Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 16 de abril de 2020

Quase 600 pessoas com covid-19 no distrito de Setúbal

Pandemia volta a subir no distrito e no país. Há 30 mortes nas últimas 24 horas em Portugal

Depois de um dia sem aumento de casos a pandemia do covid-19 voltou a subir nesta quinta-feita em quase todos os municípios do distrito de Setúbal. Os concelhos do Seixal, Almada e Barreiro com, respetivamente, mais cinco e quatro doentes, foram os concelhos do distrito de Setúbal onde se verificaram os maiores aumentos. O distrito conta agora com 599 infetados, mais 23 do que na véspera. Setúbal, Moita e Montijo também ainda têm números preocupantes e Sesimbra e Palmela também subiram os números. Apesar do aumento do número de casos, sabe-se que o mesmo já não é tão elevado como acontecia noutras semanas. Esta aparente estabilização dos valores diariamente fornecidos pela Direção-Geral de Saúde não impediu, contudo, que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, tivesse declarado mais duas semanas de estado de emergência (até 1 de Maio) para o país. O documento já foi discutido no Parlamento e foi aprovado pelos votos do PS, PSD, BE, CDS-PP e PAN. Os Verdes e o solitário Chega, ficaram a meio do caminho [abstenção] enquanto o PCP, Iniciativa Liberal e a deputada sem partido, Joacine Katar Moreira, a votaram contra. Portugal registou até esta quinta-feira 629 mortes, mais 30 do que ontem. Foram identificados mais 750 casos desde quarta-feira. Desde o começo do surto, já foram identificados 18.841 casos.
Casos voltam a subir na região 


O decreto proposto pelo Presidente da República prevê a possibilidade de uma “abertura gradual, faseada ou alternada de serviços, empresas ou estabelecimentos comerciais”. Cabe, agora, ao Governo apresentar as medidas que concretizam as orientações do decreto presencial.
O atual período de estado de emergência é o segundo decretado por Marcelo Rebelo de Sousa e termina às 23h59 desta sexta-feira, 17 de Abril.
O primeiro-ministro, disse que gostaria de reabrir as creches em Maio, assim como de retomar as aulas presenciais dos 11.º e 12.º anos.
“Gostaria muito que as crianças do pré-escolar pudessem voltar a conviver, porque é importante que convivam sem estarem confinadas no seu espaço familiar”, afirmou António Costa durante o debate.
“Durante o mês de Maio temos de restabelecer os serviços na administração pública. A administração pública tem de transmitir ela própria a confiança necessária aos cidadãos para que possamos retomar a vida normal”, disse ainda.
Segundo António Costa, os próximos 15 dias “são decisivos” para preparar o novo período de levantamento gradual das restrições à circulação e à atividade económica.
De acordo com o jornal online Observador, o primeiro-ministro considerou que é essencial massificar no mercado as máscaras e o álcool gel, bem como definir as normas de higiene no trabalho e nos espaços públicos.
“Devemos prosseguir o teletrabalho”, disse Costa, para que “a operação dos transportes públicos possa decorrer o melhor possível” e também para que as empresas se possam organizar (trabalhar uns de manhã e outras à tarde, por exemplo).
“Espero que seja a última vez na nossa vida que estejamos aqui a decretar o estado de emergência”, conclui o chefe do Executivo na sua intervenção.

Surto atinge mais 23 pessoas no distrito 
Enquanto na Casa da Democracia se discute a retoma à "normalidade aparente dos próximos tempos", a pandemia continua ativa na região e no país.
Os dados da Direção-Geral da Saúde, em relação à Península de Setúbal, referem que Almada tem 149 pessoas doentes e o Seixal regista 134 testes positivos ao covid-19. A autoridade nacional de saúde diz ainda que o Barreiro tem agora 80 doentes, Setúbal 60, a Moita 56 e o Montijo 40. Menos gravosa, embora também com pequenas subidas registadas é a situação em Sesimbra (19), Palmela (18) e Alcochete (11). 
Nos concelhos do Litoral Alentejano integrados no há agora um total de 32 casos positivos. E continuam a existir divergências entre os valores divulgados ela DGS e por algumas câmaras municipais. Assim, a Direção-Geral da Saúde diz que há sete casos confirmados em Grândola, enquanto o município reconhece 11. Sines, por sua vez, a autarquia diz ter dois doentes e as autoridades nacionais de saúde dizem que são quatro. Em  Santiago do Cacém existem 12 casos confirmados. Nos concelhos de Alcácer do Sal há cinco doentes e Sines, fecha a lista, com quatro pessoas com o novo coronavirus.

País confirma 30 mortes nas últimas 24 horas 
Portugal conta com um total de 18.841 casos confirmados da covid-19, mais 750 face ao dia anterior, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde divulgado esta quinta-feira, 16 de Abril. O número de vítimas mortais do novo coronavírus no país aumentou para 629, o que corresponde a mais 30 mortes nas últimas 24 horas.
O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 154.727 casos suspeitos e 3.910 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais de covid-19. Atualmente existem 131.976 casos não confirmados após as análises, e 26.065 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.
Existem 1.302 internados, dos quais 229 estão em Unidades e Cuidados Intensivos e os casos recuperados aumentaram para 493.
Quanto ao resto do país o relatório de situação diária apontava os seguintes valores: Norte, 11.237 doentes e 355 mortes; Centro, 2756 infetados e 146 defuntos; Lisboa e Vale do Tejo, 4237 casos positivos e 115 falecimentos; Algarve, 300 pacientes e nove óbitos; Açores, 102 portadores do vírus e quatro mortos.
O Alentejo, com 156 doentes, e a Madeira com 53 (menos seis que na véspera) não têm vítimas mortais a lamentar.
Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 996, seguindo-lhe o Porto com 988. Vila Nova de Gaia conta com 956, Matosinhos com 824 e Gondomar com 777. Braga com 775, Maia com 686, Valongo com 552, Ovar com 487 e Sintra com 437. O número de casos importados ascendeu para um total de 729.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010