Dá um Gosto ao ADN

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Desacatos em Setúbal foram reações de “miudismo”

“Temos um orgulho de ser um território multicultural”

O vereador da Proteção Civil na Câmara de Setúbal disse este domingo que os desacatos que têm ocorrido nos últimos dias no bairro da Bela Vista não são reações a “problemas racistas” e sim “miudismo de gente branca”. Carlos Rabaçal discursava na abertura do Roteiro para uma Educação Antirracista, que começou domingo, em Setúbal, e vai decorrer em várias sessões até Junho, dinamizado pela Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal, o qual classificou como “muito oportuno”. O autarca diz que a cidade “tem um orgulho de ser um território multicultural”.
Ataque a autocarro foi o caso mais grave na cidade 


“Os últimos acontecimentos não foram miúdos a reagir a problemas racistas ou violência policial naquela zona, foi uma coisa de ‘miudismo’ de gente branca, miúdos entre os 12 e os 16 anos, que andavam por ali a fazer rebeldia com a polícia”, indicou Carlos Rabaçal.
Após a intervenção policial no bairro da Jamaica, no Seixal, na semana passada, ocorreram vários incidentes no bairro da Bela Vista, em Setúbal, como o lançamento de ‘cocktails molotov’, caixotes do lixo e um autocarro incendiado.
Segundo o vereador, depois destas ocorrências, a autarquia reuniu com os moradores e representantes de cada prédio e “todos condenaram os acontecimentos e afirmaram publicamente que nada parará o processo de reabilitação urbana em que estão envolvidos”.
Carlos Rabaçal admitiu que na Bela Vista existem “problemas com etnias”, mas realçou que estão a ser enfrentados através de um programa que incentiva a participação e envolvimento dos moradores”.
“É preciso colocar cada coisa no seu sítio e se temos problemas com etnias, temos, mas estamos a enfrentar para qualificar. Até porque muitas das coisas mais difíceis que ali temos resultam da dificuldade de vida das pessoas, quer do salário, quer da comida ou da roupa para vestir. Esses problemas têm que ser engrenhados porque a sua resolução atenua um pouco, do nosso ponto de vista, a situação e gera uma vida comunitária mais consistente”, explicou.
Além disso, na visão de Carlos Rabaçal, alguns dos incidentes que ocorrem no bairro acabam por ter mais impacto pela presença de uma esquadra da polícia.
“Nós temos uma ideia de que se não tivéssemos uma esquadra da polícia na Bela Vista, não teria havido nenhum daqueles incidentes, porque estas situações no bairro são sempre de jovens contra a esquadra, com polícia de intervenção na esquadra, mas nunca tivemos ações de grande complexidade, sempre a polícia a defender a esquadra”.
Na ocasião, o vereador lembrou ainda que o distrito e concelho de Setúbal registou a maior redução da criminalidade no país nos últimos anos, apesar dos conflitos da última semana.
“Nós temos uma informação da PSP, o relatório da Segurança Interna, que diz que o crime em Portugal baixou e que foi no distrito de Setúbal que se deu a maior redução, e dentro dele, foi em Setúbal município. Já a esquadra da Bela Vista foi a que mais melhorou os índices de segurança. O projeto comunitário que está em curso, está a criar condições de segurança real”, frisou.
Carlos Rabaçal garantiu ainda que Setúbal não está disponível “para continuar a aumentar o estigma do bairro da Bela Vista”.
“Temos um orgulho de ser um território multicultural”, afirmou.

0 comentários:

Enviar um comentário

Cartão de Visita do Facebook

Anúncios

Se quiser anunciar neste site entra em contato com publicidadeadn@gmail.com
 
ADN-Agência de Notícias | por Templates e Acessórios ©2010