A doença dos três nãos

Reticências da Sociedade by Ana Sofia Horta
A doença dos três nãos

A doença dos três nãos: Não pega; não mata e não tem cura.
Psoríase – a doença dos peixinhos: Doença crónica da pele com muito a descobrir. Vermelhidão, escamação da pele em zonas mais características como joelhos, cotovelos, couro cabeludo. As unhas poderão ser também afectadas mas com menos probabilidade. O diagnóstico é muitas vezes confundido com outras doenças de pele. Poderá ser hereditário através dos genes mas no meu caso não desconhece-se alguém da família que tenha.


Apareceu quando o sistema imunitário baixou devido a várias amigdalites seguidas, já tendo na altura um pouco nos cotovelos, joelhos e cabeça. O tipo de psoríase começou com a psoríase gutata e evoluiu para psoríase em placas ou psoríase vulgar. Quando existe uma infecção no corpo ou o sistema nervoso altera-se dá comichão vermelhidão e começa a escamar.
Não existe cura, mas melhora (desaparecendo por tempos) com o sol e água salgada, ou através da cura dos peixinhos. Poderão ser usados cremes, muitas vezes com cortisona, loções, comprimidos etc.
A psoriase enquanto nos joelhos e cotovelos dói quando estando a fazer força nos mesmos. Existe também psoríase nas articulações algo que deve ser vigiado podendo aparecer.
É óptimo para quem quer arranjar lugar na praia nos dias de calor que a praia está cheia pois as pessoas fogem até mesmo na água, olhando de lado e repulsas, reagindo como se fosse lepra.
Afecta muitas pessoas a nível psicológico baixando a auto-estima.
Existe muita coisa desconhecida no que toca à psoríase mas é mais importante que as pessoas respeitem e aceitem. Porque não uma sessão fotográfica com psoríase?
Mais informação: pso Portugal. 




Ana Sofia Silva Horta
Educadora de Infância no Desemprego
Oeiras 

[Escreve todas as terças-feiras na rubrica Reticências da Sociedade]





Outros artigos da autora

"A Depressão dói"

Desespero total... 

Comentários

  1. Sou autor do blog português mais antigo sobre o assunto. Chama-se Psoríase Portugal ou apenas Psoríase. Gostaria de solicitar autorização para reproduzir este post lá no meu blog. Sem outro assunto. (psoriase.pt.vc)

    ResponderEliminar
  2. Olá
    Pode utilizar o texto no site já que é uma honra para nós vermos o nosso trabalho republicado noutros sites.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário