Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Mundo de olho nas boas práticas da Bela Vista, Setúbal

Hoje “há um grande orgulho em ser do bairro”

Uma comitiva da Associação Internacional das Cidades Educadoras visitou na manhã desta quarta-feira, o Bairro da Bela Vista para conhecer melhor esta zona de Setúbal, onde decorre um projeto municipal ao qual atribuiu um prémio de boas práticas. O Nosso Bairro, Nossa Cidade, programa municipal distinguido com o Prémio Cidades Educadoras 2018, mudou radicalmente o território constituído por Bela Vista, Forte da Bela Vista, Alameda das Palmeiras, Manteigadas e Quinta de Santo António. O prémio “Boas Práticas” da Associação Internacional das Cidades Educadoras, para o qual concorreram 62 candidaturas, de 49 cidades, 12 países e três continentes, veio reforçar ainda mais o "bom trabalho" que se faz nesses bairros sociais da cidade. 
Comunidade internacional visitou o bairro


“Hoje, aqui, percebi o alcance e o peso deste programa. Estou bastante emocionada. Parabéns a cada um de vocês”, felicitou a secretária-geral da Associação Internacional das Cidades Educadoras, Marina Canals, perante um auditório com alguns dos rostos que colaboram e se envolvem, todos os dias, nesta ação inédita a nível nacional e europeu.
A visita da manhã de dia 4, com a participação de Joan Manuel del Pozo, professor da Universidade de Girona, Espanha, e antigo autarca, e de Angélica Sátiro, da Universidade de Barcelona, foi dinamizada no âmbito de um seminário para aferir o envolvimento do município com os princípios das Cidades Educadoras e os resultados alcançados.
O prémio “Boas Práticas” da Associação Internacional das Cidades Educadoras, para o qual concorreram 62 candidaturas, de 49 cidades, 12 países e três continentes, veio reforçar o Nosso Bairro, Nossa Cidade, criado em 2012, como um exemplo para a educação cidadã através da participação, resultado da iniciativa do município e do trabalho diário dos moradores.
Com os moradores a ter “um poder real” em todas as ações, acredita o vereador da Câmara Municipal de Setúbal responsável pelo projeto, Carlos Rabaçal, este território encontrou no trabalho comunitário uma alavanca para a melhoria do espaço público.
“Há uns anos, as pessoas tinham medo de vir cá e as crianças ficavam na rua durante as férias escolares”, partilhou Aline Martinho dos Santos, da Associação de Moradores Renascer do Forte.
Agora, todos dispõem de uma ação de ocupação de tempos livres durante o período de interrupção letiva da Páscoa, Natal e verão.
“Há um grande orgulho em ser do bairro”, sublinhou a jovem moradora do Forte da Bela Vista, constituído por blocos azuis, da cor do vizinho Sado.
“O programa inclui todas as gerações e grupos sociais. É o caso da Aline, que hoje é estudante universitária mas começou connosco nas Férias do Bairro. Era mais nova”, complementa o vereador Carlos Rabaçal.
O autarca reforçou que os cidadãos são os pilares da construção e do desenvolvimento deste programa municipal. “As instituições não mandam. Inserem-se no processo de discussão, avaliação e análise dos projetos. Dão a sua opinião e intervêm de acordo com a decisão dos moradores”.
A visita serviu para os residentes testemunharem o trabalho já realizado em várias áreas de atuação, do ambiente à cultura, da requalificação urbana a ações de cidadania e saúde, entre outras.
Durante o encontro, um vídeo, narrado pelo artista setubalense Toy, passou em revista alguns dos momentos altos do programa ao longo de sete anos, como obras de requalificação no edificado, as ações Férias no Bairro, as festas comunitárias, os diversos ateliers dinamizados e a galeria a céu aberto de graffiti patente na Alameda das Palmeiras.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal 
www.adn-agenciadenoticias.com

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010