Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 6 de abril de 2020

Distrito de Setúbal com 427 casos com covid-19

Números a subir controladamente na região e no país 

A propagação do covid-19 no distrito de Setúbal continua a subir e já atinge todos os municípios. No entanto os números ainda continuam a ser uns para a Direção-Geral de Saúde [418] mas com os números apresentados por algumas autarquias do sul do distrito, as pessoas positivas para covid-19 é de 427 em todo o distrito de Setúbal. O problema é maior em Almada onde há 125 pessoas infetadas. Seixal segue com 102 doentes.  Estes dois concelhos, tal como desde o início da pandemia, são os mais fustigados em todo o distrito. Há depois que juntar mais 54 doentes no Barreiro, 37 em Setúbal, 32 na Moita e 24 no Montijo. Sesimbra, (12), Palmela (11) e Alcochete oito pessoas com o novo coronavírus fecham os números da pandemia na península de Setúbal. A sul do distrito, no litoral alentejano, os números não são "uma ciência exata", sobretudo em Grândola onde a Direção-Geral de Saúde aponta três casos e a autarquia local reporta 10. Em Santiago do Cacém há sete doentes e três em Sines. Alcácer do Sal, segundo alguns jornais locais, regista duas pessoas com teste positivo à covid-19. O número de casos em Portugal subiu para 11730 esta segunda-feira, mais 452 casos do que ontem, num aumento de quase quatro por cento, a taxa mais baixa desde a entrada da doença no nosso país. Há 311 vítimas mortais, um aumento de 16 óbitos em relação aos dados divulgados no domingo. O número de doentes recuperados subiu para 140.
Pandemia continua a alastrar em todo o distrito

O boletim epidemiológico divulgado esta manhã indica que, até à data, foram registados 91.794 casos suspeitos e 4.500 pessoas ainda aguardam os resultados das análises laboratoriais de covid-19. Atualmente existem 75.564 casos não confirmados após as análises, e 23.470 encontram-se sob vigilância das autoridades de saúde.
Do total de 311 mortes, 168 foram no norte, 76 no centro, 60 em Lisboa e Vale do Tejo e sete no Algarve. Até à data continuam sem existir óbitos no Alentejo, nos Açores e na Madeira.
O boletim da Direção Geral de Saúde contabiliza três vítimas mortais do sexo feminino e uma do sexo masculino entre na faixa etária entre os 40 e os 49 anos de idade. Registaram-se seis vítimas do sexo masculino e duas do sexo feminino na faixa etária dos 50 aos 59, 22 vítimas entre os 60 e os 69 do sexo masculino e sete do sexo feminino, 45 óbitos masculinos e 26 óbitos femininos entre 70 e os 79 anos e 100 masculinos com mais de 80 anos. Até à data 99 mulheres com mais de 80 anos faleceram devido ao novo coronavírus.
Direção Geral de Saúde revela que atualmente existem 6.706 casos registados no Norte, 1.521 no Centro, 3.070 em Lisboa, 229 no Algarve, 68 casos na Região Autónoma dos Açores, 52 na Região Autónoma da Madeira e 84 casos no Alentejo.
Existem 1.099 internados, dos quais 270 estão em Unidades e Cuidados Intensivos e os casos recuperados aumentaram para 140.
Lisboa é o concelho com mais casos confirmados, totalizando 699. Seguem-lhe o Porto com 689 casos, Vila Nova de Gaia com 518 e Gondomar com 489 infetados. Maia tem 444 casos, Matosinhos com 400, Valongo com 364, Braga com 358 infetados, Sintra com 278 e Ovar com 224.
Almada e Seixal, com 125 e 102 doentes infetados são os casos mais preocupantes do distrito. Barreiro, Setúbal,  Moita  e Montijo são uma segunda linha de infecção do distrito. No total, estes concelhos há 147 pessoas com o coronavirus. Sesimbra, Palmela e Alcochete são, a julgar pelos casos, os concelhos onde a pandemia menos alastra. 
A sul do distrito, no litoral alentejano, os números não são "uma ciência exata", sobretudo em Grândola onde a Direção-Geral de Saúde aponta três casos e a autarquia local reporta 10. Em Santiago do Cacém há sete doentes e três em Sines. Alcácer do Sal, segundo alguns jornais locais, regista duas pessoas com teste positivo à covid-19. 
As estatísticas da Direção-Geral de Saúde, que incluem 164 concelhos do país com três ou mais casos de contaminação. 
Entretanto, face à aproximação da Páscoa, as autoridades lembram que, entre os dias 9 e 13, será proibido circular fora do concelho de residência. As ações da PSP e GNR, que vão movimentar um total de 40 mil efetivos, vão incidir em todas as estradas do país.
A chegada de material de proteção e ajuda para combater a pandemia continua a acontecer quase diariamente. Depois de ontem terem sido entregues em Lisboa, provenientes da China, 144 ventiladores, esperam-se esta semana e na próxima mais um milhar dos mesmos aparelhos.

Agência de Notícias

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010