Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 20 de junho de 2016

1610 idosos vivem sozinhos ou isolados no Distrito de Setúbal

Setúbal é o sétimo distrito do País com menos idosos a viverem sozinhos

O distrito de Setúbal é um dos seis de Portugal que contrariam a tendência do aumento de população idosa em maior situação de vulnerabilidade. Ao contrário da tendência de crescimento registada a nível nacional, desde 2011 até esta parte, o número de população idosa que vive sozinha ou isolada diminuiu no distrito de Setúbal, ainda que de forma muito ligeira em relação a 2015. De acordo com a “Operação Censos Sénior 2016”, levada a efeito pela GNR, ao longo do último mês de Abril, em todo o território nacional, foram sinalizados no distrito 1610 idosos, em contraponto com os 1632 identificados no ano anterior. A nível nacional há mais 43 mil idosos a viverem sozinhos.

GNR regista mais de 43 mil idosos a viverem sozinhos 

Entre os 18 distritos de Portugal, Setúbal é o sétimo com menor registo de população idosa a viver isoladamente e/ou sozinha. O distrito sadino, segundo os números apresentados pela GNR, foi ainda um dos seis distritos – a par de Lisboa, Coimbra, Aveiro, Évora e Beja – em que o número de casos sinalizados diminuiu em comparação com 2015.
Desde 2011, ano em que foi realizada a primeira edição da “Operação Censos Sénior”, têm sido sinalizados “mais idosos a viverem sozinhos e/ou isolados ou em situações de vulnerabilidade”: 15 596 no ano 2011; 23 001 em 2012; 28 197 em 2013; 33 963 em 2014; 39 963 em 2015; e 43 322 casos identificados em 2016.
Dos casos sinalizados este ano, adianta a GNR, “26 mil idosos vivem sozinhos; 4626 vivem isolados; 3085 vivem sozinhos e isolados; e 9611 não se enquadram nas situações anteriores, mas em situação de vulnerabilidade fruto de limitações físicas e/ou psicológicas”. A maioria destes idosos são do sexo feminino (28 mil 691).
“Não quer dizer que haja mais idosos [a viver sozinhos e isolados], simplesmente é feita uma melhor referenciação das situações”, afirmou o capitão Ricardo Silva, do Comando Geral da GNR. 

GNR identifica mais de 43 mil idosos a viver sozinhos ou isolados
Destes mais de 43 mil idosos, 26 mil vivem sozinhos - mais 2004 relativamente ao ano passado -, 4626 vivem isolados enquanto que 3085 vivem sozinhos e isolados – números que diminuíram desde 2015. Há ainda 9611 idosos que estão em “situação de vulnerabilidade fruto de limitações físicas e/ou psicológicas”.
Os idosos encaminhados para as entidades competentes triplicaram entre 2015 e 2016: este ano, 864 seniores foram encaminhados para instituições de solidariedade social, enquanto que no ano passado foram 315. Segundo Ricardo Silva, alguns destes idosos tinham “carências alimentares”.
Viseu, Guarda, Vila Real, Beja e Bragança são os distritos onde se registam mais idosos a viver sozinhos. Lisboa, Viana do Castelo, Porto e Coimbra é onde os idosos estão "menos sozinhos".
A GNR realizou ainda ações de sensibilização de modo a que os idosos adotem “comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes”.
Pela primeira vez este ano foi realizado o levantamento das pessoas transportadoras de deficiência, tendo sido sinalizadas 600: 166 vivem sozinhas; 38 vivem isoladas, 33 vivem sozinhas e isoladas; e 363 não enquadradas nas situações anteriores”, concluem os dados apresentados pela GNR.






0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010