Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Choque faz 4 feridos no Metro Sul do Tejo


Susto no Metro de superfície de Almada

Quatro pessoas ficaram feridas sem gravidade devido a uma colisão de um camião de distribuição de cerveja com uma composição do Metro Sul do Tejo, que ocorreu às 11:28, na avenida Nuno Álvares Pereira, em Almada. Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, duas pessoas feridas foram transportadas ao Hospital Garcia de Orta, mas as outras duas recusaram assistência hospitalar, por a considerarem desnecessária.

Acidentes preocupam moradores e passageiros do Metro Sul do Tejo 

Fonte do Metro Sul do Tejo adiantou à Lusa que um dos feridos era o ajudante do motorista do veículo pesado e que os outros três feridos eram passageiros da composição do metro de superfície.
As causas do acidente ainda estão sob investigação, mas, segundo as informações recolhidas pela empresa, o condutor do veículo pesado terá desrespeitado um sinal vermelho, provocando a colisão e o descarrilamento da composição. Cerca das 15:00, a circulação do Metro Sul do Tejo foi restabelecida.
 Seguiram-se momentos de pânico, no interior de uma composição do Metro Sul do Tejo, ao descarrilamento na sequência da violenta colisão com uma carrinha de transporte de cervejas, ontem a meio da manhã, em Almada. Três passageiros do metro de superfície foram atirados ao chão e ficaram feridos. Receberam tratamento no Hospital Garcia de Orta. 
Segundo várias testemunhas adiantaram que quando o motorista do metro viu que a carrinha não estava a parar ainda travou mas a colisão já era inevitável. A PSP investiga as causas do acidente, mas tudo indica que o condutor da carrinha não respeitou a sinalização num cruzamento. 

Moradores temem o pior
"O semáforo estava amarelo. E o condutor da carrinha arriscou passar, como arriscam todos os que passam neste cruzamento. Não deu para evitar. Podia ter havido mortes e um dia vai haver se não resolverem aqui esta situação", disse Manuel Ramos, morador na avenida Nuno Álvares Pereira, onde se deu o acidente. Outro morador, António Vaz, referiu que os acidentes sucedem-se ao longo do percurso do metro. 
"Isto acontece quase todos os dias. E acho que já está na hora de tomarem uma decisão relativamente ao que aqui se passa, porque estes cruzamentos estão constantemente com os semáforos intermitentes. As pessoas só param ao vermelho", lamentou António Vaz.

Fonte do Metro Sul do Tejo adiantou à Lusa que um dos feridos era o ajudante do motorista do veículo pesado e que os outros três feridos eram passageiros da composição do metro de superfície.
A via manteve-se ontem obstruída durante várias horas. Já na segunda-feira tinha ocorrido um acidente com o metro naquele mesmo local

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010