Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Libertado padrasto que violou enteada em Palmela

Violou e abusou de enteada durante dois anos e está com pulseira eletrónica

A Judiciária deteve, em Setúbal, um homem, de 42 anos, suspeito de ter violado e abusado sexualmente, durante dois anos, da filha da companheira em Brejos do Assa, no concelho de Palmela. Em comunicado a PJ salienta que, nos últimos dois anos, "o presumível autor, casado com a mãe da vítima, se aproveitou do ascendente e da relação de dependência inerente aos laços de familiaridade e coabitação, para a sujeitar a diversas práticas sexuais abusivas". Foi a própria mãe da menor que resolveu ficar alerta e apanhou o marido em flagrante esta semana. Foi presente a um juiz e já saiu em liberdade com pulseira eletrónica e obrigação de deixar a casa da vítima.
Homem terá violado menor durante dois anos

Um socorrista de uma organização de Setúbal, de 42 anos, foi detido pela Polícia Judiciária por abusos sexuais continuados à enteada, agora com 17 anos, filha da companheira que é bombeira.
Segundo a vítima, os crimes de abuso sexual começaram quando a menor tinha 15 anos e aconteciam na casa do casal, em Brejos do Assa, Palmela.
Foi a mãe da menor que, desconfiada de alguns comportamentos do companheiro para com a filha, resolveu ficar alerta e apanhou o marido em flagrante.
A semana passada, numa tarde de calor, a bombeira saiu da piscina onde estava com a filha mais nova para procurar a jovem e encontrou o companheiro, dentro de casa, em atos sexuais com a adolescente.
Detido pela PJ de Setúbal e levado a juiz, ficou sujeito a apresentações diárias às autoridades, obrigação de deixar a residência e uso de pulseira eletrónica para não se aproximar da vítima.

Agência de Notícias

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010