Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Supera vai criar 120 empregos em Setúbal e Barreiro

Cadeia de ginásios espanhola está a investir 16 milhões em equipamentos desportivos nas duas cidades 

A Câmara do Barreiro vai construir um novo complexo desportivo, num investimento de sete milhões de euros que permitirá a criação de 50 postos de trabalho no concelho, anunciou a autarquia. Em comunicado, a Câmara do Barreiro adiantou que o projeto se vai situar junto do campo do Galitos Futebol Clube, no Lavradio, e que "contará com piscinas (interior e exterior), ginásio, SPA e um pavilhão de basquetebol". Segundo a autarquia, o prazo de execução desta obra é de 12 meses, numa parceria entre o município e o grupo espanhol Supera. "Uma parceria que não só muda a imagem de uma das entradas da cidade, como ajuda na fixação da população mais jovem, além do desenvolvimento da atividade económica e da criação de postos de trabalho", disse o presidente da Câmara do Barreiro, Frederico Rosa. Em Setúbal, a cadeia de ginásios espanhola vai abrir o complexo desportivo integrado [em construção na Praça de Portugal] num investimento de nove milhões de euros. O grupo gere mais 30 centros na Península Ibérica e espera criar cerca de 70 empregos, na capital de distrito. 
Grupo espanhol investe na região 

A construção do novo complexo desportivo junto ao campo de futebol do Galitos Futebol Clube vai arrancar em breve, segundo a Câmara do Barreiro. O projecto do grupo Supera inclui na sua estrutura uma piscina interior e exterior, ginásio, SPA e um pavilhão de basquetebol, num investimento de 7 milhões de euros que permitirá criar 50 postos de trabalho no concelho.
Com um prazo de execução de 12 meses, o projecto para a construção do novo Complexo Desportivo do Barreiro, junto ao campo do Galitos Futebol Clube surge após a assinatura de um protocolo entre a Câmara Municipal do Barreiro e o grupo espanhol.
Segundo a autarquia, o resultado desta parceria “não só muda a imagem de uma das entradas da cidade, como ajuda na fixação da população mais jovem, para além do desenvolvimento da actividade económica e da criação de postos de trabalho”, explica Frederico Rosa, presidente da Câmara do Barreiro.
Já o vereador do Planeamento, Gestão Territorial e Equipamentos, Rui Braga, explicou que a empresa "fez o pagamento das taxas de construção", o que significa que nos próximos dias a obra vai começar "com todas as vantagens que resultam do investimento e da criação de postos de trabalho no concelho".
O valor médio para usufruto do complexo desportivo será de 49 euros, por família, uma vez que o empreendimento é direccionado, em grande parte, para o público familiar.
A construção do novo aeroporto no Montijo, a edificação de novas ligações rodoviárias, a localização do território do Barreiro ser central na área metropolitana de Lisboa com 2,82 milhões de habitantes e a proximidade com a cidade de Lisboa estiveram na base desta decisão por parte da Supera, que considerou que o concelho “tem o potencial necessário para um equipamento deste género”.

Supera investe nove milhões cria 70 empregos em Setúbal
Em Setúbal a Supera já deu início à construção de um complexo desportivo, num projecto idêntico do que está a ser desenvolvido no Barreiro.
O futuro Complexo Desportivo Integrado de Setúbal está a ser construído junto à Praça de Portugal e a aposta é que esteja concluído em Novembro deste ano, representando um equipamento que vem reforçar a oportunidade de prática de desporto no concelho.
Este projecto integra cinco novos espaços aquáticos, três cobertos e aquecidos e dois no exterior. E, à semelhança do projecto em eminente desenvolvimento no Barreiro, o complexo de Setúbal terá ainda um spa, sauna, três salas de actividades de grupo e de exercício e musculação.
Inicialmente o Complexo Desportivo Integrado de Setúbal previa apenas uma piscina, à semelhança do projecto previsto para o Barreiro. Contudo, após avaliação foram decididas cinco áreas aquáticas. Pablo Vidan Estevez, director comercial e de expansão do Grupo Supera justifica esta decisão pelo facto de as piscinas serem uma parte importante do complexo.
Segundo o caderno de encargos desta obra, durante todo o tempo da concessão, que tem a duração de 40 anos, deve ser facultado o acesso gratuito às piscinas para a realização de actividades promovidas pela Câmara de Setúbal com alunos das escolas de 1º ciclo do ensino básico e população sénior.
Roberto López Gómez, diretor de comunicação corporativa e marketing da empresa espanhola explica que o novo espaço é para “uso familiar e será um equipamento desportivo de encontro e referência no bairro, bem como um instrumento de gestão da qualidade do meio ambiente, de acordo com a política desportiva municipal”.
Maria das Dores Meira sublinhou que este equipamento, ao reforçar a disponibilidade de instalações para a prática de desporto em Setúbal e “resolver a insuficiência de oferta de piscinas aquecidas no concelho”, será mais “uma importante ajuda” para, no prazo de seis a oito anos, a taxa de prática desportiva regular se fixar nos 60 a 65 por cento.
Outro “aspeto fundamental”, considera, é o facto de dar um “importante contributo para a requalificação e modernização de uma das mais importantes entradas da cidade”, diz a presidente da autarquia sadina.
No total dos dois concelhos, a Supera está a investir 16 milhões de euros e prevê a criação de 120 postos de trabalho.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010