Dá um Gosto ao ADN

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Frio com medidas para sem-abrigo em Almada e Setúbal

Bombeiros acolhem sem abrigo em Almada e Setúbal ativou plano de contingência para a vaga de frio 

A Câmara de Almada disponibilizou um espaço no quartel dos Bombeiros Voluntários para servir uma refeição quente e permitir a pernoita dos sem-abrigo durante a vaga de frio, anunciou a vereadora da Intervenção Social, Teodolinda Silveira. Em Setúbal a autarquia ativou o Plano de Contingência Inverno para as Vagas de Frio no concelho para os próximos dias, incidindo em particular na prestação de apoio a pessoas sem-abrigo. No caso da eventualidade de abrigo provisório este será assegurado no Centro Social São Francisco Xavier, da Cáritas Diocesana de Setúbal", sublinha a autarquia sadina. Instituto Português do Mar e da Atmosfera antecipa temperaturas mínimas entre quatro graus negativos e seis graus e máximas que não deverão ir além dos 18 graus em todo o território continental nesta sexta-feira. O "desconforto térmico elevado" deverá estender-se até à madrugada de sábado.
Almada e Setúbal "abrigam" sem abrigo do frio 

"Temos uma equipa da rua diurna a percorrer os sítios onde se encontram habitualmente os sem-abrigo, informando-os de que podem ter uma refeição quente e pernoitar em instalações dos Bombeiros Voluntários de Almada durante a vaga de frio dos próximos dias, na sequência dos avisos da Proteção Civil e do Instituto Português do Mar e da Atmosfera”, disse a vereadora da Câmara de Almada. Segundo Teodolinda Silveira, trata-se de uma resposta pontual, criada no âmbito do Núcleo de Planeamento de Integração de Sem-Abrigo de Almada, que é disponibilizada para os cerca de 60 sem-abrigo do concelho, a exemplo do que já aconteceu no ano passado, em que oito pessoas sem-abrigo pernoitaram no quartel dos Bombeiros Voluntários de Almada. Teodolinda Silveira revelou ainda que os Bombeiros Voluntários já receberam um apoio de 30 mil euros da Câmara de Almada, para obras de beneficiação de um espaço onde será disponibilizada uma resposta permanente para situações de emergência social no concelho.
"Os Bombeiros Voluntários de Almada disponibilizaram-se e, como isto era uma opção prioritária do município para dar resposta a situações de grande degradação social, candidataram-se a um apoio da Câmara Municipal, que já lhes foi concedido, para melhorarem um outro espaço em que será criada uma resposta permanente para pessoas em situação de emergência social", disse.
A autarca lembrou que, atualmente, o município não dispõe de algum espaço para apoiar os sem-abrigo ou outras pessoas em situação de emergência social.
"Quando as obras estiverem concluídas, teremos esta resposta permanente para acolhimento temporário de oito/10 pessoas em situação de emergência social, em articulação com as restantes instituições da rede social", disse Teodolinda Silveira, adiantando que o novo espaço deverá estar concluído "dentro de dois ou três meses".

Setúbal ativa Plano de Contingência
O Plano de Contingência Inverno para as Vagas de Frio no concelho de Setúbal foi ativado para os próximos dias, incidindo em particular na prestação de apoio a pessoas sem-abrigo, na sequência da emissão de aviso de Alerta Amarelo.
"A ação de apoio a sem-abrigo em termos de alimentação, agasalho e, caso haja necessidade, abrigo provisório assenta numa avaliação feita no terreno pela Câmara de Setúbal, através do Serviço Municipal de Proteção Civil e Bombeiros e da Divisão dos Direitos Sociais", diz a autarquia em comunicado.
A intervenção, com especial preocupação nas noites dos dias 11 e 12, nas quais é esperado frio mais intenso, envolve ainda as Subcomissões Permanentes de Ação Social e Sanitária, constituídas por entidades públicas e privadas de interesse público.
"No terreno, as equipas percorrem vários espaços da cidade com vista a avaliar a necessidade de prestação de apoio à população sem-abrigo. No caso da eventualidade de abrigo provisório este será assegurado no Centro Social São Francisco Xavier, da Cáritas Diocesana de Setúbal", sublinha a autarquia sadina.

Vaga de frio até a madrugada de sábado 
A Proteção Civil alertou, esta quinta-feira, para os riscos das temperaturas baixas esperadas nas próximas 48 horas , desde a formação de gelo ao perigo de intoxicações por causa de lareiras e braseiras sem ventilação adequada.
Num aviso à população divulgado ao início da tarde, a Autoridade Nacional de Proteção Civil reitera as previsões mais recentes do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que antecipa temperaturas mínimas entre quatro graus negativos (-4C) e seis graus (6C) e máximas que não deverão ir além dos 18 graus em todo o território continental nesta sexta-feira.
O "desconforto térmico elevado" deverá estender-se até à madrugada de sábado e a Proteção Civil recomenda cuidados especiais com crianças, idosos, doentes crónicos e pessoas sem-abrigo.
As autoridades recomendam que se ventilem as casas em que haja lareiras ou braseiras, que se desliguem os aparelhos de aquecimento durante as horas de sono e, na estrada, a adoção de condução defensiva com atenção a troços com gelo.
Em conjunto com a Direção Geral da Saúde, recomenda ainda que a população se resguarde da exposição prolongada ao frio e mudanças bruscas de temperatura, que se usem várias camadas de roupa e se prefira sopas e bebidas quentes para aquecer em vez de álcool, "que proporciona uma falsa sensação de calor".

Agência de Notícias 



0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010