Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 21 de abril de 2020

Pandemia abranda no distrito de Setúbal

Região tem menos 15 doentes do que a véspera e já tem lista de curados 

Pela primeira vez, depois do inicio da pandemia em Março, o distrito de Setúbal teve esta terça-feira menos pessoas infetadas com o novo coronavírus. Registam-se menos 15 casos positivos no distrito, sendo que o único aumento ocorreu no concelho do Barreiro, com mais três pessoas infetadas As informações divulgadas diariamente pela Direcção-Geral da Saúde em relação à proliferação da nova pandemia relatam que existem hoje 613 pessoas infetadas no distrito de Setúbal. A nível nacional há, pela primeira vez, mais pessoas recuperadas do que mortos. Setúbal inclusive, de acordo com o município, regista já 17 recuperados. Também há a registar casos curados em Santiago do Cacém, Grândola, Alcácer do Sal e Sines. A má notícia é que já morreram, pelo menos, duas pessoas no concelho de Almada. Os valores não significam que a doença esteja controlada, até porque as autoridades de saúde não podem garantir o não surgimento de uma segunda vaga ocasionada por eventuais mutações do vírus.
Números da pandemia diminuem no distrito 

É um abrandamento suave mas positivo neste 21 de Abril. Os dados apresentados pela Direcção-Geral da Saúde dizem que há agora 160 doentes em Almada (também existe a confirmação do município de dois mortos), 137 no Seixal e 84 no Barreiro, o único concelho com mais casos positivos desde o dia anterior. São estes, de resto, os concelhos do distrito onde, desde o início da pandemia, mais gente tem sido afetada.
Moita, com 61 casos, Setúbal com 59 (o município registou nas últimas horas mais seis recuperados, sendo agora 17 no total, informando ainda que existem 40 doentes que estão a ser acompanhados no domicílio) e o Montijo com 39, constituem um segundo grupo de concelhos onde os números parecem ter estabilizado. Aqui, tal como nos restantes municípios, mantém-se ativas as campanhas de prevenção, assim como as ações que visam apoiar as famílias mais afetadas. Sesimbra (20), Palmela (19) e Alcochete (13), fecham os números da península de Setúbal, que ao todo são 592. 
No Litoral Alentejano continua a habitual "discrepância" de números entre a Direcção-Geral da Saúde e as quatro autarquias. Em Grândola existem, para os serviços estatais, sete doentes, número que não coincidem com os apresentados pelo município, que fala de 10 doentes confirmados, um recuperado e mais 17 pessoas em vigilância ativa. Já em Santiago do Cacém a Direcção-Geral da Saúde refere 13 infetados, enquanto a câmara municipal se refere a nove com vírus e outros cinco já recuperados. Em Alcácer do Sal, o município dá conta de quatro doentes ativos e de um recuperado. O relatório do estado fala de cinco doentes. A boa notícia é o desaparecimento de Sines das estáticas nacionais, o documentos oficias apenas fazem referência a concelhos com três ou mais casos confirmados. Ainda assim a autarquia informa que tem um doente ativo e outro recuperado.

Recuperados aumentam para 917
Em Portugal registam-se hoje 917 casos de sucesso, mais 307 comparativamente às informações divulgadas ontem. Por sua vez, a nível nacional, o número de óbitos aumentou para os 762, existindo hoje um aumento de 27 mortes devido à nova pandemia. Segundo o relatório da situação epidemiológica, a região Norte é a que regista o maior número de óbitos (441), seguida da região Centro (171), da região de Lisboa e Vale do Tejo (133) e do Algarve (11).
No total, estão infectadas 21 379 pessoas (mais 516 casos positivos). Na região Norte há 12 806 casos confirmados (mais 263), seguindo-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 4 896 (mais 187). Na região Centro estão 2 999 (mais 47) e, em seguida, está o Algarve com 313 casos (mais 2). O Alentejo continua a ser a região com menos casos confirmados, registando 173 pessoas infetadas (mais 12). No relatório de situação diário consta, também, que os Açores mantêm os mesmos 107 casos confirmados, e que a Madeira regista mais 85 infectados (mais 5).
Entre os casos positivos, encontram-se hospitalizadas 1172 pessoas (menos 36), dos quais 213 estão em unidades de cuidados intensivos. Em vigilância médica estão 30 646 pessoas, sendo que 5009 esperam o resultado do teste.
No total existem 202 769 (mais 4 416) casos suspeitos de infectados com covid-19 e 176 381 não confirmados.

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010