Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Sines espera atingir os 20 mil habitantes esta década

Há vários projetos de milhares de milhões previstos para esta cidade do litoral alentejano

Este crescimento, caso se confirme, irá duplicar a população da cidade, ao mesmo tempo que inverte a curva demográfica negativa que afeta o Alentejo Litoral. Segundo avança o Público, este aumento de população está relacionado com o aumento de emprego gerado pelos diversos investimentos de milhares de milhões de euros que estão preparados para o concelho do Litoral Alentejano. Publicamente já foi anunciado o investimento de 1,2 mil milhões de euros no Porto de Sines, com a expansão do Terminal XXI, a construção do Terminal Vasco da Gama. Outro investimento na ordem dos mil milhões, prende-se com o alargamento da refinaria de polímeros da Repsol. A instalação do cabo submarino de fibra ótica entre Portugal e o Brasil e o terminal de hidrogénio, representam mais 600 milhões de euros de investimento.
Autarca de Sines prevê duplicar população 

A população da cidade de Sines deverá duplicar nos próximos anos, à boleia do investimento de milhares de milhões que está a ser feito naquela zona. Para dar resposta ao 'boom' que se avizinha, a autarquia adianta estar já a preparar uma estratégia local de habitação. Entre os vários projetos previstos estão a expansão do Terminal XXI no Porto de Sines – num investimento de 1,2 mil milhões –, a construção do Terminal Vasco da Gama ou ainda o alargamento da refinaria da Repsol.
Mas há mais investimentos que prometem animar aquela região, nomeadamente a instalação do cabo submarino de fibra óptica entre Portugal e o Brasil, no valor de 170 milhões, ou ainda a criação do terminal de hidrogénio. Este último será, de acordo com as declarações do presidente da Câmara, Nuno Mascarenhas, ao Público, o mais revolucionário. "O projeto implica a instalação de centrais de produção de energia solar, construção de um gasoduto para abastecimento do país, entre vários outros equipamentos", disse o autarca.
Segundo as estimativas do autarca, a população “pode chegar aos 20 mil habitantes no espaço de dez anos”, caso a evolução recente destes grandes projetos “se mantiver”. A expansão da refinaria da Repsol Polímeros está praticamente confirmada, assim como a instalação do cabo submarino Ellalink-Sinestech, que vai ligar Sines a Fortaleza [Brasil], e que se encontra apenas pendente da decisão da Agência Portuguesa do Ambiente para avançar. A estratégia local de habitação já está, de resto, a ser preparada
O autarca espera também uma 'boom' na criação de emprego, com efeitos demográficos nos concelhos vizinhos. “Estou em crer que os concelhos que saibam aproveitar este boom de novas empresas para a região terão tudo a ganhar, uma vez que viver a 20 quilómetros de distância é indiferente, desde que as pessoas tenham o seu posto de trabalho garantido. Isso dependerá muito da visão que os autarcas tiverem”, referiu o responsável ao jornal.

Agência de Notícias 

0 comentários:

Publicar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010