Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Homem terá matado pais com dezenas de facadas no Barreiro

Suspeito de matar pais à facada "sem indicação de quando terá alta"

O homem com cerca de 40 anos é o único suspeito de ter assassinado os pais à facada num prédio no Barreiro e está no hospital "sem indicação de quando terá alta", disse hoje à Lusa fonte policial. "Está no hospital, controlado pela polícia, mas não existe indicação de quando terá alta", admitindo a hipótese de o crime não ter sido cometido no dia de hoje. Segundo os Bombeiros de Salvação Pública do Barreiro, o alerta foi dado às 13h35 e, quando os elementos da corporação chegaram ao local as duas vítimas, um homem de 75 anos e a mulher, de 70, já não apresentavam sinais de vida. O suspeito, filho do casal, também apresentava alguns ferimentos e foi acompanhado ao hospital do Barreiro por elementos da PSP.
Filho é suspeito de matar os pais em casa, no Barreiro 

Um homem, que será toxicodependente, terá matado os pais com dezenas de facadas na residência destes no Barreiro.  O duplo homicídio terá acontecido na quinta-feira, mas o suspeito terá ficado em casa com os pais mortos até esta sexta-feira à hora de almoço, altura em que se terá tentado suicidar, contam alguns jornais.
O suspeito terá agido num quadro de fúria depois da recusa dos pais em lhe dar dinheiro para comprar droga. 
A PSP, a primeira polícia a chegar ao local dos crimes, confirma a ocorrência deste duplo homicídio, adiantando apenas que o filho do casal que perdeu a vida é o principal suspeito. A Polícia Judiciária está agora a investigar o caso.
O comandante dos Bombeiros Voluntários do Barreiro, José Figueiredo, explicou que recebeu um alerta da PSP pelas 13h45 para uma residência no Barreiro, tendo enviado uma ambulância para o local. "Quando chegámos lá deparamo-nos com duas vítimas, uma feminina de 70 anos e uma masculina de 75 anos, que terão sido agredidas com arma branca", afirma, completando que nenhum dos dois apresentava sinais vitais.

PJ de Setúbal investiga duplo homicídio 
O crime ocorreu num prédio na Avenida do Movimento das Forças Armadas, na freguesia do Alto do Seixalinho, concelho do Barreiro.
Fonte policial confirmou que as duas vítimas foram mortas com recurso a uma faca.
"Foi o irmão do homem que morreu que deu o alerta. Tentou contactar o irmão e não conseguiu, como sabia da existência de problemas, contactou a PSP, que descobriu todo aquele cenário", acrescentou.
A mesma fonte referiu que o crime poderá estar relacionado com um quadro de toxicodependência do suspeito, mas explicou que apenas a investigação vai permitir apurar todos os dados relacionados com o caso.
Fonte oficial do Instituto Nacional de Emergência Médica refere que o suspeito terá sido conduzido ao hospital devido a uma tentativa de suicídio, recusando-se a unidade hospitalar a dar informações sobre o estado de saúde do homem. Os profissionais da Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Barreiro também estiveram no local e verificaram o óbito do casal. "O INEM também mandou para o local um psicólogo que ainda se encontra a prestar assistência aos familiares das vítimas", diz o INEM.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010