Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Encontro de Culturas Ribeirinhas na Moita

Preservação do património e construção naval tradicional em destaque este fim de semana

A edição de 2019 do Encontro de Culturas Ribeirinha realiza-se de sexta-feira a domingo, em vários locais do concelho da Moita. "Evidenciar e reafirmar a história singular de uma terra que cresceu com o rio e se projeta no Tejo" é um dos objetivos deste IV Encontro que destaca, explica a autarquia, "a importância da preservação do património cultural imaterial e da construção naval tradicional em madeira, constituindo-se como mais um elemento para a afirmação do projeto municipal 'Moita Património do Tejo'". Uma visita guiada ao percurso interpretativo do Estaleiro Naval de Sarilhos Pequenos e passeios a bordo das embarcações tradicionais no Cais da Moita fazem também parte do programa. A Câmara da Moita mantém-se dedicada a preparar uma candidatura da construção tradicional naval, no estaleiro de Sarilhos Pequenos, a património imaterial da Unesco.
Moita mostra o melhor da cultura ribeirinha 

A preservação do património cultural imaterial e da construção naval tradicional em madeira está encastrada na história da Moita e a sua ligação ao Tejo. Esta é a base para o IV Encontro de Culturas Ribeirinhas no concelho.
Vários locais do concelho da Moita vão receber mais uma edição do Encontro de Culturas Ribeirinhas. É já esta sexta-feira, até domingo, e o objetivo é “evidenciar e reafirmar a história singular de uma terra que cresceu com o rio e se projeta no Tejo”, refere nota da autarquia.
O IV Encontro que destaca a importância da preservação do património cultural imaterial e da construção naval tradicional em madeira, “constitui-se como mais um elemento para a afirmação do projeto municipal “Moita Património do Tejo”, acrescenta o mesmo documento.
Com um programa diversificado, esta edição do Encontro de Culturas Ribeirinhas, destaca a exibição de um documentário sobre o trabalho dos centros náuticos na preservação das embarcações tradicionais do Tejo e o colóquio sobre a construção naval tradicional em madeira e a preservação do património cultural imaterial.
Neste colóquio participam convidados estrangeiros, de diversos especialidades e investigadores, dedicados à construção naval tradicional, e de vários municípios que desenvolvem também projetos nesta área.
Está ainda agendada uma visita guiada ao Percurso Interpretativo do Estaleiro Naval de Sarilhos Pequenos e passeios a bordo das embarcações tradicionais no Cais da Moita fazem também parte do programa.
O Encontro é organizado pela Câmara da Moita, em colaboração com a Associação de Desportos Náuticos Alhosvedrense “Amigos do Mar” – Associação Naval Sarilhense, Centro Náutico Moitense, Secção Náutica do Beira Mar Futebol Clube Gaiense e Instituto de Dinâmica do Espaço da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Moita candidata barcos típicos do Tejo a património mundial
A Câmara da Moita mantém-se dedicada a preparar uma candidatura da construção tradicional naval, no estaleiro de Sarilhos Pequenos, a património imaterial da Unesco. Esta é uma iniciativa desenvolvida no âmbito do projeto “Moita Património do Tejo”, através da qual a autarquia espera associar um conjunto de iniciativas e acções que incentivam a visibilidade e valorização das actividades ribeirinhas. De acordo com a autarquia, o projeto "está a decorrer e a sua conclusão está prevista para o final deste ano”.
A candidatura das técnicas de construção e reparação das embarcações tradicionais do Estuário do Tejo a património imaterial, está a ser preparada desde Junho de 2018.  Rui Garcia, presidente da Câmara Municipal, explica que  a candidatura a Património da Humanidade tem como objetivo proteger a construção naval tradicional do Tejo, mas também o próprio rio.
Uma estratégia que Rui Garcia destaca como “fundamental para promover e dar a conhecer o território da Moita e apresentar todo o seu potencial de desenvolvimento”.
Na apresentação da candidatura, Rui Garcia, afirmou estar convicto de que este projeto será “um contributo de grande importância para a salvaguarda das embarcações tradicionais do Estuário do Tejo, enquanto património vivo, não só do concelho da Moita, mas de toda a região”, acrescentando ainda que é o passo seguinte do caminho iniciado há três décadas pela Câmara da Moita, “o caminho da recuperação do Tejo, de salvaguarda do seu património e de regresso à vivência do Rio como fator de desenvolvimento social, ambiental e económico do concelho, da região e do país”.
Rui Garcia revelou também que é no concelho da Moita que se mantém vivo um elemento fundamental para a continuidade dos barcos típicos do Tejo: o último estaleiro de construção naval em madeira do Estuário do Tejo e um dos últimos do país, o Estaleiro Naval de Sarilhos Pequenos, do Mestre Jaime Costa.
“Os barcos típicos do Tejo não sobreviverão ao desaparecimento do conhecimento e dos meios para a sua construção e manutenção. Os barcos de maior porte não dispensam a existência de um estaleiro, devidamente apetrechado de saberes e de meios”, explicou o autarca, referindo ainda que “a idade avançada dos artífices que trabalham no estaleiro e o facto de não se ter até agora conseguido atrair e fixar trabalhadores mais jovens, colocam em risco eminente a continuidade da atividade do estaleiro, ou seja, a continuidade da atividade dos barcos típicos do Estuário do Tejo. Por isso, esta urgência convoca-nos a todos para que mobilizemos esforços e encontremos caminhos para a sua salvaguarda”. 

Programa
25 de Outubro – sexta-feira

Moita – Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça - Auditório Maestro Lopes Graça
21h15 - Abertura do IV Encontro de Culturas Ribeirinhas

21h30 - Exibição do documentário “A Construção Naval Tradicional e os Estaleiros das Associações Náuticas do Concelho da Moita”

22h15 - Colóquio “As Associações Náuticas e a Preservação do Património Cultural Flúvio-Marítimo”

26 de Outubro – sábado
Alhos Vedros – Moinho de Maré da Azenha
9h30-17 horas - Colóquio “A Construção Naval Tradicional em Madeira e a Preservação do Património Cultural Imaterial” (clique para conhecer o Programa e efetuar a sua inscrição)

27 de Outubro – domingo
Sarilhos Pequenos – Estaleiro Naval de Sarilhos Pequenos
10h- Visita ao Percurso Interpretativo do Estaleiro Naval de Sarilhos Pequenos

11h30 - “O Estaleiro Naval de Sarilhos Pequenos e a Preservação da Arte de Carpintaria Naval Tradicional, uma conversa com o Mestre do Estaleiro”

Moita – Cais da Moita
14h30 - Apresentação da exposição dos painéis interpretativos “Moita Património do Tejo”, do Cais da Moita

15h - Visita à exposição de embarcações tradicionais no ancoradouro do Cais da Moita

15h30 - “Passeios a bordo” nas embarcações tradicionais do Tejo

17h - Encerramento

Agência de Notícias 
Leia outras notícias do dia em 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010