Dá um Gosto ao ADN

terça-feira, 16 de junho de 2020

Pandemia está "estável" no distrito de Setúbal

Principais focos de contágio da covid-19 foram controlados. Distrito tem 1896 pessoas infetadas

A evolução da situação epidemiológica no distrito de Setúbal é favorável e os focos de contágio, identificados há cerca de três semanas, já foram contidos, afirmou esta segunda-feira a ministra da Saúde. "A incidência tem-se mantido relativamente constante e decrescente, os focos que tínhamos em determinados agregados populacionais estão absolutamente contidos e controlados", sublinhou Marta Temido, durante a habitual conferência de imprensa sobre a covid-19 em Portugal, que deixa agora de ser diária e passará a ter sessões por semana. No final do mês de Maio, o distrito de Setúbal era o segundo com mais novos casos de covid-19, com focos de contágio identificados na zona do Seixal e de Almada que, ainda assim, são os casos mais "problemáticos" do distrito que regista, esta segunda-feira, 1896 casos positivos do novo coronavirus. 
Apesar da subida, o surto estagnou na região 


Segundo as últimas informações divulgadas pela Direção-Geral da Saúde, o distrito de Setúbal registava na segunda-feira 1896 casos positivos de covid-19, mais 11 comparativamente aos dados publicados no dia anterior. 
Os valores anunciados demonstram que Almada e Seixal têm novamente o mesmo número de infetados, sendo estes os concelhos com mais casos confirmados. Assim, Almada regista 502 casos (+5), assim como o Seixal (+2). Em seguida surge o Barreiro, com 271 (+1), e a Moita, com 202 (+1).
O Montijo regista os mesmos 192 casos, seguido de Setúbal, que apresenta mais 1 infetado, estando com um total de 127 casos. Já Sesimbra conta com 48 portadores da nova pandemia (+1), enquanto Palmela mantém os 40 casos, assim como Alcochete mantém os 25. 
A sul do distrito, no Litoral Alentejano, Santiago do Cacém tem 19 pessoas doentes. Os concelhos com menos doentes por covid-19 continuam a ser Grândola, que estagnou nos 11 e Alcácer do Sal, nos nove doentes. Sines, o último concelho do distrito de Setúbal a surgir no relatório de situação, tem atualmente seis casos.

Ministra diz que situação do distrito está controlada 
Em relação aos concelhos do distrito de Setúbal, e questionada sobre a situação epidemiológica nesta zona em concreto, a ministra da Saúde quis "deixar uma mensagem de grande tranquilidade", afirmando que a situação está controlada.
Marta Temido falou também sobre a situação na região de Lisboa e Vale do Tejo, referindo-se a surtos identificados durante a semana passada em alguns lares de idosos onde a situação está igualmente contida.
"Neste momento, todas as estruturas residenciais para idosos têm a sua situação relativamente controlada. Na semana passada referíamos que havia, por exemplo, oito instituições em Sintra que nos suscitavam preocupação, e estas instituições não têm novos casos", precisou.
A ministra da Saúde confirmou, no entanto, duas situações que estão, atualmente, a merecer maior atenção por parte das autoridades de saúde, no Norte e Centro.
"De qualquer forma, importa sublinhar que os lares onde são detetados casos são lares onde não há visitas", ressalvou, explicando que a suspensão das visitas é novamente imposta sempre que são detetados novos casos, e que as medidas necessárias de realojamento, concertadas com a Segurança Social e as autarquias, continuam a ser implementadas.
Sobre a situação concreta dos lares de idosos, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, aproveitou também para reforçar que estas instituições merecem uma atenção especial das autoridades de saúde, que intervêm "ao mínimo alerta".
"Também aqui é muito importante que o próprio lar, se detetar uma situação que seja minimamente suspeita, dê imediatamente o alerta para se fazer testes, encontrar positivos e tomar as medidas necessárias", afirmou Graça Freitas.
Portugal regista 1520 mortes relacionadas com a covid-19, mais três do que no domingo, e 37.036 infetados, mais 346, segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. 
Na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se tem registado o maior número de surtos, a pandemia de covid-19 atingiu os 15.128 casos confirmados, mais 300 do que os 14.828 registados no domingo. O número de pessoas recuperadas encontra-se nas 22 852 (+183). 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010