Dá um Gosto ao ADN

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Arte urbana alinda 'a Nossa Casinha' em Setúbal

Alameda das Palmeiras tem mais um mural de arte urbana 

A Alameda das Palmeiras, na zona da Bela Vista, em Setúbal, volta a ser tela de arte urbana, com a criação de um mural na empena do edifício de A Nossa Casinha, polo educativo e lúdico para crianças, jovens e idosos.  Produzida por fases na técnica de graffiti, a pintura, com assinatura da associação artística Riscas Vadias, ocupa toda a empena lateral do edifício da A Nossa Casinha, polo educativo de apoio escolar e atividades lúdicas destinadas a combater o isolamento da população sénior.
Arte urbana alastra na zona da Bela Vista 

Um retrato de duas crianças sentadas, uma rapariga sorridente a folhear um livro e um rapaz a brincar com peças lego, transforma A Nossa Casinha, polo de desenvolvimento de atividades destinadas essencialmente a crianças, jovens e idosos, num espaço mais acolhedor e dinâmico.
A obra, que utiliza perto de uma centena de latas de tinta cedidas pela Câmara de Setúbal e pela Associação Riscas Vadias, "foi pensada pela Comissão de Moradores de Nossa Casinha e, posteriormente, apresentada e aprovada na sessão plenária do 4.º Encontro de Moradores Nosso Bairro, Nossa Cidade", diz a Câmara de Setúbal.
Com cem metros quadrados de área, a nova tela de arte urbana junta-se aos nove murais criados em 2017 na Alameda das Palmeiras, no âmbito do Cara ou Coroa – Street Art Festival, evento que desafiou artistas portugueses e estrangeiros na pintura de fachadas daquele bairro da cidade.
"Os murais pintados em empenas e fachadas de edifícios selecionados da Alameda das Palmeiras abordam diferentes temáticas, desde a relação intergeracional, natureza e igualdade à multiculturalidade própria do programa Nosso Bairro, Nossa Cidade, em desenvolvimento nos cinco bairros da área da Bela Vista", explica a Câmara sadina.
De destacar que, ao longo dos quatro dias, os moradores participam ativamente no apoio ao trabalho e o público tem a possibilidade de acompanhar de perto a intervenção da associação Riscas Vadias.
Instalada num rés do chão com quatro divisões, cedido pela Câmara Municipal aos moradores da Alameda das Palmeiras, A Nossa Casinha afirma-se como um polo de concentração de diferentes valências culturais e sociais, gerador de novas dinâmicas para os residentes.
"A par das atividades realizadas com regularidade junto de crianças e jovens, uma das zonas de convívio existentes no espaço é destinada aos idosos, a ações na área da saúde e a reuniões de moradores. Tudo isto sob a responsabilidade dos munícipes, com o apoio da autarquia", sublinha a Câmara de Setúbal.

Agência de Notícias com Câmara de Setúbal 
Leia outras notícias do dia em 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010