Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 1 de março de 2019

Hotel Mundet ocupa antiga fábrica de cortiça do Seixal

Investimento de 7,5 milhões recupera antiga fábrica de cortiça 

O presidente da Câmara do Seixal, Joaquim Santos, anunciou que vai ser apresentado, no primeiro dia da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), o Hotel Mundet, uma unidade de 84 quartos que resulta da transformação de uma antiga fábrica de cortiça, num investimento de 7,5 milhões de euros. "O hotel Mundet é um investimento de 7,5 milhões de euros feito por privados. Terá 84 quartos, alojamento superior de quatro estrelas, com estacionamento enterrado e um 'rooftop' com restaurante e piscina, mas o que o diferencia é a sua localização e a ligação ao património", avançou Joaquim Santos (CDU). A nova unidade vai localizar-se nas antigas instalações da fábrica de cortiça da Mundet e, por isso, todo o seu conceito "vai ser em torno da cortiça", revelou o autarca.
Hotel Mundet vai nascer à beira Tejo 

"É um produto genuinamente português, somos o maior exportador mundial de cortiça e faz todo o sentido. Foi uma das questões mais importantes para a vitória deste projeto", adiantou o autarca.
Através do procedimento de hasta pública, as empresas vencedoras foram a Marmequer Empreendimentos Turísticos e Imobiliários, que irá explorar o futuro hotel, e a Riverfront, que assegura a construção.
Além da ligação à tradição da cortiça, segundo Joaquim Santos, a Marmequer também pretende promover "a conexão com a cultura e a arte", estando a preparar um projeto relacionado com estas áreas.
É no dia 13 de Março, no primeiro dia da BTL, que o projeto será oficialmente apresentado.
O investimento hoteleiro é uma das prioridades para a Câmara do Seixal e, por isso, a autarquia está a preparar o lançamento de concursos para outros projetos, como a requalificação do palacete da Quinta da Fidalga, para se tornar numa unidade hoteleira, a construção do hotel Quinta da Trindade e ainda outra unidade com porto de recreio na Amora.
De acordo com o autarca, ainda este ano será lançado o concurso para o Hotel Largo dos Restauradores e um porto de recreio com capacidade para 250 barcos.

Autarquia espera captar operadores turísticos na BTL 2019
A exposição do concelho, no distrito de Setúbal, é a grande vantagem do destaque na BTL, segundo o presidente da Câmara do Seixal, Joaquim Santos (CDU), que realçou a importância de despertar o interesse dos operadores turísticos.
“Nós temos os ingredientes, falta alguém que cozinhe um pouco o produto e é isso que procuramos com a BTL, não só a visibilidade interna e externa para os turistas, mas também captar operadores turísticos, que peguem nos grupos e organizem visitas ao Seixal, que potenciem os nossos produtos”, explicou.
O autarca falava a bordo do varino “Amoroso” onde referiu algumas das potencialidades da região, como a “baía de águas calmas com 500 hectares”, o moinho de maré de Corroios com 600 anos, Núcleo Naval da Arrentela com a história das embarcações do rio Tejo ou a tipografia popular, com uma réplica da primeira prensa de Gutenberg.
Já na apresentação da 31.ª edição da BTL, que decorreu na Oficina de Artes Manuel Cargaleiro, também no Seixal, reforçou a “centralidade” do concelho em relação aos principais pontos turísticos, acessos e transportes.
Segundo o presidente, o número de turistas no concelho aumentou nos últimos três anos, contudo, “ainda há muito por concretizar” e é preciso criar mais alojamento, até porque só existe um hotel na região.
Por este motivo, o investimento hoteleiro é uma das prioridades para a Câmara do Seixal, a qual está a preparar a apresentação de outros projetos, como a requalificação do palacete da Quinta da Fidalga, para se tornar numa unidade hoteleira, a construção do hotel Quinta da Trindade e ainda outra unidade com porto de recreio na Amora.
De acordo com o autarca, o pavilhão do Seixal na BTL terá “uma área maior” este ano e contará com a presença de operadores turísticos, náuticos, estaleiros navais, restaurantes e outras associações ligadas ao desenvolvimento turístico.
“Vamos ter um espaço maior, com mais pessoas e mais oferta, até para mostrar a potencialidade que existe no Seixal. É importante que não seja só a câmara a falar, mas também o operador turístico, a senhora do restaurante o operador náutico que trabalham no território e traduzem melhor a realidade dos projetos”, explicou.
O Seixal é o município convidado da BTL 2019, que decorrerá entre 13 e 17 de Março, na Feira Internacional de Lisboa (FIL), no Parque das Nações.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010