Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 13 de maio de 2019

Homem detido na Moita por violência doméstica

Prisão preventiva para homem que batia nas filhas menores e torturava mulher 

O tribunal do Barreiro sentenciou um homem de 39 anos, residente no concelho da Moita, detido por violência doméstica contra a companheira e as duas filhas menores, a prisão preventiva. “O suspeito exercia violência psicológica, física e económica sobre a sua companheira e violência física sobre as suas filhas de três e 12 anos”, indica a GNR. A prisão preventiva é a medida de coação mais grave.
Homem é suspeito de violência sobre as filhas e mulher 

Um homem de 39 anos foi detido pela GNR, no concelho de Moita (Setúbal), por violência doméstica contra a companheira e as duas filhas menores, tendo o tribunal decretado a sua prisão preventiva.
O Comando Territorial de Setúbal da GNR, em comunicado, explicou que o homem, detido na sexta-feira, foi presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal do Barreiro, que lhe aplicou a medida de coação mais grave, a prisão preventiva.
"No âmbito de um processo de violência doméstica", os militares do Posto Territorial de Moita "deram cumprimento a um mandado, resultando na detenção do indivíduo", pode ler-se no comunicado.
Segundo a GNR, no âmbito desse mesmo processo, "o suspeito exercia violência psicológica, física e económica sobre a vítima, a sua companheira de 30 anos, e violência física sobre as suas filhas menores, com três e 12 anos".
Antes de ser detido esta sexta-feira, o homem já se encontrava "sujeito às medidas de coação de afastamento das vítimas e da residência, as quais não foram cumpridas, continuando com as ameaças e as agressões".

Agência de Notícias com Lusa 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010