PCP já oficializou festa do Avante no Seixal

Uma festa no epicentro da pandemia no distrito de Setúbal 

A Festa do Avante vai mesmo avançar apesar da pandemia. Esta quarta-feira, o PCP divulgou os nomes que vão atuar na Quinta da Atalaia, no Seixal, entre os dias 4 e 6 de Setembro. Todos os artistas são portugueses ou de países de lusofonia. Da lista fazem parte nomes como Xutos e Pontapés, Mão Morta, Capicua com Lena d'Água, Camané e Mário Laginha, Blasted, o DJ Stereossauro, a fadista Aldina Duarte, Peste e Sida, Costa Neto, de Moçambique, Dino D'Santiago e a caboverdiana Maria Alice. Na edição desta quinta-feira, o Avante, jornal oficial do partido, dedica quatro páginas aos artistas da festa e revelou também os nomes nas redes sociais. O número de infetados com o novo coronavírus no distrito de Setúbal continua a subir. Esta quarta-feira, de acordo com os dados do relatório da Direção-Geral de Saúde, existe um total de 2425 casos positivos, mais 40 que os registados no dia anterior. Seixal, onde se realiza a festa do Avante, é o concelho com mais casos. Almada vem a seguir. 
Avante avança mesmo com a pandemia 

É [quase] oficial. Na região - e no país - as festas populares, tão importantes para as localidades e para a economia local, estão "proibidas" e "adiadas" para 2021, assim como todos os festivais de verão no país devido à pandemia e ao bom senso das autarquias e organizações festivas. Mas o Avante, na Quinta da Atalaia, no Seixal [onde também não há as festas populares deste ano] vai em frente por não ser considerado um festival, mas sim uma ação partidária dos comunistas. 
O Avante, jornal oficial do PCP, publica na sua edição de quinta-feira quatro páginas sobre os artistas da festa que os comunistas continuam a preparar, apesar da pandemia de covid-19, disponibilizando ainda a informação nas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram.
Na página da festa do Avante na Internet são divulgadas as medidas sanitárias para responder ao surto epidémico a quem se deslocar à Quinta da Atalaia, no Seixal, que este ano, segundo o PCP, terá uma área útil de mais 10 mil metros quadrados para os visitantes de forma a cumprir as regras de distanciamento.
São “mais de 30 hectares de espaço verde, de sombras, fruto das centenas de árvores que foram plantadas nos últimos anos” para uma festa que os comunistas querem que seja “uma grande afirmação do estímulo à cultura, à arte, ao desporto, ao convívio, ao lazer, à solidariedade tão necessária à fruição da vida nos dias de hoje”, segundo um comunicado o gabinete de imprensa da festa do Avante divulgado esta quarta-feira.
Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP, tem dito nas últimas semanas que "a vontade" do partido é realizar a festa, mas a sua realização dependerá das circunstâncias, ou seja, da evolução do surto do novo coronavírus até Setembro.
"O PCP tem sempre acompanhado, respeitado aquilo que são medidas de proteção sanitária em todas as circunstâncias. Esta é a garantia que damos", reafirmou Jerónimo de Sousa há uma semana, à margem de um encontro com a Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas na sede do partido, em Lisboa.

Seixal e Almada lideram números da pandemia no distrito 
Do total de 2425 casos positivos, os concelhos do Seixal [onde se realiza a festa] e de Almada continuam a ser os mais fustigados, registando uma subida de 14 e cinco novos infetados, respetivamente.
O número de infetados com o novo coronavírus no distrito de Setúbal continua a subir. Esta quarta-feira, de acordo com os dados do relatório da Direção-Geral de Saúde, existe um total de 2425 casos positivos, mais 40 que os registados ontem.
O município do Seixal, segundo a mesma fonte que não refere o número de recuperados por concelho, conta com 604 casos (+14), e Almada com 593 (+5). Seguem-se o Barreiro com 337 (+2), Moita com 309 (+4), Setúbal com 194 (-4), Montijo com 168 (+5), Palmela com 66 (+2), Sesimbra com 65 (+1) e Alcochete com 28.
A Direção-Geral de Saúde diz ainda que nos concelhos do Litoral Alentejano integrados no distrito de Setúbal se contabilizam  23 em Santiago do Cacém, 20 em Grândola, 10 em Alcácer do Sal e oito em Sines.
Também segundos os dados das autoridades de saúde, o número de vítimas mortais em Portugal devido ao novo coronavírus aumentou para 1.579, mais três óbitos face a ontem, quando estavam contabilizados 1.576.
O número de infetados (casos confirmados) aumentou 0,74 por cento para 42.454, o que representa 313 novos casos em 24 horas.
Na região de Lisboa e Vale do Tejo registaram-se 218 novos casos (contra 188 de terça-feira), o que representa 70 por cento do total de novos casos no país.
Em Portugal, morreram 1.579 pessoas das 42.454 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.
No que diz respeito aos doentes recuperados, existem agora 27.798 casos, mais 293 do que o reportado terça-feira (27.505).
Os dados indicam que dos mais de 42 mil casos confirmados, 503 estão internados em hospitais, o que corresponde a uma subida de 12 face ao dia anterior (491). Os doentes internados representam 1,18 por cento do total de casos reportados e encontram-se no valor mais alto desde 30 de Maio, superando pela primeira vez as cinco centenas desde essa data.
A pandemia de covid-19 já provocou mais de 511 mil mortos e infetou mais de 10,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Agência de Notícias com Lusa

Comentários

  1. O MEU COMENTÁRIO É SIMPLESMENTE NÃO CONCORDO EMBORA SER DE ESQUERDA E VIVER NO MEIO DO VULCÃO ESTE ANO PODÍAMOS PASSAR SEM A FESTA E POR CIMA ESTAMOS NUMA ZONA ONDE O VIRO ESTÁ ATACAR MAIS VÃO APARECER DIGAM QUE TUDO ESTÁ FEITO PARA HAVER SEGURANÇA COM TANTA GENTE NÃO CONSEGUEM DEPOIS FALAMOS QUANDO PASSAREM 15 DIAS A CULPA VAI PARA O PC EU VOU FAZER QUARENTENA 1 A 15 DE SETEMBRO

    ResponderEliminar
  2. Ora bem, não estamos a falar de partidos menores, estamos a falar de um grande partido, responsável e com capacidade para organizar um invento da envergadura da Festa do Avante com todas as condições de conforme o decretado pela DGS, entretanto depois da Festa vamos ver se o Seixal vai ter mais casos do Vírus do que o normal.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário