Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Fundo do Crédito Agrícola compra Montijo Retail Park

Grupo português resgata espaço comercial da cidade das mãos dos alemães 

Dez anos depois, o Montijo Retail Park voltou a mudar de mãos. O espaço comercial localizado no Pau Queimado, Afonsoeiro, e na zona onde é suposto nascer o novo aeroporto, foi comprado pelo fundo imobiliário aberto CA Património Crescente, do Crédito Agrícola, à alemã Commerz Real - que era dona do ativo desde 2009. Os valores do negócio não foram divulgados, mas alguns jornais de economia escrevem que terão rondado os 15,5 milhões de euros. As principais marcas presentes no retail, é a Conforama, de artigos para casa e jardinagem, a Leroy Merlin, a britânica Sports Direct e a empresa de móveis portuguesa Espaço Casa.
Retail Pak comprado por fundo português 

O Montijo Retail Park, que soma 17.700 metros quadrados de espaço de comércio e 803 lugares de estacionamento, abriu as portas ao público em Maio deste ano, depois de cerca de uma década fechado.
O valor da operação agora fechada não foi revelado pelas partes envolvidas, mas no mercado fala-se que rondou os 15,5 milhões de euros, segundo escreve o ECO, o que corresponderá a cerca de metade do que pagou a Commerz Real pelo imóvel em 2009, com base na informação, por sua vez, publicada pelo PropertyEU.
A diferença, de acordo com fontes ouvidas pelo ECO, é explicada pela expetativa que existia nessa época quanto à valorização dos retail park - sendo que do Montijo só agora começou a funcionar, num momento em que o mercado imobiliário se está a valorizar na zona devido ao projeto do aeroporto.
A crise que atingiu a economia portuguesa travou o investimento dos retalhistas e o centro comercial não conseguiu atrair lojistas, permanecendo como um "elefante branco" à entrada da cidade do Montijo. 
Ao Jornal de Negócios, David Lopes, "partner" e consultor no departamento de investimento da Cushman & Wakefield, indicou que a consultora imobiliária "desafiou o proprietário, no ano passado, a relançar o retail park face ao interesse e apetência que constatámos existir por aquela área".
"Abordámos retalhistas que complementassem a oferta já existente naquela zona, primeiro as lojas âncora e depois outras marcas para espaços mais reduzidos, até conseguirmos a ocupação total", disse ao jornal.
A consultora apostou na reconversão do "layout" do retail park, reduzindo o número de lojas para metade e criando espaços comerciais de maior dimensão, correspondendo ao que era solicitado pelos potenciais locatários.
E, referiu, a possibilidade da abertura do aeroporto no Montijo foi "um fator extra, embora não o mais importante, para atrair as marcas". Essencialmente é "um fator que poderá gerar mais valor no futuro caso se venha a concretizar", acrescentou.
Com uma área bruta locável de 17.700 mil metros quadrados (m2), o retail park conta como principais lojas a Conforama, a Leroy Merlin e a Sports Direct. As outras insígnias presentes no centro comercial são o Espaço Casa, o Calçado Guimarães e o Ginásio Be-Fit. O Montijo Retail Park conta ainda com 803 lugares de estacionamento.
O outro grande espaço comercial do Montijo, o agora Alegro Montijo e antigo Forum Montijo, também mudou de mãos recentemente. No ano passado, a Ceetrus, braço imobiliário do grupo Auchan, comprou o centro comercial da cidade juntamente com o Forum Sintra, agora Alegro Sintra, e o Sintra Retail Park. A operação envolveu um montante global de 411 milhões de euros.


0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010