Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 11 de março de 2020

Instituto Egas Moniz em Almada suspendeu as aulas

Suspensão das aulas como medida preventiva durante 14 dias

O Instituto Egas Moniz, em Almada, suspendeu, esta terça-feira, as atividades letivas como medida preventiva devido à epidemia de COVID-19, uma vez que não existem casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus na instituição, adiantou a direção. Em resposta à Lusa, o Egas Moniz - Cooperativa de Ensino Superior, que integra o Instituto Universitário Egas Moniz e a Escola Superior de Saúde Egas Moniz, confirmou que a direção, “como instituição de ensino na área da saúde, decidiu preventivamente e temporariamente suspender apenas as atividades letivas”. O último balanço dá conta de 41 casos [na terça-feira ao início da noite] por infeção pelo novo coronavírus em Portugal e um total de 335 casos suspeitos desde o início da epidemia, 83 dos quais ainda a aguardar resultados laboratoriais.
Instituto "mandou alunos para casa" durante duas semanas

As informações foram primeiro avançadas pelas associações académicas das duas escolas da instituição, que referem o encerramento por 14 dias a partir desta terça-feira, 10 de Março.
Questionado pela Lusa, o instituto Egas Moniz aponta a suspensão das aulas como medida preventiva.
Na mesma nota o Egas Moniz confirma o adiamento de “todas as atividades curriculares e extracurriculares que não tenham um caráter eminentemente letivo, tais como congressos, reuniões científicas e eventos culturais e lúdicos” da sua responsabilidade, “mantendo em funcionamento todas as restantes atividades”.
“Informamos que até ao momento não temos qualquer registo de suspeita ou confirmação da doença”, acrescenta-se.

Portugal com 41 casos confirmados
O último balanço dá conta de 41 casos [na terça-feira ao início da noite] por infeção pelo novo coronavírus em Portugal e um total de 335 casos suspeitos desde o início da epidemia, 83 dos quais ainda a aguardar resultados laboratoriais.
Mantém-se em 41 o número de pessoas infetadas com o coronavírus em Portugal, anunciou esta terça-feira ao final da tarde a ministra da Saúde, Marta Temido. O doente que inspira maiores cuidados registou melhoras nas últimas 24 horas.
“À data atual há um doente que inspira maior cuidado, mas importa sublinhar a evolução positiva que teve”, disse Marta Temido, em conferência de imprensa conjunta com a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.
De acordo com o último balanço oficial, há 335 casos suspeitos, 83 a aguardar o resultado das análises e 667 em vigilância por parte das autoridades de saúde.
Com um total de 27 casos confirmados, a região Norte é a mais afetada pelo surto do novo coronavírus em Portugal. Seguem Lisboa e Vale do Tejo, com 10 casos, e a região Centro e o Algarve com dois casos, cada.
Mantém-se encerradas as escolas de Portimão e Amadora e as restrições em Felgueiras e Lousada, adiantou a ministra da Saúde. A epidemia de COVID-19 foi detetada em Dezembro e desde então foram infetadas mais de 110 mil pessoas, mas a maioria já recuperou. A doença provocou até ao momento cerca de 3800 mortos em todo mundo.

Agência de Notícias com Lusa 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010