Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 10 de abril de 2018

Um morto e dois desaparecidos no Meco

Todas as vítimas são de nacionalidade austríaca 

Três praticantes de parapente sentiram-se esta segunda-feira "em dificuldades" junto à praia do Meco, em Sesimbra. Um deles morreu e dois estão desaparecidos. São todos turistas austríacos. A vítima mortal é um homem de 45 anos. Duas pessoas ainda estão desaparecidas. "Alegadamente, o grupo, constituído por dois homens e uma mulher, estava a praticar parapente e dois dos praticantes já tinham concluído a descida quando o terceiro elemento do grupo, uma senhora, caiu dentro de água", esclarece a Autoridade Marítima Nacional em comunicado. O capitão do porto de Setúbal, Luís Lavrador, explicou à SIC que as operações de resgate estão a ser dificultadas devido às condições do mar que permanece muito agitado.
Acidente ocorreu na manhã de segunda-feira no Meco, em Sesimbra 

As autoridades continuam à procura de duas das três pessoas que desapareceram esta segunda-feira na praia do Meco. Um parapente foi avistado, mas as condições do mar não permitiram dar continuidade às buscas, que deverão ser retomadas esta manhã. 
Em declarações à SIC Notícias, o comandante do porto de Setúbal, Luís Lavrador, explicou que o helicóptero da força aérea conseguiu "avistar uma rede pertencente ao parapente e muito provavelmente um ou mesmo os dois corpos".
No entanto, o helicóptero não conseguiu aproximar-se do parapente devido às condições do mar. O mesmo aconteceu com as embarcações de resgate.
As buscas foram interrompidas e são retomadas esta terça-feira de manhã, assim que o sol nascer, explicou o comandante.
A vítima mortal é um homem de 45 anos, disse fonte do INEM, que foi resgatado em paragem cardiorrespiratória e que ainda foi sujeito a manobras de reanimação, mas não sobreviveu.
As vítimas são turistas austríacos que praticavam parapente, segundo comunicado da Autoridade Marítima Nacional. "Alegadamente, o grupo, constituído por dois homens e uma mulher, estavam a praticar parapente e dois dos praticantes já tinham concluído a descida quando o terceiro elemento do grupo, uma senhora, caiu dentro de água. Os dois elementos tentaram de pronto socorrer a senhora, tendo eles também acabado por ser envolvidos no acidente", esclarece o comunicado.
Luís Lavrador, capitão do porto de Setúbal, referiu à Lusa que, tal como a vítima mortal do acidente, os dois desaparecidos - um homem e uma mulher, ambos com cerca de 30 anos, também de nacionalidade austríaca - integravam um grupo que se deslocou a Portugal para a prática da modalidade.
O alerta chegou às 11h51 de ontem e no local encontravam-se, para além das embarcações da Polícia Marítima, do Instituto de Socorros a Náufragos e da moto4, também do Instituto de Socorros a Náufragos, uma viatura dos Bombeiros Voluntários de Sesimbra, três ambulâncias, uma viatura médica do INEM e uma aeronave EH-101 da Força Aérea Portuguesa. 
No local esteve também um psicólogo do INEM.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010