Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 5 de julho de 2016

Re-food vai apoiar famílias carenciadas em Setúbal

Movimento Re-food procura voluntários e parceiros em Setúbal 

O movimento comunitário Re-food, de combate à fome e ao desperdício alimentar, está a desenvolver esforços para instalar uma unidade no centro de Setúbal. O centro de operações, cuja localização está ainda em análise, será um dos 30 núcleos em formação no país a funcionar com equipas de voluntários, sendo que cada pessoa dedica apenas duas horas por semana capazes de alimentar várias pessoas carenciadas na cidade. O Re-food é um movimento sem fins lucrativos criado para reaproveitar excedentes alimentares com o intuito de alimentar quem mais precisa.
Movimento procura voluntários na cidade de Setúbal 

A Re-food, que conta com uma rede de cinco mil voluntários em todo o país, está a recrutar em Setúbal e por isso realizou no final do mês de Abril uma “reunião sementeira”, no auditório da Escola Secundária Sebastião da Gama, na qual estiveram presentes perto de 400 pessoas. Dessas, 300 inscreveram-se no movimento, assim como outros novos 60 gestores, responsáveis por cinco equipas que neste momento estão encarregues de desenvolver o trabalho da Re-food em Setúbal, cujo núcleo é coordenado por Marta Bravo e Mário Campos.
A organização está a analisar as fontes de alimentos possíveis (entre restaurantes, cafés, hotéis, supermercados e agricultores), as empresas e instituições parceiras, que instituições podem ser beneficiadas pela distribuição de alimentos e quais os pontos de recrutamento a promover.
Em Portugal, 2,6 milhões de pessoas vivem em risco de pobreza e exclusão social, sendo que destes mais de 640 mil serão crianças e jovens. Muitos deles situam-se nas grandes cidades, como Setúbal.

O que é o Movimento Re-food?
Re-food é um Movimento eco-humanitário, 100 por cento voluntário, efetuado por cidadãos e para cidadãos, a nível micro local, que tem como missão acabar com o desperdício de alimentos preparados e a insuficiência alimentar, aumentando a solidariedade comunitária. Cada Núcleo Re-food realiza a missão do Movimento na sua área geográfica através da criação e manutenção de uma "ponte humana" entre o excesso e a necessidade.
As pessoas são a essência do processo Re-food, doando uma pequena quantidade do seu tempo para o transformar em valor acrescentado para os outros. Os funcionários dos restaurantes investem alguns minutos na recolha dos seus excessos de comida em vez de a deitarem para o lixo. Os voluntários investem umas horas cada semana na sua recolha, preparação e distribuição. Cada pequeno investimento pessoal acrescenta um retorno significativo para todos.
O movimento Re-food gera um Impacto Social urgente e significativo, através dos 25 núcleos em pleno funcionamento, que apoiam diariamente mais que 2.620 pessoas, com o trabalho de 4.221 voluntários (apenas 2 horas por semana) que resgatam diariamente alimentos de mais de 973 de fontes – produzindo mais de 48 mil 132 refeições por mês.
O movimento eco-humanitário, como também se caracteriza, convoca assim todos os cidadãos voluntários e possíveis parceiros a assumir a gestão dos recursos da comunidade, neste caso em Setúbal, de forma a que todos tenham a comida de que necessitam. Mais informações podem ser obtidas junto dos contactos 917344523, reffod.setubal@gmail.com ou na página Re-food Setúbal no Facebook.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010