Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Barreiro promete intervenções em Vila Chã

Autarcas do Barreiro sondaram problemas em Vila Chã 

O presidente da Câmara do Barreiro disse que a reunião das Opções Participadas, na União Desportiva da Vila Chã, foi “marcada por sugestão da autarquia” e considera-as “importantes pois sem elas não teriam a relação humana com as pessoas”, porque, diz ainda Carlos Humberto, “entendem que se não ouvirem os munícipes é impossível gerir um concelho”. Ainda em relação às acessibilidades, o vereador Rui Lopo responsável pelo área do Planeamento, comprometeu-se a realizar um estudo de mobilidade da Vila Chã e assegura que “daqui a uns meses vão estar a discutir essa matéria”. Repavimentação de ruas, manutenção de árvores, pintura de passadeiras, ou a colocação de paragem de autocarro foram algumas das questões colocadas pelos munícipes.
Autarcas do Barreiro atentos aos problemas de Vila Chã 

Carlos Humberto garante que, dentro de pouco tempo, a autarquia “vai passar a tratar 98 por cento dos esgotos do concelho”. O autarca lembrou durante a visita a Vila Chã, que “o sistema está velhíssimo precisa de ser substituído, ao nível das águas e saneamento”, mas “hoje podem dizer que conhecem praticamente tudo”.
O autarca acrescenta ainda que “em relação à circulação rodoviária na Vila Chã, comprometem-se a olhar para o sistema de funcionamento, no seu conjunto” e “daqui a cinco meses vão apresentar uma proposta para a circulação”. Ainda em relação às acessibilidades da Vila Chã, o vereador Rui Lopo responsável pelo área do Planeamento, comprometeu-se a realizar um estudo de mobilidade da Vila Chã e assegura que “daqui a uns meses vão estar a discutir essa matéria”.
Os munícipes apresentaram diversas situações nas Ruas do Alentejo e da Estremadura. Enquanto que na primeira existem árvores de grande porte a precisar de poda, a Rua da Estremadura necessita de ser repavimentada e passar a ter apenas um único sentido de circulação de trânsito.
A vereadora Sofia Martins desafiou os moradores dos referidos locais para uma reunião, no sentido de serem encontradas “as melhores soluções”. A autarca explicou que“cada caso é um caso” e que “este merece uma reflexão para se avaliar qual o tipo de intervenção”.
Quanto à necessidade de repavimentar a Rua Estremadura, Sofia Martins informou que existe no local “um dos coletores mais frágeis desta zona” e “muito sobrecarregado que precisa de uma solução”, por essa razão, tem sido adiada a repavimentação. Contudo, esta rua “está contemplada no plano de repavimentação para este ano”, disse Sofia Martins.
No que diz respeito à pintura das passadeiras na Vila Chã, outro dos temas abordados, Sofia Martins explicou as dificuldades do município, ao nível da diminuição de recursos humanos, e prometeu "que a questão não vai ser esquecida" pelo executivo da Câmara do Barreiro.

Agência de Notícias

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010