Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Campo de râguebi avança na Algodeia, em Setúbal

“Encontramos em Setúbal uma segunda casa para as seleções de râguebi”

A primeira pedra do futuro campo do Club de Rugby de Setúbal foi lançada no dia 24, na zona norte da Algodeia. Durante a cerimónia, em que participaram a presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira, a vice-presidente da Federação Portuguesa de Rugby, Marta Ferreira, e o presidente do Club de Rugby de Setúbal, João Terlim, foram também apresentados os planos das futuras instalações desportivas destinadas em exclusivo à modalidade. “A construção de um campo para o Club de Rugby será, com toda a certeza, um poderoso e decisivo incentivo para o reforço da prática desta modalidade no concelho de Setúbal”, frisou Maria das Dores Meira na cerimónia, à qual assistiram os vereadores Pedro Pina e Eugénia Silveira, assim como vários atletas da coletividade sadina.
Setúbal irá ter campo de râguebi em Julho 

A autarca sublinhou o empenho e esforço do clube setubalense em tornar o projeto uma realidade, que contou com o apoio da Câmara Municipal na cedência do terreno, avaliado em cerca de 197 mil euros, para a implantação do campo desportivo.
“Diria que é um investimento de 197 mil euros na formação desportiva dos nossos jovens, na formação de novos homens e mulheres mais saudáveis e capazes de enfrentar o futuro com mais força e alegria”, sublinhou Maria das Dores Meira.
João Terlim, que agradeceu o apoio dado pela autarquia, assim como o proveniente de outras entidades, como a própria Federação Portuguesa de Rugby, adiantou que está previsto ter máquinas no terreno ainda em fevereiro.
O dirigente desportivo endereçou, ainda, um agradecimento especial à presidente da Câmara Municipal, “pela visão que tem do desporto”.
O reconhecimento coletivo da forma como o desporto, em geral, e o râguebi, em particular, tem sido alvo de política acertada pela Câmara sadina foi também transmitido pela representante da Federação Portuguesa de Rugby.
Marta Ferreira representou o presidente federativo por este se encontrar, no momento da cerimónia, em eventos relacionados com o jogo das seleções nacionais de Portugal e Suíça, realizado precisamente em Setúbal e que os “Lobos” acabariam por vencer a turma helvética por 31-17.
“Encontramos em Setúbal uma segunda casa para as seleções de râguebi”, afirmou Marta Ferreira, acrescentando que deseja que a modalidade “esteja à altura de Setúbal e das suas gentes”.

Campo será inaugurado em Julho 
A construção do futuro campo de râguebi setubalense reveste-se de alguma complexidade por se encontrar numa futura bacia de retenção de águas pluviais, após a profunda requalificação de que vai beneficiar pela Câmara de Setúbal, dando lugar a um novo parque urbano.
“O campo é um projeto muito difícil, extremamente complexo, só possível graças à dedicação e competência dos serviços municipais”, sublinhou João Terlim.
O projeto de construção das futuras infraestruturas de râguebi vai ser executado faseadamente, sendo que o dirigente desportivo conta estar “neste mesmo local em Julho para inaugurar o novo campo”, adiantou.
Essa inauguração corresponderá, precisamente, à primeira fase de construção do projeto, que inclui os trabalhos relacionados com a instalação do campo de jogos e de equipamento de apoio aos atletas, que, neste período, será de caráter provisório.
Só esta primeira fase está orçamentada em 100 mil euros, suportados integralmente pelo Club de Rugby de Setúbal, com o apoio de alguns mecenas.
O avanço nas obras de construção do campo de jogos será sincronizado e dependente do progresso da construção do futuro Parque Urbano da Várzea, espaço verde que receberá soluções de engenharia que vão evitar a sobrecarga do sistema de escoamento das águas pluviais e, assim, prevenir a ocorrência de cheias na Baixa da cidade.
Para a segunda fase do campo de râguebi está prevista a edificação de uma bancada para público, com lotação para 450 pessoas, assim como os balneários definitivos das infraestruturas desportivas.
O campo de jogos, destinado apenas à prática do râguebi, terá as medidas oficiais da modalidade e será elegível para acolher, inclusivamente, partidas de caráter internacional.
O Club de Rugby de Setúbal tem atualmente 120 atletas inscritos na modalidade.
A coletividade inclui, ainda, a Academia de Rugby de Setúbal, destinada à formação de praticantes mais novos, até aos 14 anos de idade.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010