Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 20 de março de 2020

AMI cede tendas para triagem ao Hospital de Setúbal

Duas tendas para triagem de doentes Covid-19 chegam esta quinta-feira ao hospital São Bernardo 

A Assistência Médica Internacional (AMI) vai reforçar a resposta hospitalar do Serviço Nacional de Saúde com a cedência ao Hospital de Setúbal de duas tendas para triagem de casos suspeitos de Covid-19, anunciou a instituição em comunicado. "Com o objetivo de contribuir para o reforço da resposta hospitalar em Portugal, a AMI vai ceder e montar esta quinta-feira, no Hospital de Setúbal, duas tendas para triagem de utentes suspeitos ou infetados com Covid-19", lê-se no comunicado. Em Setúbal, segundo noticiou o jornal O Setubalense, há três casos confirmados de coronavírus no hospital de São Bernardo. 
AMI ajuda hospital de Setúbal 

Segundo o gabinete de imprensa da AMI, a contribuição da instituição é apenas logística, com a cedência e montagem das tendas, acedendo a um pedido do Hospital São Bernardo, ficando a unidade hospitalar responsável por colocar os profissionais de saúde e material médico a utilizar na triagem.
O Hospital de São Bernardo também tem vindo a intensificar a resposta a possíveis casos de contágio, tendo, desde domingo, alargado o espaço de trabalho com uma tenda de campanha da Cruz Vermelha e com aproveitamento da área identificada como sendo do antigo SADU, que atualmente já prestava apoio ao Serviço de Urgência Geral.
Em Setúbal, segundo noticiou o jornal O Setubalense, há três casos confirmados de coronavírus no hospital de São Bernardo. Além de um homem cuja situação já era conhecida desde o fim de semana, houve mais duas mulheres infetadas no principio desta semana, confirmou José Luís Bucho, Coordenador do Serviço Municipal de Protecção Civil e Bombeiros de Setúbal.
Ao mesmo jornal José Luís Bucho, disse que "antes de estarmos fixados em contabilizar infetados devemos preocupar-nos com o bem-estar uns dos outros e louvar o trabalho dos nossos profissionais de saúde que muito estão a fazer para controlar esta epidemia e dar a devida assistência a todas as pessoas".

Setúbal em alerta total 
Médicos, enfermeiros, auxiliares, PSP, GNR, Protecção Civil, Bombeiros. Todos estão "a trabalhar em conjunto para salvaguardar as populações", defende o comandante, acrescentando que “é muito importante a população não esquecer a sua parte e atuar com civismo, sem cair em alarmismos exagerados e acções desmedidas como os actos de egoísmo a que se têm assistido nos supermercados”.
Lembra José Luís Bucho que a "comida não vai acabar e só estão a dificultar a vida de quem tem menos recursos financeiros e fica com poucas opções".
A Assembleia da República aprovou a declaração de estado de emergência em Portugal proposta pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para tentar reduzir a propagação da Covid-19.
O projeto de decreto prevê que o estado de emergência vigore por 15 dias, como previsto na lei, e contempla a possibilidade de confinamento obrigatório compulsivo em casa ou em estabelecimento hospitalar e restrições à circulação na via pública, a não ser que seja justificada, nomeadamente por razões profissionais, de saúde, assistência a terceiros ou abastecimento de bens e serviços.
Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde, elevou quarta-feira o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para quatro.
Dos casos confirmados, 553 estão a recuperar em casa e 89 estão internados, 20 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos.
O boletim divulgado pela Direção-Geral da Saúde assinala 5.067 casos suspeitos até quarta-feira, dos quais 351 aguardavam resultado laboratorial. Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram.

Agência de Notícias

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010