Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Colóquio reflete importância do Enoturismo em Palmela

Palmela quer atrair cada vez mais turistas e dinamizar a economia do concelho

No âmbito da 20.ª Mostra de Vinhos em Fernando Pó, no concelho de Palmela, a organização promoveu, no dia 9 de Maio, o Colóquio “Importância do Enoturismo para o desenvolvimento da região”. Dirigido, em especial, aos vitivinicultores e outros profissionais do setor, este momento de reflexão e debate, reuniu um painel de oradores com perspetivas e experiências diversas, no que respeita à valorização do património e da atividade vinícola, associando-os à construção de oferta turística específica para um nicho de mercado cada vez mais significativo. Jorge Humberto, da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa,  abordou a importância do Plano Estratégico do Turismo para a região, referindo que o Enoturismo e o Turismo de Natureza são as principais prioridades do sector turístico para a centralidade Arrábida. "Estamos a trabalhar com os municípios de Palmela, Setúbal e Sesimbra para promover e valorizar este território excecional, e reforçar a sua atratividade turística". 
Fernando Pó recebeu colóquio sobre enoturismo 

Na ocasião, o vereador Luís Miguel Calha deu a conhecer a estratégia de desenvolvimento turístico que o Município tem vindo a concretizar, com o Enoturismo como prioridade. "Este produto turístico reinventa-se todos os dias e, por isso mesmo, estamos a desenvolver novos projetos e mais parcerias. Sublinho a participação na Associação das Rotas de Vinhos de Portugal e a recente criação da Associação Internacional de Enoturismo, como exemplos da aposta do município em atrair cada vez mais turistas, dinamizar a economia do concelho e promover Palmela e os seus excelentes vinhos em todo o mundo", disse o responsável pela pasta do turismo e da cultura no concelho de Palmela.  
Mário Cravidão, do Instituto Politécnico de Setúbal,  apresentou um estudo sobre o perfil do enoturista na região e sublinhou "as condições excelentes do território, para a sua evolução e o papel indispensável do trabalho em parceria", entre entidades públicas e privadas, para atrair turistas.
Jorge Humberto, da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa,  abordou a importância do Plano Estratégico do Turismo para a região, referindo que o Enoturismo e o Turismo de Natureza são as principais prioridades do sector turístico para a centralidade Arrábida. "Estamos a trabalhar com os municípios de Palmela, Setúbal e Sesimbra para promover e valorizar este território excecional, e reforçar a sua atratividade turística", adiantou.
Fátima Silva, da Rota de Vinhos da Península de Setúbal, deu a conhecer o diversificado leque de atividades programadas para 2015, ano que a Rota assinala os 15 anos de existência. "Este projeto continua a evoluir e conta com cada vez mais associados, empenhados na promoção do vinho e do enoturismo. A eleição para a direção da associação da Rota de Vinhos de Portugal representa, para nós, o reconhecimento do trabalho desenvolvido na região". 
Manuela Sampaio apresentou a evolução do conceito de Enoturismo, com a introdução de novas atividades e reafirmou a disponibilidade da ADREPES para continuar a apoiar o desenvolvimento regional.
Por último, José Arruda sublinhou "a união dos municípios em torno da promoção do Enoturismo, na valorização dos seus territórios e dos vinhos portugueses". Aproveitou, ainda, para divulgar a realização da Feira de Vinhos Europeus, a realizar em Oeiras, e o concurso internacional de vinhos La Selezione del Sindaco, que decorrerá, este ano, pela primeira vez, no nosso país, destacou o responsável pela Associação dos Municípios Portugueses do Vinho.

Agência de Notícias




0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010