Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Trânsito automóvel proibido nas praias da Arrábida

Autarquia restringe carros nos acessos às praias e donos de restaurantes criticam medida 

A Câmara de Setúbal interditou a circulação e o estacionamento de automóveis na estrada de acesso às praias da Arrábida, no troço entre a Praia da Figueirinha e o Creiro, até ao início da época balnear.  “A medida determinada pela Câmara Municipal de Setúbal enquadra-se numa estratégia de prevenção com objetivos de redução da vulnerabilidade e exposição ao risco decorrente de incêndios florestais e de mitigação de propagação da pandemia da covid-19”, refere uma nota de imprensa divulgada pela autarquia sadina. Um medida que não agrada a todos. Os donos dos restaurantes dizem que decisão vai afastar os clientes e prejudicar o regresso ao negócio. 
Praias sem acesso na Arrábida 

“A decisão é igualmente justificada pela situação registada nos dias 16 e 17 Maio, fim de semana em que, em virtude das medidas graduais de desconfinamento, se verificou uma “deslocação massiva em veículos automóveis, motociclos, veículos sem motor e a pé”, acrescenta a autarquia.
A Câmara de Setúbal refere ainda que a situação verificada no passado fim de semana provocou “um forte congestionamento à circulação automóvel, o qual, associado a um estacionamento desordenado e caótico, colocou em causa a capacidade de prestação de socorro e acesso de veículos de emergência”.
A interdição determinada pelo município é, na prática, uma antecipação de algumas medidas restritivas à circulação automóvel que serão aplicadas durante a época balnear, no âmbito do programa “Arrábida Sem Carros”, que tem sido implementado desde há alguns anos, com o objetivo de assegurar a proteção de pessoas, bens e património natural da Arrábida.
A exemplo do que já aconteceu em anos anteriores, durante a época balnear, que terá início no próximo mês de Junho, logo que esteja esgotada a capacidade de estacionamento junto às praias, está prevista a proibição de circulação de viaturas particulares entre a praia da Figueirinha e o Creiro, sendo apenas permitida a passagem de transportes públicos, veículos de emergência e residentes.

Proprietário de restaurantes descontentes 
Quem, a partir de agora, quiser desfrutar de uma refeição no restaurante da praia de Galapos, por exemplo, terá de deixar o carro na Figueirinha e andar cerca de três quilómetros a pé. O proprietário daquela concessão garante que irá perder clientes. "Ninguém vai andar a pé para ir almoçar. Já tenho mais empregados e stock comprado. A autarquia tem de pensar que aqui existem negócios que já estiveram dois meses a ser prejudicados com a pandemia", explicou Paulo Ribeiro, proprietário de um restaurante ao jornal Correio da Manhã.
Com a proibição do trânsito entre a Figueirinha e o Creiro, ele e os clientes terão de dar a volta à serra. Há alternativa, no seu caso, mas ainda assim não está satisfeito e garante não ter sido avisado pela autarquia. "Cheguei aqui e vi as baias e ninguém me deixou passar. Vou perder clientes, temos uma corda ao pescoço. Quando vierem os impostos, também vou colocar uma baia para os impedir", disse outro proprietário de um restaurante no Portinho da Arrábida.
"A decisão de encerrar a ligação entre a Figueirinha e o Creiro enquadra-se numa estratégia de garantia da capacidade de prestação de socorro e de acesso de veículos de emergência, bem como de redução da vulnerabilidade e exposição ao risco decorrente de incêndios florestais e de mitigação de propagação da pandemia da covid-19", sublinha a câmara de Setúbal.

Agência de Notícias com Lusa 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010