Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 11 de maio de 2015

CDS-PP quer mais inclusão Social em Almada

CDS-PP propõe colocação de equipamento para crianças portadoras de deficiência nos parques infantis

O CDS-PP apresentou, na sessão da Assembleia Municipal de Almada, uma moção com a finalidade de ser colocado em parques infantis e jardins públicos equipamento e aparelhos adaptados a crianças portadoras de deficiência e mobilidade condicionada. O texto baixou à respetiva comissão para ser analisada e sujeita a outros contributos. Os centristas recordam que, a Convenção sobre os Direitos da Criança, adotada pela Assembleia Geral das Nações Unidas e retificada também por Portugal, no seu Artigo 31º, “reconhece à criança o direito ao repouso e aos tempos livres, tal como o direito de participar em jogos e atividades recreativas próprias da sua idade”.
Centristas defendem brinquedos para todas as crianças em Almada 

O deputado municipal do CDS-PP, António Pedro Maco, sugere que a Câmara Municipal de Almada, em articulação com as Juntas de Freguesia do concelho, "possam encetar todos os esforços adaptando o mobiliário urbano com vista à instalação de equipamento/brinquedos devidamente adaptados nos parques infantis, jardins, praças, parques públicos, ou outros locais devidamente a considerar, que possibilitem às crianças portadoras de deficiências, ou demais cuidados e necessidades especiais, o usufruto do espaço comunitário a que têm direito, em conjunto com as outras crianças e devidamente em segurança", explica o centrista.
António Pedro Maco recorda que, a Convenção sobre os Direitos da Criança, adotada pela Assembleia Geral das Nações Unidas e retificada também por Portugal, no seu Artigo 31º, “reconhece à criança o direito ao repouso e aos tempos livres, tal como o direito de participar em jogos e atividades recreativas próprias da sua idade”.
Estabelece ainda a convenção que os "Estados que façam parte da mesma devem proporcionar às crianças o direito de participar plenamente na vida cultural e artística, tal como adequar em seu benefício as mais diversas formas que promovam os tempos livres, as atividades recreativas, artísticas e culturais em condições de igualdade".
Assim diz António Pedro Maco, “é nessa igualdade que os Estados e demais responsáveis, entre as quais as próprias autarquias, devem proporcionar às crianças com necessidades especiais um ambiente acolhedor, onde as mesmas se possam sentir como parte da comunidade, contribuindo para o seu crescimento emocional estável e equilibrado ajudando a derrubar barreiras e preconceitos”, conclui a nota do CDS-PP de Almada.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010