Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 21 de maio de 2019

Festival de Música envolve 1500 jovens em Setúbal

Cantora de jazz Beatriz Nunes abre Festival de Música 

Artistas nacionais e internacionais conceituados partilham o palco com mais de 1500 crianças e jovens, entre 23 e 26 de Maio, na nona edição do Festival da Música de Setúbal, com eventos em diversos locais do concelho. A cantora de jazz Beatriz Nunes, o maestro Paulo Lourenço, a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Clarence Adoo, John Kenny e Merit Ariane integram o cartaz deste ano do Festival de Música de Setúbal, apresentado esta quarta-feira no Museu do Trabalho Michel Giacometti, local onde se realiza um dos espetáculos do evento. “Casa”, à semelhança do ano passado, é o tema da nona edição do certame, organizado pela Associação Festival de Música de Setúbal, em parceria com a Câmara de Setúbal e The Helen Hamlyn Trust e apoio da Antena 1 e 2 e da Caetano Drive.
Festival foi apresentado esta quarta-feira 

A cantora de jazz Beatriz Nunes abre a 9.ª edição do Festival de Música de Setúbal, no dia 23 de Maio, num espetáculo conjunto com músicos do Conservatório Regional de Setúbal e Coral Infantil de Setúbal, foi anunciado esta quarta-feira. Apresentada como uma cantora versátil na música ligeira, no canto lírico e no jazz, onde é mais conhecida, Beatriz Nunes abre aquele que é considerado um dos festivais de música mais inclusivos, no concerto que tem início às 21 horas do dia 23 de Maio (quinta-feira), no Fórum Luísa Todi.
"Começámos há nove anos, com esse princípio de promover a inclusão social", disse o diretor do Festival de Setúbal, Ian Ritchie, na conferência de imprensa de apresentação da 9.ª edição, que decorre de 23 a 27 de Maio, na cidade de Setúbal.
Ian Ritchie destacou também o trabalho realizado por alguns alunos que participaram na recolha de memórias junto de instituições de apoio à terceira idade, em Setúbal e Azeitão, que permitiram criar novas canções, convicto de que esse esforço irá proporcionar "momentos comoventes e memoráveis".
Na tradição estabelecida por anteriores edições, o Festival de Música de Setúbal, este ano, uma vez mais, inspirado no tema "Home", vai contar com a presença de músicos e artistas reconhecidos a nível internacional, que vão partilhar o palco com jovens da região.
As participações do maestro Paulo Lourenço, da Orquestra Sinfónica Portuguesa, com a maestrina Joana Carneiro, da Camerata do Festival, dirigida por André Gaio Pereira, vencedor do Prémio Jovens Músicos 2017, do trombonista John Kenny e do trompetista Torbjorn Hultmark, bem como da cantora e compositora Merit Ariane e do Ensemble Juvenil de Setúbal, são outros pontos altos do festival que este ano deverá mobilizar mais de 1.500 crianças e jovens de todo o concelho de Setúbal.
Nesta 9.ª edição, a organização destaca também a realização do segundo Simpósio Internacional de Música, Saúde e Bem-Estar, agora alargado a dois dias de apresentações e conversas com especialistas nacionais e internacionais.
Na conferência de imprensa de apresentação do Festival de Música de Setúbal, realizada no Museu do Trabalho Michel Giacometti, a presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, sublinhou o envolvimento de dezenas de estabelecimentos de ensino e instituições de todo o concelho, e admitiu que o orçamento para a edição deste ano poderá ultrapassar os 200 mil euros, contabilizando todo o apoio logístico e o envolvimento de diversos departamentos camarários.
“Há nove anos era altamente improvável ver, por exemplo, a Academia de Música e Belas-Artes Luísa Todi a partilhar o palco com o Rumo ao Sucesso. Este festival mostra que não há limites e que todos podem fazer música”, lembra Maria das Dores Meira.
A autarca reafirma o caráter único do Festival de Música de Setúbal, evento repleto de “significados e estados de espírito”, que se traduz numa “mostra de músicos e de músicas em que se evitam os sons que, por vezes, poluem os nossos quotidianos”.
Maria das Dores Meira salientou ainda que, além do apoio do município, o Festival de Música de Setúbal conta também com apoios financeiros da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação The Helen Hamlyn Trust.
O Festival de Música de Setúbal mantém como principal linha o princípio que serviu de predicado à sua génese, em 2010, o de contar com o envolvimento da comunidade local, desde o movimento associativo, escolas, estabelecimentos de ensino musicais e pessoas portadoras de deficiência, na participação artística ativa nos espetáculos do programa, muitos deles em estreita parceria com músicos profissionais e consagrados.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010