Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 20 de julho de 2020

IPSS do Seixal acusada de não cumprir normas de segurança

Instituição tem nove doentes com covid-19 e utentes andam sem máscara denuncia a TVI

A Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal está a ser acusada de não cumprir as medidas de segurança impostas pela Direção-geral de Saúde que visam minimizar os contágios de covid-19. O primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus na IPSS, com valências de lar para idosos, creche e apoio domiciliário, foi detetado no dia  11 deste mês disse a TVI. Uma semana depois, o número de infetados já subiu para nove, dois utentes e sete funcionários. No entanto, segundo conta a estação de Queluz, "os idosos continuam a circular pelos corredores da instituição sem máscara, ou qualquer outro equipamento de proteção individual". O Seixal é o concelho mais "infetado" do distrito de Setúbal. Neste domingo contava com 732 pessoas com covid-19.
Foco de infeção começou à uma semana 

O anúncio do primeiro caso de covid-19 foi feito pela própria Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal, através do Facebook. Rapidamente, começaram a surgir críticas às más práticas da instituição, no que diz respeito à prevenção contra a propagação do novo coronavírus.
Às denúncias virtuais juntaram-se os funcionários que relatam casos em que colegas foram obrigados a trabalhar, apesar de apresentarem sintomas de estarem infetados.
O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal denuncia o caso de uma trabalhadora do lar, que "apresentava sintomas de covid-19", mas cumpriu, "na totalidade, o turno da manhã e foi obrigada a reforçar o turno da noite apesar das queixas".
Esta trabalhadora acabou por fazer o teste de despiste e acusar positivo para a presença do novo coronavírus nas vias respiratórias.
A Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal confirmou a existência de nove casos de covid-19 e "garante que todos os outros trabalhadores e utentes testaram negativo".
Nesta IPSS trabalham mais de 100 funcionários, há 56 utentes e o apoio domiciliário é dado a 140 pessoas.
O Seixal é o concelho mais "infetado" do distrito de Setúbal. Registou, este domingo, 732 pessoas com covid-19.
De acordo com o boletim, desde o início da pandemia até hoje registam-se 48 mil 636 casos de infeção confirmados e 1689 mortes.
Em termos percentuais, nas últimas 24 horas, o aumento de óbitos subiu para 0,3 por cento (passou de 1.684 para 1.689) e o de casos confirmados baixou para 0,5 por cento (de 48.390 para 48.636).
Lisboa e Vale do Tejo é a região onde o aumento dos casos continua a ser mais significativo, contabilizando 87 por cento dos novos casos, com 214 dos 246 contabilizados.
Foi também na zona de Lisboa que ocorreram os cinco casos mortais registados nas últimas 24 horas: quatro dizem respeito a pessoas com pelo menos 80 anos e o quinto caso refere-se a um infetado na faixa etária entre os 70 e os 79 anos.
Segundo o boletim, diminuiu o número de pessoas internadas, assim como em cuidados intensivos, e há mais 216 pessoas recuperados nas últimas 24 horas.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010