Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Instituto Politécnico de Setúbal qualificou distrito

Secretária de Estado lembra contributo do IPS para a “transformação do distrito de Setúbal”

“Hoje é um dia para lembrar como seria tão diferente a vida deste território se o Politécnico de Setúbal não existisse, a história da transformação de Setúbal é também a história do Instituto Politécnico de Setúbal, afirmou a secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo, que presidiu à sessão solene comemorativa do dia do Instituto Politécnico de Setúbal, este ano realizada na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro. A instituição, que assinalou simultaneamente a abertura do novo ano académico, bem como o arranque das comemorações dos 40 anos da instituição de ensino superior, a governante aproveitou para manifestar a sua “homenagem e gratidão” ao conjunto dos politécnicos portugueses, pelo seu trabalho em prol da “coesão territorial e social”, dando especial ênfase ao Politécnico de Setúbal, cujo desempenho na área da formação de jovens tem sido “verdadeiramente impressionante”. 
IPS comemora este ano o 40º aniversário 

Isto num contexto geográfico, assinalou Maria Fernanda Rollo, em que continua ainda a ser “muito recorrente a não prossecução de estudos no ensino superior”, à semelhança do que sucede no todo nacional, com dois terços dos jovens a optar por não ir mais longe na sua formação.
“Esta é seguramente a cruzada mais difícil que nós temos que enfrentar no futuro. Neste momento, não estamos a formar os recursos suficientes para pôr o nosso país a funcionar”, alertou a governante.
Maria Fernanda Rollo lembrou ainda duas outras missões, fruto do avanço dos tempos e da revolução que está a ocorrer no mercado de trabalho, na era do digital, que o  Instituto Politécnico de Setúbal tem sabido desempenhar. Por um lado, a formação ao longo da vida, “em cumplicidade com o tecido produtivo da região” e, por outro, a sustentabilidade do território envolvente, área em que o Instituto Politécnico de Setúbal se tem revelado, “não só exemplar, como também inspirador”. “Veja-se a forma como acolheu os seus alunos, através da ação que desempenhou muito recentemente, de recolha de lixo no estuário do Sado”, lembrou.
Na sua intervenção, o presidente do Instituto Politécnico de Setúbal, Pedro Dominguinhos, assinalou um arranque de ano letivo marcado pelo “crescimento sustentado do número de novos estudantes” em todos os ciclos de formação, dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais aos mestrados, e também por uma “maior atratividade internacional, com o maior número de estudantes incoming alguma vez atingido”, num total de 144. É também uma boa notícia, acrescentou, o “número significativo de titulares de Cursos Técnicos Superiores Profissionais que ingressaram em licenciaturas”, potenciando a entrada no ensino superior a muitos estudantes vindos do ensino profissional e “promovendo, desta forma, a justiça e a equidade social”.

Os 40 anos do Politécnico de Setúbal
Quanto ao programa comemorativo dos 40 anos do Politécnico de Setúbal, que vai prolongar-se até Outubro de 2019 e que terá uma marca própria, apresentada na ocasião, o responsável sublinhou o seu propósito de “reflexão sobre nós próprios enquanto instituição, que é mais do que a soma das suas cinco escolas” e de partilha com a comunidade envolvente.
Entre as iniciativas previstas, contam-se um congresso, um roteiro por todos os concelhos do distrito de Setúbal, atividades desportivas, a publicação de um livro, um concurso e uma exposição de fotografia, uma semana internacional, e ainda concertos, teatro, ciclos de conferências e ações de desenvolvimento organizacional.
Além das intervenções das presidentes do Conselho Geral do  Politécnico de Setúbal, Paula Ferreira, e da Associação Académica, Inês Silva, a cerimónia do Dia do Instituto Politécnico de Setúbal contou ainda com um momento de reconhecimento institucional com a entrega de medalhas aos trabalhadores docentes e não docentes que completam 20 anos ao serviço da instituição, aos já aposentados, e aos novos doutorados e professores especialistas.
Foram igualmente atribuídas distinções de mérito académico aos estudantes e diplomados com melhor desempenho e ainda os prémios Poliempreende e Carreira alumniIPS, que este ano ficou nas mãos do diplomado Hugo Silva (Engenharia Informática), cujo trabalho inovador na área do processamento de sinais fisiológicos tem granjeado reconhecimento mundial.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010