Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Henrique Neto critica opção pelo terminal do Barreiro

Novo terminal no Barreiro “não serve para nada”

Henrique Neto, candidato a Presidente da República, manifestou desagrado para com o interesse na construção do terminal do Barreiro. “Está-se a pensar fazer um porto no Barreiro que não serve para nada”, disse Henrique Neto, de acordo com o Jornal de Negócios. O candidato sempre foi  crítico da aposta nas obras públicas da última década e considera que o interesse na construção do terminal no Barreiro não está explicado. “No momento em que todas as grandes cidades estão a tirar as grandes infraestruturas para fora, nós queremos fazer um grande porto no Barreiro. Para que serve? Em que estratégia é que se insere?”, questionou Henrique Neto que ainda criticou os “interesses organizados”. Para o candidato a Belém fazia mais sentido o investimento no porto de Sines. 
Candidato a Presidente da República nã aprova investimento 

"Está-se a pensar fazer um porto no Barreiro, que não serve para nada", afirmou Henrique Neto, candidato a Presidente da República, num encontro com jornalistas em Lisboa. O empresário e membro do Partido Socialista diz que o sistema político esteve sempre refém de "interesses organizados".
"No momento em que todas as grandes cidades estão a tirar as grandes infraestruturas para fora, nós queremos fazer um grande porto no Barreiro. Para que serve? Em que estratégia é que se insere?", questiona o candidato.
Segundo lhe explicou o Sérgio Monteiro, secretário de Estado dos Transportes, "é um investimento privado", relata. E replica: "Se existe investimento privado interessado no porto, era interessante que dissessem qual é o objectivo".
Henrique Neto promete que, se for Presidente, "terão de ser bem explicados ao País quais os objectivos e custos dos grandes investimentos".
O ministro da Economia, Pires de Lima, anunciou no final de Fevereiro a opção pelo Barreiro para a construção do novo terminal de contentores de Lisboa. Um projecto que irá beneficiar 11 concelhos da região e empresas como a Siderurgia Nacional e a Cimpor. Ainda antes do anúncio, a Ordem dos Engenheiros veio alertar para a possibilidade de os custos da obra chegarem aos 827 milhões de euros, muito acima dos cerca de 600 milhões avançados pelo Executivo.

Candidato defende investimento em Sines 
Contrário ao investimento no Barreiro, Henrique Neto defende o investimento no terminal de contentores de Sines, que considera poder ser um grande motor de investimento estrangeiro, atraindo novas indústrias para o País. "Já perguntei ao primeiro-ministro porque não foi aprovado o investimento de 130 milhões no alargamento do cais do porto de Sines. E há ainda o investimento no cais seguinte, o Vasco da Gama".
"Não desejo ser uma força de bloqueio, é coisa que não me passa pela cabeça. Mas se houver projectos contraditórios, como o porto do Barreiro, vão ter de me ouvir", afiançou Henrique Neto, que antes já tinha apontado a existência de "interesses organizados", entre o poder político e as empresas.
A rede de postos de carregamento para carros eléctricos, auto-estradas onde não anda ninguém, as PPP – são, para o empresário, obras que serviram para "dar encomendas às empresas" são outras das preocupações do candidato a Belém. "Há algum português que não saiba disto?", pergunta Henrique Neto.

Agência de Notícias

1 comentários:

Anónimo disse...

pimbas .... assim é que se fala, o barreiro não é uma lixeira

15 de maio de 2015 às 23:16

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010