Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Moinho de Maré da Mourisca reabriu renovado em Setúbal

Turismo de Natureza ganha espaço no Estuário do Sado 

O Moinho de Maré da Mourisca, na Reserva Natural do Estuário do Sado, em Setúbal, reabriu as portas ao público no dia 26, após uma intervenção que requalificou aquele centro de turismo de natureza. O edifício, um antigo moinho de maré com presumida origem no século XVII, funciona como espaço museológico e polo turístico, particularmente orientado para a vertente ambiental e, em especial, a observação de aves.
Moinho de Maré da Mourisca reabriu renovado 

O espaço está agora muito mais acolhedor, depois de ter sido redecorado e dotado com mais pontos de fruição para os visitantes, nomeadamente zonas de estar, de convívio e de degustação e compra de produtos regionais.
A presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira, sublinhou que o Moinho de Maré da Mourisca, “no âmbito da promoção de Setúbal nos certames internacionais, está sempre presente, graças às condições únicas que este espaço oferece à escala europeia para os circuitos pedestres e, especialmente, a observação de aves, mercado turístico em expansão”.
O Moinho de Maré, localizado na Herdade da Mourisca, é propriedade do ICNF – Instituto da Conservação da Natureza das Florestas e funciona atualmente em regime de cogestão com a Câmara de Setúbal.
“Um modelo próprio e exemplar de funcionamento, numa cogestão que tem sido, de facto, um modelo a seguir”, salientou Maria das Dores Meira.
Com esta parceria tem sido possível “desenvolver um vasto conjunto de atividades, como visitas e passeios, exposições temáticas, ações de formação, workshops e eventos nas áreas da edução e animação ambiental e do turismo de natureza”.
Sofia Castel-Branco, que representou o ICNF na cerimónia de reabertura, enalteceu, igualmente, os excelentes resultados da parceria com a autarquia e destacou “o espaço de eleição que é o Moinho de Maré da Mourisca”, concluindo que “todo o Município está de parabéns”.

Um "novo" Moinho de Maré 
Toda a intervenção de requalificação demorou menos de um mês a executar e acabou por transformar o Moinho de Maré quase por completo.
Pinturas, restauros e tratamento de madeiras foram algumas das ações englobadas na obra que capacitou o espaço para acolher, a partir deste momento, uma panóplia mais alargada de eventos e iniciativas.
O decorador setubalense João Maria, que idealizou a reformulação do espaço, salientou no final da cerimónia de reabertura a importância de “fazer as pessoas sonhar”, acrescentando que foi “um verdadeiro desafio tornar um espaço que já era excecional em algo ainda mais apelativo do ponto de vista turístico”. Objetivo que considera ter sido “alcançado”.
Uma nova zona de cafetaria, reaproveitamento da mezzanine, instalação de um passadiço de madeira, iluminado e decorado com esculturas de Pedro Marques, e beneficiações gerais, exteriores e interiores, em combinação harmoniosa de madeiras, pedra e argamassa, são mudanças que formam o renovado Moinho de Maré da Mourisca.
As alterações incluíram, ainda, a requalificação ambiental do próprio edifício, agora dotado uma unidade fotovoltaica, de autoconsumo, que converte energia solar em energia elétrica, além de novos sistemas de iluminação LED, com redução de cerca de 80 por cento no consumo energético.
A execução de todas estas intervenções contou com o apoio direto das juntas de freguesia do Sado e da Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra.

Mourisca em festa com sabor
Sabores do Sado estiveram à prova na Mourisca 
Muita animação e gastronomia preencheram mais uma edição da Festa do Moinho de Maré da Mourisca, a 17.ª, que decorreu este fim de semana, no Faralhão. O certame, dinamizado na Herdade da Mourisca, abriu as portas na sexta-feira para três dias de festa em torno da melhor gastronomia local, na qual se destacam as ostras do Estuário do Sado.
A festa voltou a promover concursos de gastronomia, licores e doçaria. Arroz de frutos do rio com camarão foi a proposta gastronómica vencedora, apresentada pela Associação de Solidariedade Social da Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra.
O licor de morango e a mousse de menta crocante, ambos da União Desportiva e Recreativa das Pontes, foram as sugestões que arrecadaram os primeiros prémios nos concursos de licores e doçaria.
Além dos petiscos e pitéus servidos com o tempero especial do Estuário do Sado e da muita música que passou pelo palco das festas, o certame incluiu ainda, no vasto programa de atividades, passeios pedestre e de BTT, exposições e outras iniciativas para que os visitantes desfrutem, como já é hábito, do melhor que a Reserva Natural tem para oferecer.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010