Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Fábrica de Palmela reativa comboio para porto de Setúbal

Autoeuropa vai utilizar comboio para transportar 250 automóveis por dia 

A Autoeuropa reativou na sexta-feira o comboio para transportar veículos produzidos na fábrica de Palmela para o porto de Setúbal, uma solução que permite poupar 400 toneladas de emissões de dióxido de carbono anualmente, explica a fábrica da Volkswagen em comunicado. De acordo com a Autoeuropa, a redução das emissões é de 80 por cento face ao atual transporte por camião. A fábrica de Palmela apresentou, no mesmo dia, o Gigaliner, um camião de três eixos que irá fazer a rota entre a fábrica da Volkswagen em Palmela e um dos seus fornecedores, localizado em Valado de Frades, na Nazaré. O novo veículo permite poupar 70 toneladas de emissões de dióxido de carbono por ano, o que corresponde a "uma redução de cerca de 30 por cento nesta rota", indica a fábrica de Palmela.
Carros voltam a ser transportados de comboio 

Esta reativação da linha ferroviária decorrerá em duas fases: a primeira, até Dezembro deste ano, contará com uma composição para transporte diário de 250 carros, eliminando 32 viagens de camiões; para o próximo ano, está previsto "um aumento para duas composições (500 unidades/dia), o que significa que 68 por cento do volume de produção da fábrica de Palmela será transportado por via ferroviária, com o restante a ser efetuado por transporte rodoviário".
"A ferrovia tem um impacto no ambiente substancialmente menor do que a rodovia e a médio prazo é financeiramente mais competitiva. O futuro da logística terá de ser cada vez mais sustentável, e não tenho dúvidas que este serviço responde a essa realidade", defende Rui Baptista, diretor da área de Logística da Volkswagen Autoeuropa, no comunicado.
A fábrica de automóveis da Autoeuropa, em Palmela, que tem atualmente 5.800 trabalhadores, produziu no ano passado um total de 223 mil 200 unidades dos modelos T-Roc, Sharan e SEAT Alhambra, grande parte dos quais são exportados por via marítima, através do porto de Setúbal.

"Mega-camião" para transportar componentes
A fábrica de Palmela apresentou, no mesmo dia, o Gigaliner, um camião de três eixos que irá fazer a rota entre a fábrica da Volkswagen em Palmela e um dos seus fornecedores, localizado em Valado de Frades, na Nazaré. O Gigaliner é operado pela Torrestir, um dos operadores logísticos com quem a Autoeuropa trabalha.
O novo veículo permite poupar 70 toneladas de emissões de dióxido de carbono por ano, o que corresponde a "uma redução de cerca de 30 por cento nesta rota" de aproximadamente 150 quilómetros, indica a fábrica de Palmela.
Fonte oficial da Autoeuropa referiu que esta aposta se insere numa estratégia do Grupo Volkswagen iniciada em 2016 e que visa "melhorar o desempenho logístico, nomeadamente a performance ambiental".
"Desafiámos a Torrestir para estudar esta possibilidade, analisámos em conjunto, também com o nosso fornecedor MD Plastics para ver se era possível, e acabámos por decidir avançar", refere a mesma fonte. A primeira viagem do Gigaliner deverá ocorrer "na primeira semana de Setembro".
"Dentro de um ano esperamos estender esta solução a outros fornecedores portugueses e talvez a fornecedores espanhóis", refere a diretora da cadeia de abastecimentos e transportes da Volkswagen Autoeuropa, Dinora Guerreiro, em comunicado.
Esta eventual expansão da frota de Gigaliners ao serviço da Autoeuropa poderá ser realizada com outros parceiros logísticos da fábrica de Palmela, indicou ao Negócios fonte oficial da empresa.

Agência de Notícias com Lusa
Leia outras notícias do dia em 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010