Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Montijo discutiu tráfico de seres humanos

Pegões recebeu 400 novos pedidos de residentes estrangeiros 

No dia 19 de Outubro teve lugar na Galeria Municipal do Montijo uma sessão de sensibilização no âmbito das comemorações do Dia Europeu de Combate ao Tráfico de Seres Humanos.  O evento foi organizado pelo Centro Local de Apoio À Integração do Imigrante, em colaboração com a Associação para o Planeamento da Família - Equipa Multidisciplinar Especializada para Assistência a Vítimas de Tráfico. De acordo com a autarquia, o concelho continua a ser " um território de grande atratividade para imigrantes", sobretudo na freguesia de Pegões que, em 2017, recebeu o pedido de 400 pedidos de residência.  
Combate ao tráfico humano assinalado no Montijo 

“Continuamos a ser um território de grande atratividade para imigrantes. Neste momento, não tanto na área urbana, temos uma comunidade imigrante na área rural do concelho, nomeadamente em Pegões onde o ano passado 400 pessoas pediram atestado de residência numa comunidade de pouco mais de três mil pessoas é significativo” informou presidente da Câmara do Montijo, Nuno Canta.
O autarca sublinhou que “o nosso Centro Local de Apoio À Integração do Imigrante e a Associação para o Planeamento da Família têm desempenhado um papel determinante no combate ao trafico de seres humanos colocando esta problemática como uma questão de violação dos direitos humanos e por outro lado mobilizando a comunidade, como é exemplo este encontro para combate, também, aos estigmas sociais”.
“A Organização Mundial do Trabalho estimou, em 2013, houvesse 21 milhões de mártires de trabalho forçado e exploração extrema. A Unicef estima 1,2 milhões destas vitimas, por ano, são crianças” afirmou a psicóloga social Sara Nasi, da Equipa Multidisciplinar Especializada para Assistência a Vítimas de Tráfico, em Lisboa.
Sara Nasi referiu que o trafico de seres humanos “tem a ver com a dignidade humana e é uma questão de desigualdade social. Um problema político e global”.
Esta ação permitiu contextualizar e promover o aumento do conhecimento sobre o tráfico de seres humanos, bem como, capacitar os presentes para a identificação de indícios ou indicadores para a sinalização de presumíveis vítimas e aumentar o conhecimento dos mecanismos de referência nacional, parceiros e estratégias para o eficaz trabalho em rede no combate a este crime.

Agência de Notícias com Câmara do Montijo

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010