Dá um Gosto ao ADN

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Alcácer do Sal apresenta Museu moderno e interativo

Museu Pedro Nunes com 1.400 visitantes desde a reabertura

Cerca de 1.400 pessoas visitaram o renovado Museu Municipal Pedro Nunes, em Alcácer do Sal, no distrito de Setúbal, desde a sua reabertura no início de Abril e após obras de requalificação. Segundo a Câmara de Alcácer do Sal, que considerou o número de visitantes "bastante entusiasmante", o espaço museológico recebeu a visita de 666 turistas, 304 residentes no concelho alentejano e 430 visitas correspondentes a deslocações de índole escolar e pedagógica. O município explica, em comunicado, que, entre o público total, contam-se 1.305 pessoas de nacionalidade portuguesa, sendo as restantes estrangeiras, com destaque para os visitantes oriundos de países como Inglaterra, Espanha, Alemanha, França, Brasil e Itália.
Museu reabriu em Abril passado 

"A faixa etária de maior realce situa-se acima dos 60 anos, seguida pela faixa compreendida entre os 20 e os 40 anos", acrescentou o município do litoral alentejano, que durante o primeiro ano de funcionamento do renovado museu não vai cobrar entradas ao público em geral.
As obras de requalificação do Museu Municipal Pedro Nunes, que esteve fechado ao público durante 12 anos, devido ao seu estado de degradação, permitiram recuperar o núcleo museológico com "a renovação do coro-alto existente" e instalar uma nova rede elétrica e de iluminação interior ambiental.
Financiadas por fundos comunitários, as obras, num montante de 1,5 milhões de euros, tiveram início em Março de 2017 e obrigaram a um "profundo restauro" do edifício da antiga Igreja do Espírito Santo, onde está instalado o museu.
“Numa altura em que praticamente ninguém no país inaugura museus, Alcácer preparou-se para abrir as portas do Museu Municipal Pedro Nunes, que mostra o passado desta terra magnífica visto à luz da modernidade”, disse o Presidente da Câmara de Alcácer do Sal, Vítor Proença, na reabertura do museu. O recurso a aplicações interativas, que facilitem a transmissão do conhecimento e potenciem a experiência do visitante é uma das apostas deste museu. “No fundo, pretende-se que o utilizador sinta que entrou numa viagem no tempo, cujo limite é a sua imaginação”, disse o autarca, que referiu ainda que, a par do material exposto e de um guia em papel da exposição, os visitantes poderão assistir a um vídeo de making-off do museu, uma experiência maximizada que estará em exibição na zona do coro-alto.
O renovado museu, que ostenta o nome do matemático Pedro Nunes, nascido em 1502, em Alcácer do Sal, está localizado na Praça do Município, junto ao rio Sado, antigo porto estratégico para as trocas comerciais.
Os visitantes têm a oportunidade de ficar a conhecer a importância do rio Sado e o desenvolvimento de Alcácer do Sal ao longo de várias épocas, com recurso "a realidade aumentada e conteúdos interativos", sendo, do ponto de vista formativo e educativo, "extraordinariamente importante para a região e para o país", segundo a autarquia.
O museu acolheu, entre 2008 e 2011, um ciclo de escavações a cargo do setor de Arqueologia e Museologia da Câmara de Alcácer do Sal, que deu a conhecer a ocupação humana desde o século IV a.C. até ao século XVIII.

Agência de Notícias com Lusa 

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010