Dá um Gosto ao ADN

domingo, 22 de abril de 2018

Idosa assassinada em Pinhal Novo supostamente pelo filho

Autoridades relatam "muita violência" no homicídio de idosa

Uma mulher de 86 anos foi este domingo assassinada em Pinhal Novo, no concelho de Palmela, alegadamente pelo filho disse à agência Lusa fonte da GNR. O alegado homicida foi detido pelas autoridades e entregue à Polícia Judiciária (PJ) de Setúbal, indicou a fonte. “A vítima apresentava [ter sofrido] alguma violência”, disse a fonte, alegando desconhecer, para já, as circunstâncias do crime, ocorrido numa residência em Pinhal Novo. O casal residia no local à cerca de um ano e o filho só há pouco tempo era visto na casa. O homicídio ocorreu na residência da idosa, na rua Afonso de Albuquerque. De acordo com informações recolhidas, o filho terá espancado a mãe até esta perder consciência e falecer, com as autoridades a relatarem um cenário de "grande violência".
O crime ocorreu no número 43 da rua Afonso de Albuquerque

Fontes policiais contactadas pela agência Lusa relataram que terá ocorrido uma "morte muito violenta", na casa da vítima, mas que ainda é prematuro apontar em concreto as circunstâncias do homicídio e a forma da agressão.
O principal suspeito é um filho, segundo a GNR de Setúbal, que está à guarda da Polícia Judiciária (PJ) de Setúbal, encarregada da investigação, e que esteve no local do crime quando hoje foi dado o alerta e feita a detenção.
De acordo com as mesmas fontes, o crime terá sido perpetrado no sábado ou durante a última noite, horas antes do alerta, que foi dado hoje, por volta da hora de almoço, na rua Afonso de Albuquerque, em Pinhal Novo.
O cadáver da vítima foi transportado para a morgue do Hospital de São Bernardo, em Setúbal, onde será autopsiado.
Segundo testemunhas no local, o crime aconteceu durante a noite e só foi descoberto, este domingo, de manhã quando as funcionárias da instituição que prestavam cuidados ao casal chegaram ao apartamento. A mulher vivia naquele local, há cerca de um ano, com o marido que tem problemas de mobilidade. O filho, dizem ainda as testemunhas, não era presença assídua na casa dos país.
O autor do crime foi detido pelas autoridades.
No local estiveram 10 operacionais apoiados por cinco veículos.

Agência de Notícias com Lusa 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010