Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Ministra anuncia novos médicos no hospital de Almada

Governo estima que vagas para pediatria no Garcia de Orta permitam retomar normalidade

Marta Temido estimou que o número de vagas atribuídas para recém-especialistas em pediatria ao Hospital Garcia de Orta permitirá retomar a urgência em plena capacidade. O concurso de colocação de recém-especialistas da segunda época deste ano será aberto esta semana, anunciou a ministra, que garantiu que o Garcia de Orta terá vagas “suficientes para a reabertura do serviço de urgência [pediátrica] em plena capacidade”. Porém a ministra da saúde diz que não pode avançar com uma data específica para a reabertura plena do serviço de urgência de pediatria do hospital de Almada que está a comemorar os 28 anos de vida.  
Abertura da urgência pediatra ainda sem data 


“Ainda esta semana iremos abrir o concurso para a colocação de médicos recém-especialistas da segunda época de 2019 e o que estou a dizer é que iremos dotar o Garcia de Orta, na área da pediatria, com um número de vagas suficientes para a reabertura do serviço de urgência em plena capacidade”, afirmou Marta Temido, em declarações aos jornalistas.
A governante falava no Hospital Garcia de Orta, em Almada, que comemorou nesta terça-feira, os seus 28 anos, apesar das dificuldades que tem passado nos últimos meses, nomeadamente o encerramento diário da urgência pediátrica, entre as 20 e as oito da manhã, por falta de especialistas.
Segundo Marta Temido, para fazer face a esta situação já foram contratadas duas recém-especialistas, uma das quais iniciou funções este mês, enquanto a outra o fará em Janeiro do próximo ano.
A falta de pediatras já afeta o Hospital Garcia de Orta há mais de um ano, quando saíram 13 profissionais, e, segundo o Sindicato dos Médicos da Zona Sul, nem o lançamento de concursos foi suficiente para colmatar a carência porque "ninguém concorreu".

Os bons exemplos do Garcia de Orta 
"É nos momentos difíceis que o SNS mostra a sua força", disse a Ministra da Saúde, lembrando e enaltecendo a parceria do Garcia de Orta com o Centro Hospitalar de Setúbal, o Centro Hospitalar Barreiro-Montijo, o Agrupamento de Centros de Saúde Almada– Seixal e Arco Ribeirinho "na articulação essencial para uma maior proximidade e eficiência". 
Das quase três décadas de prestação de cuidados diferenciados, a governante destacou o centro de desenvolvimento da criança e o projeto de Hospitalização Domiciliária, como exemplos da qualidade assistencial do Hospital Garcia de Orta. "O Hospital Garcia de Orta é sem dúvida um exemplo daquilo que de melhor se consegue fazer no Serviço Nacional de Saúde (SNS)", enalteceu.
Também participaram na cerimónia o presidente do Conselho de Administração, Luís Amaro, bem como a presidente da Câmara de Almada, Inês de Medeiros, que assegurou, na sua intervenção que "o Hospital Garcia de Orta é um motivo de segurança e proteção no acesso ao direito à saúde".
Recorda-se que o Hospital Garcia de Orta iniciou a sua atividade em Setembro de 1991, em substituição do antigo Hospital da Misericórdia de Almada/Hospital Distrital de Almada que entretanto deixara de conseguir dar resposta a uma população cada vez mais crescente da península de Setúbal e que assegurava apenas cuidados hospitalares básicos.

Agência de Notícias com Lusa 
www.adn-agenciadenoticias.com

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010