45, com o duo Flávia e Rafael, enquanto o encerramento oficial das festividades, com a entrega de prémios dos concursos de gastronomia, doçaria e licores, decorre a partir das 21h30. Até ao fim da festa há animação musical com Cantares do Sado, às 22 horas, e o grupo musical Duplo R, às 23 horas.

Agência de Notícias
[ + ]

"Praça" do Montijo com instalações provisórias

Câmara muda comerciantes do Mercado para os Armazéns dos Salgados 

O Mercado Municipal do Montijo estará a funcionar com instalações provisórias, entre 29 de Agosto de 2014 e 30 de Abril de 2015, no espaço conhecido como Armazéns dos Salgados (Rua António Semedo), em frente ao parque de estacionamento alternativo. Esta mudança provisória das instalações pretende, disse a Câmara do Montijo, "garantir uma maior segurança e comodidade a todos os utilizadores, concessionários e funcionários do Mercado, minimizando o transtorno provocado pelos trabalhos de execução da obra em simultâneo com o funcionamento do Mercado Municipal".  O novo mercado deverá reabrir portas em Maio de 2015.   


Obras de requalificação obrigam a mudança do Mercado

No âmbito da execução da empreitada de revitalização do Mercado Municipal do Montijo, entre 29 de Agosto de 2014 e 30 de Abril de 2015, o Mercado irá funcionar provisoriamente no espaço conhecido como Armazéns dos Salgados (Rua António Semedo), em frente ao parque de estacionamento alternativo.
Esta mudança provisória das instalações, diz a autarquia em comunicado, "pretende garantir uma maior segurança e comodidade a todos os utilizadores, concessionários e funcionários do Mercado, minimizando o transtorno provocado pelos trabalhos de execução da obra em simultâneo com o funcionamento do Mercado Municipal".
“As instalações provisórias onde funcionará o Mercado Municipal terão as condições mínimas indispensáveis para garantir a qualidade e a higiene exigidas na venda dos produtos alimentares”, garante a autarquia.
A Câmara Municipal do Montijo adianta ainda que lamenta “a todos os munícipes por eventuais incómodos causados com esta deslocalização, mas toda a compreensão e esforço se justificam em nome da criação de condições para a cidade do Montijo ter, em pleno Século XXI, um Mercado Municipal de excelência”.
A obra do atual mercado foi adjudicada em Maio de 2012 mas só agora a obra irá avançar no terreno depois da empresa que ganhou o concurso ter entrado em dificuldades financeiras. A obra no valor de 643 mil euros (mais IVA) deverá estar finalizada em Maio de 2015.
De acordo com Nuno Canta, presidente da autarquia, a acção de requalificação do espaço insere-se num objectivo de “reforço da centralidade do Montijo”.
O actual mercado municipal do Montijo foi inaugurado em 1957. É célebre pela sua Torre do relógio. O projecto foi da autoria do arquitecto Paulo Cunha e do engenheiro Santos Silva.
[ + ]

Judoca de Almada a 32 segundos do título mundial

Telma Monteiro é vicecampeã mundial de Judo 

Aos 27 anos, a judoca de Almada, Telma Monteiro, passou mais perto do que nunca da coroa mundial que continua a faltar-lhe num currículo recheadíssimo. A derrota na final da categoria -57 kgs, no ponto de ouro, perante a japonesa Nae Udaka, encerrou a sua participação no Mundial que se realiza em Cheliabinsk, na Rússia, com a medalha de prata e um título de vicecampeã mundial que ostenta pela quarta vez, depois das medalhas de prata nos Mundiais de 2007, 2009 e 2010. Depois de cinco vitórias consecutivas, na decisão, realizada na Sport Arena Traktor, Telma Monteiro esteve a 32 segundos do título mundial, num combate que controlou até esse momento. Perdeu a conquista do  mundial por ter tocado nas pernas da adversária. 

Telma Monteiro esteve quase a tornar-se campeã do mundo 

A portuguesa Telma Monteiro conquistou pela quarta vez uma medalha de prata nos Mundiais de judo, ao perder a final da categoria -57 kg frente à japonesa Nae Udaka. A judoca de Almada já tinha sido vice-campeã em 2007, 2009 e 2010, continuando, assim, sem conseguir chegar ao ouro.
Desta vez, em Cheliabinsk (Rússia), voltou a não conseguir quebrar a malapata. Depois de ter vencido quatro combates, eliminando a cazaque Sevara Nishanbayeva, a norte-americana Marti Malloy (que a tinha derrotado nos Jogos Olímpicos de 2012), a suíça Fabienne Kocher e a mongol Sumiya Dorjsuren, Telma caiu na final, perante uma japonesa.
Após um empate no tempo regulamentar, a portuguesa perdeu frente à japonesa Udaka no "ponto de ouro", um prolongamento da final que é vencido por quem conquistar primeiro um tipo de vantagem.
Quatro vezes campeã europeia a melhor judoca portuguesa de todos os tempos esteve a apenas 32 segundos da consagração que continua a fugir-lhe, numa carreira que já leva quase 14 anos. Depois de cinco vitórias consecutivas, na decisão, realizada na Sport Arena Traktor, Telma Monteiro esteve a 32 segundos do título, num combate que controlou até esse momento e viu a sua adversária sofrer um "shido", por posição demasiado defensiva, quando ainda faltavam 2.39 minutos para o fim.
Penalizada pelo esforço que fez até aos instantes finais, a judoca portuguesa acabou, também ela, por ser penalizada numa fase que já aparentava cansaço, voltando a pontuação à estaca zero. No "ponto de ouro", sem que alguma das duas judocas sobressaísse, Telma acabou desqualificada numa situação de ataque da japonesa, em que, no desequilíbrio, levou à mão à perna da asiática.
No final do combate, Telma Monteiro revelou que o seu objectivo era "ganhar uma medalha" e afirmou que não estava entre as favoritas. "Acredito no meu judo e no meu trabalho. Desta vez, decidi pensar combate a combate e assim cheguei à final", disse à Lusa. Aos 27 anos, a atleta garantiu que o dia de abandono da modalidade "ainda não chegou".
Na final, os nervos poderiam jogar contra a portuguesa, mas Telma Monteiro refutou esse facto e sentiu-se, sempre, isso sim, uma privilegiada. “Não senti qualquer nervosismo ou pressão. Senti-me, sinceramente, agradecida por ter mais uma oportunidade de representar bem o meu País e as pessoas que me apoiam. Entrei na final para ganhar. Claro que fiquei muito contente por estar na final, mas quando lá estamos queremos ganhar. O combate foi muito bem disputado, estava muito equilibrado, acabámos por ir para o ponto de ouro com um castigo para cada uma e não havia muita margem para erro. Quando estamos a lutar para ser campeões do Mundo temos de arriscar. Acabei por cometer um erro e fui desclassificada”, disse a judoca do Benfica em declarações à BTV.
O director técnico da Federação Portuguesa de Judo, Rui Vieira, considerou o resultado "fantástico" e, em declarações à Lusa, deixou um apontamento em relação à arbitragem. "Pode-se questionar apenas um castigo por falta de combatividade à judoca japonesa, em cinco minutos de combate", afirmou o dirigente. O historial de Telma Monteira faz dela "um fenómeno ímpar no desporto português", acrescentou ainda Rui Vieira.

Agência de Notícias


[ + ]

Feira do Litoral Alentejano de regresso a Grândola

Cultura, gastronomia e muita música na maior feira do Alentejo 

A Grande Feira do Litoral Alentejano que decorre de 28 de Agosto a 1 de Setembro no Parque de Feiras e Exposições, em Grândola. Para além de um local de grande convívio e animação, pretende ser também a principal montra das potencialidades e recursos, promovendo e potenciando o concelho  junto dos milhares de visitantes que acorrem à vila de Grândola por esta altura do ano. D8, U2UK, Ana Moura, Diabo na Cruz e Pedro Abrunhosa são alguns dos concertos agendados para uma das maiores festas do distrito de Setúbal. A autarquia de Grândola irá gastar 400 mil euros para fazer a festa. A Feira de Agosto com mais de 360 anos, "faz parte da nossa identidade e da nossa memória coletiva", diz Carina Batista, vereadora da cultura de Grândola, que apela ao milhares de visitantes que "desfrutem de tudo o que ela oferece". 

Feira de Grândola arranca a 28 de Agosto 


A Feira de Agosto, em Grândola, vai realizar-se com menos um dia “por uma questão de orçamento”, apesar de o orçamento “estar igual ao dos anos anteriores, por volta dos 400 mil euros”, indica a vereadora da Cultura. Carina Batista diz que a diminuição dos dias causou opiniões divergentes, mas que foi necessário para “manter a qualidade da feira” afirmando que não se pode “agradar a gregos e a troianos”.
A vereadora “destaca os trabalhos de reabilitação do recinto” que vai receber os mais de 300 expositores que trazem aos visitantes produtos gastronómicos, artesanais, regionais e outros, dos “diversos setores económicos do concelho” e ainda incluir a 18ª edição do festival hípico e uma corrida de touros,  com os cavaleiros João Moura, Joaquim Bastinhas e Sónia Matias, com as pegas a cargo dos forcados amadores de Beja e Cascais. 
Nesta edição da feira estará patente uma exposição de peças museológicas que foram doadas ao município e que já tinham “perdido algum interesse”. A responsável pela cultura considera que esta é "uma forma das pessoas “tomarem o conhecimento” destas mais de cem obras que vão estar expostas.
Ainda segundo a autarquia local, o município dispõe de transportes alternativos gratuitos, "que vão efetuar o trajeto entre o parque de feiras e exposições e vários locais estratégicos da vila".
A Feira de Agosto prepara-se para o futuro: A revisão do PDM – Plano Diretor Municipal, acerca do qual se podem obter todas as informações e esclarecimentos no stand do Município, a política agrícola e florestal com a realização do colóquio “Futuros Apoios Financeiros à Agricultura PAC 2015-2020” e a apresentação da nova imagem de promoção do concelho, são disso exemplos, garante a vereadora da cultura. 

Um cartaz com muita música
A grande Feira do Litoral Alentejano e uma das maiores do sul dos pais, apresenta este ano mais de uma dezena de espetáculos de entrada livre, com sonoridades que passam pelo Rock, Fado e Folclore.
A edição 2014 de uma das mais antigas Feiras do País, que é um local de encontro entre amigos e familiares, e de grande convívio e animação, oferece diariamente espetáculos no Palco Principal, às 22h15, e no Palco Bar a partir das 23h45m.
Para o primeiro dia de festa, D8 – Diogo Valente, que se revelou no programa Factor X da SIC, sobe ao palco e mostra o seu talento, na quinta-feira, dia 28.
Logo de seguida no Palco Bar há covers de pop/rock com os Akunamatata e a voz da Irina Furtado.
U2UK banda inglesa de Tributo aos U2 que se apresenta num espetáculo em homenagem aos perto de 40 anos de carreira da lendária Banda Irlandesa, atua na Feira de Agosto, na sexta-feira, dia 29.
No Palco Bar os Morango Tango prometem muito entretenimento e boa disposição com a “Tour Macacada”.
Ana Moura, a fadista reconhecida internacionalmente, é a estrela do Palco Principal da Feira de Agosto 2014, no sábado, dia 30.
Sons Reggae / Ska são a proposta da noite para o Palco Bar com a banda Quem é o Bob?
Os espetáculos na Feira de Agosto, no domingo, dia 31, começam às 18 horas, no Palco Bar com o Festival de Folclore. O Grupo Dança Típica da Queimada (Grândola), Rancho Folclórico de São João da Serra (Oliveira de Frades), Rancho Folclórico e Cultural “Os Malmequeres do Sorraia” (Coruche) e o Rancho Folclórico da Freguesia de Martim Longo (Alcoutim) dão a conhecer esta tradição da Cultura Popular.
Os Diabo na Cruz, que transformam cada um dos seus espetáculos, em momentos explosivos, conquistando fama como um grupo demolidor e arrebatador de audiências, sobem ao Palco Principal no domingo, a partir das 22h15.
No Palco Bar seguem-se grandes êxitos dos anos 70, 80 e 90 com DjOaNa, a Dj mais Old Scholl.
Pedro Abrunhosa e os Comité Caviar encerra os espetáculos ao Palco Principal da Feira de Agosto 2014, na segunda-feira, dia 1 de Setembro.
Pedro Abrunhosa apresenta a digressão do álbum “Contramão” a qual tem lotado todos os espaços por onde tem passado.
Até 1 de Setembro, uma das maiores feiras do distrito de Setúbal e do país ainda dá a conhecer os encantos do Litoral Alentejano nos diversos espaços que se encontram instalados no grande recinto: Zona de Expositores, Zona de Artesanato, Jardim das Associações e Produtos Regionais, Feira Franca com zona de divertimentos, e a Zona das Tasquinhas, espaço irresistível para descobrir as delícias da comida tradicional alentejana.
A Feira de Agosto com mais de 360 anos, "faz parte da nossa identidade e da nossa memória coletiva", diz a autarca que apela ao milhares de visitantes que "desfrutem de tudo o que ela oferece".
Carina Batista mostra-se expectante com o evento e espera “alcançar ou superar” o número de pessoas que visitaram a feira no ano passado. 
A Feira de Agosto tem entrada livre.
Consulte AQUI o programa da Feira de Agosto de Grândola 

Agência de Notícias
[ + ]

Enfermeiros em luta no centro hospitalar Barreiro/Montijo

Adesão à greve dos enfermeiros chega “perto dos 100 por cento” no Barreiro/Montijo 

A “jornada de luta” dos enfermeiros do centro hospitalar Barreiro/Montijo, na passada segunda-feira, teve uma adesão “muito perto dos 100 por cento”. A coordenadora da direção regional de Setúbal do Sindicato dos Enfermeiros afirma que a adesão “superou as expetativas iniciais” o que “foi positivo naquilo que eram os objetivos da greve”. O Colectivo Regional de Setúbal do Partido Ecologista “Os Verdes” está solidário com a luta travada pelos enfermeiros do Centro Hospitalar Barreiro/Montijo. Em comunicado envido ao ADN,  “Os Verdes” consideram que “as reivindicações destes profissionais [são] justas, pois estão a defender os seus direitos, os direitos dos doentes e o próprio Sistema Nacional de Saúde". O partido defende ainda "ser urgente a contratação de mais enfermeiros". 

Enfermeiros apelam à contratação de mais  profissionais 

Zoraima Prado,  do Sindicato dos Enfermeiro,  garante que “a adesão ficou acima daquilo que tinham perspetivado” tanto no Hospital do Barreiro como no do Montijo, em que “rondou os 95 por cento no turno da manhã e cem por cento no turno da tarde”. A greve “teve maior impacto no Hospital do Barreiro”, em que no período da manhã apenas “em dois serviços os enfermeiros não aderiram a cem por cento”, ao contrário dos serviços do bloco operatório, das consultas externas, da urgência geral e urgência pediátrica “que aderiram a cem por cento”.
A coordenadora da direção regional de Setúbal afirma que o propósito da greve “não foi atingir os utentes”, garantindo que “foram prestados os cuidados mínimos” e assegura que os serviços agendados para o dia da greve foram “programados para outra altura”. Zoraima Prado diz que a marcação de futuras greves ou protestos“depende em muito da resposta do ministro da Saúde” ao apelo dos enfermeiros para a “necessidade de contratação de novos profissionais”.
No entanto, a greve dos enfermeiros permitiu já que fossem “desbloqueadas dezenas de vagas”, garantiu a coordenadora da direção regional de Setúbal do Sindicato dos Enfermeiros.

"Os Verdes" ao lado da luta dos Enfermeiros 
O Colectivo Regional de Setúbal do Partido Ecologista “Os Verdes” esteve solidário com a luta travada pelos enfermeiros do Centro Hospitalar Barreiro/Montijo, nomeadamente através da greve iniciada esta segunda-feira.
Esta ação de luta, dizem "Os Verdes" vem suceder às anteriores no Algarve, Lisboa e em Santarém, em que os enfermeiros reivindicam do atual Governo a abertura de concursos para reforço de profissionais de saúde no Serviço Nacional de Saúde. "Os enfermeiros do Centro Hospitalar Barreiro/Montijo alertam também para a escassez de profissionais de enfermagem e o consequente aumento de horas de trabalho", diz o partido ecologista.
Em comunicado enviado ao ADN,  “Os Verdes” consideram que “as reivindicações destes profissionais [são] justas, pois estão a defender os seus direitos, os direitos dos doentes e o próprio Sistema Nacional de Saúde".
Assim, o Partido Ecologista "Os Verdes" defende "ser urgente a contratação de mais enfermeiros, pois a atual situação de sobrecarga e exaustão a que estão sujeitos, é inadmissível e pode pôr em causa a sua segurança como também a qualidade dos cuidados prestados aos utentes”.
“Os Verdes” lamentam ainda que "a degradação dos serviços públicos na saúde ocorra, entre outros fatores, pela falta de contratação de enfermeiros, quando atualmente existem profissionais desta área no desemprego e quando o país vê emigrar por ano 1 em cada 3 dos jovens enfermeiros que são formados nas nossas escolas", conclui o comunicado do Colectivo Regional de Setúbal do Partido Ecologista “Os Verdes”.

Agência de Notícias




[ + ]

Gastronomia com vinho em Palmela promove a região

Sabor e requinte para descobrir nos Fins de Semana Gastronómicos do Vinho de Palmela

Com a Festa das Vindimas à porta [arranca a 4 de Setembro], a Câmara de Palmela e a Rota de Vinhos da Península de Setúbal convidam os visitantes para uma outra forma de apreciar os sabores  do vinho. Entre 29 e 31 de Agosto e 5 e 7 de Setembro, duas dezenas de restaurantes do concelho de Palmela aderiram a mais uma edição dos Fins de Semana Gastronómicos do Vinho de Palmela e oferecem “ementas requintadas e inovadoras” onde o vinho surge como “ingrediente destacado”. A tudo isso juntam-se pratos de caça e sobremesas com sabores inesquecíveis.  Luís Miguel Calha, responsável pelo pelouro da Cultura e Turismo, acredita que "as saborosas experiências gastronómicas, com os magníficos vinhos de Palmela, vão conquistar todos os visitantes e turistas que se deslocarem a Palmela". 

Palmela celebra vindimas com fins de semana gastronómicos 

Vinte restaurantes [9 em Palmela, 8 em Quinta do Anjo,  e um em Pinhal Novo, Poceirão e Águas de Moura], aderiram à edição deste ano dos Fins de Semana Gastronómicos do Vinho de Palmela. Os restaurantes participantes vão oferecer “ementas requintadas e inovadoras” onde o vinho surge como “ingrediente destacado”. Luís Miguel Calha, vereador responsável pelo pelouro da Cultura e do Turismo, refere que o objetivo é “elevar ainda mais a gastronomia e o que de melhor se produz” e realça o “trabalho importante desenvolvido pelos agentes de restauração”.
O responsável da Cultura e do Turismo, em Palmela, considera importante que se valorizem os produtos que têm qualidade e garante que “os vinhos de Palmela têm qualidade reconhecida a nível mundial” e assegura que se está “a trabalhar em projetos que visam distinguir quem trabalha com qualidade” considerando que “isso é essencial para continuar a potenciar a atividade turística do concelho”.
Esta atividade enquadra-se na iniciativa “Palmela-Experiências com sabor!” que “continua a investir na promoção da gastronomia local e no trabalho próximo com os agentes económicos do setor, projetando as potencialidades turísticas do concelho, enquanto destino de qualidade”, realça Luís Miguel Calha.
“As saborosas experiências gastronómicas e os magníficos vinhos de Palmela vão conquistar todos os visitantes e turistas que se deslocarem ao concelho”, refere o vereador. Os fins de semana gastronómicos de Palmela decorrem nos dias 29 e 31 de Agosto e 5 e 7 de Setembro onde os visitantes podem “apreciar os sabores vínicos de Palmela”, diz Luís Miguel Calha.
"É muito importante que se valorizem os nossos produtos que têm qualidade, e os vinhos de Palmela têm qualidade reconhecida a nível mundial, por isso a câmara municipal tem marcado uma importante posição apostando em programas como o 'Palmela Experiências com Sabor', e a campanha de promoção turística 'Palmela Conquista'", conclui o vereador.
Esta é mais uma iniciativa do calendário “Palmela – Experiências com Sabor!”, que continua a investir na promoção da gastronomia local e no trabalho próximo com os agentes económicos do setor, projetando as potencialidades turísticas do concelho, enquanto destino de qualidade. Vantagens e descontos exclusivos para utentes Palmela Tourist Card (PTC).
Mais informação pode ser consultada na página oficial do Turismo de Palmela.  


Estabelecimentos aderentes:

Palmela
Restaurante da Pousada de Palmela – Castelo de Palmela
Tel.: 212 351 226
Entrada: Terrina de Codorniz com Passas de Uva Fernão Pires sobre Bouquet de Alfaces Aromatizadas
Prato Principal: Perninha de Coelho Estufada em Vinho Tinto de Casta Castelão e Aromas do Vale de Barris
Sobremesa: Pera Cozida em Vinho Moscatel Roxo sobre Telha de Baunilha e Gelado de Nata

Restaurante Four’k – Vila de Palmela
Tlm.: 914 594 190
Entrada: Salada de Uva de Palmela
Prato Principal: Hambúrguer Carnalentejana com Cebola Caramelizada em Moscatel 
Naco Carnalentejana com Redução de Vinho Tinto
Sobremesa: Gelado de Vinho Tinto com Compota de Maçã Riscadinha

Restaurante 3.ª Geração – Vila de Palmela
Tel.: 212 350 152
Prato Principal: Coelho ao Vinho
Sobremesa: Pera Bêbeda em Vinho Moscatel

Taverna da Ladeira – Vila de Palmela
Tel.: 212 332 612
Sobremesa: Bolo de Alfarroba com uma Bola de Gelado e Redução de Vinho Tinto

Restaurante Dolce & Canela – Vila de Palmela
Tel.: 218 288 693
Prato Principal: Bife da Vazia com Queijo de Azeitão e Moscatel
Vitela à Lafões
Sobremesa: Pudim de Passas e Canapé de Maçã com uma Bola de Gelado e Redução de Moscatel

Restaurante D. Isilda
 – S. Brás
Tel.: 212 333 255
Prato Principal: Chanfana com Vinho Tinto de Palmela
Sobremesa: Gamboa Assada no Forno com Moscatel Roxo

Âncora & Serrano – Brejos do Assa
Tel.: 265 501 236
Prato Principal: Bife de Vaca Frito em Molho de Vinho Branco, Alho e Louro
Sobremesa: Pudim de Ovos com Moscatel de Setúbal

Restaurante Diálogos & Sabores – Golf do Montado – Algeruz
Tel.: 265 708 150
Prato Principal: Coelho Estufado em Calda de Vinho Tinto e Ervas do Campo em Cama Crocante
Sobremesa: Laranja em Calda de Moscatel com Gelado de Baunilha

Restaurante A Tipóia – Montinhoso - Palmela
Tel.: 962 308 242
Entrada: Coelho à Caçador ao Vinho Tinto Maduro
Sobremesa: Banana Frita ao Moscatel

Quinta do Anjo
Páteo da Fonte – Espaço Fortuna – Quinta do Anjo
Tel.: 212 412 571
Bolo de Maçã e Moscatel de Setúbal

Lima & Fortuna – Quinta do Anjo
Tel.: 212 871 080
Doce de Pera com Arrabidine  “Menina Lima”

Restaurante Alcanena
 – Quinta do Anjo
Tel.: 212 870 150
Prato Principal: Lebre com Feijão em Vinho Tinto de Palmela
Sobremesa: Peras Bêbedas Cozidas em Vinho Tinto de Palmela

Restaurante Casa da Pimenta – Vila Amélia – Cabanas
Tel.: 212 100 391
Prato Principal: Chanfana de Veado com Vinho de Palmela
Sobremesa: Pudim Bêbedo

Restaurante Lancelote
 – Cabanas
Tel.: 212 880 924
Prato Principal: Bifinhos à Palmela com Vinho
Sobremesa: Mousse de Chocolate com Moscatel

Afinidades – Casa Agrícola Horácio Simões
 – Quinta do Anjo
Tel.: 212 870 500
Pudim de Frutos Vermelhos com Moscatel

Restaurante O Gama
 – Quinta do Anjo
Tel.: 915 826 567
Prato Principal: Espadarte à Gama com Moscatel Roxo
Sobremesa: Mousse de Moscatel Roxo e Nozes

Flavors – Sabores diferentes da nossa Terra
 – Quinta do Anjo
Tel.: 917 263 116
Sobremesa: Gelado de Moscatel de Setúbal em Fogaça de Palmela

Pinhal Novo
Restaurante O Telheiro – Pinhal Novo
Tel.: 212 362 244
Prato Principal: Chanfana com Vinho de Palmela
Sobremesa: Peras Bêbedas com Moscatel de Setúbal

Águas de Moura
Mar até cá – Cajados
Tel.: 265 946 132 / 962 465 120
Sobremesa: CheeseCake com Base de Esses e Vinho Moscatel e Sangria (Rosé) de Frutos Vermelhos

Poceirão
Restaurante Monte Alegre – Poceirão
Tel.: 265 995 662 / 964 891 162
Prato Principal: Vitela com Vinho Tinto e Cogumelos
Sobremesa: Peras Bêbedas com Moscatel de Setúbal

[ + ]

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010