Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 20 de abril de 2020

Fábrica de Palmela põe trabalhadores em 'lay-off'

Autoeuropa entra em "lay-off" esta segunda-feira e reabre no dia 27 de Abril

A fábrica portuguesa da marca alemã está parada desde 17 de Março. Mas o regresso à produção deverá ser gradual, devido à paragem total da indústria europeia de automóveis e componentes, a par das fronteiras ainda encerradas. A fábrica arranca com os trabalhos nesta segunda-feira mas pretende recorrer ao `lay-off´ para os trabalhadores que não retomem a atividade de imediato. Os trabalhadores, garante a administração, irão receber a totalidade das remunerações. A fábrica de Palmela, uma das maiores exportadoras nacionais, já perdeu uma produção de cerca de 20 mil carros com a pandemia. 
Trabalhadores entram hoje em 'lay-off'

Uma semana depois de ter confirmado ao Expresso a reabertura da fábrica de Palmela a 20 de Abril, a Autoeuropa anunciou que vai promover um regresso gradual ao trabalho a partir desta segunda-feira e recorrer ao `lay-off´ para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data, mas garante a totalidade das remunerações.
Na reunião efetuada na semana passada, a administração da Volkswagen Autoeuropa “comunicou que aceitava a proposta de compensação da retribuição, por nós reivindicada”, refere um comunicado divulgado pela Comissão de Trabalhadores, adiantando que está assim “garantida a totalidade da remuneração mensal a todos os trabalhadores, em caso de paragem parcial ou total da atividade laboral (`lay-off´)”.
“Clarificamos que entre os dias 13 e 19 de Abril, após esgotados os 22 `downdays´ (dias de não produção remunerados) referentes ao ano de 2020, irão ser utilizados os créditos legais (férias, dias especiais), referentes a anos transatos”, acrescenta o comunicado.
Antes, num outro comunicado, a Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa tinha já anunciado que a empresa pretendia promover o “regresso ao trabalho de forma gradual a partir de 20 de Abril, em horários reduzidos, inicialmente sem turno da noite, a funcionar de segunda a sexta-feira sob aplicação do regime de `lay-off´ simplificado".
A administração da Autoeuropa, ainda de acordo com a Comissão de Trabalhadores, "prevê o restabelecimento do horário do Acordo de Empresa de 2019 a partir da semana 23 (primeira semana do mês de Junho)".
A Volkswagen decidiu suspender a produção na fábrica de automóveis da Autoeuropa, em Palmela, devido à pandemia da covid-19 no dia 17 de Março, mas a empresa já estava parada desde o dia anterior, segunda-feira, 16 de Março, dado que muitos trabalhadores foram obrigados a faltar ao trabalho para ficarem com os filhos devido ao encerramento das escolas.
A Autoeuropa, que, inicialmente, tinha anunciado a suspensão da produção até 29 de Março, prolongou esse prazo até 12 de Abril, tendo agora anunciado a intenção de retomar a produção, de forma gradual, a partir do dia 20 de Abril.
A decisão de reabrir a fábrica de Palmela naquela data assenta no pressuposto de que a evolução da pandemia da covid-19 vai continuar na atual tendência, em Portugal. No entanto, se houver alguma alteração substancial a empresa de Palmela admite reapreciar aquela data de reabertura. 

Fábrica já perdeu quase 20 mil carros 
Fausto Dionísio, responsável pela Comissão de Trabalhadores, estima ainda que se tenham perdido pelo menos entre 18 e 20 mil carros devido à paragem. “Fazíamos 900 carros por dia e estamos parados há um mês e tal”, sustenta.
Desde o seu encerramento no passado dia 16 de Março, a Autoeuropa deixou de produzir quase 20 mil automóveis, o que irá alterar substancialmente as previsões iniciais para o conjunto do ano que apontavam para mais de 250 mil unidades. Até à data estimada para a reabertura ficarão ainda por produzir outros 11.500 veículos.
“A empresa vai arrancar com dois turnos na semana de 27 a 30 de Abril e na outra semana arrancam os outros dois turnos”, explica Fausto Dionísio em entrevista à Rádio Observador, acrescentando que, durante a reunião, a Autoeuropa “mostrou todas as ações que estava a fazer para os trabalhadores regressarem ao trabalho com a segurança adequada”.
Atualmente a Autoeuropa produz três modelos, com grande destaque para o SUV citadino T-Roc, mas também os monovolumes Volkswagen Sharan e Seat Alhambra.
A fábrica de Palmela emprega atualmente cerca de 5.600 colaboradores e mais de 90 por cento da produção é exportada através do porto de Setúbal.

Agência de Notícias com Lusa 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010