Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 1 de setembro de 2020

Barreiro investe nove milhões de euros no concelho

Melhorias na mobilidade pedonal, construção de uma avenida, uma rotunda, uma esquadra e requalificação de uma escola

Para contrariar os efeitos da crise pandémica a Câmara do Barreiro anunciou que vai continuar a apostar no investimento público com um conjunto de projetos avaliados em cerca de nove milhões de euros, que têm por meta dinamizar aquele território. “Este investimento insere-se na nossa estratégia de aposta em quatro eixos essenciais”, explica Rui Braga, vereador do Planeamento e Urbanismo, que acrescenta que o futuro deve passar pela “mobilidade, qualidade de vida, responsabilidade ambiental e oportunidades de investimento privado”. Em tempo de crise e de incerteza, há uma certeza no executivo da Câmara do Barreiro. A de que está empenhado "em transformar o Barreiro na margem certa do rio Tejo para se viver, investir e trabalhar”, sublinha Rui Braga.  Os projetos em causa incluem, no âmbito da mobilidade e acessibilidade, a requalificação da zona envolvente aos edifícios do antigo dormitório da CP e Armazém de Víveres, na zona situada junto ao Barreiro A.
Barreiro anuncia investimento público no concelho 

A Câmara do Barreiro vai investir nove milhões de euros no desenvolvimento do concelho com projetos que vão melhorar a mobilidade e a qualidade de vida das populações, anunciou esta  a autarquia liderada pelo socialista Frederico Rosa. 
Estamos empenhados em transformar o Barreiro na margem certa do rio Tejo para se viver, investir e trabalhar”, disse o vereador do Planeamento e Urbanismo, Rui Braga, citado em comunicado.
Na mesma nota, a Câmara do Barreiro explicou que uma grande parte do investimento destina-se à melhoria da mobilidade e acessibilidade do concelho, destacando o projeto de requalificação da zona envolvente aos edifícios do antigo dormitório da CP e Armazém de Víveres.
“A obra, que deverá começar ainda este ano, com a renovação da rede de abastecimento de águas e saneamento, prevê a criação de um novo centro urbano da cidade”, adiantou.
Além disso, explicou, a empreitada vai melhorar a “mobilidade pedonal e barreiras arquitetónicas, facilitando a circulação aos transeuntes, sobretudo aos que possuem mobilidade reduzida”, num investimento de 699 mil euros que resulta da candidatura ao Acesso + Promoção de Acessibilidade Inclusiva.
Ainda este ano, de acordo com a autarquia, haverá outro grande investimento na construção da nova Avenida da Liberdade, na Verderena, que tem o objetivo de “tornar o tráfego mais fluído” e de alagar os passeios “que privilegiam o uso pedonal”. Segundo a nota divulgada, a obra tem um prazo de execução de 180 dias e um orçamento de 2,5 milhões de euros.
A autarquia recorda ainda que após a conclusão da empreitada da primeira fase da Reabilitação Urbanística da Frente Ribeirinha, junto à Rua Miguel Pais, vai arrancar a segunda fase, que “deverá estar concluída no final deste ano”. 
Do rol de investimentos fazem parte novos arruamentos rodoviários, bem como pavimentos pedonais, iluminação pública, entre outras obras.

Nova rotunda, escola renovada e incubadoras de empresas 
Já para Janeiro de 2021, avançou, está prevista a conclusão de uma das obras “mais reivindicadas pelos barreirenses”: a construção de uma rotunda na interceção entre a Avenida da Escola dos Fuzileiros Navais, Rua Capitães de Abril e Rua Humberto Delgado, com um orçamento de 300 mil euros.
“A empreitada vem solucionar um dos nós mais críticos de volume de tráfego, numa das principais estradas do concelho”, diz Rui Braga.
Outra grande fatia do investimento destina-se à conclusão das obras na Escola Básica n.º 3 do Barreiro, com arranque previsto para Setembro, num orçamento de 2,8 milhões de euros.
Já a nível do desenvolvimento económico, o município pretende canalizar 700 mil euros para a criação da Startup Barreiro.
Trata-se de uma incubadora de empresas, a instalar na antiga fábrica de refinação de Azeite, situada nos terrenos da Baía do Tejo, que vai permitir a criação de postos de trabalho. O início da obra está previsto ainda para este ano”, revelou.

Esquadra da PSP arranca no final deste ano 
Este plano de dinamização inclui ainda o investimento de 1,2 milhões de euros na construção da 5.ª Esquadra da Polícia de Segurança Pública (PSP), que arranca no final deste ano. “Já foram ultrapassados os impasses legais com o empreiteiro, que obrigaram o município a negociar, em conjunto com o Ministério da Administração Interna, uma solução que melhor servisse o interesse público”, refere a autarquia. 
A remodelação das instalações dos serviços operacionais camarários, em Santo André, onde será acomodado o Serviço Municipal de Protecção Civil do Barreiro (750 mil euros), é outra das grandes obras previstas para o concelho. “A obra é a concretização da garantia das condições dignas de trabalho que o executivo havia dado aos funcionários em Junho de 2018”, explicou o autarca. 
A construção, ainda este ano, do Polidesportivo da União de Freguesias de Palhais e Coina (60 mil euros), é outro dos projetos municipais a concretizar.

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010