Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Alcochete quer classificação da Igreja de São Brás no Samouco

Igreja de São Brás  perto de ser Imóvel de Interesse Público

Na sequência do estudo, valorização e divulgação do Património Arquitectónico e Arqueológico existente no Concelho, a Câmara de Alcochete iniciou o processo para a classificação da Igreja de São Brás, em Samouco, como Imóvel de Interesse Público. Trata-se de um processo, explica a autarquia ribeirinha, que "envolve também a Junta de Freguesia e a Paróquia de Samouco e que visa a classificação de um imóvel singular de relevante valor histórico e cultural e de profundo significado para a memória colectiva da freguesia de Samouco". 
Autarquia quer classificar Igreja de São Brás no Samouco 

Com origem no século XVI, a Igreja de São Brás foi reconstruída no século XVII, de acordo com o estilo barroco, e é um dos exemplos do património artístico religioso melhor conservado, no território outrora administrado pela Ordem de Santiago.
A proposta de classificação da Igreja de São Brás como Imóvel de Interesse Público foi aprovada, por unanimidade, na reunião de Câmara descentralizada, que se realizou a 16 de Dezembro, no Salão da Junta de Freguesia de Samouco.
“Esta proposta constitui o momento primeiro para esta tentativa de classificação da Igreja de São Brás, como Imóvel de Interesse Público, que vai ser objecto da necessária tramitação junto do IGESPAR”, disse Luís Miguel Franco, chefe do executivo municipal de Alcochete, que salientou a articulação muito estreita entre a Paróquia, a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal na preservação da Igreja Paroquial de Samouco.
Os processos de classificação e de fixação da zona especial de protecção (ZEP) da Igreja de São João Baptista, Matriz de Alcochete, da Capela de Nossa Senhora da Vida, também denominada “Capela da Senhora da Vida” (antiga Capela do Espírito Santo) e da Igreja da Misericórdia de Alcochete, sitas na vila de Alcochete, a classificação da Olaria Romana do Porto dos Cacos, sita na Herdade do Rio Frio, como sítio de interesse público  e a fixação da respectica ZEP, constituem outros exemplos de valorização do Património Arquitectónico e Arqueológico Municipal.

Agência de Notícias





0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010