Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Mercado do Livramento transforma-se em Ópera

Dois cantores de ópera surpreenderam os clientes do mercado setubalense

Os clientes do Mercado do Livramento, em Setúbal, foram apanhados de surpresa por um espetáculo de ópera "espontâneo", que entretanto se já se tornou viral. Uma "vendedora" de legumes entoou, para espanto de todos, as primeiras notas de Funiculì, Funiculà, canção popular italiana da autoria de Giuseppe "Peppino" Turco, interrompendo a normalidade do mercado. Foi, de seguida, acompanhada por um outro cantor, com o qual cantou ainda Libiamo ne' lieti calici, um dos êxitos da ópera La Traviata de Giuseppe Verdi.“Esta é uma iniciativa que dá continuidade à estratégia municipal de conferir mais visibilidade ao Mercado do Livramento”, realçou Maria das Dores. Para festejar a entrada no ranking mundial dos mercados mais bonitos do mundo e os 140 anos de existência, a autarquia prepara uma mega caldeirada para os pescadores, comerciantes, críticos gourmet e convidados ilustres.
Ópera invadiu Livramento e surpreendeu clientes e operadores 

É mais conhecido no país pelas bancas de peixe - fresco e muito variado, todos os dias. Aí se vêm abastecer alguns dos melhores restaurantes de Setúbal, Lisboa, Almada e Cascais e muitos conhecedores locais. Dizem os que o frequentam que há espécies de peixe que só podem ser encontradas aí. Mas a notoriedade nacional tornou-se mundial depois de os críticos gastronómicos do jornal americano USA Today, terem incluído o Mercado do Livramento, em Setúbal, entre os melhores do mundo, lado a lado com o de Tóquio, no Japão, ou o de Brooklyn, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. 
O edifício centenário - completa 140 anos no dia 31 de Julho - é hoje frequentado por "fregueses" e por turistas. Citado nos guias, é já rota de paragem de muitas camionetas de turistas, que chegam para admirar não só a diversidade do pescado e dos produtos hortícolas ("aqui pode encontrar-se tudo"), mas também ervas aromáticas e produtos regionais da região de Setúbal:  desde vinho a mel, todos os tipos de pão e até algum artesanato.
Ao todo,  são mais de 300 operadores a trabalhar, ainda antes do nascer do sol, no mercado. Dados da autarquia sadina apontam para que cerca de 12 mil pessoas por semana visitem o espaço. Chegam, acima de tudo, para admirar e fotografar o painel de azulejos novecentista, com mais de cinco mil peças, restaurado recentemente.
Aliás, todo o mercado foi alvo de "obras de restruturação e requalificação, que não alteraram em nada a traça original, e dotaram o espaço de condições modernas e adequadas", explica Carla Guerreiro, vereadora das atividades económicas da Câmara de Setúbal. 

Ópera voltou à terra de Luísa Todi 
Por ser também um espaço de socialização, a câmara de Setúbal decidiu organizar uma surpresa aos munícipes e, num vídeo lançado na noite de domingo, 19, produzido por uma equipa interdisciplinar de 20 pessoas de vários pelouros - das cultura à economia - mostram uma flash mob, com instalação sonora, e o recurso a sete câmaras (algumas ocultas, disfarçadas entre as balanças do peixe, outras fixas, e algumas pequenas GoPro entre a multidão), e a cumplicidade de uns quantos comerciantes. Vestidos com os aventais do mercado do peixe e dos produtos hortícolas, saem de trás das bancas dois cantores líricos que aproveitam as condições acústicas do edifício com mezzanine e enchem o espaço com duas árias de ópera, provocando a surpresa dos que passavam e dos restantes comerciantes.
A música captou as atenções mas o deslumbramento chegou com as vozes de Marta Marques e de Pedro Rodrigues, ela a partir de uma banca de produtos hortofrutícolas, a trajar uma bata com a marca “Setúbal Terra de Peixe”, ele numa das bancas de peixe com um avental do Mercado do Livramento.
Juntos, interpretaram duas árias e interagiram com o público, momento que se repetiu por duas vezes ao longo da manhã. “É uma emoção estar no melhor mercado do mundo e constatar que a ópera também se pode fazer no Livramento”, realçou a presidente da autarquia, Maria das Dores Meira. Ou não fosse Setúbal a casa mãe de uma das maiores cantoras líricas de todos os tempos, Luísa Todi. O video pode ser visto na página de Facebook do município de Setúbal.

Mega caldeirada para assinalar os 140 anos do Livramento
Iniciativa abriu as comemorações dos 140 anos do mercado 
O mercado já foi visitado por várias cadeias televisivas do Japão e também do Brasil (rede Globo e Recorde). É dos raros grandes mercados no país que mantém a vocação original e não foi desvirtuados com soluções alternativas, como aconteceu com outros mercados pelo país a fora. 
Em Julho, mês do aniversário, prosseguem as ações de promoção e valorização, estando prevista, no dia 13, pelas 19 horas, a realização de uma mega caldeirada, confecionada pelos pescadores de Setúbal, só com produtos provindos do mercado, e servida a todos os operadores que aí trabalham, e convidados especiais, especialistas em gastronomia e vinhos, nacionais e estrangeiros.
Com estes eventos e esta aposta do mercado, a autarquia sadina considera que se inverte a tendência para a decadência que aconteceu em vários mercados em todo o país. O Mercado do Livramento, garante a autarquia, mantém uma vitalidade única no país. 
Em declarações há revista Visão, fonte da Câmara de Setúbal diz que "muitos outros municípios já vieram estudar o processo de requalificação e o empenho desta câmara mas não há segredo nenhum, para além da genuinidade dos produtos e do elogio consensual das obras de requalificação por parte dos 300 operadores".

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010