Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Montijo quer mais respostas sociais e solidariedade

Prioridades sociais apresentadas em Fórum Social esta semana

No dia 3 de Dezembro teve lugar a apresentação, no Fórum Social, do Diagnóstico Social do Montijo e do Plano de Desenvolvimento Social e de Saúde da Rede Social do Montijo para o biénio 2020-2022, que decorreu na Quinta do Saldanha. Recorde-se que o Diagnóstico Social do Montijo resulta da monitorização e avaliação da realidade social do todo o Concelho e servirá, também, para fundamentar candidaturas a programas de financiamento nas áreas e domínios identificados como prioritários. A autarquia quer mais "solidariedade" e que as "respostas sociais desta cidade façam parte do movimento contra o esquecimento e, sobretudo, contra a hipocrisia", afirmou Nuno Canta, presidente da autarquia montijense. 
Construir uma cidade mais solidaria e humanista 


O presidente da Câmara do Montijo sublinhou a importância da apresentação dos dois documentos chave para garantir uma estratégia, em parceria, na área social. “Não é aceitável que, perante a complexidade e o dramatismo dos problemas sociais contemporâneos, os valores da fraternidade continuem a ser negados por muitos. É preciso unir forças, despertar consciências e usar criatividade humana para responder aos desafios da dignidade da vida humana", disse Nuno Canta.
O autarca quer fazer de tudo para que "a solidariedade com o nosso semelhante e as respostas sociais desta cidade façam parte do movimento contra o esquecimento e, sobretudo, contra a hipocrisia", afirmou Nuno Canta.
A apresentação do plano esteve a cargo de Rui Godinho, investigador do Instituto de Estudos Sociais e Económicos. O encontro contou também com a presença de Natividade Coelho, diretora do Centro Distrital de Setúbal da Segurança Social e Coordenadora da Plataforma Supraconcelhia da Península de Setúbal e Ricardo Bernardes, vereador da Câmara do Montijo, responsável pelo pelouro de Desenvolvimento Social e Promoção da Saúde.
“Do ponto de vista do funcionamento e das metodologias de atuação assume se, como prioridade, a importância do diagnóstico dos problemas e da inventariação dos recursos disponíveis como forma de planificar as estratégias e as metodologias de intervenção. Daí a centralidade dos planos de desenvolvimento social como o que hoje apresentamos” afirmou Ricardo Bernardes.
“Planear para agir. Agir em parceria, estes foram e são os lemas que orientam a nossa atuação estratégica e a nossa visão de rede social” aludiu o autarca.
O Fórum contou com a apresentação e dinamização de Workshops (reflexão e Partilha) subordinados aos temas Saúde, Escola e Família e Migrantes dinamizados, respetivamente, por Miguel Lemos, diretor executivo do ACES Arco ribeirinho, Paula Póvoa, diretora do Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra e Ana Cardoso, do Centro de Estudos Sociais para a Intervenção Social.
Por sua vez o novo Plano de Desenvolvimento Social e de Saúde da Rede Social do Montijo, resulta da atualização do Diagnóstico Social, tendo como primordial objetivo desenvolver processos de concertação à escala concelhia, reforçando os mecanismos de articulação da Rede Social.

Agência de Notícias com Câmara do Montijo 
www.adn-agenciadenoticias.com

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010